ROTEIRO DA SEMANA

Três perguntas para Nanda Costa

A protagonista de "Salve Jorge" também integra o elenco de Gonzada - De Pai para Filho, de Breno Silveira

- Atualizado em

roteiro-cinema-3p-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fluminense de Paraty, a atriz encara um grande desafio: interpretar sua primeira protagonista em uma novela das 9 na Rede Globo. A estrela de Salve Jorge, contudo, é experiente no cinema e, aos 26 anos, já atuou em onze longas-metragens entre eles Sonhos Roubados e o polêmico Febre do Rato, no qual faz ousadas cenas de nudez. Nanda está em cartaz vivendo a primeira mulher de Luiz Gonzaga na cinebiografia Gonzaga De Pai pra Filho.

Você escutava Luiz Gonzaga e Gonzaguinha antes de fazer o filme? Eu ainda tenho vitrola e uma coleção de vinis. Escuto Adoniran Barbosa, Noel Rosa, Cartola... Sempre ouvi mais Gonzaguinha do que Gonzagão. Quando era criança, eu participava de um coral em Paraty, e uma das primeiras músicas que cantei foi Lindo Lago do Amor, do Gonzaguinha. Embora conhecesse algumas canções de Luiz Gonzaga, descobri muito mais sobre ele ao participar do processo de seleção para escolher os atores que o interpretariam em três fases de sua vida.

Como conseguiu o papel principal de Salve Jorge, apesar de ter feito apenas três novelas? Estava escalada para atuar em Cheias de Charme quando Glória Perez, a autora da novela, me fez o convite. Nem havia tido tanto destaque na TV, mas ela me viu no filme Sonhos Roubados e sentiu que eu era a atriz certa para interpretar a Morena. Foi uma proposta irrecusável. Tenho um comprometimento muito intenso com o trabalho e nunca deixo meu ego passar por cima da personagem. Já fui premiada por papéis no cinema, mas acho uma burrice fazer um filme pensando em ganhar troféu. Prefiro mostrar meus vários lados. Posso tanto ser ousada, como em Febre do Rato, quanto viver a mocinha de um folhetim. Não tenho amarras e estou buscando experiência.

Como foi gravar a novela na Turquia? Passei 45 dias lá, voltei no começo de agosto, descansei dois dias e retornei às gravações no Brasil. Ficamos um tempo na Capadócia e em Istambul. Acabei conhecendo vários lugares turísticos. Indico duas atrações imperdíveis: a fantástica viagem de barco pelo Bósforo e os passeios de quadriciclo e de balão na Capadócia. Ver a topografia do alto é incrível. A Turquia deve entrar na moda. Até me falaram que o preço da passagem já subiu.

Fonte: VEJA RIO