SHOW

Em casa e à vontade

Barão Vermelho festeja trinta anos do primeiro disco no Circo Voador, palco onde o álbum foi lançado

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Gabriel Wickbold/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Nos primeiros meses de vida, em 1982, o Circo Voador funcionou no Arpoador. Foi o acontecimento carioca daquele verão, animado por programação variada que incluía novas bandas, como o Barão Vermelho, formado um ano antes. No segundo semestre, a lona já mudada para a Lapa abrigou a apresentação de lançamento do primeiro LP de Cazuza (1958-1990), Guto Goffi (bateria), Roberto Frejat (guitarra), Dé Palmeira (baixo) e Maurício Barros (teclado). Fiel ao palco onde despontou, o grupo volta ao Circo mais uma vez para celebrar ao vivo as três décadas do disco de estreia, reeditado em 2012.

?Na volta ao estúdio, reunimos integrantes originais e demos uma turbinada no som, que à época era limitado?, conta Frejat. Hoje também encarregado dos vocais, ele leva adiante a história do conjunto ao lado de Peninha (percussão), Rodrigo Santos (baixo), Fernando Magalhães (guitarra) e Goffi. Maurício Barros e Sérgio Serra aparecem como músicos convidados nos espetáculos de quinta (14) e sexta (15), dia que já está com ingressos esgotados. ?Serra tocou a segunda guitarra durante a divulgação do primeiro disco?, lembra Frejat. No repertório, são revisitados hits trintões do naipe de Posando de Star, Down em Mim e Billy Negão, além das posteriores Por Você e Pro Dia Nascer Feliz. Sorte e Azar, parceria de Frejat e Cazuza deixada fora do álbum de estreia, entrou como bônus no relançamento e também está no programa. ?O show representa a essência rock?n roll do Barão e o público, principalmente os jovens, ainda reconhece isso?, avisa o líder.

Barão Vermelho. 18 anos. Circo Voador (2?000 lugares). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Quinta (14) e sexta (15), 0h. R$ 120,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. e qua.); a partir das 12h (qui. e sex.). IC. www.circovoador.com.br.

Fonte: VEJA RIO