ROTEIRO DA SEMANA

VEJA RIO Recomenda

- Atualizado em

ESPECIAL

recomendaexposicaointerna.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

ARTRIO - FEIRA INTERNACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO RIO DE JANEIRO. Na edição de estreia, o evento vai reunir cerca de oitenta galerias nacionais e estrangeiras nos Armazéns 2 e 3 do Píer Mauá, de quinta (8) a domingo (11). Voltada também ao público mais interessado em observar obras de arte do que em investir nelas, a mostra é, na prática, uma coletiva gigante com criações de artistas em evidência. Nomes consagrados como Lasar Segall, com a pintura Cavalos, e Pablo Picasso, autor de quatro cerâmicas expostas, estarão no estande da Pinakotheke Cultural. Ao longo da visita, também serão apresentados talentos emergentes, a exemplo do californiano John Baldessari, que terá trabalhos exibidos pela galeria portuguesa Cristina Guerra, e da francesa Dominique Gonzalez Foerster, com criações representadas pela galeria belga Jan Mot. No imenso acervo há ainda importantes instalações de brasileiros, como a monumental Fortaleza de Arkadin, de Wesley Duke Lee, montada em 1991 na Bienal de Veneza, O Coco na Machadinha, de Ernesto Neto, e uma enorme escultura suspensa de Ascanio MMM. Saiba mais sobre a feira na edição especial encartada em VEJA RIO.

DANÇA

recomendadanca.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

BALLET KIROV ? GALA. Uma das mais importantes companhias de dança do mundo, a trupe russa do Teatro Mariinsky, de São Petersburgo, teve os ingressos esgotados com antecedência para as apresentações no Theatro Municipal, iniciadas no dia 31 e com encerramento na segunda (5). Na quarta turnê brasileira, o Kirov repetirá o gesto da última visita feita ao Rio, em 2001, quando levou 30?000 pessoas à Enseada de Botafogo para assistir a um espetáculo grátis. Na Quinta da Boa Vista, no feriado da quarta (7), será dançado o programa Gala, com trechos de algumas das mais famosas coreografias dos 273 anos de existência do grupo. Chopiniana, elaborada por Michel Fokine em 1908 e revisada por Agrip­pina Vaganova em 1931, abre os trabalhos. Em seguida vêm a moderna Simple Things e Divertissement, constituída de cinco pequenas peças, como os pas de deux dos balés Carmen ? música de Georges Bizet e passos de Alícia Alonso ? e Dom Quixote, com composições de Ludwig Minkus e movimentos concebidos por Marius Petipa. Imperdível.

Mais informações na coluna Dança

Fonte: VEJA RIO