ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Percorremos os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

- Atualizado em

BARES-RESTAURANTES

BACARO DO LIDO. No térreo de um prédio art déco na Praça do Lido, o diminuto salão se destaca pela decoração luminosa, arrematada por ladrilho hidráulico no chão e nas paredes. A berinjela à parmigiana ao forno (R$ 29,00) é apetitosa, mas a especialidade local são as receitas do mar. Uma vitrine no balcão exibe os pescados, que chegam à mesa em forma de carpaccio ? o trimare (R$ 34,00) traz salmão, peixe branco e atum marinados, com leve toque de mostarda. Na pequena seção de pratos de inspiração japonesa, valem a pedida a dupla de sushis (R$ 10,00) ou um dos temakis (R$ 17,00 a unidade). Convidativa, a carta oferece sugestões como as taças do espumante italiano Rivalta Extra Dry (R$ 14,00) ou do nacional Panizzon Brut (R$ 17,00). A experiente dupla que criou o negócio ? os italianos Luciano Pessina e Alessandro Cucco, donos também do restaurante Osteria dell?Angolo ? passou a casa adiante em meados deste ano. Rua Ronald de Carvalho, 21, loja A, Copacabana, ☎ 2295-9887, ? Cardeal Arcoverde (38 lugares). 12h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ Aberto em 2011.

BERBIGÃO. Conhecido em Niterói, onde funciona desde 1944, o estabelecimento mantém na filial carioca a oferta de fartos pratos de pescados e frutos do mar a preços razoáveis. No endereço do Catete, o festival de camarão oferece receitas a R$ 27,00 (para uma pessoa) e R$ 44,90 (para duas). Entre outras sugestões, o crustáceo pode ser servido à milanesa com arroz e brócolis, no bobó, na moqueca e na fritada. Para animar o bate-papo de grupos maiores, a pedida é a torre de 2,5 litros de chope Brahma (R$ 40,90). Na tulipa, a bebida sai por R$ 4,30. Rua do Catete, 150, Catete, ☎ 2205-7245, ? Catete (164 lugares). 11h30/1h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ? → ↔ www.berbigao.com.br. Aberto em 2008.

CANTINHO DAS CONCERTINAS. O posto avançado de Portugal em pleno Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara (Cadeg) guarda uma história interessante. Seu proprietário, Carlos Cadavez trocou Trás-os-Montes pelo Rio na década de 60. Começou cozinhando para amigos no mercadão de Benfica e, hoje, faz a festa da colônia na cidade animada por fado tocado ao vivo nos sábados. Para beber, vá de garrafas de 600 mililitros de Skol, Devassa e Itaipava Premium (R$ 5,00 cada uma). Na apetitosa ala dos petiscos há sardinhas com batatas cozidas (R$ 18,00) e um saboroso bolinho de bacalhau (R$ 3,00 a unidade). São alternativas mais robustas a posta de bacalhau na brasa (R$ 80,00) e febras de porco (R$ 18,00), um corte do lombo acompanhado de batata, cebola e molho à campanha. Rua Capitão Félix, 110, Rua 16, loja 11 (Cadeg), ☎ 2580-4326 (300 lugares). 2h/14h (sáb. 2h/17h; fecha dom.). Estac. (grátis). Aberto em 2002.

ESTAÇÃO BAIÃO DE DOIS. No agito da Feira de São Cristóvão é possível avistar um enorme letreiro em neon e um cajueiro artificial dentro de um amplo salão refrigerado. Para escoltar o chope Sol (R$ 4,95 a caneca de 350 mililitros), vão bem as patinhas de caranguejo à dorée ou no vinagrete (R$ 38,50, 24 unidades), além do acarajé (R$ 8,80 a unidade). Quem deseja algo mais encorpado deve solicitar a carne de sol acompanhada de baião de dois, purê de macaxeira, paçoca e manteiga de garrafa (R$ 60,00, para duas pessoas). Entre as cinquenta marcas de cachaça disponíveis figuram a mineira Germana e a fluminense Nega Fulô (R$ 9,90 a dose). Campo de São Cristóvão, s/nº, Avenida Nordeste, loja 46-A (Pavilhão de São Cristóvão), São Cristóvão, ☎ 3860-3296/3238 (400 lugares). 10h/17h (sex. e sáb. até 1h; dom. até 19h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Estac. R$ 5,00 (R$ 7,00 sáb. e dom.). ↔ www.baiaodedois.com.br. Aberto em 2003.

