ROTEIRO DA SEMANA

Teatro

Por: Carlos Henrique Braz - Atualizado em

ESTREIAS

ADEUS À CARNE, de Michel Melamed. Comédia dramática. A montagem dá continuidade à pesquisa do autor desenvolvida na trilogia formada por Regurgitofagia (2004), Dinheiro Grátis (2006) e Homemúsica (2007). Melamed mescla elementos de música, poesia, teatro, performance, artes visuais, stand-up comedy e tecnologia. Na nova produção, ele divide o palco com a atriz (e namorada) Bruna Linzmeyer, além de Pedro Henrique Monteiro, Rodolfo Vaz, Thalma de Freitas e Thiare Maia. O elenco encena esquetes inspirados na estrutura dos desfiles das escolas de samba. Conceitos como comissão de frente, carro abre-alas, velha-guarda, ala das crianças e a própria transmissão televisiva da festa são subvertidos e usados para encadear cenas que criticam, ironizam e expõem temas do Brasil contemporâneo, como violência, individualismo e relações humanas. Direção do autor (90min). 16 anos. Teatro Sesc Ginástico (513 lugares). Avenida Graça Aranha, 187, Centro, ☎ 2279-4027. → Quinta a domingo, 19h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 13h (qui. a dom.). Até 15 de abril. Estreia prometida para sexta (24).

DORIAN, a partir da obra de Oscar Wilde. Adaptação do célebre romance O Retrato de Dorian Gray, lançado pelo autor irlandês em 1891, o drama narra a história do belo rapaz que acaba corrompido pela aristocracia britânica do século XIX e passa a buscar o prazer e a perpetuação da juventude sem nenhum escrúpulo. Na montagem da Companhia de Teatro Íntimo, o ator Augusto Garcia dá vida ao protagonista, que tem seu retrato pintado pelo artista Basil Hallward (Thiago Mendonça), um idealista que, por sua vez, apresenta Dorian a um amigo, Lord Henry Wotton (Rafael Sieg). Completam o elenco Letícia Cannavale, Caetano O?Maihlan, Fernanda Boechat e Hugo Resende. Direção de Renato Farias (80min). 16 anos. Teatro Gláucio Gill (104 lugares). Praça Car­deal Arcoverde, s/n°, Copacabana, ☎ 2332-7904, ? Cardeal Arcoverde. Sábado a segunda, 21h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 16h (sáb. a seg.). Até 26 de março. Estreia prometida para sábado (25).

GERAÇÃO POCKET ? PESSOAS MAL TRADUZIDAS, de Frank Borges. Personagens apaixonados por livros e literatura, entre acessos de loucura e o contato com a realidade, povoam o drama ambientado em uma editora chamada Geração Pocket. A trama gira em torno do editor Cardoso (Lucci Ferreira), que corta trechos de livros de conhecidos autores como Carlos Drummond de Andrade, transformando grandes clássicos em obras medíocres. Na empresa estão sua ex-professora de letras, a escritora Anna Karenina (Isabela Parkinson), o vendedor cego Rafael (Lucas Gouvêa), contratado pelo regime de cotas, e o faz-tudo Ismael (Alexandre Pinheiro), que sonha ser um grande autor. Direção de Bruno Garcia (90min). 16 anos. Caixa Cultural ? Teatro Nelson Rodrigues (388 lugares). Avenida República do Chile, 230, Centro, ☎ 2262-8152, ? Carioca. → Quinta a domingo, 19h30. R$ 20,00. Bilheteria: 13h/20h (ter. a sex.); 15h/20h (sáb., dom. e feriados). Até 18 de março. Estreia prometida para quinta (23).

