SHOWS

Indie rock à brasileira

Três anos depois do disco de estreia, o quarteto carioca Do Amor lança seu segundo trabalho, Piracema

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Caroline Bittencourt/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Para conceber arranjos e letras das dezoito faixas do novo disco, Gabriel Mayall (guitarra e voz), Ricardo Dias Gomes (baixo e voz), Gustavo Benjão (guitarra e voz) e Marcelo Callado (bateria e voz) passaram quinze dias de retiro criativo em um sítio na cidade de Três Rios. O nome desse recanto inspirador, Piracema, batiza o segundo trabalho do quarteto. Três anos após o lançamento do aclamado primeiro CD homônimo, o Do Amor, formado por músicos vindos de várias direções ? Mayall era do Los Hermanos, Dias Gomes e Callado fazem parte da Banda Cê, que acompanhou Caetano Veloso em seus últimos três discos ?, continua trabalhando com o rock como base, mas promove interessantes (e bem produzidas) misturas de ritmos. São exemplos desse passo à frente Eu Vou para Belém, um dançante carimbó, e El Cancioneiro, releitura da latina cumbia. Bem escritas, as letras ora trazem sacadas divertidas, como em Esse Fumo É Bom, ora são recheadas de poesia, caso de Ir e Vir. Na apresentação de lançamento, no Rival, o quarteto recebe como convidados Jonas Sá e Arto Lindsay. Os dois músicos integram o time que participou das gravações, ao lado de, entre outros, Tulipa e Gustavo Ruiz, Marcelo Jeneci, Lucas Santtana, Rodrigo Amarante e Moreno Veloso. 16 anos.

Teatro Rival Petrobras (478 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Sexta (13), 21h. R$ 60,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. a qui.); a partir das 15h (sex.). IC. www.rivalpetrobras.com.br.

Fonte: VEJA RIO