EDIÇÃO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

EstreiaS

Alice Quaresma

Carioca baseada em Nova York há seis anos, a artista apresenta a individual Bichos. O acervo inclui nove pinturas sobre fotografias em preto e branco, feitas durante uma viagem à África do Sul. R$ 2?500,00 a R$ 9?000,00.

Mercedes Viegas Arte Contemporânea. Rua João Borges, 86, Gávea, ☎ 2294-4305. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, 16h às 20h. Grátis. Até 5 de dezembro. A partir de quarta (20).

Edgar Duvivier

Conhecido por transitar entre a música, as artes plásticas e o cinema, Duvivier revela sua multiplicidade de interesses na individual Por um Triz. No acervo estão esculturas de mármore, ferro, bronze e outros materiais, pinturas em grande escala, desenhos em pastel, vídeos e até obras que emitem som. Uma das atrações, a série Ceci N?Est Pas traz apropriações de Magritte, Picasso, Fontana, Manzoni, Brancusi, Duchamp e Warhol.

Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, ☎ 2215-0621. Terça a domingo, 10h às 18h. Grátis. Até 15 de dezembro. A partir de terça (19).

Elifas Andreato

Criador da arte do álbum Vinicius e Toquinho, de 1975, Andreato homenageia uma das estrelas daquele disco: o centenário poeta Vinicius de Moraes. Toquinho, Chico Buarque, Paulinho da Viola e Martinho da Vila são alguns dos catorze músicos convidados por ele para participar de O Haver ? Pinturas e Músicas para Vinicius de Moraes. Eles criaram composições inéditas inspiradas no poema O Haver, do homenageado, e fizeram, junto com o artista, pinturas que serão exibidas.

Caixa Cultural ? Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 6 de janeiro. A partir de quarta (20).

Gustavo Acosta

Espaço do Silêncio é a maior individual já realizada no Brasil do pintor cubano radicado em Miami. A exposição, de 74 obras, propõe um diálogo entre as produções mais recentes e os primeiros passos do artista.

Caixa Cultural ? Galerias 2 e 3. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 5 de janeiro. A partir de terça (19).

Pablo Ferretti

Questões ligadas a memória, impermanência e diluição perpassam os dez óleos que o artista gaúcho apresenta em Sob as Coisas Vistas no Céu. Também no Centro Hélio Oiticica, Zé Carlos Garcia, natural de Aracaju, exibe uma escultura monumental.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até 19 de janeiro. A partir de terça (19).

ÚLTIMA SEMANA

Emmanuel Nassar

O artista paraense apresenta cinquenta variações de uma mesma obra ? um díptico sobre tela e MDF ? pintadas uma a uma, em cores e posições diferentes.

Museu da Chácara do Céu. Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa, ☎ 3970-1126. Quarta a segunda, 12h às 17h. R$ 2,00 (grátis às quartas). Menores de 12 anos e maiores de 65, professores e grupos escolares não pagam ingresso. Até segunda (18).

Fernando Velloso

Cenógrafo de espetáculos do Grupo Corpo, o artista exibe, em O Vermelho e o Negro, 25 obras sem título, de 2013, entre acrílicas sobre madeira e pinturas automotivas em chapas de aço. Todas foram produzidas com os tons indicados no nome da mostra, tomado emprestado do clássico romance do francês Stendhal. R$ 3?700,00 a R$ 35?000,00.

Almacén Galeria Gávea. Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), loja 205, ☎ 3594-9231/9233. Segunda a sábado, 10h às 22h; domingo, 14h às 21h. Grátis. Até sábado (23).

Ivan Grilo

Histórias da Ilha dos Lençóis, no litoral do Maranhão, inspiram as dezessete obras da individual Sentimo-nos Cegos. Na maior parte do acervo, Grilo trabalha em cima de retratos de dom Sebastião I, 16º rei de Portugal, que, segundo uma lenda, viveria por lá. R$ 4?000,00 a R$ 20?000,00.

Luciana Caravello Arte Contemporânea. Rua Barão de Jaguaripe, 387, Ipanema, ☎ 2523-4696. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 14h. Grátis. Até sábado (23).

✪✪✪ John Graz. Leia em Veja Rio Recomenda.

