ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Percorremos os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

BOTEQUINS

BOTEQUIM DO ITAHY. Reduto de chope Brahma gelado, vende a tulipa por R$ 4,50. São novidade no cardápio as cervejas especiais. Passaram a figurar entre os rótulos as belgas Diabolici (R$ 72,00), Gulden Draak (R$ 79,00) e Piraat (R$ 79,00), todas vendidas em garrafa de 750 mililitros. A seção de comes ganhou porções de travesseirinhos de camarão (R$ 22,00, dez unidades) e de linguiça artesanal recheada de provolone (R$ 27,00).

Rua Barão da Torre, 334, Ipanema, ☎ 2522-2919 (120 lugares). 12h/2h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. ?; Avenida Ataulfo de Paiva, 1060, loja C, Leblon, ☎ 2512-7446 (105 lugares). 11h/3h. Cc: todos. Cd: todos. ? Mais quatro endereços. Aberto em 1971.

BOTEQUIM INFORMAL. São trunfos da rede de pés-limpos o chope Brahma (R$ 4,90) bem tirado e a boa seleção de tira-gostos. Entre as sugestões há fornidas chapas, como a de parmigiana de mignon (R$ 59,90, para dois), que traz lascas de filé-mignon à milanesa cobertas por molho de tomate e queijo derretido, além de batatas fritas. Uma opção ainda mais consistente leva à mesa bife de chorizo fatiado com batatas crocantes ao alho e alecrim, na companhia de arroz portenho e molho chimichurri (R$ 60,90).

Rua Conde Bernadotte, 26, loja O, Leblon, ☎ 2540-5504 (140 lugares). 12h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ↔; Rua Domingos Ferreira, 215-A, Copacabana, ? Cantagalo, ☎ 3816-0909 (100 lugares). 12h/2h. Cc: D, M e V. Cd: todos. www.botequiminformal.com.br. Mais oito endereços. Aberto em 2001.

CHOPE E CERVEJA

BON VIVANT. Filial da delicatessen homônima em Nova Friburgo, destaca-se pelo ambiente arrumado, em meio aos botecos do Baixo Voluntários. Nas mesas na calçada ou no iluminado salão, é servida boa oferta de cervejas especiais ? a carta já ultrapassou a marca dos cinquenta rótulos. Experimente a artesanal nacional Coruja, não fermentada, nas versões viva (R$ 34,00) e extraviva (R$ 36,00), ambas em garrafa de 1 litro. Na parte de comes, prove o filé-mignon aperitivo ao molho roquefort (R$ 32,00) ou o carpaccio de carne (R$ 22,00) acompanhado de molho à escolha, entre as opções de alcaparra, azeite, pimenta e limão ou de ervas finas.

Rua Voluntários da Pátria, 46, loja B, Botafogo, ☎ 2537-2857, ? Botafogo (70 lugares). 17h30/1h (dom. até 0h). Cc: todos. Cd: todos. → www.bonvi­vantbistro.com.br. Aberto em 2009.

BOTECO COLARINHO. Caprichada, a lista de comes conta com bolinhos vendidos por unidade, como o de arroz de brócolis com bacalhau (R$ 4,90), a saborosa versão de polenta e rabada (R$ 6,50) e a receita de abóbora com carne-seca (R$ 5,50). Recentemente, entraram em cena duas versões novas: de arroz à piemontesa, recheado de filé-mignon, e a de baião de dois (R$ 6,50 cada um). Das nove torneiras de chope jorram três tipos fixos e seis variáveis. O colarinho weiss (R$ 8,90, 400 mililitros) e o colarinho pilsen (R$ 5,90, 300 mililitros) estão na primeira lista.

Rua Nelson Mandela, 100, loja 127, Botafogo, ☎ 2286-5889, ? Botafogo (78 lugares). 12h/2h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2010.

