SHOWS

Chick Corea volta ao Rio para apresentar novo projeto

Lendário pianista norte-americano defende ao vivo as sete faixas do disco The Vigil

Por: Rafael Cavalieri - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

O garoto americano nascido em 1941 começou a estudar piano aos 4 anos. Antes de gravar o primeiro LP, Tones for Joan's Bones (1966), tocou com grandes nomes da música de seu país, como o cantor Cab Calloway, o flautista Herbie Mann e o saxofonista Stan Getz. Logo depois da estreia em estúdio, seguiu outro ícone, Miles Davis, por três anos e cinco discos. O virtuosismo, aliado à convivência com tantos craques, deu a Chick Corea a liberdade que é a marca de sua carreira. O mesmo músico que acompanhou a cantora Sarah Vaughan em 1967, ousou no jazz-rock, com o grupo Return to Forever, na década de 70, e compôs música erudita no começo do século XXI volta ao Rio para mostrar um novo repertório, aos 73 anos. Na terça (2), no Vivo Rio, defende ao vivo as sete faixas do disco The Vigil, lançado em 2013. No palco, Corea devaneia sobre sintetizadores e teclados ao lado de Charles Altura (guitarra), Tim Garland (saxofone) e Marcus Gilmore (bateria) - os três que o acompanharam nas gravações -, além do cubano Carlitos Del Puerto (baixo) e do venezuelano Luisito Quintero (percussão). A margem para o improviso é generosa: duas das composições previstas no programa, Portals to Forever e Pledge for Peace, têm mais de quinze minutos de duração cada uma. Na versão original.

Vivo Rio (2?000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 2272-2901. Terça (2), 21h. R$ 120,00 (setor 3) a R$ 300,00 (camarote A). Bilheteria: 12h/21h (seg.); a partir das 12h (ter.). Estac. c/manobr. (R$ 30,00). IR. www.vivorio.com.br.

Pequena turnê: a agenda brasileira do músico, de volta ao país após dois anos, incluiu Ouro Preto, São Paulo e Olinda, além do Rio

Fonte: VEJA RIO