SHOWS

Batucada eletrônica

Com o CD Nossa Onda É Essa!, o trio BossaCucaNova celebra quinze anos caindo no samba

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Em 1997, o trio ganhou forma aproveitando os horários ociosos no estúdio da gravadora Albatroz, de Roberto Menescal. Entre brincadeiras e ensaios, Alex Moreira (teclados), o DJ Marcelinho da Lua e Márcio Menescal (baixo), filho do consagrado músico e dono do negócio, desenvolveram o repertório do BossaCucaNova. A ideia de fundir a escola do banquinho e violão com batidas eletrônicas e samples resultou em um bem-sucedido estilo que flerta com o acid jazz ? Brasilidade, disco do grupo lançado em 2002, chegou a ser indicado ao Grammy Latino. No sábado (29), a vez é do samba, influência assumida no mais novo álbum do projeto surgido há quinze anos. Nossa Onda É Essa! foi gravado com a participação de Martinho da Vila, Maria Rita, Teresa Cristina e Wilson Simoninha, entre outros intérpretes.

Ao vivo no Studio RJ, serão apresentadas versões para músicas como Deixe a Menina, de Chico Buarque, Segure Tudo, pérola resgatada do LP de estreia de Martinho da Vila, e Deixa pra Lá, composta pela mangueirense Lecy Brandão. Também no programa, Balança (Não Pode Parar!) é uma composição inédita dos três. Sucessos dos discos anteriores completam a lista: é o caso de Essa Moça Tá Diferente, Mas que Nada e Minha Menina. No palco, as tramas sonoras do BossaCucaNova ganham peso com a ajuda de Cris Delanno (voz, flauta e teclados), Flavio Mendes (voz e guitarra), Rodrigo Sha (voz e sax barítono) e Dado Brother (percussão). ?Viramos a chave para o lado do samba?, avisa Alex Moreira.

BossaCucaNova. 18 anos. Studio RJ (300 lugares). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Sábado (29), 22h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 21h (sáb.). IC. www.studiorj.org.

Fonte: VEJA RIO