ROTEIRO DA SEMANA

VEJA Rio Recomenda

O concerto do chinês Lang Lang e o show de Arnaldo Antunes

- Atualizado em

Concerto

recomenda-concerto.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Lang Lang. Aos 29 anos, o fenômeno chinês foi considerado pelo jornal The New York Times ?o instrumentista mais quente no mundo da música clássica?. O elogio deve-se a uma dupla proeza. Dono de técnica impecável, ele foi o primeiro pianista de seu país a se apresentar com as prestigiadas filarmônicas de Viena e Berlim. Além disso, desfruta de fama comparável à de um astro pop ? capricha na afetação ao vivo e, fora dos palcos, empresta seu nome a uma linha de tênis de marca famosa. Na quinta (24), Lang Lang exibe seu talento em recital no Theatro Municipal. O programa inclui obras fundamentais do repertório clássico para seu instrumento: a graciosa Partita Nº 1, primeira de seis composições de Bach originalmente escritas para cravo; a Sonata em Si Bemol, D. 960, última peça para piano de Schubert; e os desafiadores 12 Estudos, Op. 25, de Chopin.

Show

recomenda-show.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Arnaldo Antunes. O ex-titã celebra trinta anos de carreira ? dezenove deles longe da banda que o lançou ? com o disco Acústico MTV, o 14º de sua trajetória-solo. Recentes registros de palco, Ao Vivo no Estúdio (2007) e Ao Vivo Lá em Casa (2011), além de um belo trabalho de estúdio, Na Curva da Cintura (2011), gravado com o guitarrista Edgar Scandurra e o músico malinês Toumani Diabaté, não esgotaram seu repertório. No mais novo lançamento, o cantor e compositor acrescenta duas inéditas, Dentro de um Sonho e Ligado a Você, a uma lista que revisita todas as suas fases. No sábado (26), no Circo Voador, ele refaz esse longo passeio musical em clima de festa, com convidados: Nina Becker, Moreno Veloso e o trompetista e cantor Guizado. No programa entram, entre outras, Passe em Casa, dos Tribalistas, O Quê? e Comida, hits do tempo de Titãs, A Casa É Sua e Socorro. Sua banda é uma atração à parte. Integram o quinteto Curumin (bateria e voz) e Marcelo Jeneci (acordeão), talentos mais jovens, e o parceiro Scandurra (violões de aço e de doze cordas).

Fonte: VEJA RIO