TOCA DO SIRI. Versão mais acessível do restaurante Siri Mole, o negócio dedicado a petiscos baianos ganhou uma filial neste ano. Mais arrumadinha do que a matriz em Copacabana, a casa no Leblon tem deque de madeira voltado para a rua e salão enfeitado com fitas do Nosso Senhor do Bonfim, além de uma imagem de Iemanjá. No cardápio, elaborado sob consultoria de Isis Rangel, do Siri Mole, há pratos como o bobó de camarão e o arroz de frutos do mar (R$ 48,00 cada um). De tira-gosto, a porção de acarajé (R$ 43,50, seis unidades) é imperdível: traz o quitute perfumado e seco, com recheio de vatapá, camarão e temperos picados. Outras dicas: o bolinho de rabada (R$ 23,50, meia dúzia) e o caldo de batata-baroa com linguiça acompanhado de beiju de tapioca (R$ 14,00). Entre os drinques, o mulata (R$ 17,00) mistura cachaça Nega Fulô, rapadura e suco de limão das versões siciliano e taiti. A Bohemia e a Antarctica Original de garrafa saem por R$ 8,50 cada uma. Rua Raul Pompeia, 6, Copacabana, ☎ 2267-0894 (21 lugares). 12h/0h (fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 12,00); Avenida Ataulfo de Paiva, 1240, loja A, Leblon, ☎ 3518-3773 (46 lugares). 12h/0h (qui. a sáb. até 2h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2012.

BOTEQUINS

ARMAZÉM DO LEME. Vizinho do hotel Windsor Atlântica, o antigo Armazém Carioca é um típico botequim de bairro, com varanda concorrida, voltada para a rua, e programação de música ao vivo. A bebida onipresente nas mesas é o chope, da Brahma ou da marca artesanal Clássico, nas versões claro e escuro (R$ 3,90 cada tulipa). Na parte de comes encontram-se tira-gostos triviais, como a polenta frita com parmesão (R$ 12,00) e o frango à passarinho (R$ 32,00). Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 31, loja B, ☎ 2275-4049 (150 lugares). 12h/1h (sex. e sáb. até 2h). Couvert art.: R$ 3,00 (qui. a dom. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos. www.armazemdoleme.com.br. Aberto em 2006.

BAR DO BELMIRO. Em uma região repleta de bares e restaurantes na fronteira entre Botafogo e Humaitá, era um negócio de família até ser vendido para Antônio Rodrigues, dono do Belmonte, que, por sua vez, já o passou adiante. No cardápio seguem firmes as empadas de palmito, camarão, carne-seca, frango (R$ 3,50 cada uma) e bacalhau (R$ 4,00). Para fomes maiores, o combo que leva o nome da casa (R$ 49,00) traz picanha bovina e suína, queijo de coalho, filé de frango e camarão frito. Na hora dos bebes, vá de chope Brahma (R$ 4,00 a caldeireta) ou garrafas de Bohemia e Antarctica Original (R$ 8,00, 600 mililitros). Rua Conde de Irajá, 503, Botafogo, ☎ 2539-1354 (100 lugares). 7h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1986.

BAR DO BONDE. Distante de endereços mais concorridos do bairro, esse pequeno negócio administrado em família é boa pedida para quem está em Santa Teresa. Da experiência do proprietário Marcus de Oliveira como fundador da Associação dos Cervejeiros Artesanais Cariocas resultou a carta de geladas atraente. Nela figuram, além de triviais Antarctica e Brahma (R$ 5,50, 600 mililitros), a Therezópolis Gold (R$ 12,00, 600 mililitros) e a alemã Paulaner (R$ 20,00, 500 mililitros). A lista de tira-gostos, elaborada com a ajuda de Paulo Roberto Barbosa, ex-sócio do Aconchego Carioca e hoje dono do Petit Paulette, traz dicas saborosas. Há três versões para o bolinho de risoto (R$ 14,00, quatro unidades): de açafrão e gorgonzola, de funghi e mussarela e de camarão com cream cheese. Até o indefectível bolinho de feijoada, envolto em farinha de torresmo (R$ 20,00, seis unidades), marca presença por lá. Rua Almirante Alexandrino, 1450-E, Santa Teresa, ☎ 2507-4379 (40 lugares). 18h/22h (qui. e sex. até 0h; sáb. e dom. 12h/0h). Cc: M e V. Cd: R e V. ? http://cargocollective.com/bardobonde. Aberto em 2011.

