ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Percorremos os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

BAR-RESTAURANTE

Hipódromo

No Baixo Gávea, tem extenso cardápio que abriga de pizzas a pratos robustos. No primeiro time, coberturas como a margherita (R$ 43,00) e a calabresa (R$ 42,60) podem vir cortadas à francesa, para a mesa beliscar. A linguiça na brasa (R$ 3,00 a unidade) também acompanha o chope Brahma (R$ 5,50 a tulipa). Se a ideia for fazer uma refeição, peça a picanha à hipódromo (R$ 85,90, para três pessoas), com arroz à grega, batata portuguesa e farofa de ovo.

Praça Santos Dumont, 108, Gávea, ☎ 2274-9720 (240 lugares). 12h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1948.

BOTEQUIns

Bar da Frente

No modesto espaço onde já funcionou o vizinho Aconchego Carioca, investe em criativa lista de petiscos, a exemplo do miudinho (R$ 29,00): porção de moela servida no pão italiano e coberta por queijo gratinado. Já viraram clássicos locais o camarão crocante, empanado com coco ralado, servido na companhia de chutney de maracujá e molho de iogurte e hortelã, e o fofinho, envolto por massa de tempurá, recheado de queijo cremoso, ao molho de camarão, limão e ervas finas (R$ 26,00 cada porção de seis unidades). Outro hit local é o risoto de rabada, servido em fornida porção individual (R$ 28,00). Na lista de cervejas figuram exemplares de 600 mililitros da Therezópolis (R$ 14,00) e Paulistânia (R$ 12,00), além de Heineken, Antarctica Original e Bohemia (R$ 8,80 cada uma).

Rua Barão de Iguatemi, 388, Praça da Bandeira, ☎ 2502-0176 (28 lugares). 12h/22h (dom. até 16h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2009.

Bar da Portuguesa Aos domingos a portuguesa Donzília Gomes, conhecida como Don Don, serve um carnudo torresmo (R$ 6,00 a porção), boa pedida para acompanhar a cerveja sempre gelada das marcas Antarctica Original e Bohemia (R$ 7,50, 600 mililitros). Outras estrelas do balcão são os salgadinhos vendidos por unidade, em sua maioria a R$ 3,80 cada um. Há empada de camarão e frango, bolinho de aipim com carne-seca e pastel de camarão. O bacalhau aparece em lascas com cebola, salsinha e pimentão na fritada do tio hélio (R$ 30,00) e no bolinho (R$ 3,90 a unidade). O cenário é genuinamente suburbano, como convém a um ponto nas proximidades do ramal de trem da Leopoldina: sobre os cinco freezers que tomam uma parede inteira do salão há flores de plástico, uma bandeira de Portugal, a imagem de São Jorge e um quadro de Jesus Cristo.

Rua Custódio Nunes, 155, loja D, Ramos, ☎ 2260-8979 (70 lugares). 17h/0h (sex. até 2h; sáb. e dom. 11h/18h; fecha seg.). Cc: M e V. Cd: R e V. Aberto em 1972.

chope e cerveja

Botto Bar Sob o comando do mestre cervejeiro Leonardo Botto, tem o maior número de torneiras de chope da cidade: vinte. Metade delas é dedicada a marcas fixas, como a irlandesa Guinness (R$ 19,90, 300 mililitros) e a belga Delirium Tremens (R$ 27,90 o pint). São sugestões eventuais o alemão HB Original (R$ 12,90, 300 mililitros) e o maltado Botto Bier (R$ 9,90, 300 mililitros), de produção própria. No salão de tijolos aparentes, decorado com rótulos de geladas e uma lousa onde se anunciam as pedidas do dia, são servidos tira-gostos inspirados em países com tradição cervejeira. Da Alemanha vem o saboroso e sequinho frikadellen (R$ 22,00, oito unidades), bolinho de carne temperado acompanhado de mostarda escura. A Bélgica contribuiu com o croquete de queijo (R$ 23,00, quatro unidades). Nas terças acontece uma concorrida sessão de blues com os músicos da Cozinha Etílica e quarta é dia de jazz.

Rua Barão de Iguatemi, 205, Praça da Bandeira, ☎ 3496-7407 (76 lugares). 17h/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. 15h/22h). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 15,00 (ter. e qua. a partir das 19h30). Aberto em 2013.

