ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Percorremos os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

BARES-RESTAURANTES

ADEGA PORTUGÁLIA. Dos mesmos donos do Alcaparra, na Praia do Flamengo, é uma mistura popular de bar e restaurante de frente para o Largo do Machado. Uma porta de saloon dá acesso ao salão interno, mas também há mesas na calçada e boa área de balcão para acomodar os cotovelos. Trivial, o cardápio traz deliciosos bolinhos de bacalhau, fritos na hora e sequinhos (R$ 2,80 a unidade; R$ 33,60 a dúzia), além de porções de gurjão de peixe ao molho tártaro e frango à passarinho (R$ 21,90 cada uma). Da Brahma, o chope gelado (R$ 4,00 a caldeireta) completa o programa. Largo do Machado, 30, loja A, Catete, ☎ 2558-2821, ? Largo do Machado (80 lugares). 8h/0h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1994.

CARAVELA DO VISCONDE. Parte do polo gastronômico do Humaitá, divide parede com o centenário Aurora. O ambiente é o mesmo dos tempos da inauguração, há quase três décadas. Preparado na brasa, o galeto com batata frita (R$ 22,00) é boa pedida para começar. A picanha acompanhada de arroz, farofa e batata frita (R$ 46,90) é uma das responsáveis pelas longas filas nos fins de semana. Quem prefere apenas beliscar encontra, entre outras sugestões para acompanhar o chope Braham (R$ 4,50, 300 mililitros), a porção de frango à passarinho e a linguiça de churrasco (R$ 2,50 a unidade). Rua Visconde de Caravelas, 136, Botafogo, ☎ 2266-3128 (100 lugares). 11h/0h (dom. até 18h). Cc: A, M e V. Cd: todos. ? Aberto em 1986.

FAENZA. Uma pizzaria rodeada por boates, a casa foi contagiada pela vocação da vizinhança: tornou-se ponto de encontro para o esquenta antes da noitada. Na parte externa, a cobertura é sustentada por troncos de bambu. Ali e no salão interno são servidos belisquetes, a exemplo da batata faenza (R$ 20,90 a porção): fritas cobertas por uma combinação de queijos e bacon picado, servidas ao molho barbecue. Também são bem procurados os minipastéis (R$ 17,90, oito unidades), nos sabores camarão, catupiry ou carne, e o provolone à milanesa (21,90). Para refrescar, as dicas são o chope Brahma claro (R$ 4,90, 300 mililitros) ou o cremoso Brahma Black (R$ 6,50, 300 mililitros). Na carta de drinques aparece o da vinci (R$ 12,90), mistura de vodca Absolut, gotas de triple-sec, limão e suco de cranberry. Avenida Armando Lombardi, 493, Barra, ☎ 2491-1709 (280 lugares). 12h/4h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 8,00). ↔ → www.restaurantefaenza.com.br. Aberto em 2008.

GARGALO GALETERIA. Dos mesmos donos do Bar das Quengas, ali perto, a casa de três andares serve de cafta de carne (R$ 9,00 a unidade) a galeto, preparado no braseiro e vendido por R$ 15,00, na companhia de molho à campanha e farofa. Guarnecida de arroz de alho-poró e batata portuguesa, a especialidade local ganha ares de refeição e é cotada a R$ 33,00 (para duas pessoas). Para petiscar, são sugestões interessantes a codorna (R$ 8,00 a unidade) e a baguete de alho recheada de queijo (R$ 10,00, duas unidades). Na hora de beber, escolha entre a Antarctica Original (R$ 7,30, 600 mililitros) e a caipirinha de limão (R$ 10,00). Rua do Riachuelo, 64, Lapa, ☎ 2242-0857 (182 lugares). 11h/1h (sex. e sáb. até 3h). Couvert art.: R$ 8,00 (qui. a sáb. a partir das 22h). Cc: todos. Cd: todos. ? → Aberto em 2009.

