ROTEIRO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

ESTREIA

RICARDO BECKER. Apenas uma obra é exibida: trata-se de uma grande estrutura de madeira com placas de vidro, na qual o visitante entra e encontra o chão coberto de espelhos.

Escola de Artes Visuais do Parque Lage ? Cavalariças. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. 10h às 17h. Grátis. Até 20 de outubro. A partir de sábado (17).

ADIR MARIA ANDRADE. Há cinco anos sem expor individualmente na cidade, a artista plástica Adir Maria Andrade apresentará 24 obras inéditas produzidas a partir do linho cru francês. A mostra Constructus II exibe o resultado de 12 anos de manuseio com o tecido. Após testes com material importado, um elemento novo foi introduzido à poética da obra: a cor. Amarelos, vermelhos, verdes e azuis intensos dão o tom desta nova fase da artista, que começou com a pintura geométrica e que atualmente dialoga com os suportes pictóricos tradicionais. Através de um processo manual de tintura, com pasta de pigmento dissolvida em água a cem graus, Adir provoca manchas inesperadas que colorem o tecido em diferentes tonalidades.

Galeria Maria de Lourdes Mendes de Almeida, Universidade Cândido Mendes, Rua Joana Angélica, 63, Ipanema (2525-1000). Segunda a sexta, das 14h às 20h. Sábados, das 16h às 20h. Grátis. Até 14 de setembro. A partir de quinta (15).

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪ AMÉRICA DO SUL - A POP ARTE DAS CONTRADIÇÕES. Cerca de 100 obras de 57 artistas do Brasil e da Argentina estão reunidas, com foco na produção dos anos 60. Entre os brasileiros estão Antonio Dias, Carlos Vergara e Cildo Meireles. Roberto Jacoby e Antonio Berni são alguns dos hermanos.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para crianças com menos de 12 anos e para todos na quarta, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até quarta (14).

✪✪✪ ORATÓRIOS ? RELÍQUIAS DO BARROCO BRASILEIRO. A exposição reúne 55 belos oratórios do século XVII ao XX pertencentes ao acervo do Museu do Oratório, localizado em Ouro Preto, Minas Gerais.

Museu Nacional de Belas-Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até domingo (18).

EM CARTAZ

ABRAHAM PALATNIK. Um dos maiores nomes da arte cinética apresenta cerca de 25 trabalhos, produzidos desde 1950. Obras desconhecidas do público, como pinturas em vidro da década de 50, misturam-se a peças no estilo que o consagrou. A partir de R$ 40?000,00.

Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea,

☎ 2274-3873 e 2540-6446. → Segunda

a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 13 de setembro.

✪✪✪ ALEXANDRE MURY. Leia em Veja Rio Recomenda.

ANTANAS SUTKUS. Lembrado recentemente em mostra nos Correios, o fotógrafo lituano ganha nova exposição, intitulada Nostalgia dos Tempos da Pureza. Aqui, são reunidas cerca de 100 imagens em que os personagens são idosos e crianças.

Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 22 de setembro.

ANTONIO CARO. Em Caro Não É Carioca, o artista colombiano tem oito emblemáticos trabalhos de sua carreira exibidos. Um deles, de 1972, aqui assume a forma de um site-specific produzido para algumas janelas frontais da Casa Daros.

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 12h às 20h; domingo, 12h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 6 de outubro.

CAI GUO-QIANG. Nome de ponta da arte contemporânea chinesa, o artista apresenta Da Vincis do Povo. A mostra ocupa o CCBB e o Centro Cultural Correios. No primeiro estão instalações, algumas reunindo objetos criados por camponeses da China. Parte mais famosa de seu trabalho, os desenhos produzidos com queima da pólvora podem ser vistos, em sua maioria, no outro prédio.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis; Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 23 de setembro.

✪✪✪ CANTOS CUENTOS COLOMBIANOS. Dez nomes da arte contemporânea colombiana exibem 75 obras. No acervo há a recorrência de temas como a morte (presente no caixão de peças de Lego de Fernando Arias) e a memória (vídeo de Oscar Muñoz).

