DIVERSÃO

A revitalização da Glória

Bairro histórico da Zona Sul, a Glória passa por reformas que deram cara nova às ruas da região e iniciativas como o aumento do policiamento. Veja um roteiro para percorrê-la à pé e divirta-se

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

Evitada por moradores de outros bairros e vista com receio por turistas, a Glória, aos poucos, deixa para trás o passado recente de abandono. Área histórica e com ótimas opções culturais e gastronômicas, o bairro passa por intervenções como a reforma da Avenida Augusto Severo, que inclui a restauração de postes e a retirada de 218 fradinhos de concreto irregulares. As intervenções fazem parte do programa Lapa Legal, que investe 12 milhões de reais na infraestrutura da região. Já a sensação de segurança melhorou após a ocupação do Morro Santo Amaro pela Força Nacional de Segurança. Desde o início da pacificação, em maio, foram acoolhidos 2000 usuários de drogas que circulavam pelo bairro. Confira um abaixo nosso roteiro pelas diversificadas atrações da Glória.

Praça Paris. Belíssimo projeto do urbanista francês Alfred Agache, a praça foi inaugurada em 1926 para recriar no Rio as belas áreas verdes existentes em Paris. Entre os destaques da imensa área verde instalada próxima ao Centro está o lago com 1600 metros quadrados, embelezado pelo chafariz que voltou a funcionar após a troca das bombas submersas. Entre os meses de março e abril deste ano, a Secretaria Municipal de Conservação recompôs os jardins com o plantio de 55.000 mudas de lírios. Também foram substituídos 40 globos coloniais dos postes instalados ao longo da área verde.

Onde: Avenida Augusto Severo, s/nº.

Rio Squash Club. Trazido pelos ingleses ao Brasil, o squash pode ser praticado no clube do bairro. Custa R$ 40,00 por pessoa o período de 1 hora, funcionando de segunda à sexta, das 7h às 17, e das 21h às 23h. Sábado e feriados, das 9h às 21h, e domingos, das 10h às 16h.

Onde: Rua Cândido Mendes, 581, tel. 3442-0581.

Grégora Arte Café. Aberto em 2011, trata-se de um verdadeiro achado na cidade. Entre os pontos destacados no bar estão os saborosos petiscos vegetarianos e uma bela carta de cervejas, que inclui a a checa Czechvar e a badalada marca belga Duvel. No menu de comidinhas, há petiscos de inspiração árabe, como o faláfel, bolinho à base de grão-de-bico servido com molho de iogurte, o mix com berinjela ao molho vinagrete, tabule e pasta de grão-de-bico acompanhado de cesta de pães.

Onde: Rua Candido Mendes, 98, loja C, Glória, tel. 2224-2020.

Outeiro da Glória. Mais importante atração do bairro, a igrejinha instalada no alto do morro é um dos monumentos mais representativos e importantes do Rio. Preferida pela Família Real após a vinda da corte portuguesa para o Rio, em 1808, a construção da igrejinha foi iniciada em 1714 e tem como estilos arquitetônicos predominantes o barroco e o rococó. São três belíssimos altares e o local abriga ainda o Museu Mauro Ribeiro Viegas, com objetos doados por fiéis ilustres, entre eles o imperador D. Pedro I.

Onde: Praça Nossa Senhora da Glória, 135, tel. 2225-2869.

Casa da Suíça. Trata-se da única casa representante da gastronomia suíça no Rio. Comandada pelo o austríaco Volkmar Wendlinger, radicado no Rio desde 1964, serve pratos típicos como a viande de Grison, carne de boi fortemente temperada, marinada e seca ao vento, cortada em lâminas bem finas e servida com cebolinha e pepino em conserva. De sobremesa tem crepe com calda de amora e bola de sorvete de creme.

Onde: Rua Cândido Mendes, 157, tel. 2252-5182 e 2252-2406

Largo da Glória. Um dos pontos mais abandonados do bairro, teve sua área recuperada após a retirada de moradores de rua e a recuperação de instalação de 40 globos com luminárias mais modernas e eficientes, aumentando a luminosidade do local em até 40%. Além disso, alguns trechos de dutos, por onde passam os cabos de energia, também estão sendo substituídos.

Marina da Glória. Na área mais bonita do Parque do Flamengo, caminha-se com tranquilidade à beira da Baía de Guanabara. Para quem vai da Praia do Flamengo em direção ao Centro, o passeio é coroado com o Museu de Arte Moderna (MAM), que possui nos jardins projetados por Burle Marx e Oscar Niemeyer uma de suas marcas registradas (confira essa e outras obras de Burle Marx que embelezam o Rio). A Marina é ideal para quem deseja fazer um piquenique, ou somente relaxar debaixo das palmeiras imperiais. Também é possível alugar um barco para passear até as Ilhas Cagarras, na orla da Zona Sul (saiba aqui como alugar um barco).

Praça Luís de Camões. Cercada por imponentes edifícios construídos na primeira metade do século XX para abrigar as classes mais abastadas, a área tranquila aguarda ainda pela reinauguração do Hotel Glória. Entre os destaques no conjunto arquitetônico da praça está o Edifício Ipú. Símbolo do art déco, possui varandas sinuosas e curiosas janelas em formato de escotilha.

Bafafá Botequim. Tradicional boteco entre os moradores do bairro, serve cerveja gelada e comidinhas em mesinhas instaladas ao ar livre. Em 2012, foi indicado ao concurso Comida di Buteco pelo petisco surpresinha bafafá, feito com carne-seca desfiada, aipim em cubos, molho de tomate e leite de coco. A delícia entrou para o cardápio da casa e tornou-se um dos itens mais pedidos.

Onde: Rua Santo Amaro, 33, loja B, tel. 2292-7532.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Fonte: VEJA RIO