ROTEIRO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

ESTREIAS

ANDRÉ GRIFFO. O artista apresenta em sua primeira exposição individual, três objetos, três desenhos e duas pinturas. A mostra que recebeu o nome de Reúso e Retardo tem curadoria da expert Vanda Klabin. O artista utiliza troncos secos, crânios de boi e patas de porcos em suas esculturas, pinturas e desenhos.

Galeria Athena Contemporânea. Avenida Atlântica, 4240, lojas 210 e 211, Shopping Cassino Atlântico, Copacabana, ☎ 2513-0239. Segunda a sexta, das 11h às 19h. Sábado, das 12h às 18h. Grátis. A partir de quinta (5).

BERNA REALE. Cinco registros de performances em vídeo, três deles inéditos, compõem a individual Vazio de Nós.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários.

De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 28 de novembro. A partir de quarta (4).

CINÉTICOS: ARTE EM MOVIMENTO. Para celebrar quatro décadas na Zona Sul carioca, a Galeria de Arte Ipanema reúne nesta mostra cerca de 30 obras dos mais importantes artistas cinéticos do mundo, como Jesus Soto, Cruz-Diez, Julio Le Parc e Tomasello. A partir de R$ 40.000,00.

Galeria de Arte Ipanema. Rua Aníbal de Mendonça, 27, Ipanema, ☎ 2512-8832. Segunda a sexta, das 10h às 19h. Sábado, das 10h às 14h. Grátis. A partir de terça (03).

EMMANUEL NASSAR. O artista paraense apresenta cinquenta variações de uma mesma obra: um díptico, sobre tela e MDF ? pintadas uma a uma, em cores e posições diferentes.

Museu da Chácara do Céu. Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa, ☎ 3970-1126. Quarta a segunda, 12h às 17h. R$ 2,00 (grátis às quartas). Menores de 12 anos e maiores de 65, professores e grupos escolares não pagam ingresso. Até 18 de novembro. A partir de sábado (7).

MARILÁ DARDOT. As Coisas Estão no Mundo é o nome da individual e de uma instalação que a artista apresenta. Em enormes pilhas de papel, ela esculpe essa mesma frase que batiza a mostra. Seis obras de parede, criadas a partir de versos de poetas brasileiras, completam o acervo. R$ 6?000,00 a R$ 18?000,00.

Galeria Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 19h. Grátis. Até 5 de outubro. A partir de quarta (4).

MUNDOS CRUZADOS. Cerca de cinquenta obras pertencentes ao acervo do MAM e às coleções em consignação no museu compõem a coletiva, que tem como tema o universo popular. Volpi, Aluísio Carvão, Ernesto Neto e Farnese de Andrade estão entre os artistas.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 10 de novembro. A partir de domingo (8).

SÉRVULO ESMERALDO. O artista cinético cearense tem setenta obras reunidas, entre pinturas, desenhos, gravuras, objetos e esculturas.

Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h. Sábado, 10h às 16h. Grátis. Até 13 de novembro. A partir de quarta (4).

YURI FIRMEZA. Em Turvações Estratigráficas, o artista exibe uma grande instalação composta de ví­deos, pinturas e objetos ? estes encontrados durante as obras do MAR.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 28 de novembro. A partir de quarta (4).

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪ CANTOS CUENTOS COLOMBIANOS. Dez nomes da arte contemporânea colombiana exibem 75 obras. No acervo, há a recorrência de temas como a morte (presente no caixão de peças de Lego de Fernando Arias) e a memória (no vídeo de Oscar Muñoz).

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 12h às 20h; domingo, 12h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até domingo (8).

✪✪✪✪ HARUO OHARA. Japonês radicado desde os 17 anos no Brasil, onde viveu como lavrador, Ohara também se dedicou à fotografia, conquistando renome nessa atividade. Na individual estão 110 registros em preto e branco.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça

a sexta, às 17h. Até domingo (8).

