DIVERSÃO

Para brincar e vender

Borrachinhas que viram pulseiras conquistam a garotada de 8 a 12 anos

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Selmy Yassuda
(Foto: Redação Veja rio)

Pelo menos por alguns instantes, a TV e o videogame foram deixados de lado. Nem mesmo os smartphones e tablets estão tendo chance perto da nova brincadeira preferida das meninas de 8 a 12 anos: as pulseiras de elástico feitas a mão, também conhecidas como rainbow loom ou loom bands. A diversão consiste em trançar as borrachinhas coloridas com a ajuda de um tear e uma agulha, ambos de plástico, para criar acessórios em diferentes formatos. "Aprendi a fazer vários modelos assistindo a vídeos na internet. Acho muito divertido e fica lindo", conta Mariana Maia, de 10 anos, que se uniu às amigas Júlia Peletti, também de 10, e Tatiana Sampaio, de 11 anos, para vender as bijuterias, cada uma a 2 reais. O trio de empreendedoras mirins, que cursa o 5º ano do ensino fundamental no Colégio Sacré-Coeur, em Copacabana, anda até enfrentando concorrentes no recreio da escola. "Agora que a moda pegou, tem mais gente fazendo. Um menino está vendendo a 25 centavos e acabou atrapalhando o nosso negócio", lamenta Tatiana. Sim, os garotos também tecem e usam as pulseirinhas, que, nos Estados Unidos e na Europa, já fazem sucesso há pelo menos um ano e foram parar no pulso de (adultos) famosos como o príncipe William, o ex-jogador de futebol David Beckham e o vocalista da banda Pearl Jam, Eddie Vedder.

O preço é um dos fatores que ajudam a explicar a popularidade do brinquedo. Criado em 2011 nos Estados Unidos pelo engenheiro Cheong Choon Ng, enquanto via as filhas brincando no quintal de casa, o kit original custa o equivalente a 40 reais na internet. Vem com dois teares, agulha, fechos de plástico e cerca de 600 elásticos, que rendem mais de vinte unidades. No Saara, no centro da cidade, o material virou um dos itens mais vendidos recentemente nas lojas e custa ainda mais barato. O tear sai a partir de 15 reais e o pacote com cinquenta borrachinhas coloridas, a 2 reais. Segundo a coordenadora pedagógica Simone França, do Colégio Sion, no Cosme Velho, numa época em que as crianças estão cada vez mais íntimas dos recursos tecnológicos, a novidade com ares de antigamente chega em boa hora. "É uma atividade lúdica que, além de promover a interação entre os alunos, ajuda a estimular a criatividade e a coordenação motora", defende a educadora, que organizou, no sábado passado (30), uma oficina de fabricação do acessório para que pais e filhos brinquem juntos.

No canal oficial da rainbow loom no Youtube (em inglês), abaixo, aprenda a fazer diferentes acessórios. Os tutoriais em vídeo vão de iniciante a avançado.

[---V---]

Fonte: VEJA RIO