SHOWS

Antonio Meneses

O violoncelista pernambucano requisitado pelas filarmônicas de Moscou, São Petersburgo e Nova York, e titular do trio Beaux Arts, uma das mais importantes formações de câmara do mundo, toca no Theatro Municipal no sábado (12)

Por: Lais Botelho - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Incentivado pelo pai, o trompista João Jerônimo de Meneses, o menino pernambucano começou a estudar música aos 6 anos e foi longe. Em 1977, bateu quarenta concorrentes e venceu o Concurso Internacional de Munique. Em 1982, já havia gravado com o lendário maestro Herbert von Karajan quando se consagrou em definitivo, ao conquistar a medalha de ouro do prestigiado Concurso Tchaikovsky, de Moscou. Hoje com 56 anos, solista requisitado pelas filarmônicas de Moscou, São Petersburgo e Nova York, entre outras, e titular do trio Beaux Arts, uma das mais importantes formações de câmara do mundo, o violoncelista volta a se apresentar no Theatro Municipal no sábado (12). Ele deixa a cidade suíça de Basileia, onde vive há quase três décadas, para solar no Concerto para Violoncelo em Mi Menor, Op. 85, do britânico Edward Elgar, ao lado da Orquestra Sinfônica Brasileira. Sob a regência de Roberto Minczuck, a OSB completa o programa interpretando, na abertura, Silouans Song, peça do compositor estoniano Arvo Pärt inédita no Brasil, e, no encerramento, a Sinfonia N° 4 em Mi Bemol Maior, a Romântica, do austríaco Anton Bruckner.

Theatro Municipal (2?244 lugares). Praça Marechal Floriano, s/nº, Centro, ☎ 2332-9191, ? Cinelândia. Sábado (12), 20h. R$ 20,00 (galeria) a R$ 840,00 (camarote). Bilheteria: 10h/18h (seg. a qua.); a partir das 10h (qui. a dom.).

Fonte: VEJA RIO