ROTEIRO DA SEMANA

Bares

VEJA Rio percorreu os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

BARES-RESTAURANTES

FILÉ DO LIRA. Na movimentada esquina da Rua João Lira com a Avenida Ataulfo de Paiva, o lugar onde funcionava o tradicional Le Coin é um híbrido de bar e restaurante. Durante a inevitável espera, peça um chope Brahma (R$ 4,80 a caldeireta) e uma porção de linguiça de churrasco (R$ 11,50, três unidades com farofa e molho à campanha) ou uma porção de croquete de filé-mignon (R$ 19,00, doze unidades). O corte da carne, aliás, é a estrela do cardápio e aparece no prato que leva o nome da casa (R$ 61,50, para dois), acompanhado de arroz, batata frita, feijão, farofa, molho acebolado e um ovo frito. Se o intuito for ficar apenas nos belisquetes, vale a pedida o filé aperitivo com gorgonzola (R$ 35,50). Avenida Ataulfo de Paiva, 658, Leblon, ☎ 2294-4397 (70 lugares). 11h/2h. Cc: todos. Cd: todos. ↔ → Aberto em 2010.

BOTEQUINS

ANGU DO GOMES. Resgata a tradição da mistura à base de fubá, miúdos e linguiça, preparada e distribuída durante décadas em carrocinhas, que pararam de circular em 1986. Disseminado pelos escravos, o angu aparece na receita original (R$ 11,00) ou em versões para beliscar, a exemplo do pastel recheado com frango e requeijão (R$ 16,00, oito unidades). Outras delícias, como moela acompanhada de farofa de alho (R$ 14,50) e o croquete de carne (R$ 16,00, oito unidades), são boa companhia para as cervejas em garrafas de 600 mililitros das marcas Skol (R$ 5,00), Antarctica Original, Budweiser, Heineken (R$ 6,00 cada uma) e Therezópolis Gold (R$ 12,00). Largo de São Francisco da Prainha, 17, Saúde, ☎ 2233-4561 (40 lugares). 11h/23h (sex. até 2h; fecha sáb. e dom.). ? ↔ Cc: todos. Cd: todos. www.angudogomes.com.br. Aberto em 2008.

BAR DO COSTA. O balcão de fórmica e a variada oferta de acepipes fazem com que o estabelecimento em Vila Isabel seja comparado à tradicional Adega Pérola, em Copacabana. Das mais de setenta sugestões de petiscos disponíveis, faz sucesso o inusitado bolinho de vagem (R$ 16,00, quatro unidades). As porções de batata calabresa (R$ 14,00), moela (R$ 17,00) e bolinho de aipim com carne-seca (R$ 16,00, dez unidades) também são muito solicitadas pela clientela. Do rol de sanduíches, há o de pernil ou carne assada, por R$ 9,00. Com bons preços, saem do freezer cascos de 600 mililitros trincando de gelados das marcas Antarctica, Brahma e Skol (R$ 5,00 cada um). Rua Torres Homem, 150, loja A, Vila Isabel, ☎ 2204-0240 (110 lugares). 15h/1h (fecha seg.; sáb. e dom. a partir das 10h). Cd: todos. Aberto em 1955.

BAR DO SERGINHO. Em meio a ração para cachorro e artigos de primeira necessidade para a casa, funciona este boteco, que parece parado no tempo. Situado em um pedaço ainda bem tranquilo de Santa Teresa, vende, além de produtos da mercearia, cervejas geladas em garrafa ? das marcas Serramalte (R$ 6,00), Antarctica Original, Bohemia (R$ 5,50 cada uma), Brahma, Antarctica (R$ 5,00 cada uma), Heineken (R$ 5,50) e Itaipava (R$ 4,00). Para beliscar, peça a porção de 100 gramas de lagarto defumado (R$ 5,80) ou de queijo de coalho assado (R$ 3,50), ou ainda carpaccio de carne (R$ 7,90) ou de salmão (R$ 8,90), ambos com torradas. Rua Dias de Barros, 2, loja A, Santa Teresa, ☎ 2509-6957 (28 lugares). 7h/14h e 17h30/21h30 (sex. 7h/14h e 17h30/23h30; sáb. 8h/21h; dom. 9h/16h). Cd: todos. Aberto em 1984.

