SHOWS

BMW Jazz Festival

O Vivo Rio torna-se a casa do jazz na cidade de sexta (30) a domingo (1º) com seis atrações dedicadas ao ritmo

Por: Rafael Cavalieri

fotos divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

O Vivo Rio torna-se a casa do jazz na cidade de sexta (30) a domingo (1º). Seis atrações passarão pelo palco do Aterro ao longo de três dias. Na abertura da programação, a noite será só de Bobby McFerrin. O cantor americano de alcance vocal inigualável vai mostrar ao vivo o repertório de spirityouall, lançado no ano passado. No disco, ele homenageia o pai, o barítono Robert McFerrin (1921-2006), o primeiro cantor negro contratado pelo Metropolitan Opera House e um pioneiro na difusão da música religiosa americana para além dos templos. Preparem-se: em um de seus já esperados momentos de confraternização com a plateia, McFerrin vai precisar de vozes para acompanhá-lo na Ave Maria de Gounod. Atração inicial de sábado (31), o trompetista americano Chris Botti já tocou com uma longa lista de estrelas, de Frank Sinatra a Sting. Depois vieram a carreira-solo e os prêmios, como o Grammy, concedido ao CD Impressions, no ano passado - vencedor na categoria melhor disco pop instrumental, o trabalho contou com a participação de músicos do calibre do guitarrista Mark Knopfler. Dave Holland entra em cena em seguida.

Ao lado de Kevin Eubanks (guitarra), Craig Taborn (piano) e Obed Calvaire (bateria), o contrabaixista inglês mostra ao vivo o conteúdo fusion de Prism, seu mais recente álbum. No domingo (1º), dia de encerramento, o público vai ser brindado com três shows. O primeiro deles, de Ahmad Jamal. Aos 84 anos, o exímio pianista veste com improvisos desconcertantes as faixas de Saturday Morning, lançado no ano passado, com composições próprias, além de obras de Duke Ellington e Horace Silver. Depois dele, entram em cena o saxofonista Kenny Garrett, com mais de três décadas de carreira, parceiro de palco de craques como Art Blakey e Herbie Hancock, e a Snarky Puppy: liderada pelo baixista Michael League, a big band defende repertório instrumental contemporâneo.

Vivo Rio (2?000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 2272-2901. Sexta (30) e sábado (31), 21h; domingo (1º), 20h. R$ 50,00 (balcão) a R$ 180,00 (camarote A e setor vip). Bilheteria: 12h/21h (seg. a qui.); a partir das 12h (sex. a dom.). Estac. c/manobr. (R$ 30,00). IR. www.vivorio.com.br.

Selo de qualidade: Dave Holland e Kenny Garret tocaram com o lendário trompetista Miles Davis (1926-1991), que, por sua vez, anunciava aos quatro ventos sua admiração por Ahmad Jamal

Fonte: VEJA RIO