música e teatro

Em show comemorativo, Teatro Mágico volta ao Rio

Celebrando 11 anos de carreira, trupe que mescla música com performances teatrais sobe no palco da Fundição

Por: Rafael Cavalieri

Teatro Mágico
Fernando Anitelli (de cartola): fundador e líder do grupo (Foto: Luiz Rodrigues)

Em franca oposição à indústria fonográfica, o grupo O Teatro Mágico sempre buscou caminhos alternativos, em especial a internet, para levar ao público seu po­p-rock circense — o toque de picadeiro marca presença em clipes e ao vivo, com performances bem teatrais. Tem funcionado: a banda paulista, já há onze anos na estrada, visita o Rio para mostrar o espetáculo O Tudo numa Coisa Só. Boa parte do repertório vem de Grão do Corpo, álbum lançado neste ano.

+ Veja os demais destaques de shows da cidade

O líder da trupe, Fernando Anitelli (voz e violão), à frente de Daniel Santiago (guitarra), Sérgio Carvalho (baixo), Guilherme Ribeiro (teclados), Ricardo Braga (percussão) e Rafael do Santos (bateria), além das artistas performáticas Andréa Barbour e Kátia Tortorella, levam para o palco composições recentes, a exemplo de Mãos aos Desolados, e sucessos anteriores, como Canção da Terra e Pena. Na nova leva, guitarras e teclados sinalizam um estilo mais pop. No visual da trupe, a maquiagem mais leve busca chamar atenção para o principal: a música. 18 anos.

Fundição Progresso (3 000 pessoas). Rua dos Arcos, 24, Lapa,☎ 3212-0800. Sexta (12), 0h. R$ 80,00 (pista, 2º lote). Bilheteria:12h/14h e 15h/20h (seg. a qui.); a partir das 12h e das 15h (sex.).www.fundicaoprogresso.com.br.

Fonte: VEJA RIO