COMIDA

É ruim, mas faz bem

Rica em nutrientes, a frutinha goji berry ganha espaço na mesa das cariocas

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

foto Léo Marinho
(Foto: Redação Veja rio)

Ela é rica em fibras, vitaminas C, E, B1, B2, B6 e ácidos graxos como o ômega-3 e o ômega-6, ajudando no emagrecimento e retardando o envelhecimento das células. Ainda possui dezoito tipos de aminoácidos, que colaboram na produção de proteínas responsáveis por enrijecer os músculos. Com uma gama tão variada de nutrientes, a goji berry, uma frutinha vermelha e bem amarga, virou item de primeira necessidade na dieta das celebridades. A apresentadora Oprah Winfrey, a cantora Madonna e a modelo Kate Moss a consomem regularmente. Por aqui, a atriz Sophie Charlotte, estrela da próxima novela das 7, Sangue Bom, a apresentadora Fátima Bernardes e a it-girl Carol Buffara encabeçam o time de adeptas. "Os benefícios vão além dos quilos a menos. Ela melhora o viço da pele e dos cabelos, o desempenho físico e a concentração, e também ajuda a combater o stress", afirma a nutricionista Patricia Davidson Haiat, que passou a receitar a baga a suas pacientes.

Na China, onde é utilizada há séculos pela medicina oriental, a frutinha milagrosa costuma ser ingerida in natura ou na forma de chá. Como ela chega desidratada, virou moda consumi-la como uma uva-passa, pura ou misturada a outras frutas, bem como a saladas, sucos e iogurtes. Assim, o sabor um tanto desagradável passa despercebido. Para que a goji berry faça efeito, recomenda-se a dosagem de duas colheres de sopa por dia, especialmente no café da manhã e após a prática de atividades físicas, quando o corpo precisa recuperar a energia. O mais importante, no entanto, é que ela seja associada a um programa alimentar de qualidade e a exercícios regulares. "Não há comprovação científica de que a goji berry, sozinha, ajude na perda de medidas. Ela é apenas um auxílio num processo muito mais complexo, que envolve comprometimento e dedicação", alerta o endocrinologista Fabiano Serfaty, do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia (Iede). Quando o assunto é emagrecer, nem Buda faz milagres.

goji-berry-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO