ROTEIRO DA SEMANA

Shows

Confira os melhores shows que vão rolar na cidade nesta semana

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

ALANIS MORISSETTE. Leia em Veja Rio Recomenda. 15 anos. Citibank Hall (8?433 lugares). Avenida Ayrton Senna, 3000 (Shopping Via Parque), Barra. Informações, ☎ 0300 7896846 (9h/21h). Sexta (7), 22h15. R$ 200,00 (pista) a R$ 450,00 (camarote e pista premium). Bilheteria: 12h/20h (dom. a qui.); a partir das 12h (sex.). Estac. (R$ 7,00). Cc: todos. Cd: R e V. www.ticketsforfun.com.br. www.citibankhall.com.br.

ARLINDO CRUZ. Batuques do Meu Lugar, o novo DVD do sambista, é inspirado no disco Batuques e Romances, de 2011. No trabalho, o músico faz um passeio por ritmos brasileiros ? do maracatu ao afoxé, passando por carimbó e jongo. Aparecem no repertório, ainda, as faixas românticas Quando Falo de Amor e Vai Embora Tristeza, além dos clássicos O Show Tem que Continuar e Meu Lugar. Livre. Theatro Net Rio ? Sala Tereza Raquel (704 lugares). Rua Siqueira Campos, 143, sobreloja (Shopping dos Antiquários), ☎ 2147-8060 e 2148-8060. Segunda (3), 21h. R$ 60,00 (balcão) e R$ 80,00 (plateia). Bilheteria: a partir das 10h (seg.). IR. www.theatronetrio.com.br.

ÁUREA MARTINS E TRIO. Em 2012, a cantora de longa trajetória na noite carioca comemora 72 anos de idade e quatro décadas de carreira com o lançamento de seu primeiro DVD, uma extensão do álbum Até Sangrar. Uma das intérpretes preferidas de Elizeth Cardoso (1920-1990), Áurea começou na Rádio Nacional. No espetáculo Iluminante, entoa sucessos de, entre outros, Moacyr Luz, Dona Ivone Lara, Chico Buarque, Lupicínio, Tom Jobim e Vinicius. Ela é acompanhada por sete instrumentistas da Escola Portátil de Música. 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Segunda (3), 20h. R$ 50,00 (pista) e R$ 70,00 (mesa). Bilheteria: a partir das 14h (seg.). Cc: todos. Cd: todos. IR. www.casaraoamenoreseda.com.br.

BANDA DO SÍNDICO. Ideia do trompetista Silvério Pontes e do saxofonista Tinho Martins, o grupo reúne amigos que faziam parte da antiga Banda Vitória Régia ? o famoso conjunto de apoio de Tim Maia (1942-1998). Além dos dois, a formação traz Paulinho Braga (bateria), Adriano Gifonni (baixo), Toca Delamare (teclados) e, nos vocais, Bruno Maia. No repertório, canções do ?síndico? Tim. O DJ Zé Octavio completa a programação. 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Sexta (7), 22h30. R$ 80,00 (pista). Bilheteria: 14h/22h (seg. a qui.); a partir das 14h (sex.). Cc: todos. Cd: todos. IR. www.casaraoamenoreseda.com.br.

CLAUDIO ZOLI. Cantor e instrumentista, estrela da banda Brylho, sucesso nos anos 80, o niteroiense Zoli sobe ao palco para interpretar hits próprios como Noite do Prazer, À Francesa e Cada um Cada um (Namoradeira). 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Sábado (8), 22h30. R$ 80,00 (pista). Bilheteria: 14h/22h (seg. a sex.); a partir das 14h (sáb.). Cc: todos. Cd: todos. IR. www.casaraoamenoreseda.com.br.

CONE CREW DIRETORIA. Maomé, Batoré, Rany Money, Cert, Ari (voz) e Papatinho (beats) já foram considerados herdeiros do Planet Hemp. Saídos das batalhas de MCs da Lapa, lançaram o primeiro disco, Com os Neurônios Evoluindo, em 2011. Ao vivo, mostram, entre outras, Lá pa Lapa e Chama os Mulekes, hits que passaram do milhão de visualizações no YouTube. 18 anos. Circo Voador (2 000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Domingo (9), 20h. R$ 80,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); 12h/0h (sex.); a partir das 14h (dom.). IC. www.circovoador.com.br.