PÓLVORA E POESIA, de Alcides Nogueira. Vencedor do Prêmio Shell de melhor texto em 2001, o drama volta à cena em montagem trazida da Bahia para integrar a programação da Mostra Nacional Funarte de Dança e Teatro Mambembão 2012. No palco, acompanhados por acordes de guitarra do instrumentista Juracy do Amor, os atores Talis Castro e Caio Rodrigo interpretam, respectivamente, os poetas franceses Arthur Rimbaud (1854-1891) e Paul Verlaine (1844-1871). A trama focaliza os dois anos em que os autores viveram um conturbado relacionamento, com reflexos em suas produções literárias. Direção de Fernando Guerreiro (60min). 18 anos. Teatro Cacilda Becker (40 lugares). Rua do Catete, 388, Catete, ☎ 2265-9933, ? Largo do Machado. Quinta a domingo, 19h. R$ 5,00. Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Até domingo (26). Estreia prometida para quinta (23).

REESTREIA

POR TELEFONE, de Antonio Fagundes. A comédia romântica conta a história de um casal acordado, durante a noite, por um telefonema que traz a notícia da demissão do marido. Jandir Ferrari e Juliana Teixeira encenam o espetáculo, que aborda questões sobre a decadência da classe média e assuntos como corrupção, desemprego e relações de trabalho. Direção de Luiz Arthur Nunes (60min). 18 anos. Estreou em 7/9/2011. Teatro Café Pequeno (100 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, ☎ 2294-4480. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 16h (sex. a dom.). TT. Até 1º de abril. Reestreia prometida para sexta (24).

ÚLTIMA SEMANA

✪✪ OS ALTRUÍSTAS, de Nicky Silver. Em sua primeira montagem nacional, a tragicomédia não repete o êxito de Pterodátilos, também assinada pelo dramaturgo americano. Produtora e protagonista do espetáculo, Mariana Ximenes dá vida a Sydney, uma famosa estrela da TV americana. Excêntrica e doidivanas, a diva sustenta um bando de jovens engajados em causas sociais que são amigos de seu namorado, Tony (Miguel Thiré). Após acreditar ter assassinado seu amado enquanto ele dormia, Sydney pede ajuda ao irmão, o assistente social e homossexual assumido Ronald (muito bem interpretado por Kiko Mascarenhas). Mais centrado, ele esclarece o crime, enquanto nutre uma paixão pelo garoto de programa Lance (Jonathan Haagensen). Apesar da criativa direção de Guilherme Weber e do bom rendimento do elenco, a trama sem pé nem cabeça não empolga (100min). 18 anos. Estreou em 13/1/2012. Espaço Tom Jobim (300 lugares). Rua Jardim Botânico, 1008, Jardim Botânico, ☎ 2274-7012. Sexta e sábado, 20h30; domingo, 20h. R$ 60,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). IC. Estac. grátis. Até domingo (26).

✪✪✪ MULHERES SONHARAM CAVALOS, de Daniel Veronese. É a primeira montagem no Rio do premiado texto do autor argentino. O drama tem tradução da atriz e produtora teatral Letícia Isnard. Ela também sobe ao palco, juntamente com Ana Barroso, Elisa Pinheiro, Isaac Bernat, José Karini e Saulo Rodrigues, para encenar o enredo de três irmãos com suas respectivas esposas, além dos ressentimentos, desconfianças, segredos e desejos reprimidos em torno dessa família. O que desencadeia o conflito é o encerramento de um negócio familiar, a cargo de um dos irmãos. Logo que o fato é comunicado a todos, surgem revelações devastadoras que desestruturam completamente o clã e conduzem a um inesperado final. Direção de Ivan Sugahara (90min). 14 anos. Estreou em 5/11/2011. Teatro Poeirinha (60 lugares). Rua São João Batista, 104, Botafogo, ☎ 2537-8053. Sexta e sábado, 21h30; domingo, 20h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). IC. Até domingo (26).