Brewteco Reinaugurado em novembro do ano passado, depois de um banho de loja na decoração, o ponto estabelece um meio-termo entre os pés-limpos e botecos da região da Dias Ferreira. Caixas de cervejas especiais e engradados dividem espaço com típicos piso quadriculado e azulejos floridos nas paredes. No balcão são expostos salgados, a exemplo do bolinho de bacalhau (R$ 3,00 a unidade). O lado pé-limpo revela-se nos 35 rótulos da carta de geladas. Duas dicas são a Coruja Extra Viva (R$ 29,00 a garrafa de 1 litro) e a Hija de Punta, oferecida nas versões long neck (R$ 13,00) e chope (R$ 12,00, 320 mililitros). Para beliscar, a pequena variedade disponível traz ainda porções de queijo de coalho com mel (R$ 12,00) e salsichão alemão fatiado (R$ 16,00).

Rua Dias Ferreira, 420, Leblon, ☎ 2512-3114 (20 lugares). 6h30h/0h (qui. a sáb. 3h; seg. até 15h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2013.

happy hour

Harad Choperia Filial da tradicional loja de comida árabe no Humaitá, a casa distingue-se da concorrência pelo cardápio típico que pode acompanhar o chope (R$ 5,50 a caldeireta do Brahma). Às segundas, terças e quartas, entre 18h e 21h, a happy hour oferece promoção de chope em dobro. Nas mesas espalhadas pela calçada são servidos ti­ra-gostos como o mix árabe (R$ 36,90), fornida porção de quatro itens escolhidos entre coalhada temperada ou seca, homus, pasta de berinjela, tabule e quibe cru, além de esfiha, quibe e cafta em tamanho míni.

Rua Nelson Mandela, 100, loja 103, Botafogo, ☎ 3496-8000 (80 lugares). 11h/1h. Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2012.

Lobby Bar É um clássico piano-bar de hotel ? a frequência de estrangeiros explica o fato de a caipirinha (R$ 16,00, com cachaça Magnífica) ser o drinque mais consumido. Cervejas Brahma Extra (R$ 9,00) e Bohemia (R$ 10,00 cada uma) são oferecidas em tamanho long neck. Para comer, há algumas opções de sanduíche, a exemplo do recheado de hambúrguer de salmão, alface, pepino em conserva e cebola (R$ 29,00).

Avenida Atlântica, 3264, térreo, Rio Othon Palace Hotel, Copacabana, ☎ 2106-1500 (28 lugares). 8h/1h. Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1975.

Para dançar

Bukowski

Fãs de clássicos do rock das décadas de 60 a 80 frequentam o lugar. O casarão de dois andares tem duas pistas ? em uma delas o DJ costuma tocar raridades em vinil. Para beber, a preferência é pelos drinques à base de destilados, oferecidos em dose dupla todos os dias. Prove o hank (R$ 16,80), mistura de rum, maçã verde, limão e hortelã. Quem quer pegar mais leve pode ficar com cervejas long neck Budweiser ou Stella Artois (R$ 8,90 cada uma). No diminuto cardápio aparecem crepes, como o de carne moída, catupiry e mussarela (R$ 19,90).

Rua Álvaro Ramos, 270, Botafogo, ☎ 2244-7303 (350 pessoas). 21h/6h (fecha dom. a qui.). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 41,00. www.barbukowski.com.br. Aberto em 1997.

tapas

Venga! No pioneiro reduto carioca de tapas, é boa pedida a tábua de embutidos (R$ 75,00), reunião de presunto Pata Negra, chistorra curada, chorizo e queijos manchego e de cabra. São novidades quentíssimas o atum com vinagrete de chorizo (R$ 28,00) e a esqueixada de bacalhau (R$ 22,00), receita catalã que leva tomate e azeitona. A loja de Ipanema tem inspirada carta de drinques, com opções como o ruzafa (R$ 27,00), reunião de suco de laranja, Bourbon e licor de amora. Outra dica é a refrescante sangria da casa (R$ 46,00 a jarra de 1 litro), de vinho branco, refrigerante de limão, licor de laranja e frutas.

Rua Garcia d?Ávila, 147, loja B, Ipanema, ☎ 2247-0234 (84 lugares). 12h/0h (qui. e sex. até 1h; sáb. 9h/1h; dom. 9h/0h); Rua Dias Ferreira, 113, loja B, Leblon, ☎ 2512-9826 (34 lugares). 12h/1h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos. www.venga.com.br. Aberto em 2009.

Fonte: VEJA RIO