O BUTECO TRADICIONAL. Trazido do interior de São Paulo, o estabelecimento exibe balcão de mármore, paredes de azulejos e piso de ladrilho hidráulico que remetem aos botequins de antigamente, além de uma área externa. Experimente os croquetes de carne ou frango (R$ 24,90, oito unidades) ou os bolinhos de alho-poró (R$ 26,90, oito unidades). A linguiça calabresa na cachaça (R$ 28,90) é outra iguaria bem cotada. Dispõe de chope Brahma (R$ 4,50 a caldeireta) e garrafas de Antarctica Original (R$ 9,90) e Bohemia (R$ 8,90). Constam na carta mais de quarenta rótulos de cachaça, a exemplo da cultuada e cara Anísio Santiago (R$ 29,40 a dose). Entre as branquinhas mais em conta, há a Mineiríssima (R$ 8,30) e a Salinas (R$ 7,30). Shows de MPB e pop rock embalam as noites de quinta a domingo, a partir das 21h. Avenida Benvindo de Novaes, 1800, Recreio, ☎ 2487-8710 (300 lugares). 17h/2h (sex. e sáb. até 3h; dom. até 0h). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 6,50. www.obutecotradicional.com.br. ↔ → Aberto em 2007.

MÉXICO 70. O bar celebra o tricampeonato mundial da seleção brasileira, em 1970, como atestam fotos antigas, camisas, pôsteres e recortes de jornal emoldurados. Entre as cervejas disponíveis, encontram-se a Antarctica Original estupidamente gelada (R$ 7,40, 600 mililitros) e a uruguaia Norteña (R$ 13,90, 960 mililitros). No cardápio, aparecem as fajitas, tiras de carne temperadas suavemente com tequila e limão (R$ 36,90). Secos e vendidos a preço justo, os bolinhos de bacalhau (R$ 13,00, seis unidades) também são atraentes, ao lado dos bolinhos de frango com milho (R$ 13,00, seis unidades). De quinta a sábado, a partir das 19h, a happy hour é embalada por voz e violão ao vivo. Rua Djalma Ulrich, 23, Copacabana, ☎ 2146-4420 (70 lugares). 9h/1h (qui., sex. e sáb. até 2h). Cd: todos. Cc: todos. Aberto em 2012.

PLANETA DO CHOPP. Vizinho da Uerj, em Vila Isabel, este endereço de ambiente simples atrai universitários em busca de um chope gelado. No menu destacam-se a porção de aipim com carne-seca desfiada e acebolada (R$ 31,00) e a fraldinha ao molho madeira acompanhada de pão de alho (R$ 32,00). Para aplacar a fome, tem caldo de feijão com torresmo e salsinha (R$ 7,00). A casa oferece chope da Sol (R$ 4,50 a tulipa, R$ 6,00 a caneca). Na filial do Recreio chama atenção um carro modelo Cobra pendurado sobre o bar. Lá, na lista de tira-gostos figuram também o filé aperitivo acebolado com molho madeira (R$ 35,00). Avenida 28 de Setembro, 20, Vila Isabel, ☎ 2264-8300 (400 lugares). 11h/2h (sex. e sáb. até 4h). Cc: todos. Cd: todos. ? ?; Rua Antonio Baptista Bitencourt, 10, Recreio, ☎ 2437-6409 (250 lugares). 11h/2h. Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 6,00. www.planetadochopp.com.br. ? ? ↔ Aberto em 1996.

