EDIÇÃO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira

ESTREIAS

Aulio Sayão Romita

Na mostra Policromia Urbana, o artista apresenta dezoito obras de acrílica sobre tela, nas quais aborda variações de formas e cores encontradas nas grandes cidades. A partir de R$ 4?200,00.

Galeria de Arte Marly Faro. Rua Aníbal de Mendonça, 221, Ipanema, ☎ 2259-9417. Segunda a sexta, 12h às 19h; sábado, 9h às 13h. Grátis. Até 6 de junho. A partir de sexta (9).

Call Me Helium

Em 1974, Hélio Oiticica e os irmãos Andreas e Thomas Valentin tiveram uma ideia para uma obra: um enorme balão no qual se leria "call me helium", referência a uma frase do guitarrista Jimi Hendrix e, ao mesmo tempo, um trocadilho com o primeiro nome de Oiticica. O trabalho, porém, ficou engavetado por quarenta anos. No sábado (10), às 15h, finalmente, o balão será içado na Praça dos Correios. Ali ficará até o fim de uma exposição no Centro Cultural Correios, com fotos e documentos que retratam o cotidiano de Oiticica em Nova York, na época em que a obra foi concebida. Uma foto de Carlos Vergara e uma escultura de Antonio Manuel também estão na mostra.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 13 de julho. A partir de sábado (10).

Carolina Ponte

Baiana radicada em Petrópolis, a artista exibe, em Só o Excesso, cinco desenhos feitos com tintas variadas sobre papel. Completam o acervo três peças de crochê. A partir de R$ 18?000,00.

Luciana Caravello Arte Contemporânea. Rua Barão de Jaguaripe, 387, Ipanema, ☎ 2523-4696. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 14h. Grátis. Até 7 de junho. A partir de terça (6).

Visões na Coleção Ludwig.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 21 de julho. A partir de quarta (7).

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪ Toz

Nome conhecido da arte urbana carioca, o grafiteiro Tomaz Viana, o Toz, ocupa 300 metros quadrados com uma exposição na qual dois de seus personagens ganham destaque: o colorido Vendedor de Alegrias, com a cabeça cheia de bolas, e o enigmático Insônia, identificado pelos olhos brilhantes. Além das três instalações dedicadas aos dois, uma sala exibe catorze telas.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. Segunda a sexta, 11h às 18h; sábado e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até quinta (8).

EM CARTAZ

Antonio Bokel

Em Na Periferia do Mundo, o artista, que está celebrando uma década de carreira, exibe trinta obras, entre pinturas, fotografias e esculturas.

Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até dia 25.

✪✪✪✪ Chico Albuquerque

Pioneiro da fotografia publicitária no Brasil, o profissional cearense se dedicou a outros temas, como revela a mostra O Estúdio Fotográfico. Em cerca de 120 imagens, há registros ligados à arquitetura, cenas urbanas da capital paulista e retratos de personalidades.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até dia 25.

Community

A videoinstalação que dá nome à mostra exibe fotografias de 43 dos atuais profissionais da agência Magnum Photos, fundada em 1947 por mestres das câmeras como Henri Cartier-Bresson. Ensaios de cinco deles são apresentados em outra parte da exposição.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de junho.

✪✪✪ Em 1964

Na menor galeria do Instituto Moreira Salles, a mostra compensa suas pequenas dimensões com um acervo variado, cheio de achados interessantes, sobre a cultura em 1964, ano do golpe militar. Cerca de oitenta obras reunidas, oriundas de campos variados, como literatura, fotografia, cinema e música, compõem a exposição.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 23 de novembro.

✪✪✪ Fabian Marcaccio

Único trabalho na mostra de mesmo nome, Paintant Stories, do argentino radicado em Nova York, é monumental: trata-se de uma obra de técnica mista sobre tela, com 4 metros de altura e 100 metros de extensão.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 10 de agosto.

✪✪✪✪ A Inusitada Coleção de Sylvio Perlstein

Colecionador de prestígio, o brasileiro de origem belga exibe parte do seu acervo. Há nomes canônicos, como Dalí, Kandinsky, Magritte, War­hol, Basquiat, Duchamp, Miró e Haring, além de sumidades da arte contemporânea, a exemplo de Richard Serra e Nan Goldin.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 19h. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até dia 25.

Josephine Baker e Le Corbusier no Rio: um Caso Transatlântico

Um encontro entre o arquiteto Le Corbusier e a dançarina, cantora e atriz Josephine Baker, no Rio, em 1929, inspira a coletiva. Cerca de 400 criações de artistas variados tratam do episódio em termos metafóricos.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 3031-2741. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até dia 25.

Laura Erber

Em águas furtadas (que a artista grafou assim mesmo, com minúsculas) são apresentadas videoinstalações e duas colagens. O tema da água, metaforicamente e como elemento real, está presente em todos os trabalhos.

Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até dia 25.

✪✪✪ Luiz Zerbini. Leia em Veja Rio Recomenda.

✪✪✪ Maria Tomaselli

Austríaca radicada no Brasil desde 1969, a artista apresenta doze trabalhos sobre lonas de caminhão usadas - furos e remendos incluídos. O suporte ganha camadas de tinta, desenhos e impressões de gravuras. Somam-se a esse conjunto dezenove telas e uma série de gravuras e desenhos.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo,

12h às 19h. Grátis. Até dia 18.

✪✪✪ Miguel Rio Branco

Uma instalação com quatro projeções de imagens que abordam a temática da violência e do poder, uma projeção estática com áudio e um site specific compõem a instigante exposição do fotógrafo, batizada como Gritos Surdos.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até dia 25.

Nazareno

Dezoito instrumentos infantis compõem uma instalação apresentada pelo artista na mostra Somos Iguais. Também são exibidas fotos autobiográficas da série de De Onde (Eu) Venho, que ilustram o seu processo criativo, e três vídeos.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de junho.

Renan Cepeda

Em Wave, o fotógrafo apresenta nove registros de paisagens do Rio em grande formato. As imagens são fruto da original pesquisa de Cepeda com fotografia infravermelha. Preços sob consulta.

Galeria Tempo. Avenida Atlântica, 1782, loja E, Copacabana, ☎ 2255-4586. Segunda a sexta, 12h

às 19h; sábado, 16h às 19h. Grátis. Até 7 de junho.

✪✪✪✪✪ Ron Mueck

Nove impactantes criações do artista australiano radicado em Londres estão reunidas na individual. Trata-se de esculturas de pessoas com assombroso grau de realismo. Uma delas, representando um casal de idosos na praia, mede 3 metros de altura.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro,

☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 19h. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 1º de junho.

Rosângela Rennó

Em Círculo Mágico, a artista escolheu dezesseis objetos da coleção da Fundação Eva Klabin, mudou-os de lugar e procurou destacá-los para atrair a atenção do público, produzindo catorze instalações em exibição na casa-museu.

Fundação Eva Klabin. Avenida Epitácio Pessoa, 2480, Lagoa, ☎ 3202-8550. Terça a domingo, 14h às 17h. Grátis. Até 29 de junho.

✪✪✪ Vladimir Lagrange

Em Assim Vivíamos, primeira exposição do fotógrafo russo na América Latina, são exibidas 65 imagens em preto e branco que se contrapõem, pelo toque poético, à opressão do regime socialista do tempo em que foram realizadas.

Caixa Cultural - Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até dia 25.

Fonte: VEJA RIO