COMER E BEBER 2012

O melhor cachorro-quente: Geneal

- Atualizado em

comidinhas-cachorro-quente-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Para o carioca ali na idade dos "enta", é praticamente um amigo, companhia frequente na praia, no Maracanã, nos grandes shows. Parte da história da cidade, o elementar sanduíche de pão careca e salsicha, arrematado por um fio de mostarda e popularizado a partir dos anos 60, andou sumido por quase duas décadas. No retorno, em 1999, começou como petisco em lojas de conveniência antes de, apoiado por eficiente estratégia comercial, chegar aos dez quiosques em sete bairros cariocas. Outros 300 pontos de venda, entre carrocinhas e barracas, trataram de devolver ao melhor cachorro-quente da cidade aquela característica de cúmplice para qualquer hora e momento. A receita secreta, mas de simplicidade evidente, alimenta a produção mensal de 28?000 pães e 38?000 salsichas usados nas opções tradicional (R$ 4,50) e duplo (R$ 6,50). No cardápio da retomada, passaram a ser oferecidos salgados, pizzas e docinhos, mas nenhuma das novidades ofuscou a estrela da companhia.

comidinhas-cachorro-quente-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
comidinhas-cachorro-quente-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Avenida Ayrton Senna, 2150, Barra, 1º piso (CasaShopping), ☎ 2108-8182. 10h/22h (seg. a partir das 12h; dom. 15h/21h); Rua Lauro Müller, 116, 4º piso, Botafogo (Rio Sul), ☎ 2295-4334 (2 lugares). 10h/22h (dom. 12h/21h). Cc: M e V. Cd: R e V. Estac. (R$ 6,00 por duas horas) ? Mais oito endereços. Aberto em 1963.

Fonte: VEJA RIO