DIVERSÃO

Escritora multimídia

Sucesso entre os adolescentes que devoram seus livros, Thalita Rebouças estreia como apresentadora e leva suas histórias para o cinema e o teatro

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Selmy Yassuda
(Foto: Redação Veja rio)

Ela se tornou uma máquina de escrever best-sellers para o público infantojuvenil. Aos 39 anos, treze de carreira, Thalita Rebouças já vendeu 1,4 milhão de livros. Mas, pelo visto, essa marca não a deixou satisfeita. Até 2014, suas histórias, que já são sucesso em Portugal, estarão à venda em vinte países da América Latina e no Japão. As novidades não se resumem apenas à literatura. Depois do êxito de Tudo por um Pop Star, musical inspirado em um de seus títulos, outras obras sairão do papel. No próximo ano estreia nos teatros Fala Sério, Mãe!, enquanto Uma Fada Veio Me Visitar entra em fase de produção para o cinema na empresa de Daniel Filho. Sempre ligada na tomada, como costuma dizer, a escritora ainda enveredou pela TV. Desde o último domingo (10), ela participa do quadro Bolsa Redonda, no Esporte Espetacular, da TV Globo, em que discute desde os lances da semana até o corte de cabelo dos jogadores. "Ela não é só um rostinho bonito ou uma garota boba que escreve livros para adolescentes. Além de antenada, tem o raciocínio muito rápido", destaca o diretor Sidney Garambone.

Foram justamente as sacadas ligeiras e engraçadas que fizeram com que ela recebesse outro convite: comandar um programa só seu. Com estreia marcada para segunda (18), Thalita será a apresentadora do Desencalha, nova atração do horário nobre do Multishow, voltada para jovens entre 18 e 25 anos. Sem teleprompter nem espécie alguma de cola nas mãos, a escritora conduz um candidato, quatro pretendentes e uma plateia de 100 pessoas na tentativa de formar um novo casal ali mesmo no palco. Com todos os episódios já gravados, o diretor Rodrigo Montenegro também é só elogios à novata. "Ela é extrovertida, tem química com o público e ótima capacidade de improviso", afirma ele. Os cinco anos de teatro, que fez na adolescência para perder a timidez, estão ajudando nos desafios recentes, mas a principiante garante que o segredo para receber tantas congratulações é outro: "A televisão não é trabalho. Estou lá para me divertir", diz. "Nervosa de verdade eu só fico quando vou lançar um livro", confessa a autora.

Fonte: VEJA RIO