IV Bienal da Escola de Belas Artes da UFRJ

Vinte e seis artistas e coletivos integram a mostra, que tem como tema a noção de território. Performances, instalações, pinturas, esculturas e vídeos estão no acervo.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até sábado (23).

EM CARTAZ

Amilcar de Castro

Parte do acervo do instituto que leva o nome do artista em Nova Lima, Minas Gerais, treze obras são exibidas pela primeira vez no Rio. A seleção inclui raridades, a exemplo de dois dos apenas quinze desenhos em tela da série Linhas. Duas esculturas de aço corten, tipo de obra que se tornou uma marca de Amilcar de Castro (1920-2002), dividem o espaço com oito peças de madeira, material pelo qual o artista também tinha grande apreço. Preços sob consulta.

Galeria Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 19h. Grátis. Até 10 de janeiro.

Berna Reale

Cinco registros de performances em vídeo, três deles inéditos, compõem a individual Vazio de Nós. A visita é recomendável a maiores de 14 anos.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 8 de dezembro.

Elisa de Magalhães

Seis trabalhos, entre instalações, fotos e vídeos, compõem a mostra Nenhuma Ilha. Todas as obras têm como tema a solidão e o isolamento.

Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333, ? General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 22 de dezembro.

Frida Baranek

Integrante da coletiva Como Vai Você, Geração 80?, que reuniu 123 artistas no Parque Lage em 1984, a carioca apresenta Confrontos, sua primeira indivi­dual no MAM. A mostra reúne quinze esculturas produzidas a partir de 1985. Uma de suas criações mais emblemáticas, Unclassified (1992), construída com partes de aviões produzidos pela indústria militar americana e sucata de aço inox, está na área dos pilotis.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 5 de janeiro.

Há 250 Anos... De Salvador a Rio de Janeiro

A exposição marca a comemoração dos 250 anos da transferência da sede do governo brasileiro de Salvador para o Rio, ocorrida em 1763. Estão reunidas 240 obras do acervo do próprio museu.

Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro,

☎ 2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. Grátis. Até 26 de janeiro.

Jacques Stemer

Francês nascido no Líbano, o artista exibe 21 obras na individual Dois e Muitos ? em algumas delas, há referências ao Brasil, país que ele visitou diversas vezes. O Rio inspira criações como Ipanema para a Rua Vinicius de Moraes (2013), acrílica sobre papel com fragmentos de plástico.

Galeria Manuel Bandeira (Academia Brasileira de Letras). Avenida Presidente Wilson, 231, Castelo, Centro, ☎ 3974-2548. Segunda a sexta, 10h às 18h. Grátis.

Até 23 de dezembro.

Jogos Olímpicos: Esporte, Cultura e Arte

Cerca de 300 peças do acervo do Museu Olímpico de Lausanne, na Suíça, estão reunidas na mostra, que conta a história das Olimpíadas.

Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. Grátis. Até 1º de dezembro.

José Luiz Pederneiras

Fotógrafo oficial do Grupo Corpo e irmão do coreógrafo da trupe, Rodrigo Pederneiras, José Luiz apresenta dezesseis fotografias na individual Paisagens Cromáticas. A exposição mostra o resultado de sua pesquisa com luz artificial em imagens de detalhes indefinidos de cenários iluminados. Ampliadas, as criações ficam entre a foto e a pintura.

Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333, ? General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 22 de dezembro.

✪✪✪✪ Julio Le Parc

Papa da arte cinética, o argentino radicado em Paris desde 1958 tem 24 trabalhos exibidos na sedutora individual Lumière. Quase todas as obras se valem de efeitos de luz ? hipnoticamente belos, diga-se. Está no acervo, por exemplo, a sua primeira investida nessa linha: Contínuo-Luz ? Móbile, de 1960. Uma das mais bonitas, Luzes Alternadas, de 1993, evoca a iluminação de um hipotético espetáculo de artes cênicas.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 23 de fevereiro.

Maria-Carmen Perlingeiro

A brasileira radicada em Genebra, conhecida por suas esculturas em pedra, apresenta quarenta peças inéditas, além de obras das séries Magnólias (em alabastro e ouro), Compensados (em aragonita) e Tattoos (alabastro e ouro com base de ferro). R$ 3?500,00 a R$ 20?000,00. Na outra sala da galeria está a mostra da fotógrafa Teresa Salgado, com catorze obras. R$ 3?500,00 a

R$ 8?000,00.

