ROTEIRO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

ESTREIAS

LIN LIMA. Na individual Geografia do Traço, o artista exibe uma série de doze objetos feitos com lápis. R$ 3?800,00 a R$ 16?000,00.

Portas Vilaseca Galeria. Avenida Ataulfo de Paiva, 1079, loja 109, Leblon, ☎ 2274-5965. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 11h às 14h. Grátis. Até 15 de novembro. A partir de quinta (17).

PLAY. Vinte e três artistas apresentam mais de 100 obras na coletiva que mostra olhares sobre a infância. Arthur Bispo do Rosário (1911-1989), Nelson Leirner e Cildo Meireles são alguns dos nomes.

Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea. Estrada Rodrigues Caldas, 3400, Edifício Sede,

Taquara, Jacarepaguá, ☎ 3432-2402. Segunda a domingo, 10h às 17h. Grátis. Até 29 de março. A partir de sábado (12).

VINICIUS DE MORAES - 100 ANOS. Cerca de 200 itens, entre fotos, poemas, textos, músicas e figurinos do poeta e compositor Vinicius de Moraes (1913-1980), estão reunidos na mostra. Painéis ilustrados e interativos que mostram sua vida e obra completam o acervo.

Teatro Sesi. Avenida Graça Aranha, 1, Centro, ☎ 2563-4163. → Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 16h às 20h. Grátis. Até 7 de dezembro. A partir de terça (15).

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪ CINÉTICOS: ARTE EM MOVIMENTO. A exposição reúne cerca de trinta obras de arte cinética. Marcam presença nomes de ponta, como Jesús Soto, Julio Le Parc, Victor Vasarely, Luis Tomasello e Carlos Cruz-Diez. Desse último, que, aos 90 anos, é o principal representante vivo da turma, há nove peças. A partir de R$ 40?000,00.

Galeria de Arte Ipanema. Rua Aníbal de Mendonça, 27, Ipanema, ☎ 2512-8832. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até terça (15).

✪✪✪ CRISTINA IGLESIAS. Presente no centro de arte de Inhotim, em Minas Gerais, a artista espanhola apresenta sua primeira individual no Rio. Um dos destaques é Habitação de Alabastro, já apresentada na Bienal de Veneza de 1993, obra composta de placas de pedra, com mais de 100 quilos cada uma, presas a duas paredes.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até domingo (20).

✪✪✪✪ VONTADE CONSTRUTIVA NA COLEÇÃO FADEL. A mostra reúne cerca de 250 obras ? na maioria do colecionador Sérgio Fadel ? de artistas brasileiros ligados ao concretismo, como Ivan Serpa, Willys de Castro e Hércules Barsotti.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até domingo (20).

EM CARTAZ

ANGELO DE AQUINO. Angelo de Aquino: Destempo ? Obras em Papel 1971-1981 reúne 32 criações do artista (1945-2007), produzidas entre a década de 70 e o início dos anos 80, referentes ao período que antecede seus conhecidos trabalhos com o cachorrinho Rex. R$ 7?000,00 a R$ 8?000,00.

Mul.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon, ☎ 2259-1952. Segunda a sexta, 10h às 18h30; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 9 de novembro.

ATLÂNTICO CONTEMPORÂNEO. Na sexta edição do evento, dezesseis galerias do Shopping Cassino Atlântico inauguraram exposições ao mesmo tempo. Entre elas, a Galeria Patricia Costa apresenta quatro telas, além de caixas-objeto, da artista Masumi Yamaguchi e duas pinturas da década de 90 feitas por Monica Barki. Já a Athena Contemporânea aposta em doze obras inéditas da artista Raquel Versieux, entre fotografias, pinturas, objetos, desenhos, colagens e vídeos.

Shopping Cassino Atlântico. Avenida Atlântica, 4240, Copacabana, ☎ 2521-9940. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 13h às 18h. Grátis. Até dia 26.