✪✪✪ NOVECENTOS, de Alessandro Baricco. Interpretado por Isio Ghelman, o monólogo dramático conta a história de um exímio pianista de 32 anos que jamais pisou em terra firme. Na fábula, cujo título é o sobrenome criado para o protagonista, um bebê recém-nascido é abandonado dentro de uma caixa de papelão sobre um piano de cauda do navio Virginian, em 1900. O marinheiro que encontra o menino resolve adotá-lo e batizá-lo de Danny Boodmann Novecentos. Direção de Victor Garcia Peralta (60min). Livre. Estreou em 18/6/2011. Teatro do Leblon ? Sala Tônia Carrero (200 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 50,00 (qui. e sex.); R$ 60,00 (sáb. e dom.). Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 7,00 por três horas). Até domingo (26).

✪✪✪✪ SASSARICANDO ? E O RIO INVENTOU A MARCHINHA, de Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral. Fãs e pesquisadores de marchinhas, o jornalista e a historiadora ouviram mais de 1?000 canções até chegar às 100 que compõem o espetáculo. Em sua sexta temporada desde a estreia, em 2007, o musical já foi visto por 210?000 pessoas em mais de 265 sessões. A nova escalação do elenco conta com Eduardo Dussek, Juliana Diniz, Alfredo Del-Penho e Pedro Paulo Malta, remanescentes da formação original, além de Inez Viana, Beatriz Faria e, em aparições esporádicas, Pedro Miranda. Com acompanhamento ao vivo, são desfiadas pérolas como Marcha do Sapinho, As Pastorinhas e O Teu Cabelo Não Nega. Direção de Claudio Botelho (120min, com intervalo). Livre. Estreou em 25/1/2007. Teatro do Leblon ? Sala Fernanda Montenegro (417 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Quinta, 21h; sexta e sábado, 18h; domingo, 17h. R$ 30,00 e R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 7,00 por três horas). Até domingo (26).

✪✪✪ TIM MAIA ? VALE TUDO, O MUSICAL, de Nelson Motta. Adaptação da biografia Vale Tudo ? O Som e a Fúria de Tim Maia, realizada pelo autor do livro em parceria com o diretor do musical, João Fonseca. Na produção, que repassa a trajetória do artista dos 12 aos 55 anos, o papel-título cabe ao jovem ator Tiago Abravanel. Onze números são executados ao vivo por uma banda com seis músicos. O repertório inclui emocionantes interpretações para sucessos como Do Leme ao Pontal, Azul da Cor do Mar e Não Quero Dinheiro. Completam o elenco Izabella Bicalho, Lilian Valeska, Pedro Lima, André Vieri, Bernardo La Roque, Reiner Tenente, Evelyn Castro, Pablo Ascoli, Anna Carbatti e Leticia Pedroza (180min, com intervalo). 14 anos. Estreou em 5/8/2011. Teatro João Caetano (1?222 lugares). Praça Tiradentes, s/nº, Centro, ☎ 2332-9257. Quinta a sábado, 20h; domingo, 19h. R$ 50,00 e R$ 70,00 (qui. e sex.) e R$ 70,00 e R$ 90,00 (sáb. e dom.). Bilheteria: 14h/18h (ter. e qua.); a partir das 14h (qui. a dom.). IC. Até domingo (26).

✪✪✪ A VINGANÇA DO ESPELHO: A HISTÓRIA DE ZEZÉ MACEDO, de Flavio Marinho. Na comédia dramática, Betty Gofman interpreta a atriz Zezé Macedo (1916-1999). Sua trajetória artística é narrada em cena de forma não linear, sem ordem cronológica. O elenco, que também conta com Tadeu Mello, Mouhamed Harfouch, Marta Paret e Antonio Fragoso, interpreta a história de uma companhia de teatro que prepara uma montagem sobre a vida e a obra da artista, considerada a primeira-dama da chanchada. O texto aborda o passado de Zezé em Silva Jardim, a adolescência, a perda do filho, a passagem pelo teatro de revista, os filmes, as relações de amor e amizade, os bastidores da televisão e até a homenagem rendida por uma escola de samba. Direção de Amir Haddad (80min). 12 anos. Estreou em 26/1/2012. Teatro Laura Alvim (245 lugares). Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2015, ? General Osório. Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 10,00. Bilheteria: 16h/21h (ter. a sex.); a partir das 15h (sáb. e dom.). IC. Até domingo (26).