ROSA CHOPP. Reduto de moradores do condomínio vizinho Parque das Rosas, é mais um endereço do bairro a apostar nas batatas rosti e no rodízio de pizzas. Da primeira lista há mais de dez variedades. As campeãs de pedidos são as versões de camarão (R$ 29,00 a grande) e de carne-seca com catupiry (R$ 66,00 a grande). Em vigor todos os dias das 18h à meia-noite, o rodízio de pizzas (R$ 20,90) traz sabores salgados, como o rosa chopp (mussarela, presunto, cogumelo, manjericão e orégano), e doces, a exemplo de romeu e julieta (mussarela, goiabada e catupiry), chocolate e banana. Na parte de petiscos, fique entre o filé aperitivo ao molho de gorgonzola com pão de alho (R$ 38,00) e a carne de sol na manteiga de garrafa com aipim frito (R$ 45,00, para três pessoas). Para beber, a saída é o chope Brahma (R$ 4,00 a caldeireta). Avenida Marechal Henrique Lott, 120, lojas 101 e 102 (Rosa Shopping), Barra, ☎ 3325-8336 (500 lugares). 17h/2h (sex. até 3h; sáb. 11h/3h; dom. a partir das 11h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. no shopping (R$ 3,00 por uma hora). ↔ www.rosachopp.com.br. Aberto em 1996.

BOTEQUINS

BAR DA FRENTE. No endereço original do Aconchego Carioca entrou em cena um boteco fiel ao cardápio de seu antecessor. Poucos detalhes mudaram na decoração. Duas criações bem-sucedidas levam camarão: o crocante, empanado no coco ralado e servido com chutney de maracujá e molho de iogurte com hortelã, e o fofinho, no formato de um pirulito, com massa de tempurá e queijo cremoso no recheio, além de molho de camarão, limão e ervas finas. Cada sugestão custa R$ 22,00 e chega à mesa em porção de seis unidades. Novidade no cardápio, o miudinho (R$ 21,00) traz moela dentro do pão italiano, coberta por queijo gratinado. Para acompanhar, a carta de cervejas exibe cerca de quarenta rótulos. Têm preços mais em conta as garrafas de 600 mililitros de Therezópolis Gold, Paulistânia (R$ 12,00 cada uma), Heineken, Antarctica Original e Bohemia (R$ 7,50). Rua Barão de Iguatemi, 388, Praça da Bandeira, ☎ 2502-0176 (28 lugares). 12h/22h (dom. até 16h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2009.

BAR DO ADÃO. ?Morador do Grajaú desde a década de 60, o engenheiro José Ibiapina Ferreira da Costa comprou um bar para não ficar à toa quando se aposentou. Encontrou o ponto numa agradável esquina do bairro e não mexeu em quase nada: manteve o belo mármore original da fachada e o nome do negócio. Um esquema caseiro deu origem à rede, hoje com sete lojas, nas quais o pastel, a grande estrela, é oferecido em 55 sabores. O recheio de carne moída, pedaços de ovo e azeitona (R$ 3,70) é obrigatório. Mais chique, o pacífico (R$ 4,80) leva salmão defumado, tomate e shimeji. Outra pedida, servida pelo mesmo preço, reúne queijo brie e damasco. Todos vão bem com o chope Brahma (R$ 4,20 a tulipa; R$ 4,70 a caneca zero grau). Avenida Engenheiro Richard, 105, loja A, Grajaú, ☎ 2577-0730 (40 lugares). 12h/3h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos; Rua Conde Bernadotte, 26, loja 123, Leblon, ☎ 3546-2326 (60 lugares). 12h/1h (seg. a partir das 18h). Cc: todos. Cd: todos. Mais cinco endereços. www.bardoadao.com.br. Aberto em 1991.

BAR VINTE. Trata-se de uma homenagem ao antigo nome da Rua Visconde de Pirajá, Vinte de Novembro, do tempo em que o bonde fazia a curva logo ali em frente. Depois de uma reforma, a área externa, virada para a avenida, ganhou novos lugares. O cardápio de tira-gostos costuma receber reforços interessantes, como o croquete de frango (R$ 23,00) e o bolinho de arroz com calabresa (R$ 20,00), ambos em porções de seis unidades. Também há croquete de carne, bolinho de bacalhau (R$ 23,00, meia dúzia) e costelinha de porco com mango chutney (R$ 22,00). Para molhar a conversa, escolha entre o chope da Brahma (R$ 4,60, 300 mililitros) e o da Stella Artois (R$ 5,50). Há ainda sugestões comestíveis em dias específicos. Quarta é dia de canjiquinha ao molho de linguiça calabresa (R$ 10,00). Na quinta é servido o caldo verde (R$ 12,00). No fim de semana entram em cena a feijoada (R$ 55,00, para duas pessoas), no sábado, e a picanha (R$ 80,00, para duas pessoas), no domingo. Rua Henrique Dumont, 85, loja B, Ipanema, ☎ 2239-0546 (100 lugares). 12h/0h (qui., sex. e sáb. até 1h; dom. até 22h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2007.

