SHOWS

Estrelas em dia de fã

Músicos famosos passeiam pelos repertórios de colegas ilustres no projeto Banco do Brasil Covers

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

daryan dornelles/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Criado há dois anos, com produção e curadoria de Monique Gardenberg, o Banco do Brasil Covers revelou-se um acerto. Não se trata de um festival convencional, com músicos profissionais reproduzindo fielmente o repertório de seus ídolos: as atrações escaladas são tão famosas quanto os homenageados. No ano passado, por exemplo, Maria Bethânia e Lulu Santos rodaram por mais de dez cidades brasileiras interpretando, respectivamente, Chico Buarque e Erasmo Carlos. A terceira edição do projeto, depois de passar por Natal, Recife, Fortaleza e Porto Alegre, se encerra no Vivo Rio. Na sexta (29), os roqueiros Dado Villa-Lobos (ex-Legião Urbana), João Barone (Paralamas do Sucesso), Leoni e Toni Platão celebram os Beatles. No baixo e na direção musical, Liminha completa o time no palco brincando de George Martin, o famoso produtor do quarteto inglês. O programa de clássicos é defendido com a ajuda de convidados responsáveis por divertidos momentos ao vivo nas apresentações anteriores: Paulo Miklos, Marjorie Estiano, André Frateschi e Sandra de Sá. Depois, no sábado (30), o maranhense Zeca Baleiro visita a obra do paraibano Zé Ramalho, enfileirando releituras de hits como Avôhai, Chão de Giz e Vila do Sossego. Para fechar a série, no domingo (1º), Maria Gadú dedica-se a Cazuza (1958-1990), uma de suas maiores inspirações ? a cantora conta que Todo Amor que Houver Nessa Vida e Brasil, entre outras músicas do homenageado, marcaram sua trajetória. Além de canções do Barão Vermelho, estão previstas composições menos conhecidas de Cazuza. 16 anos.

Vivo Rio (2?000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 2272-2901. Sexta (29) e sábado (30), 21h. Domingo (1º), 20h. R$ 40,00 (setor 3) a R$ 140,00 (camarotes A e B e setor 1). Bilheteria: 12h/21h (seg. a qui.); a partir das 12h (sex. a dom.). Estac. c/manbr. (R$ 30,00). IR. www.vivorio.com.br.

Fonte: VEJA RIO