ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Percorremos os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

BAR-RESTAURANTE

TOCA DO SIRI. Versão mais acessível do restaurante Siri Mole, o negócio dedicado a petiscos baianos ganhou filial no ano passado. Mais arrumadinha do que a matriz em Copacabana, a casa no Leblon tem deque de madeira voltado para a rua e salão enfeitado com fitas do Nosso Senhor do Bonfim, além de uma imagem de Iemanjá. No cardápio, elaborado sob consultoria de Isis Rangel, do Siri Mole, há pratos como o bobó de camarão e o arroz de frutos do mar (R$ 48,00 cada um). Dica de tira-gosto, a porção de acarajé (R$ 43,50, seis unidades) é imperdível: traz o quitute perfumado e seco, com recheio de vatapá, camarão e temperos picados. Outras sugestões atraentes são o bolinho de rabada (R$ 23,50, meia dúzia) e o caldo de batata-baroa com linguiça acompanhado de beiju de tapioca (R$ 14,00). Entre os drinques, o mulata (R$ 17,00) mistura cachaça Nega Fulô, rapadura e suco de limão nas versões siciliano e taiti. Para matar a sede no verão, é novidade o acréscimo de alguns rótulos de cerveja ao cardápio: a Duff Beer, a marca favorita do personagem Homer Simpson, sai por R$ 13,50 a long neck, enquanto a belga Delirium Tremens custa R$ 29,80 (300 mililitros). A Bohemia e a Antarctica Original de garrafa são servidas por R$ 8,50 cada uma. Rua Raul Pompeia, 6, Copacabana, ☎ 2267-0894 (21 lugares). 12h/0h (fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 12,00); Avenida Ataulfo de Paiva, 1240, loja A, Leblon, ☎ 3518-3773 (46 lugares). 12h/0h (qui. a sáb. até 2h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2002.

BOTEQUINS

BAR DO BELMIRO. Em uma região repleta de opções gastronômicas na fronteira entre Botafogo e Humaitá, era um negócio de família até ser vendido a Antônio Rodrigues, dono do Belmonte ? que, por sua vez, já o passou adiante. No cardápio seguem firmes as empadas de palmito, camarão, carne-seca, frango e bacalhau (R$ 4,00 cada uma). Para fomes maiores, o combo que leva o nome da casa (R$ 59,00) traz picanha bovina e suína, queijo de coalho, filé de frango e camarão frito. Na hora dos bebes, vá de chope Brahma (R$ 4,30 a caldeireta) ou garrafas de Bohemia e Antarctica Original (R$ 8,00, 600 mililitros). Rua Conde de Irajá, 503, Botafogo, ☎ 2539-1354 (100 lugares). 7h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1986.

BAR DO BONDE. Distante de endereços mais concorridos do bairro, este pequeno negócio administrado em família é boa pedida para quem está em Santa Teresa. Da experiência do proprietário, Marcus de Oliveira, como fundador da Associação dos Cervejeiros Artesanais Cariocas resultou a carta de geladas atraente. Nela figuram, além de triviais Antarctica e Brahma (R$ 5,50, 600 mililitros), a Therezópolis Gold (R$ 12,00, 600 mililitros) e a alemã Paulaner (R$ 20,00, 500 mililitros). A lista de tira-gostos, elaborada com a ajuda de Paulo Roberto Barbosa, ex-sócio do Aconchego Carioca e hoje dono do Petit Paulette, traz dicas saborosas. Há três versões para o bolinho de risoto (R$ 14,00, quatro unidades): de açafrão e gorgonzola, de funghi e mussarela e de camarão com cream cheese. Até o indefectível bolinho de feijoada, envolto em farinha de torresmo (R$ 20,00, seis unidades), marca presença por lá. Rua Almirante Alexandrino, 1450-E, Santa Teresa, ☎ 2507-4379 (40 lugares). 18h/22h (qui. e sex. até 0h; sáb. e dom. 12h/0h). Cc: M e V. Cd: R e V. ? http://cargocollective.com/bardobonde. Aberto em 2011.

