EDIÇÃO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira

ESTREIAS

Alexandre Mury

O artista fluminense ganhou fama por aparecer caracterizado em suas obras, releituras de ícones das artes plásticas, da literatura e de outras imagens emblemáticas da cultura universal. Doze desses trabalhos, todos inéditos, integram a mostra. R$ 5?000,00 a R$ 6?000,00.

Athena Contemporânea. Avenida Atlântica, 4240 (Shopping Cassino Atlântico), lojas 210 e 211, ☎ 2513-0239. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 14 de junho. A partir de sábado (17).

Eu como Você

Coletivo goiano, o Grupo EmpreZa ocupa duas galerias do MAR. O lugar batizado como Sua Vez reúne artistas da trupe e convidados para performances, enquanto o outro espaço, que leva o nome da mostra, conta com uma série de documentos ligados a trabalhos antigos.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 3031-2741. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 20 de julho. A partir de terça (13).

Laercio Redondo

A individual Fachada tem como ponto de partida um marco da arquitetura brasileira: o Palácio Gustavo Capanema, um dos primeiros exemplares da arquitetura moderna no Brasil. O edifício inspira quatro criações de técnicas distintas ? uma frase fundida em bronze, um filme, um conjunto de serigrafias e a imagem ampliada de um cartão-postal dos anos 50. A partir de R$ 15?000,00.

Galeria Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 21 de junho. A partir de sexta (16).

Matriz e Desconstrução

Responsável pela curadoria, Luisa Duarte orientou a seleção das obras incluídas na coletiva. Entre os artistas presentes estão Ana Holck, Angelo Venosa, Carla Guagliardi, Daisy Xavier, Gustavo Speridião, Waltercio Caldas, Wagner Morales e Nuno Ramos. A mostra inclui desenhos, pinturas, esculturas e vídeos. A partir de R$ 3?000,00.

Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873 e 2540-6446. → Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 5 de julho. A partir de sexta (16).

Tatiana Grinberg

Composta de cinco objetos, dois desenhos de grandes dimensões e outros catorze menores, a individual tem como fio condutor a relação entre corpos e o espaço em que estão inseridos. R$ 3?000,00 a R$ 30?000,00.

Mul.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon, ☎ 2259-1952. Segunda a sexta, 10h às 18h30; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 22 de junho. A partir de sexta (16).

Natureza Inquieta

Tudo parte de milhares de pedacinhos de mapas geográficos na obra do artista plástico João Machado. Recortados de velhos atlas geográficos, os micro fragmentos são a base para os 10 trabalhos que João apresenta na exposição ?Natureza Inquieta?, que marca o retorno do artista ao Brasil, depois de quase 30 anos vivendo em Paris. Os mapas servem para João, assim como as tintas para um pintor. Em suas pesquisas, o artista procura cores, formas e tonalidades exatas para melhor representar sombras, peles, texturas etc. O resultado é similar a um quadro, tamanha a perfeição.

Tramas Galeria de Arte, Av. Atlântica, 4.240, loja 219, Copacabana (Cassino Atlântico), 2287-2036. Segunda a sexta, das 11h às 20h. Sáb., do meio-dia às 18h. Grátis. Até 21 de junho. A partir de sexta (16).

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪ Maria Tomaselli. Leia em Veja Rio Recomenda.

EM CARTAZ

A Alma e a Arte de um Povo

Com curadoria de Ana Chindler serão expostas pela primeira vez no Brasil a arte dos índios panamenhos das etnias Embera e Wounaan. São cerca de 60 cestas e jarras tecidas em palha e decoradas com detalhes da fauna e da flora e também com desenhos geométricos. A mostra inaugura o Espaço Latino da galeria Pé de Boi, tradicional em arte popular.

Galeria Pé de Boi, Rua Ipiranga, 35, Laranjeiras, ☎ 2285-4395. De segunda a sexta, 10 às 19h e sábados, 10h às 13h. Grátis. Até 8 de junho.

Call Me Helium

Em 1974, Hélio Oiticica e os irmãos Andreas e Thomas Valentin tiveram uma ideia para uma obra: um enorme balão no qual se leria ?call me helium?, referência a uma frase do guitarrista Jimi Hendrix e, ao mesmo tempo, um trocadilho com o primeiro nome de Oiticica. Engavetado por quarenta anos, o balão finalmente está içado na Praça dos Correios. Ali ficará até o fim de uma exposição no Centro Cultural Correios, com fotos e documentos que retratam o cotidiano de Oiticica em Nova York, na época em que a obra foi concebida. Uma foto de Carlos Vergara e uma escultura de Antonio Manuel também estão na mostra.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 13 de julho.

