ROTEIRO DA SEMANA

Shows e concertos

Os melhores shows e concertos do Rio de Janeiro selecionados por nossos críticos

Por: Rachel Sterman e Bruna Talarico - Atualizado em

ALCEU VALENÇA. Depois de rodar pelas principais festas juninas do Nordeste, o cantor e compositor desembarca no Rio com sua banda para celebrar o centenário de Luiz Gonzaga. Na programação, releituras para Sabiá, Vem Morena e Asa Branca, além de músicas de seu repertório, a exemplo de Coração Bobo, Anunciação e Belle Du Jour. A cantora e acordeonista Lucyane Alves, do grupo paraibano Clã Brasil, sobe ao palco para um dueto em Sala de Reboco. 18 anos. Fundição Progresso (4?000 pessoas). Rua dos Arcos, 24, Lapa, ☎ 2220-5070. Sexta (27), 23h. R$ 60,00 (1º lote) a R$ 100,00 (5º lote). Bilheteria: 15h/18h (seg. a qui.); a partir das 15h (sex.). → www.fundicaoprogresso.com.br.

BANDA BLACK RIO. Gafieira Universal, o primeiro disco, lançado em 1978, inspira a banda até hoje. A tradição dos bailes funk dos anos 70 evolui em um repertório que mistura samba, soul, jazz e o que mais vier em hits como Maria Fumaça e Mr. Funky Samba. Embora sem nenhum membro da formação original, o conjunto se mantém firme sob a liderança de William Magalhães, filho do saxofonista Oberdan Magalhães (1945-1984), um dos fundadores. 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Sexta (27), 22h. R$ 90,00. Bilheteria: 14h/22h (seg. a qui.); a partir das 14h (sex.). Cc: todos. Cd: todos. IR.

BANDA DO SÍNDICO. Ideia do trompetista Silvério Pontes e do saxofonista Tinho Martins, o grupo reúne amigos que faziam parte da antiga Banda Vitória Régia ? que acompanhava Tim Maia. Além dos dois, a formação traz Paulinho Braga (bateria), Adriano Gifonni (baixo), Toca Delamare (teclados) e, nos vocais, Bruno Maia. No repertório, canções de Tim. 18 anos. Studio RJ (300 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Sexta (27), 21h30. R$ 50,00. Bilheteria: a partir de 20h30 (sex.). www.studiorj.org.

BAÚ DA DONA IVONE. Celebração dos 91 anos da grande cantora de samba, a apresentação marca o lançamento oficial do disco Baú da Dona Ivone, que não será comercializado em lojas, mas apenas distribuído em escolas da rede pública. No palco, com a presença de Dona Ivone Lara, as doze faixas inéditas serão interpretadas por nomes como Áurea Martins, Delcio Carvalho, Juninho Thybau, Luiza Dionísio, Monarco e Nelson Sargento. No dia, o CD será distribuído à plateia. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Quarta (25), 19h30. R$ 60,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. e ter.); a partir das 15h (qua.). TT.

CECILIA STANZIONE. Ao lado do violonista Matias Arriazu, a cantora argentina transporta o público para um legítimo baile de tango, recriando a atmosfera da noite portenha. O professor Adriano Rios completa a noite com a festa Alma Milongueira, dando dicas para a plateia sobre os passos dos principais ritmos argentinos. 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Quarta (25), 20h. R$ 60,00 (pista). Bilheteria: 14h/22h (seg. e ter.); a partir das 14h (qua.). Cc: todos. Cd: todos. IR. www.casaraoamenoreseda.com.br.

CÍCERO E LETUCE. Leia em Veja Rio Recomenda (pág. 6). 18 anos. Circo Voador (2?000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. → Sábado (28), 22h. R$ 60,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); 12h/0h (sex.); a partir de 14h (sáb.). IC. www.circovoador.com.br.

DANIEL CHAUDON. Incluído no recém-lançado álbum coletivo Sarau ? Novos Talentos da MPB, que reúne artistas emergentes da música brasileira, o cantor apresenta seu primeiro disco-solo: Me Conta uma Música. A apresentação faz parte do festival X-Tudo Cultural, promovida pelo Sesi. 16 anos. Teatro Sesi (350 lugares). Avenida Graça Aranha, 1, Centro, ☎ 2563-4163. Terça (24), 19h30. R$ 20,00. Bilheteria: 12h/20h (seg.); a partir das 12h (ter.).