Mul.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon, ☎ 2259-1952. Segunda a sexta, 10h às 18h30; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 14 de dezembro.

Marian Starosta

Em Face a Face: Fotógrafos Revelados, Marian exibe 100 retratos de colegas de profissão, entre eles o mexicano Alfredo de Stefano, o argentino Alejandro Chaskielberg e o brasileiro Fábio Seixo.

Galeria do Ateliê. Avenida Pasteur, 453 (Ateliê da Imagem Espaço Cultural), Urca, ☎ 2541-3314. Segunda a sexta, 10h às 21h; sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 14 de dezembro.

Paulo Vieira

Em Depois de Hoje, o artista apresenta 41 trabalhos ? 31 óleos sobre tela e dez usando acrílica, grafite e lápis de cor em papel. Todas as criações giram em torno do conceito de autorretrato. R$ 3?000,00 a R$ 14?000,00.

Galeria Movimento. Avenida Atlântica, 4240 (Shopping Cassino Atlântico), loja 211, Copacabana, ☎ 2267-5989. Segunda a sexta, 13h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até dia 30.

Roberto Magalhães

Trinta ilustrações inéditas, produzidas nos últimos três anos, compõem o acervo da mostra Viagem Astral. Como sugere o nome, boa parte delas tem conotações místicas e espirituais. Outra leva de criações apresenta algo como máquinas de contornos meio surrealistas. R$ 17?000,00.

Marcia Barrozo do Amaral Galeria de Arte. Avenida Atlântica, 4240 (Shopping Cassino Atlântico), subsolo, loja 129, Copacabana, ☎ 2267-3747. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 14h às 17h.

Grátis. Até 2 de dezembro.

✪✪✪ Sérvulo Esmeraldo

Setenta obras do artista cearense são reunidas nesta bem montada exposição. O acervo inclui os variados suportes pelos quais Esmeraldo transitou: pinturas, desenhos, gravuras, objetos cinéticos e esculturas. Chama atenção como mesmo algumas de suas obras bidimensionais transmitem uma sensação de movimento.

Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h. Sábado, 10h às 16h. Grátis. Até dia 30.

✪✪✪ Tacita Dean

Integrante do grupo Young British Artists, do qual emergiram gigantes como Damien Hirst e Tracey Emin, a artista inglesa apresenta A Medida das Coisas, sua primeira individual na América Latina. Lá estão quinze obras, a maioria no suporte pelo qual se notabilizou: filmes de 16 e 35 milímetros. Geralmente produzidos com a câmera estática, diante de cenas prosaicas, de ritmo lento, quando não repetitivo, os trabalhos sugerem uma nova experiência temporal, mais contemplativa.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 26 de janeiro.

✪✪✪ Virei Viral

O fenômeno dos virais, aqueles conteúdos que despertam a irresistível vontade de compartilhá-los na internet, é o mote desta divertida exposição. Uma das atrações no acervo de vídeos e fotos é o trabalho de Sacha Goldberger: o fotógrafo francês ganhou fama como autor da série Mamika, composta de registros de sua avó nonagenária em situações surreais. Em várias delas a simpática senhora, vestida de heroína de gibi, vira a Super Mamika.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 6 de janeiro.

✪✪✪✪ Yayoi Kusama

A mais festejada artista contemporânea do Japão apresenta sua primeira individual no Brasil, Obsessão Infinita. O panorama reúne cerca de 100 obras produzidas desde o fim da década de 40, nos mais variados suportes ? a maioria com as bolas que se tornaram marca visual de Yayoi. Sobres­saem instalações como Infinity Mirror Room ? Phalli?s Field (or Floor Show), de 1965, sala com paredes de espelhos e o chão repleto de objetos fálicos.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 26 de janeiro.

Yuri Firmeza

Em Turvações Estratigráficas, o artista exibe uma grande instalação composta de vídeos, pinturas e objetos ? estes encontrados durante as obras do MAR.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 8 de dezembro.

Zélia Salgado

Nome expressivo da arte moderna nacional, a artista ganha homenagem através da exposição da escultura Circulando, além das pinturas Bordadeira e No Espaço, entre outras obras.

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. Grátis. Até 8 de dezembro.

Fonte: VEJA RIO