MANOEL & JUAQUIM. Precursor dos botecos de rede, é uma criação do autor e diretor teatral Abílio Fernandes. Começou no Engenho de Dentro na década de 90 e se espalhou pela cidade com decoração e cardápio irreverentes. Entre as pedidas mais apetitosas estão bolinho de mandioquinha com queijo de coalho (R$ 16,00, seis unidades) e linguiça na régua (R$ 19,80, 50 centímetros). O chope é Brahma (R$ 3,90 a tulipa). Aviso: os preços podem variar dependendo da filial. Rua Almirante Tamandaré, 77, Flamengo, ☎ 2556-7385, ? Largo do Machado (240 lugares). 11h/2h. Cc: todos. Cd: todos ? →; Rua Pernambuco, 384, Engenho de Dentro, ☎ 2592-5131 (124 lugares). 17h/0h30 (sex. e sáb. até 1h30; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Mais oito endereços. www.manoelejuaquim.com.br. Aberto em 1994.

OLIMPÍADAS DO CHOPP. Típico botequim de bairro, fica logo em frente à estação de metrô Saens Peña. Todo sábado, a partir das 20h, acontece uma roda de música ao vivo sem cobrança de couvert artístico. O chope Brahma (R$ 4,00, 300 mililitros) rega as conversas ao lado de uma série de petiscos triviais. A isca de frango ou peixe (R$ 21,00 a porção) pode ser acompanhada por molho tártaro ou rosé e a carne-seca chega ao lado de aipim frito (R$ 39,00). Bolinho de bacalhau (R$ 18,00, dez unidades) e frango à passarinho (R$ 21,00 a porção) são outras opções. Rua Carlos Vasconcelos, 155, Tijuca, ☎ 2254-1090, ? Saens Peña (200 lugares). 11h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1995.

SABOR DA MORENA. Próximo à Praça Mauro Duarte, fica em uma esquina de Botafogo com ares de cidade do interior. A roda de samba que acontecia aos domingos era concorrida, foi proibida pela prefeitura, mas a música ao vivo ainda é ouvida na happy hour, em versão mais comportada, de terça a sábado, em ritmo de MPB e samba. No cardápio bem cuidado aparecem o entocado (R$ 16,00), um escondidinho de camarão com abóbora no lugar do aipim, e o bolinho de arroz com casquinha de biscoito Doritos e recheio de camarão, batizado de morenito bombado (R$ 18,00 a porção com seis). Para grupos maiores, o combinado da morena carioca (R$ 45,00), de filé aperitivo, batata frita, carne-seca acebolada, queijo de coalho e aipim frito, é boa companhia para cascos de Antarctica Original, Bohemia (R$ 8,00 cada uma), Antarctica, Skol e Brahma (R$ 7,00). Durante o dia, na hora do almoço, entra em cena o bufê a R$ 29,90 por pessoa, a partir das 11h. Rua São Manoel, 43, Botafogo, ☎ 2542-0348/7846-4178, ? Botafogo (26 lugares). 11h/1h (seg., até 16h; sáb. a partir das 17h; fecha dom.). Couvert art.: R$ 7,00 (ter. a sáb. a partir de 19h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2007.

DRINQUES

ACADEMIA DA CACHAÇA. Conhecido reduto de purinhas, é também endereço de reuniões de membros da Academia Brasileira de Cachaça, feitas em torno de novos rótulos. Estão disponíveis cerca de 100 marcas de todo o Brasil. Formada por centenas de fitas de plástico, a bandeira nacional enfeita o teto e se destaca na decoração. Para abrir os trabalhos, boas pedidas são a caipira acadêmica (R$ 12,90), de cachaça Seleta, limão-galego e mel, e o brasileirinho (R$ 12,80), combinação de maracujá, limão, cachaça Ferreira (produzida em Januária, Minas Gerais) e folhas de hortelã. Para petiscar, escolha entre empada de queijo de coalho com alecrim (R$ 7,90), cubinhos de tapioca assados com queijo de coalho e geleia de pimenta (R$ 17,90) e a porção de linguiça caseira mineira (R$ 29,90). O chope é Brahma e custa R$ 5,40 (caldeireta). Rua Conde Bernadotte, 26, lojas E a G, Leblon, ☎ 2529-2680 e 2239-1542 (180 lugares). 12h/1h (sex. e sáb. até 2h). Cc: D, M e V. Cd: todos; Avenida Armando Lombardi, 800, loja 65 L (Condado de Cascais), Barra, ☎ 2492-1159 (200 lugares). 12h/1h (seg. até 17h, sex. e sáb. até 2h, dom. até 19h). Cc: D, M e V. Cd: todos. www.academiadacachaca.com.br. Aberto em 1985.