CHICO & ALAÍDE. O cearense Francisco Chagas Gomes Filho e a mineira Alaíde Costa não perdem o pique. Mesmo depois de três anos de funcionamento, o pé-limpo da dupla continua formando filas em dias quentes. Os motivos: o chope (R$ 5,20 a tulipa) bem tirado e os quitutes criados por Alaíde. Na lista salgada figuram delícias vendidas por unidade, como o bolinho de polenta com carne moída (R$ 3,70), a feijoadinha da mamãe (R$ 5,20), com linguiça, couve e bacon envoltos em massa de feijão-preto, e o choquinho (R$ 8,40), um camarão grande empanado, recheado de catupiry e envolto por batata palha. Rua Dias Ferreira, 679, Leblon, ☎ 2512-0028 (80 lugares). 10h/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. até 22h). Cc: todos. Cd: todos. ↔ ? www.chicoealaide.com.br. Aberto em 2009.

CARTA DE CACHAÇA

GALETO SAT?S. Fundado há cinco décadas, o lugar é administrado há dois anos pelo casal Sérgio e Elaine Rabello, antigos frequentadores. Colado ao Cervantes, em um salão simples onde chama atenção o forno a carvão, serve carnes feitas na brasa. Estrela da lista, o galeto (R$ 18,00) é temperado com molho de limão, laranja, alho e pimenta. Na companhia de arroz, farofa de ovo, batata frita e molho à campanha, o preço passa para R$ 33,00. Exclusividade na seção de petiscos, a linguiça de bacalhau (R$ 40,00) divide a preferência da fiel clientela com o coração de galinha (R$ 13,00). As duas porções caem bem com a caldeireta de chope Brahma (R$ 4,50). Os proprietários investiram pesado nas cachaças: hoje oferecem 150 rótulos, entre eles a mineira Áurea Custódio (R$ 12,00 a dose), envelhecida por cinco anos em barril de carvalho, e a fluminense Coqueiro (R$ 7,00). Rua Barata Ribeiro, 7, loja D, Copacabana, 2275-6197 e 2543-8841 (40 lugares). 12h/5h. Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1962.

CHAMPANHERIA

CHARLESTON BUBBLE LOUNGE. A inspiração do negócio vem da década de 20, quando o ritmo musical adotado no nome despontou. Dispõe de mais de quarenta rótulos de champanhe e setenta de espumante. Entre os importados figuram os franceses Bulle de Blanquette Fuchsia (R$ 124,00), Louis Perdrier (R$ 78,00) e Taittinger Brut (R$ 389,00). Dica mais em conta, o espumante nacional Casa Valduga 130 Brut custa R$ 89,00. Para comer, invista no magret de pato (37,90) ou na tábua de queijos brie, gruyère, roquefort, camembert e grana padano, além de picles e azeitonas (R$ 45,90, para cinco pessoas). Completam o programa apresentações de jazz e blues, além de dançarinos de tango e charleston. Rua Rodolfo Dantas, 26, loja B, Copacabana, ☎ 3795-3158 (100 lugares). 18h/1h (sex. e sáb. até 2h). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 12,00 (qui.) e R$ 30,00 (sex. e sáb.). www.bubblelounge.com.br. Aberto 2011.