PUB ESCONDIDO, CA. A nova casa de Diego Baião, também dono do Boteco Colarinho, tem jeito de pub moderninho ? revestimento de madeira, placas de geladas importadas para enfeitar e som ambiente produzido pela DJ Tati, do Teto Solar. As estrelas, no entanto, são as 23 torneiras de chope, além de uma de sidra (R$ 13,90, 294 mililitros). Um qu­adro-negro anuncia as demais sugestões da vez. São dicas fixas o Cidade Imperial Pilsen (R$ 6,90), o Hopium (R$ 8,90) e o Amnésia IPA (R$ 11,90), todos servidos em meio pint (294 mililitros). Dezesseis hambúrgueres dominam o cardápio. Pedida elaborada, o gangnam (R$ 35,00) traz 200 gramas de carne bovina angus no pão de malte vermelho, com molho coreano, crisps de ban­ana-da-terra, vinagrete de cogumelos frescos e mix de alface, escoltado por batata frita ou salada, molho caseiro e picles.

Rua Aires Saldanha, 98, loja A, Copacabana, ☎ 2522-9800 (121 lugares). 18h/2h (ter. a qui. e dom.); até 3h (sex. e sáb.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2013.

DRINQUES

SHOOTERS. Vizinho de um concorrido reduto de chope e cerveja, o Colarinho, o barman Phillipe Mello aposta na coquetelaria para atrair a clientela. Experimente o simple red (R$ 18,00), feito de vodca, xarope de romã, limão e chá-branco, ou o south breeze (R$ 18,00), de vodca, Fernet, limão-siciliano e prosecco. Na parte dedicada aos shots, aposte no combustible (R$ 30,00), reunião de suco de cranberry, sour mix, vodca e absinto. A oferta de comidinhas também é interessante: o salmão vem empanado com gergelim e molho que leva uísque (R$ 25,00). Entre os petiscos há ainda chicken fingers (R$ 22,00), pedaços de frango empanado com farinha crocante ao molho de mostarda. É novidade a caprichada programação musical ao vivo. Wilson Meirelles e Alma Thomas alternam-se nas quartas-feiras. As noites de quinta e sábado são dedicadas ao rock. Na sexta os DJs Dig & Pegüet entram em cena.

Rua Nelson Mandela, 100, loja 124, Botafogo, ☎ 3281-7629, ? Botafogo (84 lugares). 18h/3h (seg. a qua. até 1h; fecha dom.). Entrada: R$ 10,00 (a partir das 20h). Cc: todos. Cd: todos. ? shootersriodejaneiro.blogspot.com. Aberto em 2010.

FIM DE NOITE

O PLEBEU. No velho casarão do Humaitá, os dois espaços mais concorridos são a varanda do 2º andar e as mesas de plástico na calçada. Por lá, os fregueses batem papo em torno de garrafas de Bohemia (R$ 8,00) e Antarctica Original (R$ 8,30) até altas horas. Para beliscar, há petiscos como o frango à passarinho (R$ 26,50 a porção), a carne de sol na pedra acompanhada de farofa e aipim frito (R$ 42,50) e o pastel misto de camarão, carne ou queijo (R$ 22,00 a dúzia).

Rua Capitão Salomão, 50, Humaitá, ☎ 2286-0699 (130 lugares). 12h/2h (sex. e sáb. até 3h; dom. até 20h). Cc: todos. Cd: todos. ? ? www.oplebeu.com.br. Aberto em 1979.

HAPPY HOUR

BAR MANCHETE. Decorado com capas da extinta revista que o batiza e outros objetos de tempos idos, como máquinas de escrever, o lugar é boa opção para quem trabalha na região da Cidade Nova e quer dar uma esticadinha depois do expediente. Circulam pelas mesas chope Brahma gelado (R$ 5,50 a caneca de 400 mililitros; R$ 4,50 a tulipa) e belisquetes a preços convidativos. Entre os bolinhos vendidos por unidade há versões de costelinha bovina, carne-seca com aipim e feijoada (R$ 4,00 cada um). Para dividir, peça as porções de batata manchete (R$ 25,00), coberta de queijo derretido e calabresa, ou de gurjão de peixe (R$ 26,00), escoltado por molho tártaro. Durante o dia é possível almoçar no sistema por quilo (R$ 35,90, até as 15h30).

Rua Correia Vasques, 6, Estácio, ☎ 2502-6504 (72 lugares). 11h/23h30 (fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2012.