✪✪✪✪ Chico Albuquerque

Pioneiro da fotografia publicitária no Brasil, o profissional cearense se dedicou a outros temas, como revela a mostra O Estúdio Fotográfico. Em cerca de 120 imagens, há registros ligados à arquitetura, cenas urbanas da capital paulista e retratos de personalidades.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até dia 25.

✪✪✪ Community

A videoinstalação que dá nome à mostra exibe fotografias de 43 profissionais da agência Magnum Photos, fundada em 1947 por mestres das câmeras como Henri CartierBresson. Ensaios de cinco deles são apresentados em outra parte da exposição.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de junho.

✪✪✪ Fabian Marcaccio

Único trabalho na mostra de mesmo nome, Paintant Stories, do argentino radicado em Nova York, é monumental: trata-se de uma obra de técnica mista sobre tela, com 4 metros de altura e 100 metros de extensão.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 10 de agosto.

✪✪✪✪ A Inusitada Coleção de Sylvio Perlstein

Colecionador de prestígio, o brasileiro de origem belga exibe parte do seu acervo. Há nomes canônicos, como Dalí, Warhol, Kandinsky, Magritte, Basquiat, Duchamp, Miró e Haring, além de sumidades da arte contemporânea, a exemplo de Richard Serra e Nan Goldin.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 19h. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até o dia 25.

Josephine Baker e Le Corbusier no Rio: um Caso Transatlântico

Um encontro entre o arquiteto Le Corbusier e a dançarina, cantora e atriz Josephine Baker, no Rio, em 1929, inspira a coletiva. Cerca de 400 criações de artistas variados tratam do episódio em termos metafóricos.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 3031-2741. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até o dia 25.

Laura Erber

Em águas furtadas (que a artista grafou assim mesmo, com minúsculas) são apresentadas videoinstalações e duas colagens. O tema da água, metaforicamente e como elemento real, está presente em todos os trabalhos.

Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até o dia 25.

✪✪✪ Luiz Zerbini

Sete imponentes acrílicas sobre tela, multicoloridas e repletas de detalhes que convidam a uma demorada contemplação, são o destaque da mostra batizada como Pinturas. O acervo é completado por uma instalação, uma série de trabalhos em papel e uma escultura.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 10 de agosto.

✪✪✪ Miguel Rio Branco

Uma instalação com quatro projeções de imagens que abordam a temática da violência e do poder, uma projeção estática com áudio e um site specific compõem a instigante exposição do fotógrafo, batizada como Gritos Surdos.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até o dia 25.

✪✪✪ Nazareno

Dezoito instrumentos infantis antigos, de uma coleção do próprio Nazareno, compõem uma instalação apresentada pelo artista na mostra Somos Iguais.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de junho.

✪✪✪✪✪ Ron Mueck

Nove impactantes criações do artista australiano radicado em Londres estão reunidas na individual. Trata-se de esculturas de pessoas com assombroso grau de realismo. Uma delas, representando um casal de idosos na praia, mede 3 metros de altura.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 19h. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 1º de junho.

Rosângela Rennó

Em Círculo Mágico, a artista escolheu dezesseis objetos da coleção da Fundação Eva Klabin, mudou-os de lugar e procurou destacá-los para atrair a atenção do público, produzindo catorze instalações em exibição na casa-museu.

Fundação Eva Klabin. Avenida Epitácio Pessoa, 2480, Lagoa, ☎ 3202-8550. Terça a domingo, 14h às 17h. Grátis. Até 29 de junho.

Visões na Coleção Ludwig

Do enorme acervo particular do alemão Peter Ludwig, magnata da indústria do chocolate morto em 1996, foram pinçadas 64 obras que compõem a coletiva. Nomes de peso, como Andy Warhol, Pablo Picasso, Roy Lichtenstein, Gerhard Richter e Jeff Koons, estão representados.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 21 de julho.

✪✪✪ Vladimir Lagrange

Em Assim Vivíamos, primeira exposição do fotógrafo russo na América Latina, são exibidas 65 imagens em preto e branco que se contrapõem, pelo toque poético, à opressão do regime socialista do tempo em que foram realizadas.

Caixa Cultural ? Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até o dia 25.

Fonte: VEJA RIO