DADI CARVALHO. O baixista carioca, ex-integrante dos Novos Baianos, abre a série Aquele Cara Lá do Baixo, que reunirá grandes representantes do instrumento ao longo do segundo semestre. Em duas sessões, o músico, que já tocou ao lado de Mick Jagger e também canta e compõe, apresenta, com o apoio do irmão Mú Carvalho (teclado), faixas dos álbuns Dadi e Bem Aqui. 14 anos. Teatro II do CCBB (128 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Terça (24), 12h30 e 19h. R$ 6,00. Bilheteria: a partir das 9h (ter.). → www.bb.com.br/cultura.

EDUARDO DUSSEK. Ao piano, o cantor, ator, instrumentista e compositor alterna canções próprias e tiradas de humor. No programa, a hilariante Pilosofia Vurtuguesa, parceria com Valério Wizz, o Rock da Cachorra, composto com Léo Jaime, marchinhas e até duas românticas: Cabelos Negros e Aventura. 14 anos. Caixa Cultural ? Teatro de Arena (226 lugares). Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 2544-4080, ? Carioca. Sexta (27) a domingo (29), 19h. R$ 20,00. Bilheteria: 13h/20h (ter. a qui.); a partir das 13h (sex.); a partir das 15h (sáb. e dom.). www.caixa.gov.br/caixacultural.

ELISA ADDOR. Revelação das rodas de samba da Lapa, a cantora apresenta seu primeiro disco, Novos Tempos, lançado no fim de 2011. A intérprete se dedica a renomados compositores brasileiros, a exemplo de Chico Buarque, Caetano Veloso e Paulinho da Viola, além de contemporâneos, como o parceiro Edu Krieger, Rodrigo Maranhão e Alfredo Del-Penho. 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Quinta (26), 21h. R$ 60,00 (pista) e R$ 80,00 (mesa). Bilheteria: 14h/22h (seg. a qua.); a partir das 14h (qui.). Cc: todos. Cd: todos. IR. www.casaraoamenoreseda.com.br.

EVELINE HECKER. A cantora já acompanhou colegas ilustres, como Tom Jobim, Beth Carvalho e Francis Hime. Nesta aula-show, ela apresenta seu trabalho-solo Ponte Aérea, no qual interpreta músicas de José Miguel Wisnik. Chico Buarque, João Nogueira e Caetano Veloso também aparecem no repertório. 18 anos. Teatro Café Pequeno (100 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, ☎ 2294-4480. Quinta (26), 20h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 16h (qui.). TT.

FABIANA COZZA E GILSON PERANZ ZETTA. Encontro de dois vencedores da última edição do Prêmio da Música Brasileira: ela, na categoria melhor cantora de samba; ele, como melhor arranjador, pelo disco Iluminado, de Dominguinhos. Com Peranzzetta ao piano, a dupla interpreta obras de músicos como Milton Nascimento e Dorival Caymmi. Livre. Sala Funarte Sidney Miller (225 lugares). Rua da Imprensa, 16, térreo (Palácio Capanema), Centro, ☎ 2279-8104. Sexta (27), 18h30. R$ 10,00.

FILIPE CATTO. Cantor de timbre raro - contratenor -, o gaúcho Catto apresenta o repertório de seu álbum de estreia, Fôlego. Afinadíssimo e comparado a Ney Matogrosso, ele apresenta músicas como Saga, incluída na trilha da novela Cordel Encantado, Adoração e Dois Perdidos. 14 anos. Oi Futuro Ipanema (120 lugares). Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3201-3010, ? General Osório. Sexta (27) e sábado (28), 21h. R$ 20,00. www.oifuturo.org.br.

FINO COLETIVO. Copacabana, o segundo disco do grupo que alia com autoridade um clima de baile das antigas a novidades eletrônicas, abastece o repertório. Adriano Siri (voz), Alvinho Cabral (violão), Alvinho Lancellotti (voz), Daniel Medeiros (baixo), Donatinho (teclados) e Rodrigo Scofield (bateria) mostram composições próprias e uma versão para Swing de Campo Grande, dos Novos Baianos. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Quinta (26), 19h30. R$ 45,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. a qua.); a partir das 15h (qui.). TT. www.rivalpetrobras.com.br.