CHICO & ALAÍDE. O cearense Francisco Chagas Gomes Filho e a mineira Alaíde Costa não perdem o pique. Mesmo depois de três anos de funcionamento, o pé-limpo da dupla continua formando filas nos dias de sol. Os motivos: o chope (R$ 5,20 a tulipa) bem tirado e os quitutes criados por Alaíde. Na lista dos salgados figuram delícias vendidas por unidade, como o bolinho de polenta com carne moída (R$ 4,00), a feijoadinha da mamãe (R$ 5,20), receita de linguiça, couve e bacon envoltos em massa de feijão-preto, e o choquinho (R$ 10,00), um camarão grande empanado, recheado de catupiry e envolvido por batata palha. Entre as novidades estão a cestinha de estrogonofe e a rabadinha com polenta (R$ 8,00 cada uma), ambas oferecidas em porção individual. Rua Dias Ferreira, 679, Leblon, ☎ 2512-0028 (80 lugares). 10h/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. até 22h). Cc: todos. Cd: todos. ↔ ? www.chicoealaide.com.br. Aberto em 2009.

ENCHENDO LINGUIÇA. Inaugurado no Grajaú há seis anos, o boteco passou a atrair gente de todo canto. Além do chope Brahma gelado (R$ 4,20 a tulipa), ganhou fama com seu cardápio de embutidos de criação própria. O sucesso levou a dupla de sócios, Fernando Breschnik e Cláudio Toscano, a ampliar o negócio: a primeira filial abriu as portas na Lapa em 2012. No cardápio encontram-se delícias como o joelho de porco (R$ 49,90, com três guarnições escolhidas entre vinte opções) preparado com esmero: assada no forno de padaria, a popular ?TV de cachorro?, a carne ganha uma casquinha que preserva o interior suculento. Outro hit local é a linguiça croc (R$ 37,50 a porção), invenção de Breschnik, envolvida por fina e seca batata frita. Também faz bonito ao lado dos bebes o bacalhão (R$ 4,20 a unidade), bolinho de camarão e bacalhau sem farinha na massa. Na filial da Lapa, o chope oferecido é da marca Imperial (R$ 4,60 a tulipa), produzida em Petrópolis. Avenida Engenheiro Richard, 2, loja A, Grajaú, ☎ 2576-5727 (70 lugares). 11h/0h (sex. e sáb. até 2h). Cc: todos. Cd: todos; Rua Mem de Sá, 132, Lapa, ☎ 2508-6332 (160 lugares). 11h/0h (sex. e sáb. até 2h; dom. até 18h). Cc: M, V. Cd: R, V. www.enchendolinguica.com.br. ↔ ? Aberto em 2006.

CARTA DE CACHAÇA

GALETO SAT?S. Fundado há cinco décadas, o lugar é administrado há dois anos pelo casal Sérgio e Elaine Rabello, antigos frequentadores. Colado ao Cervantes, em um salão simples onde chama atenção o forno a carvão, serve carnes feitas na brasa. Estrela da lista, o galeto (R$ 15,00) é temperado com molho de limão, laranja, alho e pimenta. Na companhia de arroz, farofa de ovo, batata frita e molho à campanha, o prato passa a custar R$ 38,00. Exclusividade na seção de petiscos, a sacanagem, uma reunião de espetinhos de cenoura, pimentão, tomate, salsicha e azeitona (R$ 12,00 quinze unidades), divide a preferência da fiel clientela com a porção de coração de galinha (R$ 15,00). As duas sugestões caem bem ao lado da caldeireta de chope Brahma (R$ 5,00), mas há outras opções entre os bebes. Os proprietários investiram pesado nas cachaças: hoje oferecem 100 rótulos, entre eles a mineira Áurea Custódio (R$ 12,00 a dose), envelhecida por cinco anos em barril de carvalho, a mineira Âmbar (R$ 7,00) e a premiada Menina do Rio (R$ 7,00). Rua Barata Ribeiro, 7, loja D, Copacabana, ☎ 2275-6197 e 2543-8841 (40 lugares). 12h/5h. Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1962.