DAYSE DO BANJO. Nascida e criada em Padre Miguel, a cantora e compositora celebra 25 anos de carreira. No repertório dedicado ao samba, ela apresenta faixas autorais, a exemplo de Arrasta a Sandália, incluída no disco Nosso Samba Tá na Rua, de Beth Carvalho. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Terça (4), 19h30. R$ 45,00. Bilheteria: 15h/21h (seg.); a partir das 15h (ter.). IC. www.rivalpetrobras.com.br.

EDUARDO CANTO. Dedicado ao resgate das grandes composições brasileiras do início do século passado, o cantor carioca presta homenagem ao rei do samba-canção Herivelto Martins (1912-1992). Dele, interpreta sucessos do porte de Caminhemos, Ave Maria do Morro e Preto e Branco. 18 anos. Imperator ? Centro Cultural João Nogueira (1?500 lugares). Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎ 3259-1998. Quinta (6), 16h. Bilheteria: 14h/20h (ter. e qua.); a partir das 14h (qui.). Cc: M, e V. Cd: R e V. R$ 20,00. www.imperator.art.br.

FESTRIO VOCAL. O festival traça um panorama da música vocal no Brasil e no mundo. Além de apresentações, estão previstas palestras e oficinas na programação que vai até o dia 23. Abrem a série na sexta (7) os argentinos do Cabernet Vocal, o grupo de rock sem instrumentos House Jacks, dos Estados Unidos, e os brasileiros do BR6. No sábado (8) a atração inédita é o Voxpop, da Argentina, que também se apresenta no domingo (9) com os conterrâneos do Cabernet Vocal. Livre. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro II (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sexta (7), 14h (Cabernet Vocal) e 20h (House Jacks e BR6). Sábado (8), 14h (House Jacks) e 20h (Voxpop e BR6). Domingo (9), 14h (Voxpop) e 20h (Cabernet Vocal). R$ 6,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a qui.); a partir das 9h (sex. a dom.) → www.bb.com.br/cultura.

FORRÓ DE GAFIEIRA. Três legítimos representantes do forró pé de serra se apresentam na noite do feriado da Independência. Formado por Tom Silva (sanfona) e pelos irmãos Danilo (triângulo e voz) e Murillo Ramalho (zabumba e voz), o Trio Dona Zefa abre a noite, seguido por Enok Virgulino (sanfona), Adelmo Nascimento (triângulo) e Roberto Pinheiro (zabumba), do Trio Virgulino. Integrantes do Trio Pé-de-Serra, Perpétuo (triângulo), Fidélis (sanfona) e Robson (zabumba) encerram a noite. 18 anos. Circo Voador (2?000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Sexta (7), 23h. R$ 60,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); a partir das 12h (sex.). IC. www.circovoador.com.br.

IMAGINA SAMBA. Suel (voz), Gné (pandeiro), Marquinhos (surdo), Leandrinho (teclado) e Japona (percussão) celebram uma década de carreira com a apresentação que vai resultar no primeiro DVD do conjunto. Convidados da noite, o grupo Pixote e o cantor Naldo engrossam o coro nas faixas Com Você Eu Tô Completo e Duvido, além das inéditas Coisas que Odeio em Mim e Ela É Pagodeira. 15 anos. Citibank Hall (6?576 lugares). Avenida Ayrton Senna, 3000 (Shopping Via Parque), Barra. Informações, ☎ 0300 7896846 (9h/21h). Quinta (6), 23h. R$ 50,00 (pista, 1º lote) a R$ 200,00 (camarote). Bilheteria: 12h/20h (dom. a qua.); a partir das 12h (qui.). Estac. (R$ 7,00). Cc: todos. Cd: R e V. www.ticketsforfun.com.br. www.citibankhall.com.br.

JESUTON. Filha de mãe jamaicana e pai nigeriano, a cantora londrina se interessou pela cultura latina e decidiu mudar de ares. Radicada no Rio há apenas quatro meses, começou a soltar a voz nas ruas de Ipanema, do Largo do Machado e do Largo da Carioca, munida de um amplificador. Suas performances ganharam a internet e conquistaram o produtor Rodrigo Vidal (Maria Gadú, Ivan Lins), que já a levou para gravar na Som Livre. Na apresentação, Jesuton apresenta os covers que fizeram sua fama nas calçadas, a exemplo de Someone Like You, da conterrânea Adele. 16 anos. Miranda (200 lugares). Avenida Borges de Medeiros, 1424 (2º piso), Lagoa, ☎ 2239-0305. Sexta (7) e sábado (8), 21h30. R$ 80,00 a R$ 160,00. Bilheteria: 14h/20h (seg. a qui.); a partir das 14h (sex. e sáb.). IC. www.mirandabrasil.com.br.