TROPEÇO. Pertencente aos mesmos donos do tradicional restaurante Degrau, a casa faz uma brincadeira com o nome do vizinho e é decorada com pôsteres alusivos a topadas, gafes e diversos tipos de mancada. Na pequena varanda, virada para a Avenida Ataulfo de Paiva, bancos e cadeiras confortáveis são convidativos para drinques servidos em jarras de 1,5 litro, a exemplo da caipivodca de limão (R$ 55,60) e do mojito (R$ 49,90). Para enganar a fome, escolha os petiscos clássicos consagrados no restaurante ao lado, a exemplo do pastel (R$ 17,90 a 18,90, seis unidades) em forma de meia-lua, com massa leve e saborosa. Entre as opções de recheio estão filé-mignon com cheddar e cebolas salteadas no shoyu, queijo com cebola, camarão com catupiry, carne-seca com catupiry e três queijos (brie, gorgonzola e parmesão). O chope gelado vem em canecas de 500 mililitros (R$ 7,90) ou na tulipa de 300 mililitros (R$ 5,00). Avenida Ataulfo de Paiva, 517, loja B, Leblon, ☎ 2239-3121 (100 lugares). 11h/0h30 (sex. e sáb. até 1h30). Cc: todos. Cd: todos. ↔ Aberto em 2010.

CHOPE E CERVEJA

BOTECO CARIOQUINHA. Depois de uma reforma em 2010, este ponto no coração da Lapa investiu na carta de cervejas, hoje com mais de 150 rótulos. Na seção das belgas, há a Tripel Karmeliet (R$ 30,90, 330 mililitros), La Chouffe (R$ 31,90, 330 mililitros) e a Satan (R$ 26,90, 330 mililitros). Boas sugestões alemãs são a Weihenstephaner Weiss (R$ 23,90) e a Schneider Weisse Tap 6, ambas de trigo e em garrafas de 500 mililitros. No departamento comestível, o carro-chefe é o filé-mignon acebolado servido no pão italiano (R$ 34,00). Também têm seus fãs o sanduíche de mortadela (R$ 8,00) e os pastéis em porções mistas de seis unidades com carne, queijo de minas ou frango (R$ 15,00) ou com camarão, carne-seca e palmito (R$ 19,00). Avenida Gomes Freire, 822, loja A, Lapa, ☎ 2252-3025 (120 lugares). 11h/1h (qui. a sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ Aberto em 1966.

CERVEJARIA SUINGUE. Fica no NorteShopping, no mesmo lugar onde funcionou uma filial da Devassa. Na mesma linha da casa anterior, a principal atração são as geladas de fabricação própria. Destaque para os três tipos de chope, entre eles o mais popular, o pilsen (R$ 5,50, 300 mililitros), que sobressai pela espuma cremosa. Feito a partir de receita irlandesa, o red ale (R$ 6,30, 300 mililitros) apresenta 6,1% de teor alcoólico e suave aroma frutado. Para acompanhar, a pedida são porções como o filé-mingon aperitivo com molho da casa e pastéis de vento (R$ 55,90 a chapa), e o carimbó (R$ 17,90, dez unidades), bolinhos de aipim recheados com carne-seca e requeijão. Avenida Dom Helder Câmara, 5080, loja 4506, piso S (NorteShopping), Cachambi, ☎ 2595-2794 (80 lugares). 12h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 6,00 as três primeiras horas). ↔ Aberto em 2010.

ROSHBIER. Terceiro negócio do ramo a ocupar o mesmo ponto no Shopping Downtown, depois da Grão Fino Barfeteria e do iBier, a casa apresenta uma alentada carta de geladas nacionais e importadas. A cada inventivo belisquete há uma sugestão de cerveja para harmonizar. Criados pelo chef Nao Hara, dos redutos japoneses Shin Miura e Hara Sushi, os quitutes exibem diversos sotaques. São boas pedidas os bolinhos de feijão-branco com carne-seca ou de batata com queijo parmesão e bacon (R$ 21,00, seis unidades), além da calabresa acebolada flambada na cerveja (R$ 23,90) e dos anéis de lula empanados servidos com molho ranch (R$ 30,00). Entre as boas sugestões de cervejas especiais estão a paulistana Colorado Indica do tipo pale ale (R$ 18,80, 600 mililitros) e a alemã Paulaner (R$ 22,00, 500 mililitros). Da torneira de chope jorra a marca fluminense St. Gallen (R$ 5,20, 200 mililitros, a R$ 8,60, 400 mililitros), de trigo. Avenida das Américas, 500, bloco 22, loja 111 (Shopping Downtown), Barra, ☎ 3419-5597 (50 lugares). 12h/23h (seg. até 17h; sex. e sáb. até 1h; dom. até 18h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 6,00 as duas primeiras horas). ? ↔ Aberto em 2012.