EM CARTAZ

✪✪✪ ABALOU BANGU 2 ? A FESTA, de Flavio Marinho. Continuação da comédia sobre o casal Maria Elvira e Maurício Otavio, que fez sucesso em 2003. Cristina Pereira e Paulo Goulart dão vida aos pais de família que se mudaram para Copacabana e estão prestes a comemorar quarenta anos de casados. Eles trocaram a tranquilidade de Bangu pelo agitado bairro da Zona Sul por insistência do filho Felipe, mas este se mudou para a Barra assim que se casou. No dia da tal festa no apartamento, os convidados dão desculpas esfarrapadas para não comparecer. Os únicos que honram o compromisso são os vizinhos gays Carlos (Renato Rabello) e Sílvio (Luciano Borges). Direção do autor (90min). 12 anos. Estreou em 10/9/2011. Teatro dos Grandes Atores ? Sala Azul (396 lugares). Avenida das Américas, 3555, Barra (Shopping Barra Square), ☎ 3325-1645. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 70,00 (sex. e dom.) e R$ 80,00 (sáb.). Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). Cc: D e M. Cd: R. IC. Estac. (R$ 4,00 por duas horas). Até 1º de abril.

✪✪✪ AMORZINHO, UM CONTO DE TCHE­KHOV, de Anton Tchekhov. Lourival Prudêncio, Raquel Iantas e Sávio Moll sobem ao palco para interpretar treze personagens. No centro da cena está Olenka, uma mulher para quem a vida só ganha sentido quando ela ama alguém. A comédia dramática narra um longo período da existência da protagonista, passando por seus dois casamentos e pela viuvez, além de abordar o envolvimento com um terceiro homem. Direção de Orã Figueiredo (60min). 10 anos. Estreou em 4/8/2011. Teatro do Jockey (100 lugares). Rua Mario Ribeiro, 410, Gávea, ☎ 3114-1286. Sexta a domingo, 21h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 14h (sex. a dom.). Estac. grátis. Até 4 de março.

✪✪✪ O BOM CANÁRIO, de Zach Helm. Leia em Veja Rio Recomenda. Direção de Rafaella Amado e Leonardo Netto (100min). 16 anos. Estreou em 12/1/2012. Teatro Poeira (130 lugares). Rua São João Batista, 104, Botafogo, ☎ 2537-8053. Quinta a sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 50,00. Bi­lhe­teria: a partir das 15h (qui. a dom.). IC. Até 4 de março.

✪✪✪ BREU, de Pedro Brício. Ambientado em uma casa de subúrbio carioca nos anos 70, durante a ditadura militar, o drama aborda a cegueira, física e metafórica. Na trama, Carmem (Kelzy Ecard, em ótimo desempenho, sempre de olhos fechados), que é cega, e Aurora (Andreia Horta) se encontram para fazer cachorros-quentes. No decorrer das tarefas, o episódio corriqueiro é transformado por relatos de medo e desconfiança, comuns naquele período de exceção política. A caprichada produção conta com cenário realista de Aurora dos Campos ? com fogão que acende e pia onde se lavam louças ?, iluminação sutil de Tomás Ribas e corretos figurinos de Flávio Graff. Direção de Maria Silvia Siqueira Campos e Miwa Yanagizawa (90min). 12 anos. Estreou em 18/1/2012. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro III (80 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2007. Quarta a domingo, 19h30. R$ 6,00. Bilheteria: a partir das 9h (qua. a dom.). Até 11 de março.