JUAN CAÑIZARES. No espetáculo Cuerdas del Alma, o instrumentista espanhol, que acompanhou o virtuose Paco de Lucía por dez anos, exibe seu próprio talento no violão flamenco. Com seis discos-solo na carreira, ele apresenta, ao lado de Juan Carlos Gómez (segundo violão), do brasileiro convidado Ney Conceição (baixo) e de Angel Muñoz (dança e cajón), Añorando el Presente, Se Alza La Luna e El Abismo. 16 anos. Vivo Rio (2??000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 2272-2901. Terça (4), 21h30. R$ 120,00 (frisas e setor 3) a R$ 220,00 (camarote A). Bilheteria: 12h/21h (seg.); a partir das 12h (ter.). Estac. c/manobr. (R$ 20,00). IR. www.vivorio.com.br.

LEO RUSSO. Vencedor do prêmio de revelação promovido pela casa de espetáculos Carioca da Gema em 2011, o sambista de 23 anos se prepara para gravar o primeiro disco, produzido por Rildo Hora. Ele divide o palco com outro novo talento, o cantor e compositor Alex Ribeiro. 18 anos. Studio RJ (300 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Segunda (3), 21h30. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 20h30 (seg.). www.studiorj.org.

MARISA MONTE. Após quatro anos, a cantora volta ao palco para apresentar a turnê do disco O que Você Quer Saber de Verdade, lançado em 2011. O espetáculo, dirigido por Leonardo Netto e Claudio Torres, aposta em recursos tecnológicos: seis multitelas de tecido espalhadas pelo cenário exibem obras de artistas plásticos contemporâneos que acompanham a apresentação. Escoltada pelo power trio do grupo Nação Zumbi ? Pupillo (bateria e percussão), Lúcio Maia (guitarra, violão e cítara) e Dengue (baixo) ? e por mais seis músicos, Marisa entoa, entre outras, as novas Depois (composta com o tribalista Arnaldo Antunes) e O que Se Quer, além de clássicos como Gentileza e Diariamente. 16 anos. Vivo Rio (2 000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎?2272-2901. Sexta (7) e sábado (8), 22h; domingo (9), 19h. Sexta e sábado: R$ 200,00 (setor 4) a R$ 320,00 (camarote A e área vip). Domingo: R$ 180,00 (setor 4) a R$ 300,00 (camarote A e área vip). Bilheteria: 12h/21h (seg. a qui.); a partir das 12h (sex. a dom.). Estac. c/manobr. (R$ 20,00). IR. www.vivorio.com.br. Até dia 23.

MÚSICA POPULAR GAÚCHA. Dirigido por Ayrton dos Anjos, o projeto desembarca no Rio para comemorar três décadas de carreira. O coletivo reúne ícones da música sulista, como Antonio Villeroy, Nico Nicolaiewsky, Bebeto Alves, Nelson Coelho de Castro, Gelson Oliveira, Zé Caradípia, Chico Saratt, Monica Tomasi, Nando Gross, Adriana Deffenti, Hermes Aquino, Pery Souza, o grupo Cidade Baixa e Luiz Mauro Filho, Cesar Moraes, Marquinhos Fê e Fernando do Ó. Livre. Teatro Sesi (350 lugares). Avenida Graça Aranha, 1, Centro, ? Cinelândia, ☎ 2563-4163. Terça (4), 19h30. Grátis.

NÁ OZZETI. Balangandãs, excelente disco da cantora paulista lançado em 2009, reúne sucessos das décadas de 30 a 50 eternizados na voz de Carmen Miranda (1909-1955). Ela revisita esse repertório ao lado de Dante Ozzetti (violão), Mário Manga (guitarra, violoncelo e violão tenor), Sérgio Reze (bateria) e Zé Alexandre Carvalho (contrabaixo). Estão garantidas Adeus Batucada (Synval Silva), Touradas em Madri (Braguinha e Alberto Ribeiro) e Tico-tico no Fubá (Zequinha de Abreu). Livre. Auditório BNDES (420 lugares). Avenida República do Chile, 100, Centro, ? Carioca, ☎ 2175-7757. Quinta (6), 19h. Grátis (distribuição de senhas uma hora antes).