BOTEQUIM SEU PIRES. Ponto de encontro de quem estuda ou trabalha na PUC. Sem firulas, mas confiável, o lugar costuma encher na quinta e na sexta. Nesses dias a moçada espalha-se por mesas e calçada em busca de cascos de Antarctica, Brahma (R$ 7,50 cada uma), Bohemia, Original (R$ 8,50) e Heineken (R$ 9,50). Porções de petiscos, como a de frango à passarinho (R$ 31,90), são boas pedidas.

Rua Marquês de São Vicente, 218, Gávea, ☎ 2294-0977 (60 lugares). 7h/1h (qui. e sex. até 2h). Cd: todos. Aberto em 1964.

MÚSICA AO VIVO

BIP BIP. Com apenas 18 metros quadrados, o diminuto salão tem na programação musical seu maior apelo. A agenda contempla vários gêneros: choro na segunda e na terça, bossa nova na quarta e samba na quinta, na sexta e no domingo. O proprietário, Alfredo Jacinto de Melo, o Alfredinho, é conhecido pela generosidade e pela impaciência com o público mais falador ? não se acanha em dar uma reprimenda no pessoal que fica conversando durante as apresentações. Os próprios clientes pegam nos freezers latas de Itaipava, Brahma, Skol e Antarctica (R$ 4,00 cada uma). Para beliscar, a lista reduzida inclui bolinho de bacalhau (R$ 15,00, quinze unidades), além de salaminho e queijo provolone (R$ 14,00, 100 gramas).

Rua Almirante Gonçalves, 50, loja D, Copacabana, ☎ 2267-9696 (20 lugares). 19h/1h. Aberto em 1968.

IMACULADA BAR E GALERIA. Este simpático misto de bar, restaurante e galeria de arte costuma ficar cheio nos fins de semana, especialmente nos dias de música ao vivo. Às mesas chegam delícias locais como o surpresa da capadócia (R$ 21,90), linguiça calabresa com raki (bebida típica turca), cebola, creme de aipim, pimenta-vermelha e pão árabe para acompanhar. Outra dica é o perfumado santíssima trindade (R$ 22,90), reunião de fígado, coração e moela. Cascos de Antarctica Original (R$ 9,50) completam o programa.

Ladeira João Homem, 7, Morro da Conceição, ☎ 2253-3999 (78 lugares). 11h/22h (fecha dom.). Couvert art.: R$ 15,00 (opcional, apenas no terceiro e no quarto sábado do mês). ? ↔ www.barimaculada.com.br. Aberto em 2010.

TRADICIONAIS

ADEGA PÉROLA. O ambiente é prosaico: apenas sete mesas de madeira com banquetas fixas, prateleiras abarrotadas de garrafas, cartazes amarelos rabiscados com preços e, a grande atração local, uma vitrine repleta de acepipes, vendidos em porções de 100 gramas. Experimente o polvo ao vinagrete (R$ 20,00) ou o imperdível alho espanhol (R$ 14,00), crocante e sem a ardência característica. São mais recentes o salmão (R$ 22,00) e o hadoque (R$ 24,00) defumados, além de lagosta ou cavaquinha ao vinagrete (R$ 22,00). Bem tirado, o chope da Brahma (R$ 6,00) é servido na tulipa.

Rua Siqueira Campos, 138, loja A, Copacabana, ☎ 2255-9425, ? Siqueira Campos (60 lugares). 10h/1h (fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1957.

ARMAZÉM SENADO. Pé-direito de 5 metros e o belo balcão de madeira com tampo de mármore entregam a idade do lugar. Instalado na esquina das ruas do Senado e Gomes Freire, o estabelecimento centenário começou como um empório e, nos últimos anos, assumiu a vocação de bar. No cardápio simples de tira-gostos figuram porções de 100 gramas de salaminho (R$ 12,00), copa (R$ 14,00), queijo provolone (R$ 12,00), mortadela (R$ 10,00), azeitona e tremoço (R$ 4,00 cada pedido). Para beber, cerveja das marcas Skol (R$ 6,00), Brahma Extra, Bohemia e Antarctica Original (R$ 7,00 cada uma).

Avenida Gomes Freire, 256, Centro, ☎ 2509-7201 (24 lugares). 8h/20h (fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1907.

Fonte: VEJA RIO