HAPPY HOUR

GRÉGORA ARTE CAFÉ. É um reduto de músicos de formação erudita, entre eles integrantes das orquestras Sinfônica Brasileira e do Theatro Municipal. Mas o cardápio, com boa gama de petiscos vegetarianos e poucos rótulos de cervejas especiais, ainda vale a visita. Acompanha a Cerpa Draft (R$ 8,50) e a Heineken (R$ 5,50), ambas de 600 mililitros, a porção de faláfel (R$ 17,90, oito unidades), um bolinho de grão-de-bico servido com molho de iogurte. A batata inglesa (R$ 18,00) chega à mesa assada e pode trazer suculento molho de funghi. Rua Candido Mendes, 98, loja C, Glória, ☎ 2224-2020, ? Glória (60 lugares). 12h/23h (sex. e sáb. até 1h; fecha dom.). Cc: M e V. Cd: todos. ? → ↔ Aberto em 2011.

INFORMALZINHO. Há três anos, funciona em discreto ponto na entrada da Galeria River, no Arpoador, a única versão reduzida da rede de pés-limpos Informal. Nas mesas na calçada chegam pesticos elogiáveis, com destaque para a coxinha de galinha com catupiry (R$ 3,90 a unidade) e o jiló frito (R$ 8,90 a porção). Na parte de acepipes, vendidos em porções com cinco variedades cada uma (R$ 24,90), figuram quesitos como a berinjela refogada e o canapé de carpaccio. Para tabelar com o chope Brahma (R$ 4,70 a caldeireta), o mineirinho (R$ 53,90) traz lascas de filé-mignon acebolado com queijo e aipim frito, e o carioquinha (R$ 42,90) leva frango e queijos gorgonzola, provolone e batata frita ? ambos servidos na chapa. Rua Francisco Otaviano, 67, loja C (Galeria River), Copacabana, ☎ 2247-7591 (60 lugares). 11h/1h. Cc: todos. Cd: todos. www.botequiminformal.com.br. ? ↔ Aberto em 2009.

MEXICANO

SI SEÑOR. A primeira filial carioca da rede paulistana tem entre seus sócios o irmão da atriz Carolina Dieckmann, Frederico. No cardápio de estilo tex-mex, invenções curiosas, como a pimenta jalapeño empanada recheada de queijo cremoso, ao molho agridoce (R$ 21,00, oito unidades) ? que satisfaz paladares habituados a sabores picantes. Da lista de petiscos, outra sugestão é o nacho supreme (R$ 42,00), porção farta de pequenas tortilhas crocantes cobertas de frijoles (pasta de feijão), cheddar, parmesão, azeitonas, guacamole, sour cream e cebolinha. O chope Heineken custa R$ 6,40 (300 mililitros) e o mojito feito com rum nacional (R$ 16,00) aparece nas versões de morango, tangerina e hortelã. Avenida General San Martin, 1011, Leblon, ☎ 2249-2161 (180 lugares). 18h/0h (sex. e sáb. 17h/2h; dom. a partir das 16h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 12,00). ↔ www.sisenor.com.br. Aberto em 2011.

MÚSICA AO VIVO

MOFO. Movimentada casa da Lapa que aposta alto na música ao vivo. O 1º andar abriga roda de samba, enquanto o pop rock e a MPB dominam o palco no piso superior, que tem capacidade maior para acolher o público. Para regar as noites dançantes e o bate-papo, a pedida é o chope da Brahma, a R$ 5,30. Para forrar o estômago, desembarcam nas mesas porções de croquete de carne (R$ 18,00, dez unidades) e de linguiça frita e flambada na cachaça (R$ 25,00). Avenida Mem de Sá, 94, Lapa, ☎ 2221-9851 (80 lugares no 1º andar e 250 pessoas no 2º). 20h/2h30 (sex. e sáb. até 5h30; fecha dom. e seg.). Cc: M e V. Cd: todos. Entrada: R$ 17,00 (ter. a qui. a partir das 20h); R$ 25,00 (sex. e sáb. a partir das 20h). www.mofolapa.com.br. Aberto em 2008.

