ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Percorremos os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

BARES-RESTAURANTES

BAR LUIZ. Ainda nos tempos do Império, o endereço foi fundado na Rua da Assembleia. Trata-se de um patrimônio da cidade com decoração à prova de novidades, garçons de gravata-borboleta e cardápio de influência alemã. O chope Brahma é servido na caldeireta claro ou escuro (R$ 6,50 cada um) ? a bebida da Heineken (R$ 7,30) também é oferecida por lá. Da cozinha chegam especialidades alemãs como o kassler aperitivo acebolado (R$ 43,30) e o joelho de porco frito cortado em quadradinhos (R$ 62,00). Ambos podem ser acompanhados de saborosa salada de batata (R$ 12,50).

Rua da Carioca, 39, Centro, ☎ 2262-6900, ? Carioca (144 lugares). 11h/22h (fecha dom., seg. e sáb. até 19h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1887.

HIPÓDROMO. No Baixa Gávea, tem extenso cardápio que abriga de pizzas a pratos robustos. No primeiro time, coberturas como a margherita (R$ 43,00) e a calabresa (R$ 42,60) podem vir cortadas à francesa, para a mesa beliscar. A linguiça na brasa (R$ 3,00 a unidade) também acompanha o chope Brahma (R$ 5,50 a tulipa). Se a ideia for fazer uma refeição, peça a picanha à hipódromo (R$ 85,90, para três pessoas), com arroz à grega, batata portuguesa e farofa de ovo.

Praça Santos Dumont, 108, Gávea, ☎ 2274-9720 (240 lugares). 12h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1948.

BOTEQUINS

JOBI. No pequeno salão, decorado com um painel de Nilton Bravo, ou na varanda, o bate-papo noite adentro é regado a chope Brahma (R$ 6,00 a caldeireta), também servido em copos de plástico para a turma que se amontoa na calçada. Alguns dos tira-gostos têm origem lusitana, como a de seus proprietários. É o caso da sardinha portuguesa frita ou grelhada (R$ 20,00, duas unidades). Há cerca de um mês, pastéis de camarão e de carne-seca com catupiry passaram a integrar o menu (R$ 4,00 a unidade).

Avenida Ataulfo de Paiva, 1166, loja B, ☎ 2274-0547 (40 lugares). 9h/4h (sex. e sáb. até 6h). Cc: todos. Cd: todos. ? ? ↔ Aberto em 1956.

PAVÃO AZUL. Na receita de família das irmãs portuguesas Bete e Vera Afonso as pataniscas de bacalhau, bolinhos sem a batata (R$ 8,00, quatro unidades), são a mais saborosa explicação para as habituais filas na porta. A cozinha deste reduto simples tem outros atrativos, a exemplo do risoto de camarão (R$ 30,00) em porção suficiente para duas pessoas. O crustáceo também recheia o escondidinho (R$ 11,00) e o pastel (R$ 1,80 a unidade). Para beber, há cerveja sempre gelada das marcas Original, Bohemia, Brahma Extra (R$ 7,50 a garrafa) e Serramalte (R$ 8,50).

Rua Hilário de Gouveia, 71, lojas A e B, Copacabana, ☎ 2236-2381, ? Siqueira Campos (36 lugares). 12h/0h. Cd: todos; Rua Barata Ribeiro, 348, loja B, Copacabana, ☎ 2236-2381, ? Siqueira Campos (40 lugares). 12h/0h (fecha seg.). Cd: todos. Aberto em 1957.

TIO SAM. No ambiente simples, têm seus adeptos os sanduíches de filé (R$ 15,70), de linguiça (R$ 9,00) e de frango (R$ 12,50), todos com queijo. O toque brasileiro é proporcionado por caldos de feijão (R$ 7,00) e de siri (R$ 9,20). Para acompanhar, o chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa) é a pedida.

Rua Dias Ferreira, 605, loja A, ☎ 2512-2413 (30 lugares). 11h/2h (seg. até as 17h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ Aberto em 1977.

CHOPE E CERVEJA

BOTTO BAR. Sob o comando do mestre-cervejeiro Leonardo Botto, tem o maior número de torneiras de chope da cidade: vinte. Metade delas é dedicada a marcas fixas, como a irlandesa Guinness (R$ 17,50, 300 mililitros) e a belga Delirium Tremens (R$ 17,90, 250 mililitros). São sugestões eventuais o checo Pilsner Urquell (R$ 13,90, 300 mililitros) e o maltado Botto Bier Zoontje (R$ 10,90, 300 mililitros), de produção própria, elaborado em homenagem ao filho do proprietário. No salão de tijolos aparentes, decorado com rótulos de geladas e uma lousa onde se anunciam as pedidas do dia, são servidos tira-gostos inspirados em países com tradição cervejeira. Da Alemanha vem o saboroso e sequinho frikadellen (R$ 22,00, oito unidades), bolinho de carne temperado acompanhado de mostarda escura. A Bélgica contribuiu com o croquete de queijo (R$ 23,00, quatro).

Rua Barão de Iguatemi, 205, Praça da Bandeira, ☎ 3496-7407 (76 lugares). 17h/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. 15h/22h). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 15,00 (ter. a partir das 19h30). Aberto em 2013.