HAPPY HOUR

ABOIM. A clientela fiel consome os itens da caprichada carta de uísques que rendeu fama ao lugar em pé mesmo, sem muito luxo. Garrafas de Ballantines 17 anos (R$ 27,00 a dose) e de 15 anos, como o Green Label (R$ 22,00 a dose), habitam as altas prateleiras. Servidas por R$ 14,00, as doses de Buchanan?s e Logan são mais em conta. Para beliscar há pastéis exibidos na vitrine do balcão, recheados de carne, camarão, palmito, siri, queijo com calabresa ou bacalhau (R$ 3,50 cada um). As cervejas em garrafa custam R$ 5,00 (Antarctica e Brahma) e R$ 6,50 (Heineken, Bohemia e Antarctica Original). Rua Souza Lima, 16, loja B, Copacabana, ☎ 7707-2510 (8 lugares). 7h/0h.

ESPÍRITO DO CHOPP. Com mesas espalhadas no pátio da Cobal, atrai famílias e moradores das redondezas oferecendo cardápio trivial, porém extenso e farto. Escolha entre as porções de carne-seca com aipim (R$ 27,80) ou com linguica (R$ 19,60), gurjão de peixe (R$ 31,20) e bolinho de bacalhau (R$ 19,50, quinze unidades). Além da tulipa (R$ 4,90), o chope é servido em torre de 2,5 litros (R$ 44,90). Rua Voluntários da Pátria, 446, lojas 3 e 4, Humaitá (Cobal do Humaitá), ☎ 2266-5599 (300 lugares). 9h/0h (sex. e sáb. até 2h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 4,00 a primeira hora). www.espiritodochopp.com.br. ? Aberto em 1996.

MÚSICA AO VIVO

ALDEIA DA LAPA. Depois de abrigar uma filial da rede Botequim Informal, o lugar passou por reforma discreta e reabriu com novo nome. Prove os anéis de cebola (R$ 16,90), acompanhados de molho barbecue, ou o gurjão de peixe ao molho tártaro (R$ 31,90). Outra boa pedida é a moela alcoolizada (R$ 29,90), com molho de vinho tinto e ervas, acompanhada de pão francês. O sanduíche de linguiça fina artesanal caipira aberta no pão francês (R$ 17,90) vem sob carregada cobertura de queijo e batata portuguesa. Para beber, há chope Brahma (R$ 3,99). De segunda a quinta, a Antarctica Original é vendida por R$ 6,00, em vez dos R$ 8,00 habituais. De terça a domingo o ambiente é tomado por música ao vivo, com repertório de choro e samba. Rua do Lavradio, 192, Lapa, ☎ 2242-0123 (90 lugares). 11h/3h (seg. até 17h; fecha dom.). Couvert art.: R$ 8,00 (ter. a qui. a partir das 21h; sex. e sáb. a partir das 22h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2011. www.aldeiadalapa.com.br.

BAR DO TOM. É bom ficar de olho na programação, pois só abre em dias de show. Trata-se de um anexo da Churrascaria Plataforma. Amigo do proprietário do lugar, Alberico Campana, desde os tempos do Beco das Garrafas, o maestro Tom Jobim (1927-1994) foi homenageado batizando o espaço. O chope pipoca (R$ 5,50), sugestão de Tom, é servido em taça de vinho de 250 mililitros, para não esquentar. Nesse tamanho ou na tulipa (R$ 6,80, da Brahma), cai bem com porções de lula à milanesa (R$ 28,00), linguiça toscana na brasa (R$ 18,00, quatro unidades) e de pão de queijo (R$ 17,50). Rua Adalberto Ferreira, 32, Leblon, ☎ 2274-4022 (320 lugares). 21h/1h (só em dias de show). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 60,00 a R$ 120,00. → www.plataforma.com. Aberto em 1998.

