DIVERSÃO

Folia em alto nível

Novos serviços dão o tom no camarote de VEJA RIO, com localização privilegiada e agora com o dobro do tamanho

- Atualizado em

Pelo terceiro ano consecutivo, o camarote de VEJA RIO marca presença no Sambódromo, recebendo 600 convidados nos dois dias de desfile do Grupo Especial. Está maior: 505 metros quadrados, contra os 220 que tinha até 2012. Por seus três andares passaram rainhas de bateria, a exemplo de Carla Prata, da Grande Rio, e Gracyanne Barbosa, da Mangueira, gente famosa como a escritora Thalita Rebouças e o ex-jogador Petkovic, além de representantes da administração pública, entre eles Joaquim Monteiro de Carvalho, subsecretário de Transportes e criador do movimento Rio Eu Amo Eu Cuido. À disposição de todos estava aquilo que o camarote tem de melhor desde a sua estreia na avenida, em 2011: fica em frente ao primeiro recuo de bateria, onde os ritmistas ainda estão soltos e tocam o "samba do esquenta", geralmente uma pérola do passado. Outro detalhe que torna especial o espaço da revista na Sapucaí é ele estar instalado logo após o Setor 1, arquibancada popular, espécie de termômetro do Carnaval. Dali costumam surgir os primeiros gritos de "É campeã" se passar algo deslumbrante. E esse burburinho é a senha para começar uma saudável disputa por todo centímetro de parapeito. Durante um mês, 150 profissionais trabalharam duro para erguer o camarote, e outras dezenas estiveram por lá no domingo e na segunda-feira, revezando-se no bufê, nos três novos camarins e em serviços diversos. Havia, por exemplo, um caricaturista desenhando foliões que posavam como modelos e simpáticas recepcionistas oferecendo chapéus, além de uma máquina para recarregar baterias de celular e um estande para fazer fotos impressas na hora.

clique na imagem para ampliá-la

camarote-vejario-01.jpg
(Foto: Veja Rio)

Outra novidade em 2013 é o Prêmio VEJA RIO de Carnaval. Um júri formado por sete especialistas votou em seis categorias. Foram convidados o sociólogo Bruno Filippo (professor de curso de extensão sobre Carnaval na Facha), a pesquisadora Rachel Valença (autora de Serra, Serrinha, Serrano), Rosa Maria Araujo (presidente do Museu da Imagem e do Som) e Bruno Chateaubriand (integrante do júri oficial dos desfiles), que se juntaram aos jornalistas Lula Branco Martins e Sergio Garcia (de VEJA RIO) e Julio Cesar de Barros (de VEJA). Foi leva­da em conta ainda a opinião do internauta, que expressou suas preferências através do site vejario.com.br. Computados os votos, serão agraciados o mestre Marcão, da bateria do Salgueiro, a rainha Juliana Alves, da Tijuca, o intérprete Ito Melodia, da União da Ilha, e a carnavalesca Rosa Magalhães, que assinou o desfile da Unidos de Vila Isabel, também mais votada na categoria samba-enredo, composição de Martinho da Vila, Arlindo Cruz, André Diniz, Leonel e Tunico. Para encerrar, mais uma vez deu Vila. A escola campeã do Carnaval ganhou na categoria carro alegórico ? chamado Girassóis, o quarto do cortejo. Todos os prêmios serão entregues no camarote, na noite deste sábado (16), durante o Desfile das Campeãs.

Fonte: VEJA RIO