✪✪✪ COZINHA E DEPENDÊNCIAS, de Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri, com tradução de Bárbara Duvivier e Bianca Byington. Sucesso na versão cinematográfica de Philippe Muyl (Cuisine et Dépendances, de 1992), a comédia dramática gira em torno do reencontro de cinco amigos após uma década de distanciamento. Verdades e ressentimentos surgem do contato entre os anfi­triões Martine (Bian­ca Byington) e Jacques (Márcio Vito), o hóspede Georges (Flavio Pardal) e os convidados Charlotte (Silvia Buarque) e seu aguardado marido. Fred (Leandro Castilho), irmão de Martine, e sua noiva, Marylin, também comparecem. Direção de Bianca Byington e Leonardo Netto (80min). 14 anos. Estreou em 2/4/2011. Teatro dos Quatro (402 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2274-9895. → Segunda a quarta, 20h. R$ 40,00. Promoção: quem compra ingressos também para Um Dia Como os Outros, no mesmo teatro, paga R$ 60,00 pelas duas entradas. Bilheteria: a partir das 15h (seg. a qua.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até dia 29.

✪✪✪✪ DEUS DA CARNIFICINA, UMA COMÉDIA SEM JUÍZO, de Yasmina Reza, com tradução de Eloisa Ribeiro. Comédia. Deborah Evelyn, Paulo Betti, Julia Lemmertz e Orã Figueiredo encenam a versão brasileira desse bem-sucedido texto da dramaturga francesa. No palco é apresentada a história de dois casais maduros que se encontram para resolver um incidente envolvendo seus filhos pequenos: um deles quebrou dois dentes do outro numa briga. Em dado momento, rompe-se o verniz social que faz a blindagem dos adultos contra a selvageria, e a polidez dá lugar a reações nada civilizadas. Direção de Emílio de Mello (75min). 14 anos. Estreou em 2/9/2010. Teatro do Leblon ? Sala Marília Pêra (417 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 50,00 (qui.), R$ 60,00 (sex. e dom.) e R$ 70,00 (sáb.). Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 7,00 por três horas). Até 25 de março.

✪✪✪ UM DIA COMO OS OUTROS, de Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri, com tradução de Ângela Leite Lopes. A comédia dramática se passa no núcleo de uma família tradicional de classe média durante o aniversário da esposa de um dos filhos. Como faz todas as sextas, a submissa Yolanda (Bianca Byington) se reúne para jantar com a família do marido, o bem-sucedido executivo Philippe Mesnard (Flavio Pardal). O ponto de encontro é o bar do irmão mais velho, Henrique (Márcio Vito), cuja esposa, Arlette, está atrasada justo na noite de aniversário de Yolanda. A demora exaspera a mãe dos rapazes (Analu Prestes). Em meio às confusões, a caçula solteirona Betty (Silvia Buarque) namora às escondidas o garçom Denis (Leandro Castilho). Direção de Bianca Byington e Leo­nardo Netto (90min). 14 anos. Estreou em 1º/4/2011. Teatro dos Quatro (402 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2274-9895. → Segunda a quarta, 21h30. R$ 40,00. Promoção: quem compra ingressos também para Cozinha e Dependências, no mesmo teatro, paga R$ 60,00 pelas duas entradas. Bilheteria: a partir das 15h (seg. a qua.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até dia 29.