✪✪✪✪ BEATRIZ MILHAZES. Na individual Meu Bem, técnicas e materiais dispostos em camadas resultam na colorida variedade de cada trabalho. Colocadas lado a lado, Me Perdoa... Te Perdoo (1989) e Lavanda (2013) escancaram o longo caminho percorrido entre as ­duas. No restante do percurso, as mais de sessenta obras, entre pinturas, colagens e gravuras, estão expostas em ordem cronológica. Além das conhecidas O Mágico (2001) e Meu Limão (2000), merece atenção especial Gamboa I, móbile de 9 metros feito para a ocasião.

Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até dia 27.

BERNA REALE. Cinco registros de performances em vídeo, três deles inéditos, compõem a individual Vazio de Nós. A visita às obras da artista paraense é recomendável para maiores de 14 anos.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários.

De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 8 de dezembro.

CÉLIA EUVALDO. Oito grandes pinturas feitas com tinta a óleo preta sobre tela branca, todas de 2013, integram a individual da artista paulistana. R$ 31?000,00 a R$ 58?000,00.

Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873 e 2540-6446. → Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 9 de novembro.

DANIEL FEINGOLD. A primeira grande panorâmica do artista reúne sessenta criações, em grande parte inéditas, entre fotos e pinturas. Estão no acervo as séries Estruturas (2013), reunião de quatro trabalhos produzidos com esmalte sintético sobre tecido, e Grades e Empenado, desenvolvida entre 1999 e 2003.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 17 de novembro.

ELIZETH CARDOSO. Um panorama de seis décadas da carreira da cantora (1920-1990), desde os anos 30, reúne fotos, vídeos, depoimentos, documentos pessoais e até mesmo vestidos usados em grandes momentos de sua trajetória.

Imperator ? Centro Cultural João Nogueira ? Sala de Exposições. Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎ 2596-1090. Segunda a sexta, 13h às 22h; sábado e domingo, 10h às 22h. Grátis. Até 10 de janeiro.

EMMANUEL NASSAR. O artista paraense apresenta cinquenta variações de uma mesma obra ? um díptico sobre tela e MDF ? pintadas uma a uma, em cores e posições diferentes.

Museu da Chácara do Céu. Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa, ☎ 3970-1126. Quarta a segunda, 12h às 17h. R$ 2,00 (grátis às quartas). Menores de 12 anos e maiores de 65, professores e grupos escolares não pagam ingresso. Até 18 de novembro.

HÁ 250 ANOS... DE SALVADOR A RIO DE JANEIRO. A exposição marca a comemoração dos 250 anos da transferência da sede do governo brasileiro de Salvador para o Rio, ocorrida em 1763. Estão reunidas 240 obras do acervo do próprio museu, entre pinturas, aquarelas, documentos, panoramas, mapas, plantas, louças e armaria.

Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. Grátis. Até 26 de janeiro.

HUGO RICHARD E NATALI TUBENCHLAK. Projeto de intervenção urbana realizado pelos dois artistas, a instalação Ambientes Infláveis foi construída com 600 metros de tecido de náilon impermeável, com várias cores e quase 70 metros de comprimento. Os três ambientes penetráveis se assemelham a grandes bolhas e são interligados por túneis.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. Grátis. Até dia 27.

✪✪✪ IONE SALDANHA. Intitulada Ione Saldanha ? O Tempo e a Cor, a individual reúne cerca de 100 obras, de criações com figuras e fachadas, das décadas de 40 e 50, a trabalhos tridimensionais aos quais a artista, morta em 2001, passou a se dedicar a partir dos anos 60. Essa segunda fase, marcada por colorido vivo, é bem representada pela série de pinturas em bambu apresentada na 10a Bienal de São Paulo, em 1969.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 10 de novembro.

JOGOS OLÍMPICOS: ESPORTE, CULTURA E ARTE. Cerca de 300 peças do acervo do Museu Olímpico de Lausanne, na Suíça, estão reunidas na mostra que conta a história das Olimpíadas.

Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. Grátis. Até 1º de dezembro.