DELIRIUM CAFÉ. A única filial latina do pub belga homônimo distingue-se pela quantidade e pela diversidade de rótulos, atualmente na faixa dos 350. Entre as apostas mais recentes estão as cervejarias que misturam técnicas clássicas e modernas de fabricação. É o caso da premiada americana Green Flash, criadora de um estilo completamente novo, ao fundir os tipos imperial IPA e belgian tripel na Le Freak (R$ 24,90, 355 mililitros). De dez torneiras de chope jorram exemplares das marcas belgas Gouden Carolus (R$ 16,90, nas variações classic, tripel e hopsinjoor) e Delirium (R$ 18,90 o clássico). Para beliscar, prove bolinhos originais do Aconchego Carioca, como o de grão-de-bico com bacalhau e a almofadinha de camarão (R$ 27,00 cada porção de seis unidades).

Rua Barão da Torre, 183, Ipanema, ☎ 2502-0029, ? General Osório (48 lugares). 17h/0h (sex. e sáb. até 2h; dom. 16h/23h). Cc: todos. Cd: todos. www.deliriumcafe.br. Aberto em 2010.

DRINQUES

MEZA BAR. Na esmerada lista de comes, são clássicos locais os potinhos individuais de risoto de limão-siciliano e de polenta com ragu de calabresa (R$ 23,00 cada um). A extensa carta de drinques recebeu reforços recentemente. Entraram para o rol de coquetéis, sob consultoria do mixologista Marco da La Roche, o matini (R$ 22,00), mistura de vodca, mate e gotas de tangerina, e o bonfim (R$ 24,00), preparado com vodca, abacaxi, cranberry, xarope de pimenta e maracujá.

Rua Capitão Salomão, 69, Humaitá, ☎ 3239-1951 (80 lugares). 18h/1h (qui. a sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ www.mezabar.com.br. Aberto em 2008.

FIM DE NOITE

CABIDINHO. Aberto 24 horas, serve chope Brahma (R$ 6,00 a tulipa; R$ 9,00 o black) gelado. Outro trunfo: faz entregas na Zona Sul até as 3 da manhã. Para forrar o estômago, as pedidas são os sanduíches no pão de leite. Acompanhados de batata frita, os recheios de pernil, lombinho e carne assada saem por R$ 13,00 cada um. Empadas de carne-seca (R$ 9,90), de camarão (R$ 10,50) e de frango com catupiry (R$ 8,00) também têm seus adeptos, assim como as porções de filé aperitivo (R$ 53,00) e de carne-seca com aipim frito (R$ 46,00).

Rua Paulo Barreto, 65, Botafogo, ☎ 2539-8737, ? Botafogo (80 lugares). 24 horas. Cc: todos. Cd: todos. www.botecocabidinho.com.br. ? Aberto em 1965.

PARA DANÇAR

BUKOWSKI. Fãs de clássicos do rock das décadas de 60, 70 e 80 frequentam o lugar. O casarão de dois andares tem duas pistas ? em uma delas o DJ costuma tocar raridades em vinil. Para beber, a preferência é pelos drinques à base de destilados, oferecidos em dose dupla todos os dias. Prove o hank (R$ 16,70), mistura de rum, maçã verde, limão e hortelã. Quem quer pegar mais leve pode ficar com cervejas long neck Heineken ou Stella Artois (R$ 8,60 cada uma). No diminuto cardápio aparecem crepes, como o de carne moída, catupiry e mussarela (R$ 18,00).

Rua Álvaro Ramos, 270, Botafogo, ☎ 2244-7303 (350 pessoas). 21h/6h (fecha dom. a qui.). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 39,00. www.barbukowski.com.br. Aberto em 1997.

PARA PAQUERAR

BAR VELOSO. O melhor endereço para paquerar da cidade, campeão da categoria no último especial ?Comer & Beber?, publicado por VEJA RIO, atrai público entre 25 e 30 anos. Na ala de bebidas, há caipivodca (R$ 20,00, com a vodca francesa Grey Goose) e balde de cerveja (R$ 9,90 cada garrafa de 600 mililitros de Antarctica original). A lista de petiscos vai de lula à dorée (R$ 55,00) a croquetes de picanha (R$ 31,00) ou mortadela (R$ 26,00 cada porção de doze unidades).

Rua Aristides Espínola, 44, Leblon, ☎ 2274-9966 (150 lugares). 11h/1h (qui. a sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2007.

TAPAS

VENGA! Já viraram clássicos o pulpo a la gallega (R$ 32,00), polvo com páprica e batatas, e o huevo loco (R$ 18,00), cama de creme de batata sob chouriço e presunto serrano coroados com um ovo poché. A loja de Ipanema tem inspirada carta de drinques, com opções como o bilbao (R$ 27,00), reunião de licor espanhol pacharán e água de flor de laranjeira, além de sucos de limão-siciliano e de cranberry. Outra dica é a refrescante sangria da casa (R$ 46,00 a jarra de 1 litro), preparada com vinho branco, refrigerante de limão, licor de laranja e frutas.

Rua Garcia d?Ávila, 147, loja B, Ipanema, ☎ 2247-0234 (84 lugares). 12h/0h (qui. e sex. até 1h; sáb. 9h/1h; dom. 9h/0h); Rua Dias Ferreira, 113, loja B, Leblon, ☎ 2512-9826 (34 lugares). 12h/1h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos. www.venga.com.br. Aberto em 2009.

Fonte: VEJA RIO