VEJA RIO RECOMENDA

Veja Rio Recomenda

- Atualizado em

CONCERTO

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

ORQUESTRA ACADÊMICA DE COLÔNIA. Mais do que um artista ou uma peça do programa, um instrumento promete fazer a diferença na apresentação do conjunto prevista para o sábado (18), no Theatro Municipal. Durante o Concerto para Clarineta e Orquestra em Lá Maior, K. 622, de Mozart, o solista Eric Hoeprich vai tocar um Basset original do século XVIII ? de tessitura mais grave do que a ouvida nos dias de hoje. O uso de instrumentos antigos misturados a modernos para interpretar obras que vão do século XVII ao XX é uma das marcas da orquestra radicada na cidade de Colônia, na Alemanha, mas fundada, curiosamente, pelo regente nova-iorquino Michael Willens. Aluno do celebrado maestro, compositor e pianista Leonard Bernstein (1918-1990), Willens comanda músicos de nove países: Alemanha, Áustria, França, Holanda, Inglaterra, Canadá, Austrália, Argentina e Estados Unidos. Antes da peça de Mozart que encerra o recital, o repertório terá a Sinfonia nº 7 em Ré Menor, de Mendelssohn, a Silouans Song, do estoniano Arvo Pärt, estrela da música contemporânea, a Sinfonia em Fá Maior, Wq. 175, de Carl Phillip Emmanuel Bach, e a Sonata para Cordas nº 6, em Ré Maior, de Rossini.

Theatro Municipal (2 244 lugares). Praça Marechal Floriano, s/nº, Centro, ☎ 2332-9191, ? Cinelândia. Sábado (18), 16h. R$ 20,00 (galeria) a R$ 420,00 (frisa e camarote, com seis lugares). Bilheteria: 10h/18h (seg. a sex.); a partir de 15h (sáb.). IC.

SHOW

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

NICOLAS KRASSIK. No Brasil há dez anos, o violinista de formação erudita traduz como poucos o espírito da música popular brasileira para o seu instrumento. Não à toa, logo depois de chegar da França, já se enturmou ? dividiu palco com o violonista Yamandu Costa e foi convidado para gravar com Beth Carvalho. Em clima junino, animado por vários clássicos de Luiz Gonzaga, ele revisita o repertório de Cordestinos (2008), CD de ricas versões para temas regionais, quarta (15), no Circo Voador. A lista de convidados é grande. Traz o saxofonista e flautista Carlos Malta (Qui Nem Jiló), Yamandu (Te Cuida Jacaré) e o bandolinista Hamilton de Holanda (Olha pro Céu). Krassik também vai dividir quatro composições com Gilberto Gil: Expresso 2222, Lamento Sertanejo, Baião da Penha e a instrumental Casamento da Raposa.

Circo Voador (2 000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Quarta (15), 22h. R$ 25,00. Bilheteria: 12h/19h (ter.); a partir de 12h (qua.). IC. www.circovoador.com.br.

Fonte: VEJA RIO