SHOWS

Daniel Binelli, Polly Ferman e Orquestra Petrobras Sinfônica

Ao bandoneón, argentino Binelli apresenta espetáculo Orquestango com a pianista uruguaia Polly Ferman e a Orquestra Petrobras Sinfônica

Por: Lais Botelho - Atualizado em

recomenda-concertos-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Nascido em Buenos Aires há 67 anos, o músico aprendeu muito do que sabe com duas lendas do tango. Integrou a orquestra de Osvaldo Pugliese (1905-1995) por catorze anos, a partir de 1968, e, no fim da década de 80, tocou no sexteto de Astor Piazzolla (1921-1992) ?o pianista Pugliese, um dos pioneiros na modernização do gênero, abriu caminho para a revolução promovida por Piazzolla. Ao bandoneón, Binelli defende com desenvoltura composições dos mestres e temas próprios. Ele, a pianista uruguaia Polly Ferman, com quem já gravou e se apresenta desde 2000, e a Orquestra Petrobras Sinfônica levam o espetáculo Orquestango à Cidade das Artes, no sábado (31) e no domingo (1º). No programa, Five Tango Sensations, Libertango e Fracanapa, de Piazzolla, além de Imagens de Buenos Aires e Homenagem ao Tango, criações de Binelli. El Choclo, clássico maior do precursor Ángel Villoldo, também está na lista.

Cidade das Artes ? Teatro de Câmara (450 lugares). Avenida das Américas, 5300, Barra, ☎ 3328-5300. Sábado (31), 20h; domingo (1º), 11h. R$ 30,00. Bilheteria: 13h/21h (ter. a sex.); a partir das 12h(sáb.); a partir das 11h (dom.).

Canja: na sexta (30), às 16h, Binelli, Polly Ferman e a orquestra realizam ensaio aberto, grátis, na Fundição Progresso

Fonte: VEJA RIO