ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

BARES-RESTAURANTES

ACONCHEGO CARIOCA. Redes penduradas no teto e pôsteres de cerveja nas paredes decoram o salão do estabelecimento que pôs a Praça da Bandeira no mapa dos amantes da boa mesa. A cozinheira e proprietária Kátia Barbosa é responsável por quitutes surpreendentes e deliciosos, a começar pelo hoje notório bolinho de feijoada (R$ 21,00, quatro unidades), servido com batida de limão. Também merecem aplausos a suculenta costelinha de porco ao molho de goiabada (R$ 68,00), escoltada por pastel de requeijão e ervas. A garrafa de Therezópolis Gold (R$ 13,50, 600 mililitros) é a alternativa mais em conta na extensa carta de cervejas especiais. Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira, ☎ 2273-1035 (56 lugares). 12h/23h (seg. até 16h; dom. até 17h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2002.

Q. Gastrobar Balcão de mármore de Carrara e iluminação do profissional de teatro Maneco Quinderé são alguns dos sinais de requinte encontrados no bar dos mesmos donos do restaurante Quadrucci. Assinados pela bartender Lara Jennings, revelada pelo Londra, do Hotel Fasano, os drinques surpreendem. São boas dicas o intenso rocket collins (R$ 25,00), de rúcula, gim, uva, limão-siciliano, maçã verde e soda limonada, e o star Q (R$ 21,00), de vodca Absolut de pêssego, suco de manga, carambola, xarope de banana e soda de limão. Da cozinha do chef Ronaldo Canha saem interessantes tira-gostos, a exemplo do queijo de cabra com chutney de frutas vermelhas (R$ 19,00) ou da robata (espetinho) de camarão grelhado com molho beurre blanc (R$ 29,00). Rua Dias Ferreira, 617, Leblon, ☎ 2113-0564/0594 (60 lugares). 12h/1h (sáb. e dom. a partir das 13h). Cc: D, M e V. Cd: todos. → ? ↔ Aberto em 2011.

BOTEQUINS

ADEGA DA PRAÇA. Apoio para a turma que agita a outrora sossegada Praça São Salvador, em Laranjeiras, este botequim não tem maiores invenções: fornece cerveja gelada e tira-gostos triviais. Para acompanhar o choro que acontece aos domingos na praça, geladas Antarctica, Skol e Brahma são encontradas nas versões lata (R$ 3,50), latão (R$ 4,00) e garrafa de 600 mililitros (R$ 6,00). A casa também trabalha com Antarctica Original, Bohemia e Heineken (R$ 7,00, 600 mililitros). Da lista de belisquetes, peça pastéis (R$ 3,00 a unidade), servidos nos sabores camarão, carne-seca, queijo provolone, minas ou prato, carne e napolitano. Para uma refeição mais robusta, o alentado churrasco misto (R$ 49,90 para duas pessoas) reúne contrafilé, filé de frango, linguiça e carré, acompanhado de arroz, farofa de ovo, fritas e molho à campanha. Rua São Salvador, 75, Laranjeiras, ☎ 2558-3285, ? Largo do Machado (26 lugares). 7h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1983.

AZEITONA & CIA. Ponto de concentração do bloco Azeitona sem Caroço, tem uma concorrida varanda, de onde se vê a movimentação da Rua Dias Ferreira. Simples e confiável, o cardápio de tira-gostos tem salsichão ao molho curry e ketchup picante (R$ 20,90), que vai bem ao lado da salada de batata (R$ 10,90 a porção). Para acompanhar o chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa), outras pedidas são as empadas (R$ 3,50), nos sabores queijo, camarão ou frango, ou o clássico caldinho de feijão com torresmo (R$ 8,00). Rua Dias Ferreira, 647, loja A, Leblon, ☎ 2540-5166 (80 lugares). 12h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1996.

BAR REBOUÇAS. Descoberto por uma nova geração de frequentadores, que inclui artistas moradores da vizinhança, o botequim funciona em um diminuto ponto da badalada Rua Maria Angélica, com mesas espalhadas pela calçada. O grande sucesso local é o jiló ao vinagrete (R$ 1,00 a unidade), mas também há porções de dez unidades de bolinho de aipim com camarão e catupiry ou com carne-seca (R$ 18,00 cada uma). Para regar a conversa, cervejas Antarctica, Skol (R$ 6,00 cada uma), Antarctica Original ou Heineken (R$ 7,50), além das recém-chegadas: Therezópolis (R$ 12,00) e as alemãs Erdinger e Paulaner (R$ 18,00, 500 mililitros). Rua Maria Angélica, 197, loja 2, Jardim Botânico, ☎ 2286-3212 (20 lugares). 6h/2h (fecha dom.). Cc: M e V. Cd: R e V. Aberto em 1976.

BOTECO BEM BOLADO. Sucessor do Bar Mofo, no mesmo endereço, tem um vidro blindex que separa o ambiente interno da rua. Um pequeno mezanino ampliou o espaço interno. O chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa) divide as atenções com garrafas long neck das marcas Heineken, Bohemia, Budweiser e Stella Artois, vendidas por R$ 5,00 cada uma. Na seção de tira-gostos fazem sucesso fornidos combinados, como o bem bolado (R$ 58,10), com filé aperitivo, linguiça calabresa, bolinho de bacalhau, aipim frito e carne-seca desfiada, e o das gerais (R$ 47,10), que reúne tiras de filé-mignon acebolado, queijo, aipim frito e molho à base de cerveja escura. Rua Barão do Flamengo, 35, lojas B e C, Flamengo, ☎ 3586-0546 (68 lugares), ? Largo do Machado. 17h/1h (sex. e sáb. até 3h; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. → ? Aberto em 2010.