NOVAS ESQUINAS. A série festeja os 40 anos de lançamento do disco Clube da Esquina, trabalho que revelou os talentos de Milton Nascimento, Wagner Tiso, Lô Borges, Beto Guedes e Toninho Horta, entre outros. A cada encontro, um membro do grupo sobe ao palco com um representante da nova geração influenciado pela turma. Na terça (4), o compositor e arranjador Nelson Ângelo convida o jovem Antonio Loureiro (piano e vibrafone). Completam o time no palco Paula Santoro (voz), Rafael Vernet (piano), Guto Wirtti (contrabaixo) e Rafael Barata (bateria). Livre. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro II (158 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Terça (4), 12h30 e 19h. R$ 6,00. Bilheteria: a partir de 9h (ter.). → www.bb.com.br/cultura.

PIXINGUINHA IN JAZZ E HISTORIC BRAZILIAN JAZZ BAND. Multi-instrumentistas, Carlos Malta (sopros) e Rodrigo Lessa (cordas) são os convidados das duas bandas para relembrar sucessos do mestre do choro em ritmo de jazz. A Historic Brazilian Jazz Band é formada pelos bambas Laudir de Oliveira (percussão), Paulo Russo (contrabaixo), Paulinho Black (bateria), Daniel Garcia (sax e flauta) e Kiko Continentino (teclados). 16 anos. Casarão Ameno Resedá (250 pessoas). Rua Bento Lisboa, 4, Catete, ☎ 2556-2427. Quinta (6), 21h. R$ 60,00 (pista) a R$ 80,00 (mesa). Bilheteria: 14h/22h (ter. e qua.); a partir das 14h (qui.). Cc: todos. Cd: todos. IR. www.casaraoamenoreseda.com.br.

renata gebara. Caixa de Música é o segundo disco da cantora carioca. Ela mistura bossa nova a batidas eletrônicas em Fossamba, Menino e Já É, ao lado de Donatinho (direção musical e teclados), Fernando Caneca (guitarra), Alberto Continentino (baixo), Stephane Sanjuan (bateria) e Marlon Sette (sopro). A noite de lançamento do CD tem participação de Silvia Machete. 18 anos. Espaço Cultural Sérgio Porto (100 lugares). Rua Humaitá, 163, Humaitá, ☎ 2535-3846. Quarta (5), 21h. R$ 30,00.

RODA JOIA RARA. O sambista Moyseis Marques comanda a batucada e recebe convidados a cada edição. Nos intervalos, o DJ Sandro Black ataca de música brasileira. Quadra Grêmio Recreativo Escola de Samba São Clemente (3?500 pessoas). Avenida Presidente Vargas, 3102, Centro, ☎ 2253-3776. Domingo (9), a partir das 17h. R$ 30,00. Estac.: R$ 10,00).

SIMONE MAZZER. Em meio aos preparativos para lançar seu primeiro CD, a cantora busca a versatilidade em repertório que inclui Paulinho Moska, Itamar Assumpção, Sting, Janis Joplin e Björk. Ela divide o palco com Marco Antonio Scolari (piano), André Bedurê (contrabaixo) e Eduardo Rorato (bateria). 14 anos. Teatro Café Pequeno (100 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, ☎ 2294-4480. Quinta (6), 20h30. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 16h (qui.).

SKATALITES E ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA. Pioneira do ska e do reggae, a banda jamaicana surgida nos anos 60 volta ao Rio com dois remanescentes da formação original: Lester Sterling (sax) e Doreen Schaffer (voz). Na mesma noite, o balanço africano fica por conta da big band carioca Abayomy Afrobeat Orquestra, criada para homenagear o nigeriano Fela Kuti (1938-1997), o criador do afrobeat. 18 anos. Circo Voador (2 000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Sábado (8), 22h. R$ 120,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); 12h/0h (sex.); a partir das 14h (sáb.). IC. www.circovoador.com.br.