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 12h às 20h; domingo, 12h às 18h. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário

de visitação. Até dia 24.

✪✪✪ O COLECIONADOR: ARTE BRASILEIRA E INTERNACIONAL NA COLEÇÃO BOGHICI. Romeno radicado no Brasil, Jean Boghici franqueou expressivo recorte de sua coleção. Em meio às 136 obras, há nomes do quilate de Tarsila do Amaral, Amedeo Modigliani e Auguste Rodin.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 1º de setembro.

CRUX, CRUCIS, CRUCIFIXUS ? O UNIVERSO SIMBÓLICO DA CRUZ. Símbolo associado ao cristianismo, embora marque presença histórica em outras religiões, a cruz é o tema da mostra, que reúne cerca de 150 objetos dos séculos XVIII e XIX. Além das cruzes propriamente ditas, há santos, relicários e oratórios nos quais o símbolo aparece em evidência.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Segunda e quarta a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 23 de setembro.

✪✪✪✪ HARUO OHARA. Japonês radicado desde os 17 anos no Brasil, onde viveu como lavrador, Ohara também se dedicou à fotografia, conquistando renome nessa atividade. Na individual estão 110 registros em preto e branco.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 8 de setembro.

✪✪✪✪ HERANÇA DO SAGRADO. Cerca de 100 trabalhos, grande parte dos Museus Vaticanos, estão reunidos na mostra. Há nomes de alto relevo histórico entre os artistas, como Ticiano, Fra Angelico, Michelangelo, Leonardo da Vinci e Caravaggio.

Museu Nacional de Belas-Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 13 de outubro.

✪✪✪✪✪ JACQUES HENRI LARTIGUE. Primeira retrospectiva do fotógrafo francês no Brasil. São exibidos 225 itens, na maioria encantadores flagrantes de viagens, retratos de amigos e registros de atividades esportivas. A beleza das imagens é valorizada pela montagem impecável da mostra.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça

a sexta, às 17h. Até 15 de setembro.

LEDA CATUNDA. A individual traz dezoito obras criadas desde 2010. Feitos com tinta acrílica sobre tela ou tecido (às vezes sobre ambos), e eventuais inclusões de elementos como plástico e veludo, os trabalhos mostram uma profusão de logotipos, escudos, números, símbolos e padrões de cores ligados ao universo esportivo.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para crianças com menos de 12 anos e para todos na quarta, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 6 de outubro.

✪✪✪ MANABU MABE. Chove no Cafezal ? Mabe, da Figura à Abstração reúne trinta pinturas e cinco desenhos produzidos entre 1945 e 1959. A seleção mostra como a estética de Mabe, artista japonês que se radicou no Brasil, caminhou da figuração ao abstracionismo.

Caixa Cultural ? Galeria 2. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 8 de setembro.

✪✪✪ MARIA NEPOMUCENO. Na individual Tempo para Respirar, a artista apresenta uma grande instalação feita de contas de colar, palha trançada, cordas, cerâmica, fibra de vidro, resina, madeira e móveis. Disposta no Espaço Monumental do MAM, a criação se assemelha a uma paisagem de outro planeta.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 8 de setembro.

✪✪✪ TADEU JUNGLE. Conhecido por transitar por várias mídias, em particular o cinema e a videoarte, o artista apresenta uma retrospectiva da sua obra em uma única videoinstalação, chamada TAMTA (iniciais de ?tudo ao mesmo tempo agora?). Outras obras se espalham pelo Oi Futuro: na área externa, na porta de entrada, no hall do térreo e nas escadas.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060,

? Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 8 de setembro.

✪✪✪✪ VONTADE CONSTRUTIVA NA COLEÇÃO FADEL. A mostra reúne cerca de 250 obras ? na maioria do colecionador Sérgio Fadel ? criadas por artistas brasileiros ligados ao concretismo, como Ivan Serpa, Willys de Castro e Hércules Barsotti.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 20 de outubro.

Fonte: VEJA RIO