PÓS-PRAIA

BARTHODOMEU. A uma quadra da praia de Ipanema, este autêntico pé-limpo tem no agradável ambiente sob o teto retrátil as mesas mais disputadas do salão. No cardápio, além de petiscos de boteco, há pratos mais robustos, elaborados pela chef Tatiana Abramant. É o caso da salada marroquina (R$ 21,90), preparada com alface, rabanete, cebola-roxa, pepino japonês e tomate, ao molho de especiarias árabes, ou do arroz de lula e camarões (R$ 43,80) ao molho de tomates frescos. O mix barthodomeu (R$ 41,20), com carne-seca e calabresa aceboladas, costelinha e aipim, faz tabelinha com o chope Brahma (R$ 4,99 a caldeireta). A lista de bebidas reserva uma curiosa proposta: em uma cartela, o cliente escolhe a base do drinque, que pode ser vodca (R$ 15,00), cachaça (R$ 14,90) ou tequila (R$ 14,50), e mais cinco ingredientes. Entre as opções, há morango, caju, tabasco, canela e gengibre, somando mais de 200 combinações possíveis. Costuma ter música ao vivo à noite. Rua Maria Quitéria, 46, Ipanema, ☎ 2247-8609 (200 lugares). 12h/2h (sex. e sáb. até 4h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2009.

PUB

SHENANINGAN?S. O típico pub de inspiração irlandesa reúne jovens cariocas, além de alguns estrangeiros, em torno da mesa de sinuca (R$ 20,00 a hora) e da pista de dardos (R$ 10,00 a hora). Para criar o clima irish, é servido chope escuro Guinness (R$ 20,00 a caneca de 300 mililitros). Nas opções de cerveja mais em conta figuram as long neck da Heineken (R$ 7,50) e Sol Premium (R$ 9,00), que fazem boa parceria com o opulento drunk?n irishman?s sampler (R$ 45,00), que traz batata frita ou assada com queijo e bacon, asa de frango, filé-mignon em cubos, frango e cebola empanados, taco de frango ou carne, além de molhos. Diariamente ocorrem apresentações de bandas de pop rock. Rua Visconde de Pirajá, 112, sobreloja, Ipanema, ☎ 2267-5860, ? General Osório (300 pessoas). 18h/2h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 5,00 a R$ 25,00 (a partir das 20h). Aberto em 2000.

TRADICIONAL

CAFÉ E BAR PAVÃO AZUL. Longas filas se formam na porta deste botequim simples, sem maiores rapapés. O motivo são as famosas pataniscas de bacalhau (R$ 7,20, quatro unidades), incluídas no cardápio pelas irmãs proprietárias, Vera e Bete Afonso. Feitos sem batata na massa, os bolinhos chegam à mesa sequinhos e saborosos. Nas duas unidades, uma em frente à outra, são servidos pratos executivos fartos, a exemplo do linguado empanado com arroz, feijão e batata cozida (R$ 27,00) e do famoso risoto de camarão (R$ 28,00). Para beber, chope Brahma (R$ 4,00 a caldeireta) ou Antarctica Original (R$ 6,50, 600 mililitros). Rua Hilário de Gouveia, 71, lojas A e B, Copacabana, ☎ 2236-2381, ? Siqueira Campos (36 lugares). 12h/0h. Cd: R e V; Rua Barata Ribeiro, 348, loja B, Copacabana, ☎ 2236-2381, ? Siqueira Campos (40 lugares). 16h/0h (fecha seg.). Cd: R e V. Aberto em 1957.

Fonte: VEJA RIO