JULIO LE PARC. Le Parc Lumière ? Obras Cinéticas de Julio Le Parc exibe cerca de trinta emblemáticas instalações luminosas do artista argentino, a maior parte delas datada da década de 60.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 23 de fevereiro.

LENORA DE BARROS. Entre 1993 e 1996, a artista assinou uma coluna experimental no Jornal da Tarde, de São Paulo. Sessenta e cinco desses trabalhos estão reunidos na individual Umas e Outras, que conta ainda com dois vídeos e uma intervenção sonora.

Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 17 de novembro.

✪✪✪ LUZESCRITA. Leia em Veja Rio Recomenda.

MARCOS BONISSON. Em sua primeira individual no museu, o fotógrafo carioca exibe, em Pulsar, uma única e grande instalação com cerca de sessenta caixas de acrílico. Todas contêm colagens de fotos, como as do antigo polaroide, que, dispostas lado a lado, espalham-se por mais de 11 metros.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e para todos na quarta, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 24 de novembro.

✪✪✪ MUNDOS CRUZADOS. Cerca de cinquenta obras pertencentes ao acervo do MAM e às coleções em consignação no museu compõem a coletiva, que tem como tema o universo popular. Alfredo Volpi, Farnese de Andrade, Ernesto Neto e Aluísio Carvão estão entre os artistas. Desse último artista chama atenção Farfalhante (1967), feita de chapas de metal e prego sobre madeira.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 10 de novembro.

SÉRVULO ESMERALDO. O artista cearense tem setenta obras reunidas, entre pinturas, desenhos, gravuras, objetos cinéticos e esculturas.

Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h. Sábado, 10h às 16h. Grátis. Até 13 de novembro.

TACITA DEAN. Em sua primeira individual na América Latina, Tacita Dean: a Medida das Coisas, a artista inglesa aborda conceitos de tempo e acaso em onze filmes registrados em películas de 16 e 35 milímetros. Completam a seleção sete obras sobre papel, entre gravuras e trabalhos inéditos feitos a partir de fotos e postais antigos do Rio de Janeiro.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 26 de janeiro.

✪✪✪ WALTER FIRMO. Morto em 1989, Arthur Bispo do Rosário é objeto de um belo ensaio fotográfico feito pelo carioca Firmo. Um Olhar sobre Bispo do Rosário reúne 28 de quarenta fotografias produzidas ao longo de três dias em 1985, a princípio para uma reportagem. Um vídeo documental dirigido pela curadora, a psicanalista Flavia Corpas, completa o acervo.

Caixa Cultural ? Galeria 2. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 10 de novembro.

WALTER GOLDFARB. Reconhecido por seu trabalho com a pintura, o artista carioca exibe cerca de trinta obras na galeria, entre telas e, pela primeira vez, esculturas, na individual Inquisição dos Absurdos. R$ 8?000,00 a R$ 150?000,00.

Graphos: Brasil. Rua Siqueira Campos, 143 (Shopping dos Antiquários), sobreloja 11, Copacabana, ☎ 2256-3268 e 2255-8283. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 11h às 16h. Grátis. Até 16 de novembro.

YAYOI KUSAMA. Exposição mais vista do Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba), a individual Obsessão Infinita agora ocupa o CCBB. A primeira retrospectiva da artista japonesa no Brasil reúne cerca de 100 obras, produzidas de 1949 a 2012, entre telas, trabalhos em papel, esculturas, vídeos, slides e instalações.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 26 de janeiro.

YURI FIRMEZA. Em Turvações Estratigráficas, o artista exibe uma grande instalação composta de vídeos, pinturas e objetos ? estes encontrados durante as obras do MAR.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 8 de dezembro.

ZÉLIA SALGADO. Nome expressivo da arte moderna brasileira, a artista (1904-2009) ganha pequena homenagem no local. A exposição exibe a escultura Circulando, além das pinturas Bordadeira e No Espaço, entre outros trabalhos.

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. Grátis. Até 8 de dezembro.

Fonte: VEJA RIO