GABRIEL IMPROTA E KIKO HORTA. Dois representantes da nova música brasileira se encontram no projeto Jazzmania, do Studio RJ. Improta (violão) e Horta (acordeão) interpretam composições autorais, além de clássicos alheios, como Nanã, de Moacir Santos, e Currupião, de Edu Lobo. 18 anos. Studio RJ (300 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Terça (24), 21h30. R$ 60,00. Bilheteria: a partir de 20h30 (ter.). www.studiorj.org.

JOÃO DONATO E JOYCE. Depois de ovacionadas apresentações em Belo Horizonte e Brasília, a dupla lança na cidade Aquarius. O disco chegou primeiro ao Japão, em 2009, e depois ganhou edição na Europa e nos Estados Unidos. Há parcerias inéditas, No Fundo do Mar e Luz da Canção, e, em novos arranjos, surgem músicas como Feminina, dela, e Amazonas, dele. O pianista Donato e Joyce (voz e violão) são acompanhados por Jorge Helder (baixo), Tutty Moreno (bateria), Ricardo Pontes (flauta), Aquiles de Moraes (trompete) e Sidinho Moreira (percussão). 16 anos. Miranda (200 lugares). Avenida Borges de Medeiros, 1424 (2º piso), Lagoa, ☎ 2239-0305. Sábado (28), 21h30. R$ 50,00 a R$ 100,00. Bilheteria: 14h/20h (seg. a sex.); a partir das 14h (sáb.). IC. www.mirandabrasil.com.br.

JORGE BEN JOR. Em vez de aderir a determinado movimento musical, o cantor, compositor e guitarrista criou um só para ele e garantiu lugar de destaque na história da MPB. Em apresentação única ao lado da Banda do Zé Pretinho, Ben Jor levanta o público com sucessos longevos, a exemplo de Charles, Anjo 45, Fio Maravilha, País Tropical e Que Maravilha. 15 anos. Citibank Hall (6?576 lugares). Avenida Ayrton Senna, 3000 (Shopping Via Parque), Barra. Informações,

☎ 0300 7896846 (9h/21h). Sexta (27), 22h15. R$ 80,00 (pista) a R$ 200,00 (camarote). Bilheteria: 12h/20h (dom. a qui.); a partir das 12h (sex.). Estac. (R$ 7,00). Cc: todos. Cd: R e V. www.ticketsforfun.com.br. www.citibankhall.com.br.

LUIZA SALES. Respaldada pelo produtor americano Dan Garcia, a cantora carioca lança Breve Leveza, seu primeiro CD. No repertório, abriga influências de samba, baião, forró e bossa nova em composições próprias, além de versões para músicas de Rosa Passos e Djavan, seu maior ídolo. Um quinteto a acompanha. 18 anos. Teatro Café Pequeno (100 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, ☎ 2294-4480. Quarta (25), 20h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 16h (qua.).

MARÍLIA BESSY E NEY MATOGROSSO. O dueto deu tão certo que o cantor e a roqueira carioca vão gravar na apresentação do Rival um DVD com o resultado da parceria iniciada em 2011, em Doce Devassa, disco de Bessy. No espetáculo Infernynho, eles mostram afinidades em repertório dançante e sexy, com as canções Doce Devassa e Vela, do álbum da cantora, além de sucessos da MPB. Estão na lista temas que Ney não canta há muitos anos, a exemplo de Amor Objeto, Por Debaixo dos Panos e Açúcar Candy. Juntos, eles entoam O Meu Sangue Ferve por Você. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Sexta (27), 21h. R$ 80,00 (pista). Bilheteria: 15h/21h (seg. a qui.); a partir das 15h (sex.). TT. www.rivalpetrobras.com.br.

MOSKA. Próximo convidado da série Dia de Biscoito, promovida pela gravadora Biscoito Fino, o cantor e compositor apresenta seu último trabalho, o álbum duplo Muito Pouco. No formato voz e violão, ele entoa faixas inéditas, além dos sucessos Pensando em Você e Lágrimas de Diamantes. Theatro Net Rio ? Sala Tereza Raquel (789 lugares). Rua Siqueira Campos, 143, sobreloja (Shopping dos Antiquários), ☎ 2147-8060 e 2148-8060. Segunda (23) e quarta (25), 21h. R$ 60,00 (balcão) e R$ 80,00 (plateia). Bilheteria: a partir das 10h (seg. e qua.). IR. www.theatronetrio.com.br.