✪✪✪ MARIA NEPOMUCENO. Na individual Tempo para Respirar, a artista apresenta uma grande instalação feita de contas de colar, palha trançada, cordas, cerâmica, fibra de vidro, resina, madeira e móveis. Disposta no Espaço Monumental do MAM, a criação se assemelha a uma paisagem de outro planeta.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até domingo (8).

EM CARTAZ

✪✪✪✪ ABRAHAM PALATNIK. Um dos maiores nomes da arte cinética apresenta trabalhos produzidos desde 1950. Entre os destaques está um dos seus famosos aparelhos cinecromáticos: uma caixa que contém lâmpadas que, por meio de um sistema de engrenagens, criam padrões de cores variáveis, contempladas através de uma tela translúcida. A partir de R$ 40?000,00.

Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873 e 2540-6446. → Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 21 de setembro.

BEATRIZ MILHAZES. Em Meu Bem, a artista apresenta uma panorâmica de sua produção desde 1989, reunindo mais de sessenta criações, entre pinturas, colagens e gravuras.

Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis.

Até 27 de outubro.

✪✪✪✪ CAI GUO-QIANG. Nome de ponta da arte contemporânea chinesa, o artista apresenta Da Vincis do Povo. A mostra ocupa o CCBB e o Centro Cultural Correios. No primeiro estão instalações, algumas reunindo objetos criados por camponeses da China. Parte mais famosa de seu trabalho, os desenhos produzidos com queima da pólvora podem ser vistos, em sua maioria, no outro prédio.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h.

Grátis; Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 23 de setembro.

✪✪✪ CRISTINA IGLESIAS. A artista espanhola apresenta sua primeira individual no Rio. Um dos destaques é Habitação de Alabastro, já apresentado na Bienal de Veneza de 1993: a obra consiste em uma série de placas de pedra, com mais de 100 quilos cada uma, presas a duas paredes, formando uma espécie de refúgio.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 20 de outubro.

✪✪✪✪ HERANÇA DO SAGRADO. Cerca de 100 trabalhos, grande parte dos Museus Vaticanos, estão reunidos na mostra. Há nomes de alto relevo histórico entre os artistas, como Ticiano, Fra Angelico, Michelangelo, Leonardo da Vinci e Caravaggio.

Museu Nacional de Belas-Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 13 de outubro.

✪✪✪✪✪ JACQUES HENRI LARTIGUE. Na retrospectiva do fotógrafo francês estão reunidos 225 itens, na maioria encantadores flagrantes de viagens, retratos de amigos e registros de atividades esportivas. A beleza das imagens é valorizada pela montagem impecável da mostra.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 15 de setembro.

LEDA CATUNDA. A individual traz dezoito obras criadas desde 2010. Feitos com tinta acrílica sobre tela ou tecido (às vezes sobre ambos), e eventuais inclusões de elementos como plástico e veludo, os trabalhos mostram uma profusão de logotipos, escudos, números, símbolos e padrões de cores ligados ao universo esportivo.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 12,00.

A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para crianças com menos de 12 anos e para todos na quarta, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 6 de outubro.

LENORA DE BARROS. Entre 1993 e 1996, a artista assinou uma coluna experimental, publicada semanalmente no Jornal da Tarde, de São Paulo. Sessenta e cinco desses trabalhos são apresentados na individual Umas e Outras, que conta ainda com dois vídeos e uma intervenção sonora.

Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 27 de outubro.

✪✪✪ MANABU MABE. Leia em Veja Rio Recomenda.

✪✪✪✪ VONTADE CONSTRUTIVA NA COLEÇÃO FADEL. A mostra reúne cerca de 250 obras ? na maioria do colecionador Sérgio Fadel ? criadas por artistas brasileiros ligados ao concretismo, como Ivan Serpa, Willys de Castro e Hércules Barsotti.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 20 de outubro.

Fonte: VEJA RIO