SEMENTE. Teresa Cristina (voz), Pedro Miranda (voz e pandeiro), Nicolas Krassik (violino), João Callado (cavaquinho), Zé Paulo Becker e Yamandu Costa (violonistas). Esses craques da música são alguns dos muitos nomes que deram seus primeiros passos no pequeno palco do bar quase colado nos Arcos. Pioneiro da Lapa, o estabelecimento chegou a fechar por um ano, mas foi resgatado pelos próprios artistas que abrigava. A programação musical segue firme todos os dias da semana ? à exceção de sexta-feira ?, regada a Antarctica Original, Bohemia, Serramalte (R$ 8,00, 600 mililitros), Skol e Brahma (R$ 7,20). Para beliscar, as pedidas são a tábua de frios (R$ 38,00), com salame, lombinho, peito de peru, presunto e mortadela, e as pizzas individuais (R$ 20,00 cada uma) ? sai-se especialmente bem a cobertura de abobrinha com gorgonzola.Rua Joaquim Silva, 138, Lapa, ☎ 2507-5188 e 9781-2451 (80 lugares). 19h30/2h (fecha sex.). Couvert art.: R$ 20,00. Aberto em 1998.

PARA IR A DOIS

PAXECO BAR. Uma escada discreta leva ao amplo terraço sobre o restaurante Couve-Flor. Luminárias colorem o balcão, mas o melhor mesmo é a vista para as palmeiras-imperiais do Jardim Botânico e a estátua do Cristo Redentor. No cardápio encontram-se tira-gostos como o croquete de carne (R$ 27,00, sete unidades) e o pastel de bobó de camarão (R$ 30,00, meia dúzia). Tem seus adeptos o bolinho de arroz com chutney tailandês (R$ 20,00 a porção de sete), um clássico local. Na seção de cervejas, algumas pedidas são a Therezópolis (R$ 10,50, 600 mililitros) e a belga Delirium Tremens (R$ 30,00, 330 mililitros). Na carta de drinques, o clássico mojito sai por R$ 18,00. Rua Pacheco Leão, 724, loja D, Jardim Botânico, ☎ 3114-8710 (80 lugares). 18h/1h. Cc: M e V. Cd: R e V. ↔ ↔ www.paxecobar.com.br. Aberto em 2011.

STUZZI. Assinada pela arquiteta Bel Lobo, a decoração tem garrafas penduradas no teto, fazendo as vezes de luminárias. Agradável, mas concorrida, a varanda é ponto de azaração. No cardápio da chef Paula Prandini os comes são servidos em pequenas porções. Uma exceção é o caprichado prato de antepastos (R$ 42,70), reunião de pães, peperonata, abobrinha e berinjela em conserva, tomate confitado, crostini, presunto de Parma, crostini de patê toscano, queijo de cabra, lascas de queijo grana padano e azeitonas crocantes recheadas. Entre as boas invenções da mestre-cuca figuram arancini, bolinhos de risoto recheados de camarão com queijo mascarpone ou presunto com mussarela de búfala (R$ 8,70 a unidade; 25,00 o trio), e grissini de polenta (R$ 18,80), palitos de massa acompanhados de chutney de tomate e molho de gorgonzola. Para beber, explore criações do barman Vitor Barros, a exemplo do yamí (R$ 20,00), feito de vodca, redução de jabuticaba com vinagre e mel, graviola e limão, ou o perfetto limone (R$ 23,00), de uísque, limoncello, suco de limão-siciliano, néctar de maracujá e pimenta. Rua Dias Ferreira, 48, Leblon, ☎ 2274-4017 (60 lugares). 19h/1h (qui. a sáb. até 3h; dom. 16h/0h). Cc: todos. Cd: todos. www.stuzzibar.com.br.

PORTUGUÊS

CANTINHO DAS CONCERTINAS. Quando veio para o Brasil, no começo dos anos 60, Carlos Cadavez se estabeleceu no Rio. Natural da região de Trás-os-Montes, no norte de Portugal, passou a preparar o almoço dos amigos mais próximos no Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara (Cadeg), o conhecido mercadão em Benfica. Os pequenos encontros de outrora se transformaram numa grande confraternização da comunidade portuguesa promovida aos sábados, quando um grupo de fado faz a festa com repertório de canções típicas tocadas ao vivo. Para beber, vá de garrafas de 600 mililitros de Skol, Devassa e Itaipava Premium (R$ 5,00 cada uma). Entre os quitutes figuram posta de bacalhau na brasa (R$ 80,00), sardinhas com batatas cozidas (R$ 18,00) e um saboroso bolinho de bacalhau (R$ 3,00 a unidade). Convém fazer todos os pedidos de uma vez, já que a fila de espera é grande. Rua Capitão Félix, 110, Rua 16, loja 11 (Cadeg), Benfica, ☎ 2580-4326 (300 lugares). 2h/14h (sáb. até 17h; fecha dom.). Estac. (grátis). Aberto em 2002.