HAPPY HOUR

ASTRO BAR. Dentro do complexo do Planetário da Gávea, tem público variado: passam por lá de frequentadores do vizinho Teatro Maria Clara Machado a professores e estudantes da PUC, logo em frente. Tabelam bem com as cervejas long neck, das marcas Stella Artois, Heineken (R$ 5,00 cada uma), Budweiser e Bohemia (R$ 4,00), as pastas de grão-de-bico ou berinjela (R$ 16,00 e R$ 18,00, respectivamente) acompanhadas de torradas. Outras sugestões de petisco são o filé aperitivo no pão italiano (R$ 20,00) e a porção de queijo brie com geleia de damasco (R$ 18,50). Também tem boa saída o chope gelado da Brahma (R$ 4,50 a tulipa). Avenida Padre Leonel Franca, 240, Gávea, ☎ 2259-0942 (100 lugares). 8h/1h (sáb. 14h/0h; dom. 14h/20h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 6,00 e, a partir de 20h, R$ 20,00). Aberto em 2005.

BAR DO ADÃO. Quando comprou o boteco com mármore na fachada, no Grajaú, o engenheiro José Ibiapina Ferreira pensava apenas em arrumar distração na recém-chegada aposentadoria ? acabou dando início a uma bem-sucedida rede. Pastéis são o forte, vendidos em quase sessenta sabores. O recheio tradicional de carne, ovo e azeitona (R$ 3,70) é imbatível. Entre as sugestões mais elaboradas, o paris (R$ 4,80) leva queijo brie e presunto cru, enquanto o pacífico (R$ 4,80) é feito com salmão defumado, tomate e damasco. Outras boas pedidas são o francês (R$ 4,20), de camarão, catupiry e alho-poró, e o califórnia (R$ 4,00), com peito de peru, catupiry e abacaxi. Para acompanhar, a melhor saída é o chope Brahma gelado (R$ 4,20 a tulipa; R$ 4,70 a caneca zero grau). Avenida Engenheiro Richard, 105, loja A, Grajaú, ☎ 2577-0730 (40 lugares). 12h/3h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos; Rua Conde Bernadotte, 26, loja 123, Leblon, ☎ 3546-2326 (60 lugares). 12h/1h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos. Mais seis endereços. www.bardoadao.com.br. Aberto em 1991.

BAR DO BACANA. Um dos mais recentes empreendimentos do cearense Antônio Rodrigues, o nome à frente da rede Belmonte, foi anunciado como um endereço de cardápio popular e preços acessíveis no Leblon. Trivial, a lista de tira-gostos traz empadas abertas nos sabores camarão com catupiry e carne-seca com catupiry (R$ 6,00 cada uma), além de uma versão fechada, de frango (R$ 3,50). São dicas mais robustas a porção de iscas de frango (R$ 24,00) e o saboroso filé aperitivo no pão italiano (R$ 34,90). Para beber, há Stella Artois (R$ 12,00, 985 mililitros) e Antarctica Original (R$ 8,00, 600 mililitros), entre outras geladas em garrafa. No almoço, pratos executivos justificam a alegada vocação popular do negócio. O cardápio traz costela bovina com batata cozida (R$ 11,00) e feijoada (R$ 29,90, para duas pessoas). Rua Cupertino Durão, 79, ☎ 2259-4000 (38 lugares). 8h/1h (sex. e sáb. até 2h). Cc: M e V. Cd: R e V. ? Aberto em 2012.

CAFÉ GAÚCHO. Para manter o ar retrô, os tradicionais azulejos em formato geométrico nas paredes foram preservados mesmo depois de mudanças no ambiente. No fim do expediente no Centro, a turma encosta no balcão para beliscar porção de pernil (R$ 23,00) ou comer um sanduíche no pão francês ? o de linguiça custa R$ 5,50 e o que leva bolinhos de carne, cebola, tomate e pimentão sai por R$ 3,80. Também combinam com o chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa) as empadas de bacalhau (R$ 3,20), frango, palmito e carne-seca (R$ 2,90 a unidade). Há batidas nos sabores limão, maracujá (R$ 2,30 cada uma) e gengibre (R$ 3,00). Rua São José, 86, Centro, ☎ 2533-9285, ? Carioca. 7h/21h (fecha sáb. e dom.). Aberto em 1935.