CHAMPANHERIA

CHARLESTON BUBBLE LOUNGE. Com vitrais coloridos, o ambiente busca inspiração na década de 20, época em que surgiu a dança adotada no nome da casa. São encontrados por lá mais de quarenta rótulos de champanhe e setenta de espumante. Entre os importados figuram os franceses Bulle de Blanquette Fuchsia (R$ 124,00), Louis Perdrier (R$ 78,00) e Taittinger Brut (R$ 389,00). Dicas mais em conta, o espumante nacional Casa Valduga 130 Brut custa R$ 89,00 e o Maria Valduga, R$ 169,00. Para comer, aposte no magret de pato (R$ 37,90) ou na tábua de queijos brie, gruyère, roquefort, camembert e grana padano, acompanhada de picles e azeitonas (R$ 46,90, para cinco pessoas). Completam o programa apresentações de jazz, blues e choro, além de dançarinos de tango e charleston. Rua Rodolfo Dantas, 26, loja B, Copacabana, ☎ 3795-3158 (100 lugares). 18h/1h (sex. e sáb. até 2h). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 12,00 (qui.) e R$ 30,00 (sex. e sáb.). www.bubblelounge.com.br. Aberto 2011.

HAPPY HOUR

BAR DO ADÃO. Quando comprou o boteco com mármore na fachada, no Grajaú, o engenheiro José Ibiapina Ferreira pensava apenas em arrumar distração na recém-chegada aposentadoria ? acabou dando início a uma bem-sucedida rede. Pastéis são o forte, vendidos em quase sessenta sabores. O recheio tradicional de carne, ovo e azeitona (R$ 3,70) é imbatível. Entre as sugestões mais elaboradas, o paris (R$ 4,80) leva queijo brie e presunto cru, enquanto o pacífico (R$ 4,80) é feito com salmão defumado, tomate e damasco. Outra boa pedida são o francês (R$ 4,20), de camarão, catupiry e alho-poró, e o califórnia (R$ 4,00), com peito de peru, catupiry e abacaxi. Para acompanhar, a melhor saída é o chope Brahma gelado (R$ 4,20 a tulipa; R$ 4,70 a caneca zero grau). Avenida Engenheiro Richard, 105, loja A, Grajaú, ☎ 2577-0730 (40 lugares). 12h/3h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos; Rua Conde Bernadotte, 26, loja 123, Leblon, ☎ 3546-2326 (60 lugares). 12h/1h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos. Mais seis endereços. www.bardoadao.com.br. Aberto em 1991.

BAR DO BACANA. Empreendimento recente do cearense Antônio Rodrigues, o nome à frente da rede Belmonte, foi anunciado como um endereço de cardápio popular e preços acessíveis no Leblon. Trivial, a lista de tira-gostos traz empadas abertas nos sabores camarão com catupiry e carne-seca com catupiry (R$ 7,50 cada uma), além de uma versão fechada, de frango (R$ 3,50). São dicas mais robustas a porção de gurjão de frango (R$ 26,00) e o saboroso filé aperitivo no pão italiano (R$ 39,90). Para beber, há Stella Artois (R$ 12,00, 985 mililitros) e Antarctica Original (R$ 8,00, 600 mililitros), entre outras geladas em garrafa. No almoço, pratos executivos justificam a alegada vocação popular do negócio. O cardápio de refeições traz receitas de costela bovina com batata cozida (R$ 13,00) e feijoada (R$ 36,90, para duas pessoas). Rua Cupertino Durão, 79, ☎ 2259-4000 (38 lugares). 8h/1h (sex. e sáb. até 2h). Cc: M e V. Cd: R e V. ? Aberto em 2012.