PÓS-PRAIA

BARTHODOMEU. Autêntico pé-limpo. O ambiente mais agradável fica sob teto retrátil, ao lado da parede que imita uma rocha. Comece pela salada marroquina (R$ 21,90), preparada com mix de alface picada, rabanetes fatiados, cebola-roxa, pepino japonês e tomates, ao molho de especiarias árabes. A chef Tatiana Abramant também serve pratos, a exemplo do peixe ao molho de camarão (R$ 38,80), guarnecido de arroz de brócolis, e do arroz de lula e camarões (R$ 43,80) ao molho de tomates frescos. Se a ideia for apenas beliscar, são pedidas acertadas a lula à dorée (R$ 36,90) e o mix barthodomeu (R$ 41,20), que reúne carne-seca acebolada, calabresa flambada acebolada, costelinha suína crocante, aipim frito, farofa e manteiga de garrafa. Na carta de bebidas, uma curiosidade é a proposta interativa do drinque todo meu. Funciona assim: com as opções em uma cartela, o cliente escolhe a base, que pode ser vodca (R$ 15,00), cachaça (R$ 14,90) ou tequila (R$ 14,50), além de até cinco ingredientes ? morango, caju, tabasco, canela e gengibre estão na lista. São mais de 200 as combinações possíveis. O chope Brahma custa R$ 4,99 (a caldeireta). Rua Maria Quitéria, 46, Ipanema, ☎ 2247-8609 (200 lugares). 12h/2h (sex. e sáb. até 4h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2009. www.barthodomeu.com.br.

TRADICIONAIS

CASA VILLARINO. Relíquia dos anos dourados, foi o endereço onde Vinicius de Moraes e Tom Jobim se conheceram, em 1956. Na frente ficam os produtos de delicatessen e, nos fundos, o bar propriamente dito. Reduto de resistência da turma do uísque, ganhou o carinhoso apelido de ?uiscritório?. Quem quiser fazer como Vinicius deve pedir uma dose do JB 8 anos (R$ 13,00). Os menos chegados ao destilado escocês optam pela Antarctica Original (R$ 7,70) ou pela Therezópolis Gold (R$ 12,00), ambas em garrafa de 600 mililitros. Como ressalta a placa na vitrine, os ?comestíveis finos? à venda na entrada podem ser consumidos no salão. É o caso do presunto cru (R$ 23,00 a porção) e do queijo bola (R$ 17,00). Na extensa lista de sanduíches, o recheado de rosbife (R$ 9,50) e o de bife à milanesa (10,50) são bastante procurados. Avenida Calógeras, 6, loja B, Centro, ☎ 2240-9634, ? Cinelândia (65 lugares). 12h/22h (fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. www.villarino.com.br. Aberto em 1953.

PETISCO DA VILA. Um dos pontos comerciais mais conhecidos do bairro de Noel Rosa, serve fartas porções de acepipes. Do cardápio, recorra ao provolone à doré crocante (R$ 34,40 a porção) ou à fraldinha ao molho madeira com pão de alho (R$ 51,90). Campeã de pedidos, a picanha aperitivo com pão de alho custa R$ 68,80. Bebe-se um gelado chope Brahma (R$ 5,40 a tulipa; R$ 4,00 a caldeireta, em promoção). Avenida 28 de Setembro, 238, Vila Isabel, ☎ 2576-5652/6321 (450 lugares). 11h/2h (sex. e sáb. até 3h). Cc: M e V. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 3,00 as primeiras três horas). ? ↔ www.petiscodavila.com.br. Aberto em 1969.

VARNHAGEN. Apesar de estar a poucos metros da correria da Avenida Maracanã, o botequim de paredes revestidas de azulejos nas cores branco e lilás e mesas com tampo de fórmica parece parado no tempo. É lugar aprazível para passar a tarde jogando conversa fora, diante de cascos de Skol, Antarctica (R$ 6,20 cada uma), Antarctica Original e Bohemia (R$ 7,20). Aos 74 anos, a matriarca, dona Natalina, ainda dá expediente na cozinha, preparando receitas passadas através de gerações. São deliciosos croquetes de carne (R$ 2,50 a unidade; R$ 13,00 a porção com dez), bolinhos de bacalhau (R$ 3,00 cada um) e vitela aperitivo temperada no vinho e na hortelã (R$ 18,00). Praça Varnhagen, 14-A, Tijuca, ☎ 2254-3062 (30 lugares). 7h/20h (sáb. e dom. 9h/17h). Cd: todos. Aberto em 1944.

Fonte: VEJA RIO