MÚSICA EXTEMPORÂNEA BRASILEIRA. O grupo aposta na simplicidade de recursos para apresentar um repertório autoral baseado em poesia e MPB. Ticiana Passos (voz), Antônio Gomes (violão), Zé Luiz Rinaldi (violão e composições), Felipe Antello (bateria e percussão) e Flávio Luiz (contrabaixo) mostram criações como Hoje de Manhã (inspirada no poema homônimo de Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa), O Silêncio É que Fala (baseada na poesia de Rainer Maria Rilke) e Relicário (inspirada em Paulo Leminsky). 18 anos. Livre. Reserva + (60 pessoas). Avenida Francisco Otaviano, 67, lojas E e F, Copacabana, ☎ 2227-1192. Segunda (23) e terça (24), 20h. Grátis.

NÓ EM PINGO D?ÁGUA E MARIANA BALTAR. Celsinho Silva (pandeiro e percussão), Guto Wirti (baixo), Mário Sève (sax e flauta), Rodrigo Lessa (bandolim) e Rogério Souza (violão) dividem o palco com a cantora Mariana Baltar. No programa, o choro Davilicença (Moraes Moreira), o samba Só Vendo que Beleza (Henricão e Rubens Campos) e Assanhado (Jacob do Bandolim), entre outros. O DJ Montano comanda a festa depois da apresentação ao vivo. 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Sábado (28), 22h30. R$ 70,00 (pista) e R$ 90,00 (mesa). Bilheteria: 14h/22h (seg. a sex.); a partir das 14h (sáb.). Cc: todos. Cd: todos. IR. www.casaraoamenoreseda.com.br.

ROBERTA NISTRA E EDU KRIEGER. Cantora, compositora e cavaquinista, Roberta ganhou espaço nas rodas da Lapa. Ao lado de Edu Krieger (voz e violão), ela mostra seu disco de estreia, inspirado em gêneros tradicionais brasileiros, de samba a aguerê (ritmo sagrado do candomblé). Livre. Sala Funarte Sidney Miller (225 lugares). Rua da Imprensa, 16, térreo (Palácio Capanema), Centro, ☎ 2279-8104. Quinta (26), 18h30. R$ 10,00.

ROSANE CORRÊA. Ao lado de Maurício Sahady (guitarra), Gil Eduardo (bateria), Pedro Leão (baixo) e Miguel Archanjo (piano e teclado hammond), a cantora leva seu blues à Lapa. No repertório, clássicos do gênero e canções próprias. 16 anos. 18 anos. Espaço Lapa Café (200 lugares). Rua Gomes Freire, 457, Lapa, ☎ 3971-6812. Quarta (25), 21h. R$ 20,00.

SAVASSI FESTIVAL: KENNY WERNER E SHAI MAESTRO TRIO. Na versão carioca do festival de jazz de Belo Horizonte as atrações são os pianistas Shai Maestro e Kenny Werner. Aos 26 anos, o israelense Shai apresenta repertório com toques de jazz e rock, ao lado do baterista Ziv Ravitz e do baixista Jorge Roeder. Tarimbado músico nova-iorquino, Werner exibe seu último álbum, Me, Myself and I, que conta, entre outras, com I Had a King, de Joni Mitchell, e Blue is Green, de Miles Davis. 16 anos. Miranda (200 lugares). Avenida Borges de Medeiros, 1424 (2º piso), Lagoa, ☎ 2239-0305. Sábado (27), 21h30 (Shai Maestro Trio); 22h30 (Kenny Werner Trio). R$ 50,00. Bilheteria: 14h/20h (seg. a sex.); a partir das 14h (sáb.). IC.

SONGORO COSONGO. Músicos brasileiros, chilenos, argentinos e colombianos que vivem no Rio misturam ritmos nacionais, como frevo e chorinho, a batidas latinas de salsa e merengue, com pitadas de jazz e música eletrônica. O resultado é um repertório instrumental eclético e dançante. 18 anos. Studio RJ (300 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Quinta (26), 21h30. R$ 40,00. Bilheteria: a partir de 20h30 (qui.). www.studiorj.org.