PALAPHITA KITCH. Bancos de madeira voltados para o espelho-d?água, detalhes de palha e capivaras decorativas compõem o ambiente que remete à Amazônia, terra natal do proprietário, Mário de Andrade Netto. Também vem do Norte a inspiração para o cardápio. Caipirinhas (R$ 16,80 cada uma) são preparadas com graviola, seriguela e cupuaçu. Pelo mesmo preço é vendido o chico, combinação de suco de mangarataia (ou gengibre), limão, groselha e cachaça. Atende por jarina a mistura de rapadura, polpa de coco e vodca de baunilha (R$ 26,00). Queijos franceses ganham companhia de ingredientes amazônicos, caso do arre égua (R$ 29,00), petisco com gruyère e jambu flambado na cachaça, e do arrombado (R$ 39,80), que traz camembert recheado de picadinho de tucunaré e pimenta-de-cheiro. Avenida Epitácio Pessoa, s/nº, quiosque 20 (Parque do Cantagalo), ☎ 2227-0837 e 7841-7843 (150 lugares). 18h/1h (seg. até 0h). Cc: D e M. Cd: R. → ? ↔ www.palaphitakitch.com.br. Aberto em 2004.

MEXICANO

ROTA 66. A aposta na culinária tex-mex encontrou boa acolhida, e o negócio espalhou-se pela cidade. Na parte etílica, a pedida são os drinques temperados. Caipivodcas (R$ 18,00 cada uma) chegam nas versões de kiwi com anis-estrelado, de manga com pimenta dedo-de-moça e de caju com alecrim. Faz sucesso também a típica michelada (R$ 9,00, com cerveja Sol), que leva suco de limão, gelo e sal. O bandeirita (R$ 15,00) traz três shots que representam a bandeira do México: suco de limão, tequila prata e suco de tomate com tabasco. Também tem chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa). Sugestão para beliscar, a porção de nachos (R$ 22,00) é acompanhada de queijo e molho salsa. Costelinha suína servida no balde, o finger ribs custa R$ 26,00. Rua Voluntários da Pátria, 448, loja 8-A (Cobal do Humaitá), Humaitá, ☎ 2286-8487 (75 lugares). 11h30/2h30. Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 4,00 a primeira hora) ↔; Avenida das Américas, 19019, 1º piso (Shopping Recreio), Recreio, ☎ 2025-1825 (180 pessoas). 11h30/1h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos; Rua Almirante João Cândido Brasil, 35, Tijuca, ☎ 2254-4219 (250 lugares). 11h30/2h30 (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. ↔ → www.restauranterota66.com.br. Mais dois endereços. Aberto em 2001.

MÚSICA AO VIVO

CARIOCA DA GEMA. Em 1997, o casal Marianna e Thiago Cesário Alvim e a irmã dele, Carolina, abriram na Rua do Lavradio o Empório 100, um dos pioneiros do processo de revitalização da Lapa. Três anos depois, eles migraram para o sobrado na Avenida Mem de Sá, onde repetiram no Carioca da Gema a bem-sucedida fórmula. Pelo palco do lugar passam artistas do calibre do violonista Paulão 7 Cordas e dos cantores Teresa Cristina e Moyseis Marques. O salão principal é o espaço dedicado ao samba, e as conversas são regadas a chope Brahma (R$ 5,60 a tulipa) e caipirinha de limão (R$ 8,90). Entre uma dança e outra, é possível beliscar casquinha de bacalhau (R$ 10,20), espetinhos de carne ou frango (R$ 6,55 e R$ 8,65, respectivamente) ou ainda escondidinhos (R$ 23,00 cada um), nas versões de carne-seca, frango ou camarão. Avenida Mem de Sá, 79, Lapa, ☎ 2221-0043 (120 lugares). 19h/1h30 (sex. até 3h30; sáb. 21h/3h30; dom. a partir de 21h). Couvert art.: R$ 21,00 (seg., ter., qua. e dom.), R$ 23,00 (qui.), R$ 25,00 (sex. e sáb.). Cc: todos. Cd: todos. ? www.barcariocadagema.com.br. Aberto em 2000.

