ROTEIRO DA SEMANA

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira

ESTREIAS

O Rio que É Verde

Projeções e painéis em grandes formatos, com fotos e textos, criam um percurso cenográfico que convida os visitantes a conhecer quinze dos mais emblemáticos parques do Rio, entre eles a Quinta da Boa Vista e o Jardim Botânico. Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 21 de setembro. A partir de quinta (14).

Rubens Gerchman - Com a Demissão no Bolso

A mostra destaca a atuação de Rubens Gerchman (1942-2008) como educador, através da exibição de material de arquivo do instituto que leva seu nome - há fotografias, documentos, cartazes e áudios. Trinta obras do artista completam o acervo apresentado. Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. Grátis. Até 8 de fevereiro de 2015. A partir deste sábado (9).

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪✪ Inventário da Paixão

O galerista e colecionador pernambucano Marcantonio Vilaça (1962-2000) é homenageado na coletiva, vinculada às comemorações pelos dez anos do prêmio que leva o seu nome. A mostra reúne 61 trabalhos de 36 artistas que ganharam visibilidade através do marchand. Entre eles estão Adriana Varejão, Beatriz Milhazes, Angelo Venosa, Daniel Senise, Cildo Meireles, Leda Catunda e Luiz Zerbini. Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. R$ 8,00 (ter. a sáb.). Grátis aos domingos. Até domingo (17).

✪✪✪ Marilá Dardot

Mineira radicada em São Paulo, a artista apresenta nove trabalhos em Pouco a Pouco, produzidos desde 2002. Todos têm a palavra como eixo. Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até domingo (17).

em cartaz

✪✪✪ Arjan Martins

Em sua primeira individual no MAM, o artista exibe 32 trabalhos (dezesseis acrílicas sobre tela e duas em madeira, além de catorze obras em papel) produzidos nos últimos quatro anos. Parte das expressivas criações em grande formato remete à cartografia, com referências aos fluxos migratórios do período colonial, notadamente os do tráfico de escravos africanos. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até dia 24.

artevida

Cerca de 300 trabalhos, de 120 artistas de 35 nacionalidades, compõem a alentada seleção desta coletiva, repartida em quatro frentes que ocupam espaços distintos. Em (corpo), na Casa França-Brasil, marcam presença 63 nomes, incluindo figuras de peso na arte brasileira, como Anna Bella Geiger, Lygia Clark, Lygia Pape e Antonio Dias. Na Biblioteca Parque Estadual está (arquivo), com centenas de documentos do artista pernambucano Paulo Bruscky e da argentina Graciela Carnevale. A Escola de Artes Visuais do Parque Lage apresenta, em (parque), uma individual da alagoana Martha Araújo, uma instalação do japonês Tsuruko Yamazaki e outra do beninense Georges Adéagbo. O MAM recebe ✪✪✪ (política), com obras de 54 artistas, boa parte delas com referências a regimes autoritários. Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Biblioteca Parque Estadual. Avenida Presidente Vargas, 1261, Centro, ☎ 2332-7225. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Escola de Artes Visuais do Parque Lage - Palacete. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. → Segunda a quinta, 9h às 19h; sexta a domingo, 9h às 17h. Grátis. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. Grátis. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 21 de setembro.

Marcelo Tinoco

Na individual Histórias Naturais, o fotógrafo paulistano apresenta doze obras em grande formato. Primeiro, ele fotografa a natureza, animais, pessoas e cidades. Depois, separa e arquiva as fotos. Por fim, através de um processo de montagem digital, constrói obras que se assemelham a telas. Caixa Cultural - Galeria 1. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 19 de outubro.

✪✪✪ Mauro Restiffe

Em São Paulo, Fora de Alcance, o fotógrafo exibe dezoito registros feitos com câmera Leica e filme preto e branco de baixa sensibilidade, resultado de caminhadas por diversos bairros paulistanos. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 14 de setembro.

Milton Machado

Batizada como Cabeça, a exposição é a primeira retrospectiva do artista carioca. São reunidos mais de uma centena de trabalhos, entre desenhos, pinturas, fotografias, vídeos e esculturas, produzidos desde 1969.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 29 de setembro.

✪✪✪ Miró

Leia em Veja Rio Recomenda (pág. 8).

Poster for Tomorrow

Cem cartazes que abordam o tema dos direitos humanos integram a mostra. Um dos destaques é o trabalho do israelense Yossi Lemel, com um jovem usando um lápis como lança e a frase "Educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo", de Nelson Mandela.Caixa Cultural - Galeria 2. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 12 de outubro.

✪✪✪✪ Richard Serra

Para instalar seus 38 imponentes desenhos na mansão em que morou o embaixador Walther Moreira Salles, o americano Serra solicitou a remoção das paredes falsas construídas sobre superfícies envidraçadas. A luz natural valoriza lindamente as criações. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 28 de setembro.

✪✪✪✪ Salvador Dalí

O gênio do surrealismo tem sua mostra mais expressiva apresentada no Brasil. São 150 peças - 29 pinturas e oitenta desenhos e gravuras, além de documentos e fotografias. Destaque para as obras da fase surrealista, como o óleo O Sentimento de Velocidade (1931). Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 22 de setembro.

✪✪✪ Sergio Fingermann

Em Se Noite Fosse Água - Sequências, o artista paulistano exibe dezessete pinturas em grande formato e quarenta obras em papel, com intervenções fotográficas. Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 3299-0600, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 8,00 (pelo mesmo valor, o ingresso-família contempla até quatro parentes). Grátis no domingo. Até o dia 31.

Tatu: Futebol, Adversidade e Cultura da Caatinga

Mascote da Copa do Mundo, o tatu-bola Fuleco inspira a coletiva, um olhar artístico sobre o habitat original do animal, a caa­tinga, e o futebol. Com obras de Lenora de Barros, Miguel Rio Branco, Rubens Gerchman e Nelson Leirner, entre outros. Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 3031-2741. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 8 de fevereiro de 2015.

Fonte: VEJA RIO