THE MAINE. Na apresentação, a banda americana de pop rock gravará um trecho de seu primeiro DVD. Criado em 2007, o grupo, hoje formado por John O?Callaghan (vocais e guitarra), Kennedy Brock (guitarra e backing vocal), Jared Monaco (guitarra), Patrick Kirch (bateria) e Garrett Nickelsen (baixo), estourou com o hit Can?t Stop, Won?t Stop. Eles aproveitam a visita para mostrar também o disco mais recente, Pioneer. 18 anos. Circo Voador (2 000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. → Sábado (28), 22h. R$ 60,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); 12h/0h (sex.); a partir das 14h (sáb.). IC. www.circovoador.com.br.

WILSON MOREIRA. Sambista com mais de meio século de carreira, Moreira participa do projeto 12h30 em Ponto. Além de lembrar sucessos como Goiabada Cascão, Senhora Liberdade e Mel e Mamão com Açúcar (todas em parceria com Nei Lopes), o músico bate papo ao vivo com o pesquisador Ricardo Cravo Albin. Livre. Centro Cultural Light (182 lugares). Avenida Marechal Floriano, 168, Centro, ? Presidente Vargas. Quarta (25), 12h30. Grátis. Distribuição de senhas uma hora antes.

CONCERTOS

ORQUESTRA DE CÂMARA OPUS. Formado em 2006, o conjunto conta hoje com quinze instrumentistas de cordas e sopros. Mais voltado para repertórios que priorizam a música brasileira ? de compositores eruditos como Villa-Lobos a estrelas populares, a exemplo de Luiz Gonzaga ?, o grupo se apresenta no projeto Música no Museu com programa internacional: está prevista a execução de clássicos de Bach (Concerto de Brandemburgo Nº 3 e Concerto para Violino e Oboé em Dó Menor) e Vivaldi (Primavera, de As Quatro Estações), sob a regência de Leonardo Cunha. Museu Histórico Nacional (200 lugares). Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. Sexta (27), 12h30. Grátis.

ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA. Em substituição à aclamada soprano israelense Chen Reiss, afastada de compromissos profissionais por motivos de saúde, a segunda apresentação da série Ametista terá como solista a soprano mexicana Maria Alejandres ? entre outros papéis, a artista interpretou Gilda em turnê da ópera Rigoletto, montada pelo Teatro Scala de Milão, pelo Japão. No programa, obras de Rachmaninov, Prévin, Paul Hindemith, Saint-Säens, Reinhold Glière e Tchaikovsky. A regência é do americano Michael Stern. Theatro Municipal do Rio de Janeiro (2?237 lugares). Praça Floriano, s/nº, Centro, ☎ 2332-9191, ? Cinelândia. Sábado (28), 20h. R$ 20,00 (galeria) a R$ 145,00 (balcão nobre e plateia). Bilheteria: 10h/18h (seg. a sex.); a partir das 10h (sáb.).

PEDRA LISPE. Próxima atração do programa Sala de Concerto, da Rádio MEC, gravado ao vivo e também aberto à presença do público, o sexteto Pedra Lispe, criado em 2005, executa temas próprios e adaptações de obras de compositores diversos, de Guerra-Peixe a Capiba. Alexandre Bittencourt (flauta e clarineta), Rudá Brauns (bandolim e arranjos), Bruno Reis (viola brasileira e arranjos), Maria Clara Valle (violoncelo e percussão), Pedro Messina (violão de sete cordas) e Diego Zangado (bateria e percussão) exploram sonoridades brasileiras de forma elaborada, mas sem estabelecer distinção entre o erudito e o popular. Rádio MEC ? Estúdio Sinfônico Maestro Alceu Bocchino (70 lugares). Praça da República, 141-A, Centro, ☎ 2117-7853, ? Central. Sexta (27), 17h. Grátis.

SERGIO ROBERTO DE OLIVEIRA. Treze apresentações semanais, sempre às terças, até outubro, comemoram os quinze anos de carreira do compositor contemporâneo Sergio Roberto de Oliveira ? sua obra o levou a disputar, no ano passado, com o cubano Paquito D?Rivera e com o argentino Lalo Schifrin o Grammy Latino. Na série, criações do homenageado dividirão a atenção com as de mais de vinte compositores convidados, interpretadas por quase 100 instrumentistas. Um boxe com quatro CDs será lançado ao longo do projeto. Na primeira apresentação, Oliveira recebe o compositor Heber Schünemann. O Duo Croma, de Marina Spoladore (piano) e Ana Letícia Barros (vibrafone), interpreta o programa. Centro Cultural Justiça Federal ? Teatro (142 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. → Terça (24), 19h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 16h (de qua. a dom.).

Fonte: VEJA RIO