TRAPICHE GAMBOA. O sobrado de 1857 foi eleito o melhor reduto de música ao vivo da cidade nas edições de 2007 e 2008 do especial ?Comer & Beber?, publicado por VEJA RIO. Na decoração ainda há detalhes originais, como o piso e um velho poste. Quatro ambientes acomodam o público no enorme imóvel com 13 metros de pé-direito. No espaço principal, o exímio cavaquinista Eduardo Gallotti comanda a roda, com convidados, na quarta e na sexta. No sábado, a vez é do grupo Galocantô, e, às terças, as atrações variam. Para beber, há geladas garrafas de Antarctica Original (R$ 8,00 cada uma) e uma caprichada caipivodca (R$ 12,50). No cardápio de petiscos aparecem, entre outras sugestões, croquete de carne (R$ 16,50, cinco unidades), porção de moela (R$ 16,50) e bolinha de queijo (R$ 16,50, com dez). Rua Sacadura Cabral, 155, Saúde, ☎ 2516-0868 (250 lugares). 18h/0h (qui. a sáb. até 4h; fecha dom. e seg.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 15,00 a R$ 20,00. www.trapichegamboa.com.br. Aberto em 2004.

PARA DANÇAR

BUKOWSKI. No casarão de dois andares com amplo espaço externo, turmas se apertam em filas quilométricas para dançar ao som de rock ? é um dos poucos estabelecimentos na cidade a se manter fiel ao ritmo. No jardim, um bar abastece as mesas e outro cuida de administrar os quatro narguilés disponíveis para os clientes. Lá dentro, as duas pistas têm por trilha sonora clássicos roqueiros das décadas de 60 a 80. Toda noite vigora a promoção dos destilados em dobro: na compra de uma dose de vodca, tequila ou uísque, a segunda é de graça. A vodca aparece, ainda, no sex on the beach (R$ 19,30) e na caipirinha (R$ 15,90). No entanto, a bebida mais pedida é mesmo a cerveja ? em garrafas long neck da Heineken ou da Stella Artois (R$ 6,90 cada uma). Para comer, as opções são escassas. Escolha entre empanadas de frango com catupiry ou calabresa apimentada (R$ 16,80, duas unidades) e sanduíches de rosbife ou peito de peru no pão-folha (R$ 18,40 cada um). Rua Álvaro Ramos, 270, Botafogo, ☎ 2244-7303 (350 pessoas). 21h/6h (fecha de dom. a qui.). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 40,00. www.barbukowski.com.br. Aberto em 1997.

PARA PAQUERAR

JOBI. Das dez categorias em disputa entre os bares na última edição do especial ?Comer & Beber?, publicado por VEJA RIO, o conhecido endereço no Leblon foi votado em quatro: melhor chope, melhor lugar para paquerar e melhor boteco, além de melhor garçom, votação que elegeu um de seus profissionais, Cecilio Araújo. Por essas e outras, o pequeno balcão, em que chama atenção o painel de Nilton Bravo, o ?Michelangelo dos botequins?, a varanda e a calçada em frente vivem cheios de gente. A turma não inventa: bebe hectolitros de chope Brahma (R$ 5,50 a caldeireta). Quem se instala em uma das disputadas mesas belisca, entre outros pedidos, sardinha portuguesa frita ou grelhada (R$ 18,00, duas unidades), linguiça de cordeiro (R$ 29,00 a porção) e empadas de palmito (R$ 3,50), camarão ou frango (R$ 3,30 cada uma). Noite adentro, também fazem sucesso as porções de queijos portugueses da Serra da Estrela (R$ 33,00, 130 gramas) e de presunto de Parma (R$ 45,00, 130 gramas). Avenida Ataulfo de Paiva, 1166, loja B, Leblon, ☎ 2274-0547 (40 lugares). 9h/5h (sex. e sáb. até 6h). Cc: todos. Cd: todos. ? ? ↔ Aberto em 1956.

Fonte: VEJA RIO