SUPERCORDAS. Noite de lançamento de A Mágica Deriva dos Elefantes, segundo álbum do grupo carioca. Depois do celebrado Seres Verdes ao Redor, Pedro Bonifrate (voz, guitarra, violão e harmônica), Filipe Giraknob e Kauê Ravaneda (guitarras), Digital Ameríndio (bateria) e Diogo Valentino (baixo) enveredam pelo tom mais psicodélico de composições como Mumbai e Orquestra de Mil Martelos. 18 anos. Studio RJ (300 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Sexta (7), 22h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 21h (sex.). www.studiorj.org.

THE FEVERS. Luiz Cláudio (voz), Liebert Ferreira (baixo), Miguel Ângelo (teclados), Rama (guitarra) e Otávio Monteiro (bateria) enfileiram os sucessos dos discos Vem Dançar e The Fevers ? Sempre. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (400 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Sexta (7) e sábado (8), 19h30. R$ 50,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. a qui.); a partir das 15h (sex. e sáb.). IC. www.rivalpetrobras.com.br.

CONCERTOS

ARTHUR MOREIRA LIMA. Laureado por seu domínio do repertório romântico, o instrumentista carioca começou a estudar piano aos 6 anos ? e aos 9 tocou um concerto de Mozart com a Orquestra Sinfônica Brasileira. O segundo lugar conquistado no Concurso Chopin, em Varsóvia, em 1965, levou à carreira internacional, que inclui apresentações com conjuntos como a Filarmônica de Leningrado e a Sinfônica de Berlim. Atração das comemorações dos quinze anos do projeto Música no Museu, Moreira Lima promete celebrar os 150 anos de nascimento do francês Claude Debussy. Afeito ao repertório brasileiro, incluiu no programa peças de Ernesto Nazareth. Completam a lista obras de Beethoven, Chopin e Piazzolla. Teatro do Sesi (350 lugares). Avenida Graça Aranha, 1, Centro, ☎ 2563-4163, ? Cinelândia. Quarta (5), 12h30. Distribuição de senhas uma hora antes. Grátis.

DUO SANTORO. Gêmeos, Paulo e Ricardo Santoro, colegas na OSB e na Orquestra da UFRJ, formam o único duo de violoncelos em atividade permanente no país. Nesta apresentação, dividem o palco com José Staneck (harmônica). Em participação gravada, o ator Mateus Solano faz as vezes de narrador no espetáculo da série Musica Brasilis ? bem-vindo projeto capitaneado pela cravista Rosana Lanzelotte, dedicado ao resgate de raridades da música brasileira. No programa, aparecem criações dos poetas Gregório de Matos e Luis Álvares Pinto, além do jesuíta José de Anchieta. Direção de Fernando Portari. Auditório BNDES (420 lugares). Avenida Chile, 100, Centro, ☎ 2505-8383, ? Carioca. Quarta (5), 19h. Grátis.

MÚSICA NO PALÁCIO. O violonista carioca Paulo Pedrassoli abre a nova temporada do projeto Música no Palácio, série de concertos, clássicos e populares, organizada em parceria com a Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Dono de intensa carreira como solista, integrante de conjuntos de câmara e diretor musical, ele é o autor do elogiado CD Villa-Lobos ? Obra Integral para Violão Solo. Nesta apresentação, passeia pela obra de Bach, Mendelssohn, Agustín Barrios, Isaac Albeniz, João Pernambuco, Roberto Victorio, João Guilherme Ripper e, claro, Villa-Lobos. Centro Cultural do Poder Judiciário (60 lugares). Rua Dom Manuel, 29, Centro, ☎ 3133-3366. Terça (4), 19h. Distribuição de senhas meia hora antes. Grátis.

ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA JOVEM. Projeto iniciado há doze anos, a OSB Jovem tem se firmado como um dos principais investimentos no país voltados para a formação de novos músicos. Seu atual regente titular, o paulista Mateus Araujo, já conduziu as orquestras Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, de Ribeirão Preto e do Theatro da Paz. Nesta apresentação, o conjunto interpreta Batuque, de Alberto Nepomuceno, e Sinfonia Nº 3 em Mi Bemol Maior, Op. 55, Heroica, de Beethoven. Theatro Municipal (2?237 lugares). Praça Floriano, s/nº, Centro, ☎ 2332-9191, ? Cinelândia. Domingo (2), 11h. R$ 1,00.

Fonte: VEJA RIO