ROTEIRO DA SEMANA

Comidinhas

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

CHÁ DA TARDE

CONFEITARIA COLOMBO. Joia da arquitetura art nouveau no Rio e ponto de encontro da sociedade carioca na primeira metade do século XX, a confeitaria completa 117 anos na terça (20), dia que será comemorado com mais uma edição do projeto Chá com Música ? uma vez por mês o tradicional banquete é animado por recitais. Excepcionalmente, além de tocarem e cantarem, os músicos encenarão as árias das óperas selecionadas. A parte musical fica a cargo das sopranos Marina Considera e Chiara Santoro, da meio-soprano Luciana Costa e Silva e do barítono Rafael Thomas. Eles são acompanhados pela pianista Eliara Pugina. No repertório, que começa a ser executado às 17h, entram trechos de Tosca, de Puccini, e de Carmen, de Bizet. O menu, servido a partir das 18 horas sob o comando do chef Renato Freire, exibe sessenta itens, entre chás, suco de laranja, pães, frios, queijos, bolo, frutas, tortas, docinhos, minissanduíches, salgadinhos, mel, geleia, manteiga e torrada. O programa duplo de bufê e recital custa R$ 60,00. Rua Gonçalves Dias, 32, Centro, ☎ 2505-1500, ? Carioca (500 lugares). 9h/20h (sáb. até 17h; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. ⑤ → ? www.confeitariacolombo.com.br. Aberto em 1894.

CREPES

BON CREPERIE. Crepes com recheio de frango com catupiry (R$ 10,00), quatro queijos (R$ 10,50) e napolitano (queijo, tomate, cebola e orégano, R$ 9,30), entre outros, podem ganhar itens extras, a exemplo de champignon (mais R$ 3,50), queijo (mais R$ 3,00) e orégano (mais R$ 0,80). Todos os sabores aparecem no rodízio oferecido diariamente, a partir das 17 horas (R$ 17,50 de segunda a quinta e R$ 22,90 nos demais dias). Sorvetes artesanais (R$ 3,90 a bola), em sabores como chocolate, nozes ou iogurte natural, estão entre as opções de sobremesa. Também há crepes doces. O de banana com Nutella é imbatível (R$ 11,00). Avenida das Américas, 3555, loja 213, bloco 2 (Barra Square), Barra, ☎ 2430-7151 (60 lugares). 10h/22h30 (sex. e sáb. até 0h30; dom. 13h/22h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 3,00 por quatro horas). → www.boncreperie.com.br. Aberto em 1995.

DOCES

AS CLARAS. Neste mês a confeitaria do espaço Itanhangá completa um ano de funcionamento. Para comemorar, a proprietária e chef pâtissière Vanessa Martucelli elaborou doze sabores de macaron, o típico docinho francês que vem se difundindo nos balcões da cidade. Aos sabores tradicionais, como frutas vermelhas e chocolate, somam-se criações originais e bem brasileiras. Algumas de dar água na boca são as combinações de framboesa com lichia, de cupua­çu com rapadura, de coco com castanha-do-pará e de jasmim com flor de sal. Cada uma custa R$ 3,60, mas a escolha de três sai por R$ 10,00. Embalagens graciosas para duas, quatro ou nove unidades garantem um simpático presente. A maior delas custa R$ 32,40. Em uma visita à casa, aproveite e prove as tarteletes, montadas na hora do pedido. A de frutas vermelhas (R$ 9,40) é um estouro. Estrada da Barra da Tijuca, 1636, bloco E, loja I2 (Espaço Itanhangá), Barra, ☎ 3596-9635/3555 (12 lugares). 8h/20h (dom. até 16h). Cc: D, M e V. Cd: todos. Aberto em 2010.

SANDUÍCHES

HEINZ. Na tradicional delicatessen, a pedida para uma refeição rápida é montar o sanduíche com os ingredientes disponíveis. Entre as muitas opções existentes, há lombo canadense, queijo camembert, tomate seco, salmão defumado, cream cheese, copa, queijo brie, pepino agridoce e presunto de Parma. Cada item escolhido é pesado e servido na baguete com gergelim. Os preços variam de R$ 22,90 a R$ 139,90 o quilo. Aproveite e escolha um vinho na prateleira para acompanhar. O chileno Cousiño-Macul Cabernet Sauvignon 2007 sai por R$ 29,90. Podem animar uma reunião em casa as tábuas de minissanduíches variados (R$ 110,00, para oito pessoas; R$ 150,00, para quinze pessoas). Rua Gilberto Cardoso, lojas 10 a 12 (Cobal do Leblon), ☎ 2294-5549 (24 lugares). 8h/20h (seg. até 18h; ter. e qua. até 19h; dom. até 14h). Cc: D, M e V. Cd: todos. Estac. (R$ 4,00 a primeira hora). ? ? (taxa de R$ 10,00 a R$ 15,00, pedido mínimo de R$ 50,00). Aberto em 1982.

Fonte: VEJA RIO