ESPETINHO & CIA. Vocação expressa no nome, o endereço despretensioso recebe a clientela com 24 sugestões de churrasquinho no espeto. Os pedidos saem da brasa e chegam à mesa ao lado de farofa e molho à campanha. Na lista, uma sugestão saborosa traz enroladinho de carne recheado de queijo (R$ 8,00), mesmo preço da versão de medalhão de carne. Entre os cortes nobres há picanha, cordeiro e filé-mignon (R$ 9,00 cada um). Fora do palito, encontram-se o pão de alho (R$ 5,00) e o galetinho seco e crocante (R$ 15,00). Do modesto cardápio etílico, escolha entre o gelado chope Brahma (R$ 4,90 a caldeireta) e a caipirinha de limão (R$ 9,00). Avenida Armando Lombardi, 800, loja 100 (Condado de Cascais), Barra, ☎ 2135-0762 (20 lugares). 11h30/0h (seg. até 19h; sáb. a partir das 14h; fecha dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. → ↔ Aberto em 2011.

IL PICCOLO CAFFÈ. Apesar do nome italiano, o local é comandado por Anne Hofmeister, de origem alemã. Os azulejos azuis e brancos dividem com a prateleira de cervejas a atenção de quem passa. São mais de 200 rótulos de diversas nacionalidades, entre eles a alemã Schneider Tap 5 (R$ 22,90, 500 mililitros), com forte presença de lúpulo, a checa Pilsner Urquell (R$ 22,90, 500 mililitros) e a paulista Colorado Apia (R$ 19,30, 600 mililitros). Na seara comestível, a influência da culinária tedesca predomina. O frikadellen (R$ 21,90, duas unidades), por exemplo, é um saboroso bolo de carne. Outras indicações são a costelinha suína ao molho de curry (R$ 24,90) e o joelho de porco cozido (R$ 63,00, para dois), com salada de batata e chucrute. Duas mesas do lado de fora confortam os fumantes. Rua do Carmo, 50, Centro, ☎ 2224-8022, ? Carioca (30 lugares). 8h/22h (seg. até 20h; ter. até 21h; fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2001.

PALAPHITA KITCH. Bancos de madeira voltados para o espelho d?água, detalhes de palha e capivaras decorativas compõem o ambiente que remete à Amazônia. Também vem do Norte a inspiração para o cardápio. Caipirinhas (R$ 16,80 cada uma) são preparadas com graviola, rapadura e cupuaçu. Pelo mesmo preço é vendido o chico, combinação de suco de mangarataia (ou gengibre), limão, groselha e cachaça. Atende por jarina a mistura de rapadura, polpa de coco e vodca de baunilha (R$ 26,00). Queijos franceses ganham companhia de ingredientes amazônicos, caso do arre égua (R$ 29,00), petisco com gruyère e jambu flambado na cachaça, e do arrombado (R$ 29,00), que traz camembert recheado de picadinho de tucunaré e pimenta-de-cheiro. Avenida Epitácio Pessoa, s/nº, quiosque 20 (Parque do Cantagalo), ☎ 2227-0837 e 7841-7843 (150 lugares). 18h/1h (seg. até 0h). Cc: D e M. Cd: R. → ? ↔ www.palaphitakitch.com.br. Aberto em 2004.

MÚSICA AO VIVO

BECO DO RATO. Original, o negócio de donos mineiros funciona na Lapa e fecha no fim de semana, quando a região se enche de gente com sede. Na programação musical concorrida, sempre a partir das 21h, há roda de samba na terça e na sexta. Quinta é dia de choro. Entre uma música e outra, aposte nas geladas em garrafa de 600 mililitros das marcas Antarctica Original (R$ 9,00) e Heineken (R$ 8,00). Na lista de belisquetes há surpresas: o pastel de angu (R$ 25,00, dez unidades), carro-chefe local, pode ganhar recheios de couve, bacon e torresmo, carne, queijo, umbigo de banana, carne-seca e frango com requeijão. Outra pedida, a porção de torresmo (R$ 15,00) chega à mesa acompanhada de duas linguiças mineiras. Rua Joaquim Silva, 11, Lapa, ☎ 2508-5600 (300 lugares). 17h/4h (seg. e qua. até 0h; fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 7,00 (sex.). ? Aberto em 2005.