✪✪✪✪ EMILINHA E MARLENE ? AS RAINHAS DO RÁDIO, de Julio Fischer e Thereza Falcão. O musical conta a trajetória de sucessos, a partir de 1949, da cantora carioca Emilinha Borba (1923-2005) e da rival paulistana Marlene, de 87 anos, interpretadas pelas atrizes Vanessa Gerbelli e Solange Badin, respectivamente. Com mais de cinquenta músicas executadas ao vivo, o espetáculo revisita sucessos e dificuldades das duas artistas, que inspiraram numerosos fã-clubes. Completam o elenco Stella Maria Rodrigues, Ângela Rebello, Rosa Douat, Cristiano Gualda, Luiz Nicolau, Ettore Zuim, Mona Vilardo e Cilene Guedes, acompanhados de cinco músicos. Direção cênica de Antonio de Bonis e direção musical de Marcelo Alonso Neves (150min, com intervalo). Livre. Estreou em 4/8/2011. Teatro Maison de France (352 lugares). Avenida Presidente Antônio Carlos, 58, Centro, ☎ 2544-2533. Quinta e sexta, 19h30; sábado, 20h30; domingo, 18h30. R$ 60,00 (qui. e sex.) e R$ 80,00 (sáb. e dom.). Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). IC. Estac. c/manobr. (R$ 10,00). Até 11 de março.

✪✪✪ O FILHO ETERNO, de Cristóvão Tezza, com adaptação de Bruno Lara Resende. Indicado ao Prêmio Shell de Teatro em três categorias ? melhor ator (Charles Fricks), iluminação (Aurélio de Simoni) e direção de movimento (Marcia Rubin) ?, o monólogo dramático traz os corajosos relatos de Tezza, tirados de seu livro homônimo, sobre a convivência com o filho mais velho, Felipe, portador da síndrome de Down. Apoiado em cena apenas por uma cadeira, Fricks preserva o enredo distante da pieguice. Seu personagem divide com o público inseguranças, descobertas e pequenas conquistas até o desfecho redentor. Direção de Daniel Herz (75min). 12 anos. Estreou em 3/6/2011. Teatro do Leblon ? Sala Tônia Carrero (200 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Sexta e sábado, 18h30. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. e sáb.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 7,00 por três horas). Até 17 de março.

✪✪✪ O INCRÍVEL SEGREDO DA MULHER-MACACO, de Saulo Sisnando. Nova comédia da Cia. Os Surtados, a mesma trupe do sucesso Surto. No palco, Wendell Bendelack e Rodrigo Fagundes interpretam seis personagens cheios de segredos. A trama nonsense inclui uma heroína preocupada com os preparativos de seu casamento, um noivo milionário, uma cruel criada, um desconhecido em busca de abrigo, uma matriarca paralítica e uma atriz de cinema de identidade falsa. Direção do autor (80min). 12 anos. Estreou em 6/8/2011. Teatro Candido Mendes (133 lugares). Rua Joana Angélica, 63, Ipanema, ☎ 2267-7295. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 14h (sex. a dom.). Até 15 de abril.

✪✪✪✪ JUDY GARLAND ? O FIM DO ARCO-ÍRIS, de Peter Quilter, com versão de Claudio Botelho. O musical reconstitui a última turnê da atriz, seis meses antes de sua morte por overdose, aos 47 anos. Entre o quarto de hotel e o palco de uma boate, o cenário sóbrio de Rogério Falcão abriga momentos de bom humor, fragilidades, crises de abstinência, brigas e surtos da diva, na interpretação irretocável de Claudia Netto. Ela divide o palco com apenas dois atores: Igor Rickli (o Berger de Hair), na pele de Mickey Deans, o último marido de Judy Garland, e Francisco Cuoco (substituindo Gracindo Júnior, que se desligou da produção), como Anthony, um personagem fictício, pianista da artista e seu mais íntimo amigo. Completam a formação seis instrumentistas que a acompanham em emocionantes temas entoados em inglês, a exemplo de How Insensitive (versão para Insensatez, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes), For Once in My Life e a clássica Over the Rainbow, reservada para o desfecho emocionante. Direção de Charles Möeller (120min, com intervalo). 14 anos. Teatro Fashion Mall ? Sala 1 (474 lugares). Estrada da Gávea, 899, 2º piso, São Conrado, ☎ 3322-2495. → Quinta, 18h; sexta, 21h30; sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 80,00 (qui. e sex.) e R$ 100,00 (sáb. e dom.). Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC. Estac. (R$ 5,00 por duas horas). Até 25 de março.