BOTEQUIM ENCURRALADO. É um dos cada vez mais numerosos endereços de comes e bebes na movimentada Avenida Olegário Maciel. Petiscos tradicionais e música ao vivo são seus trunfos. Sexta e sábado entram em cena apresentações de MPB, samba e clássicos internacionais. Circulam pelo salão e pelas mesas ao ar livre caldeiretas de chope Brahma (R$ 3,80), além de garrafas de Original e Bohemia (R$ 6,00 cada uma). Para beliscar, a maioria das porções é vendida por R$ 17,50 e traz oito unidades. É o caso do bolinho de bacalhau, do bolinho de aipim recheado de catupiry ou carne-seca e do pastel de camarão. Diariamente, a partir das 18h, é oferecido rodízio de comida japonesa (R$ 51,90 por pessoa). Avenida Olegário Maciel, 130, loja H, Barra, ☎ 2492-1258 (60 lugares). 11h30/0h (sex. e sáb. até 1h30; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 5,00 (sex. a partir das 21h; sáb. a partir das 20h). ↔ ? Aberto em 2010.

CARIOCA DA GEMA. Em 1997, o casal Marianna e Thiago Cesário Alvim e a irmã dele, Carolina, abriram na Rua do Lavradio o Empório 100, um dos pioneiros do processo de revitalização da Lapa. Três anos depois, eles migraram para o sobrado na Avenida Mem de Sá, onde repetiram no Carioca da Gema a bem-sucedida fórmula. Pelo palco do lugar passaram artistas do calibre do violonista Paulão 7 Cordas e dos cantores Teresa Cristina e Moyseis Marques. O salão principal é o espaço dedicado ao samba, e as conversas são regadas a chope Brahma (R$ 5,60 a tulipa) e caipirinha de limão (R$ 8,90). Entre uma dança e outra, é possível beliscar casquinha de bacalhau (R$ 10,20), espetinhos de carne ou frango (R$ 6,55 e R$ 8,65, respectivamente) ou ainda escondidinhos (R$ 23,00 cada um), nas versões de carne-seca, frango ou camarão. Avenida Mem de Sá, 79, Lapa, ☎ 2221-0043 (120 lugares). 19h/1h30 (sex. até 3h30; sáb. 21h/3h30; dom. a partir de 21h). Couvert art.: R$ 21,00 (seg., ter., qua. e dom.), R$ 23,00 (qui.), R$ 25,00 (sex. e sáb.). Cc: todos. Cd: todos. ? www.barcariocadagema.com.br. Aberto em 2000.

LAPA 40º SINUCA E GAFIEIRA. Imponente, a construção de três andares abriga a casa que tem como atrações a programação musical intensa e trinta mesas de sinuca (R$ 1,80 a ficha). O 1º e o 2º pavimentos são espaços dedicados ao feltro verde, além de jogo de dardos. No 3º andar acontecem apresentações de forró, samba, pagode e pop rock. O chope Brahma (R$ 4,90 a tulipa) é extraído de barris armazenados em câmara refrigerada. Outra opção é a Antarctica Original (R$ 9,30 a garrafa). Da cozinha saem porções de calabresa acebolada (R$ 19,50), miniquibes (R$ 17,00, dez unidades) ou pastéis (R$ 17,00, doze unidades). Rua do Riachuelo, 97, Lapa, ☎ 3970-1338/1329 (350 lugares). 18h/5h (ter. a sáb.; fecha dom. e seg.). Cc: M e V. Cd: todos. Entrada: R$ 5,00 (ter.); R$ 10,00 (qua.); R$ 20,00 a R$ 30,00 (qui. a sáb.). → ↔ www.lapa40graus.com.br. Aberto em 2007.

TRAPICHE GAMBOA. O sobrado de 1857 foi eleito o melhor reduto de música ao vivo da cidade nas edições do ?Comer & Beber? de 2007 e 2008. Na decoração ainda há detalhes originais, como o piso e um velho poste. Quatro ambientes acomodam o público no enorme imóvel com 13 metros de pé-direito. No espaço principal, o exímio cavaquinista Eduardo Gallotti comanda a roda, com convidados, na quarta e na sexta. No sábado, a vez é do grupo Galocantô e, às terças, as atrações variam. Para beber, há geladas garrafas de Antarctica Original (R$ 8,00) e uma caprichada caipivodca (R$ 12,50). No cardápio de petiscos aparecem, entre outras sugestões, croquete de carne (R$ 16,50, cinco unidades), porção de moela (R$ 16,50) e bolinha de queijo (R$ 16,50, com dez). Rua Sacadura Cabral, 155, Saúde, ☎ 2516-0868 (250 lugares). 18h/0h (qui. a sáb. até 4h; fecha dom. e seg.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 15,00 a R$ 20,00. www.trapichegamboa.com.br. Aberto em 2004.