✪✪✪ A MECÂNICA DAS BORBOLETAS, de Walter Daguerre. Prepare-se para altas doses de emoção. O bem urdido drama gira em torno da misteriosa ligação entre dois gêmeos. Eles, não por acaso, foram batizados com os nomes dos personagens mitológicos cujo trágico confronto é associado à fundação de Roma. No interior do Rio Grande do Sul, Rômulo, vivido por Eriberto Leão, foge de casa aos 16 anos, decidido a conquistar o mundo. Remo, em tocante interpretação de Otto Jr., sente-se traído e abandonado. Após duas décadas de ausência, Rômulo retorna como um famoso autor de livros de ficção em inglês, mas não sabe que seu pai, um mecânico, morrera dois anos depois de sua fuga. Restou ao irmão que ficou a ingrata missão de assumir as tarefas da oficina e sustentar a mãe, Rosália ? a personagem da mulher mentalmente perturbada pela viuvez é representada com sensibilidade por Suzana Faini. Na volta para casa, o escritor descobre ainda que a ex-namorada Liza (Ana Kutner) se tornou sua cunhada. Elaborados diálogos e a direção de Paulo de Moraes, da Cia. Armazém de Teatro, contribuem para desatar os nós familiares exibidos em cena (90min). 12 anos. Estreou em 11/1/2012. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro I (175 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Quarta a domingo, 19h. R$ 6,00. Bilheteria: a partir das 10h (qua. a dom.). Até 4 de março.

✪✪✪ AS MIMOSAS DA PRAÇA TIRADENTES, de Gustavo Gasparani e Eduardo Rieche. Criado nos moldes de A Gaiola das Loucas, o musical cômico conta histórias da Praça Tiradentes no decorrer de mais de um século, mesclando vida boêmia e efervescência cultural. Pelo lugar, que já foi chamado de Rossio Grande, Campo dos Ciganos, Campo do Polé e Praça da Constituição, flanaram nomes como Chiquinha Gonzaga, Bidu Sayão, Machado de Assis, dom Pedro I, José Bonifácio, Tiradentes, Oscarito, Grande Otelo, João Caetano, Pixinguinha, Custódio Mesquita e Ary Barroso. Acompanhados de cinco instrumentistas, os atores Cláudio Tovar, César Augusto, Gustavo Gasparani, Marya Bravo e Milton Filho, nomes tarimbados de outros musicais, interpretam as drags Lola, Samantha Overbook, Vanilla Cherry, Divina Rúbia e Catula de Montecarlo. Jonas Hammar dá vida ao malandro Miguelito Cigano. Direção de Gustavo Gasparani e Sergio Módena (110min). 12 anos. Estreou em 14/1/2012. Teatro Carlos Gomes (685 lugares). Praça Tiradentes, 19, Centro, ☎ 2232-8701. Quinta a domingo, 19h30. R$ 17,50 a R$ 60,00. Bilheteria: a partir das 11h (qui. e sex.); a partir das 14h (sáb. e dom.). IC. Até 25 de março.

AS REGRAS DA ARTE DE BEM VIVER NA SOCIEDADE MODERNA, de Jean-Luc Lagarge. Monólogo cômico da última fase do dramaturgo francês Lagarge (1956-1995), cuja obra contundente costumava abordar conflitos pessoais e relações difíceis. No espetáculo, a atriz Lorena da Silva dá vida a uma senhora que passa orientações a respeito de como os indivíduos devem se comportar em determinadas situações sociais: nascimento, batismo, casamento, bodas de prata e funeral. A graça vem das regras absurdas que a protagonista sugere. Direção de Miguel Vellinho (60min). 10 anos. Estreou em 5/7/2011. Casa de Cultura Laura Alvim ? Espaço Rogério Cardoso (70 lugares). Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2015, ? General Osório. Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 10,00. Bilheteria: 16h/21h (ter. a sex.); a partir das 15h (sáb. e dom.). IC. Até 4 de março.