PARA DANÇAR

BUKOWSKI. No casarão de dois andares com amplo espaço externo, turmas se apertam em filas quilométricas para dançar ao som de rock ? é um dos poucos estabelecimentos na cidade a se manter fiel ao ritmo. No jardim, um bar abastece as mesas e outro cuida de administrar os quatro narguilés disponíveis para os clientes. Lá dentro, as duas pistas têm por trilha sonora clássicos roqueiros das décadas de 60 a 80. Toda noite vigora a promoção dos destilado em dobro: na compra de uma dose de vodca, tequila ou uísque, a segunda é de graça. A vodca aparece, ainda, no sex on the beach (R$ 19,30) e na caipirinha (R$ 15,90). No entanto, a bebida mais pedida é mesmo a cerveja ? em garrafas long neck da Heineken ou da Stella Artois (R$ 6,90 cada uma). Para comer, as opções são escassas. Escolha entre empanadas de frango com catupiry ou calabresa apimentada (R$ 16,80, duas unidades) e sanduíches de rosbife ou peito de peru no pão-folha (R$ 18,40 cada um). Rua Álvaro Ramos, 270, Botafogo, ☎ 2244-7303 (350 pessoas). 21h/6h (fecha de dom. a qui.). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 35,00. www.barbukowski.com.br. Aberto em 1997.

PARA PAQUERAR

BLUE AGAVE. Muitos sotaques são ouvidos no negócio batizado com o nome da planta usada na fabricação da tequila. Os americanos Jason Galeria e Richard Nelson cuidam de perto do negócio que abriga estrangeiros e locais no pequeno salão de cara para a rua. Enquanto as TVs transmitem campeonatos de Superbowl (futebol americano), UFC e futebol, pelas mesas circulam especialidades mexicanas. Fornido, o nacho agave (R$ 27,00) é uma porção de tortilha coberta por molho de salsa, sour cream, queijo derretido, carne moída, feijão refrito e guacamole. Duas pedidas líquidas são a jarra de sangria (R$ 29,00, 1 litro) e o blue agave marguerita (R$ 15,00), feito com tequila, sour mix e curaçau blue. Também há cerveja long neck, das marcas Sol (R$ 8,50) e Heineken (R$ 7,75). Rua Vinicius de Moraes, 68, ☎ 3592-9271 (30 lugares). 12h/2h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2009.

DOIZ. Após o êxito do primeiro empreendimento, o grupo de sócios do Meza Bar investiu em novo negócio no ramo, na mesma rua, também com comes e bebes inspirados, além da cozinha a cargo do tarimbado Fábio Batisttella. Um ano depois de aberto, o DoiZ ganhou uma pequena pista de dança na parte de trás e passou a receber DJs. Um dos bem-humorados drinques para animar a festa é o online sex shop (R$ 22,00), de rum, creme de framboesa, abacaxi e sour mix. Batizada de redhouse blues (R$ 23,00), a releitura do bloody mary leva vodca, infusão de pimentas e suco de tomates assados e temperados. Do fogão saem bolinhos de risoto de açafrão recheados de queijo e pesto de manjericão (R$ 26,00, quatro unidades) e o fish and chips (R$ 32,10), o famoso peixe com fritas britânico. Rua Capitão Salomão, 55, Humaitá, ☎ 2179-6620 (100 lugares). 20h/2h (qui. até 1h; fecha dom. e seg.). Entrada: R$ 10,00 (ter. a qui.). Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 10,00). ↔ www.doiz.com.br. Aberto em 2011.

EMPÓRIO. Embora o 2º andar seja mais disputado por causa das apresentações de rock ao vivo, é no térreo que hordas de estrangeiros e frequentadores locais dançam ao som do gênero musical favorito da casa. Todas as noites a calçada fica tomada por diversas tribos munidas de chope Brahma (R$ 5,00 a tulipa) ou do tango (R$ 5,50), versão misturada com groselha. Entre uma música e outra, aparecem nas poucas mesas a tábua do mickey (R$ 29,00), reunião de três tipos de queijo e pães francês, integral e de alho, ou a porção de bolinho de aipim com carne-seca (R$ 22,00, seis unidades). Rua Maria Quitéria, 37, Ipanema, ☎ 3813-2526 (92 lugares). 20h/4h. Cd: todos. Entrada para shows no 2º andar: R$ 10,00 a R$ 20,00. Aberto em 1982.

JOBI. Das dez categorias em disputa na última edição do ?Comer & Beber?, o conhecido endereço no Leblon foi votado em quatro: melhor chope, melhor lugar para paquerar e melhor boteco. De quebra, um de seus garçons, Cecilio Araújo, foi eleito o melhor da cidade. Por essas e outras, o pequeno balcão, decorado com um painel de Nilton Bravo, o ?Michelangelo dos botequins?, a varanda e a calçada em frente vivem cheios de gente. A turma não inventa: bebe hectolitros de chope Brahma (R$ 5,50 a caldeireta). Quem se instala em uma das disputadas mesas belisca, entre outros pedidos, sardinha portuguesa frita ou grelhada (R$ 18,00, duas unidades), linguiça de cordeiro (R$ 29,00 a porção) e empadas de palmito (R$ 3,50), camarão ou frango (R$ 3,30 cada uma). Noite adentro, também fazem sucesso as porções de queijos portugueses da Serra da Estrela (R$ 33,00, 130 gramas) e o presunto de Parma (R$ 45,00, 130 gramas). Avenida Ataulfo de Paiva, 1166, loja B, Leblon, ☎ 2274-0547 (40 lugares). 9h/5h (sex. e sáb. até 6h). Cc: todos. Cd: todos. ? ? ↔ Aberto em 1956.

TRADICIONAIS

BAR DA AMENDOEIRA. Azulejos azuis e brancos, balcão de tijolos de cerâmica vazados em amarelo e preto e a entrada com arabescos de ferro dão uma ideia da época em que o botequim foi inaugurado. Originalmente batizado de Café e Bar Lisbela, logo ficou conhecido pelo nome da frondosa árvore na esquina em frente. Na lista de comes há saborosos quitutes vendidos a R$ 1,00 por unidade, como o bolinho de vagem, a rodela de berinjela ao alho e a couve-flor à milanesa. Para tabelar com o chope Brahma (R$ 3,70), também são bem-vindos a carne-seca em cubos passada na farinha (R$ 19,00), o bolinho de carne moída (R$ 2,00 a unidade) e a porção de moela (R$ 11,00). Às sextas entram em cena espetinhos assados na churrasqueira, a R$ 4,00 cada um, de frango com ou sem bacon, carne, coração de galinha e linguiça. Rua Conde de Azambuja, 881, Maria da Graça, ☎ 2501-4175 (36 lugares). 6h30/22h (sex. até 0h; sáb. até 20h; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1953.

JOIA CARIOCA. Quartel-general do Suvaco do Cristo, ponto de concentração no dia do desfile do bloco carnavalesco, é um típico boteco de bairro, mas andava meio maltratado. Sob nova direção, passou por reformas ? ganhou móveis e decoração novas, além do sobrenome Carioca. Como resultado de tantas mudanças, a frequên­cia aumentou. Com recheio de carne, camarão, carne-seca, palmito ou queijo, o pastel (R$ 4,30 a unidade) é uma dica para acompanhar o chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa) ou a cerveja em garrafa, das marcas Original, Heineken e Bohemia (R$ 8,00 cada uma). Outras sugestões de tira-gosto são as porções de frango à passarinho (R$ 25,00), pernil (R$ 35,00) e filé-mignon (R$ 48,00). Rua Jardim Botânico, 594, Jardim Botânico, ☎ 2539-5613 (120 lugares). 6h/0h (sex. e sáb. até 2h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1956.

Fonte: VEJA RIO