✪✪✪ XANADU, de Douglas Carter Beane, com letras e músicas de Jeff Lynne e John Farrar e tradução de textos e canções de Artur Xexéo. Baseada no longa-metragem estrelado por Olivia Newton-John no cinema, em 1980, a adaptação galhofeira chegou à Broadway em 2007. Na montagem brasileira do musical, Danielle dá vida à protagonista Clio, uma semideusa do Olimpo que adota o nome terráqueo de Kira. Ela aterrissa na Praça Paris em 1980 para auxiliar o músico incompreendido Sonny Malone (Danilo Timm, substituto de Thiago Fragoso, que sofreu acidente em cena, junto com Danielle, em 28 de janeiro) a abrir uma casa noturna. No papel, a atriz entoa dez canções enquanto evolui sobre patins e conta com a ajuda de Danny Mc Guire (Sidney Magal, que também interpreta Zeus). Completam o elenco Sabrina Korgut, Gottsha, Fabrício Negri e outros seis atores. Direção cênica de Miguel Falabella e Cininha de Paula e direção musical de Carlos Bauzys (100min). 12 anos. Estreou em 13/1/2012. Teatro Oi Casa Grande (926 lugares). Avenida Afrânio de Melo Franco, 290, Leblon, ☎ 2511-0800. Quinta e sexta, 21h; sábado, 19h e 21h30; domingo, 19h. R$ 40,00 a 120,00 (qui. e sex.); R$ 60,00 a R$ 150,00 (sáb. e dom.). Bilheteria: 15h/20h (ter.); 15h/21h (qua. a sex.); a partir das 12h (sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. IC. Estac. no Shopping Leblon (R$ 4,00 por duas horas). Até 4 de março.

HUMOR

ERI PINTA, JOHNSON BORDA, de Eri Johnson. Em voo-solo, o ator relembra personagens de novelas, a exemplo do gay Lulu, de Barriga de Aluguel, faz imitações e interpreta tipos como o gaguinho desempregado, o casado revoltado, o namorado no início do relacionamento e o feioso da turma. Direção de Jairo Matos (70min). 12 anos. Estreou em 1°/1/2010. Teatro Fashion Mall ? Sala 2 (296 lugares). Estrada da Gávea, 899, 2º piso, São Conrado, ☎ 3322-2495. → Sexta e sábado, 21h30; domingo, 20h. R$ 60,00 (sex. e sáb.) e R$ 70,00 (dom.). Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC. Estac. (R$ 8,00 por duas horas). Até domingo (26).

PORTUGAL É AQUI!, de Diogo Portugal. O comediante curitibano radicado em São Paulo explora sua versatilidade nesse monólogo de humor, interpretando tipos como a manicure Marlene Marluce Catarina, o office-boy Elvisley e o lutador de jiu-jítsu Bomba. Direção do autor (75min). 12 anos. Estreou em 6/1/2012. Teatro do Leblon ? Sala Tônia Carrero (200 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Sexta e sábado, 23h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. e sáb.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 7,00 por três horas). Até sábado (25).

✪✪✪ SALVE JORGE, de Jorge Fernando. Em seu novo monólogo cômico, o ator, dramaturgo e diretor sobe ao palco para contar a história de um menino do subúrbio que, incentivado pela família, acreditou nos próprios sonhos e se transformou em um consagrado artista. Em cena, ele faz um apanhado de relatos de sua vida pessoal e profissional, incluindo insucessos, além de episódios de bastidores no teatro, no cinema e na televisão. Direção do autor (90min). 12 anos. Estreou em 20/1/2012. Teatro dos Quatro (402 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2274-9895. → Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 80,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 29 de abril.

Fonte: VEJA RIO