COMBINADO CARIOCA. Os belos azulejos de efeito côncavo nas paredes e o piso de ladrilho hidráulico foram escolhas acertadas na decoração. Crocante, o bolinho de angu com rabada é vendido por R$ 4,00 (a unidade). Pode acompanhar o chope Brahma (R$ 4,50 a caldeireta), conservado em barris sempre gelados, assim como o seco pastel de queijo de minas (R$ 17,00, meia dúzia). Também vale a pedida o robusto combinado carioca (R$ 38,00), carro-chefe local, que reúne batata frita, salada de repolho, cenoura, costelinha de porco e galeto. Rua Humaitá, 261, loja B, Humaitá, ☎ 3253-3210 (44 lugares). 7h/0h (seg. até 16h; sex. e sáb. até 2h; dom. e ter. até 23h). Cc: D, M e V. Cd: todos. → ? ↔ Aberto em 2011.

DOM CAVALCANTI. Em vez de descascarem as paredes e deixar à mostra os tijolos antigos, como quase todo mundo faz, os atuais donos, os cearenses do grupo Dom, investiram em revestimento de madeira e, no teto, couro. Típico dos pés-limpos atuais, o cardápio não foge muito do óbvio com sua lista de pratos fornidos e tira-gostos triviais. Antes preparada na extinta churrasqueira, a costelinha aperitivo continua a ser servida (R$ 23,90), ao lado das porções de frango à passarinho (R$ 24,00) e de filé aperitivo (R$ 36,00). Para beber, cerveja Antarctica Original, Bohemia (R$ 7,30), Brahma, Antarctica e Skol (R$ 6,30 cada uma). Rua do Riachuelo, 184 e 186, Centro, ☎ 2232-2565 (75 lugares). 11h/2h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. ? → Aberto em 2011.

CERVEJA E CHOPE

ARMAZÉM DEVASSA. Embora pertença a uma rede com treze lojas, a casa de Ipanema se diferencia das demais por causa do cardápio exclusivo oferecido por Andrea Tinoco. A chef prepara, entre outros tira-gostos, carpaccio de salmão com rúcula (R$ 25,90), casquinha de siri com farofa de dendê (R$ 21,90) e o petisco na moita (R$ 21,90), um escondidinho de carne-seca com catupiry gratinado. Para regar a conversa há tulipas de chope Devassa Loura (R$ 5,80), Ruiva e Negra (R$ 6,80 cada uma), entre outros sabores curiosos ? a exemplo da Índia (R$ 6,80) e da Sarará (R$ 8,90). Na carta de drinques, duas misturas são novidade: o melará (R$ 23,90) traz a versão Sarará ao lado de uma dose de cachaça com infusão de canela, laranja e mel, para beber junto, e o cosmo bier (R$ 23,90) é preparado com vodca, cerveja, aromatizante de romã, limão e licor de laranja. Rua Visconde de Pirajá, 539 (Hotel Mar Ipanema), Ipanema, ☎ 2512-2051 (70 lugares). 6h/4h. Cc: todos. Cd: R e V. ↔ ? → www.cervejariadevassa.com.br. Aberto em 2007.

CHAMPANHERIA

CHAMPA. Inaugurada no fim de março, a champanheria na Barra abriga a clientela na agradável varanda à meia-luz e no pequeno salão de decoração elegante, com balcão de tijolos aparentes e parede pintada de violeta. Atração principal, a lista de pouco mais de cinquenta rótulos, entre marcas de champanhe e prosecco, é organizada por Marcos Fabrício e João Vicente Barros, ex-gerente da Ovelha Negra, casa do mesmo gênero em Botafogo. O chef Hugo Oliveira cuida do cardápio, que contempla de tira-gostos a pequenas porções, a exemplo do saboroso arroz de pato com chouriço português (R$ 28,00) e do suspiro de foie gras com geleia de frutas vermelhas (R$ 24,00, seis unidades). Para acompanhar, há bons rótulos de espumante, como o nacional Casa Valduga Arte Tradicional Brut (R$ 47,00), o francês Première Bulle Premium Brut Cremant Chocolat (R$ 139,00) e o rosé italiano Le Casere Rossato Gran Cuvée (R$ 53,00). A novidade da casa é a programação musical, com apresentações ao vivo de voz e violão, sempre a partir das 19h. Avenida Armando Lombardi, 633, loja 108, Barra (Shopping Market Street), ☎ 2493-1371 (60 lugares). 18h/0h (sex. até 1h; sáb. 19h/1h; fecha dom.). Couvert art.: R$ 10,00 (a partir das 19h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2012.

DRINQUES

BARETTO-LONDRA. Pelo badalado bar do Hotel Fasano já passaram as cantoras Madonna e Beyoncé. Apesar das capas de disco de rock, de nomes como Rod Stewart e The Clash, as noites costumam ser embaladas por uma variedade maior de gêneros, que pode ir do house ao jazz. Tijolos aparentes e confortáveis poltronas completam a esmerada decoração. Na carta de drinques assinada pelo barman André Paixão figuram pedidas como o tequila sunset (R$ 25,00), preparado com a bebida mexicana, Cointreau, suco de maracujá, laranja, cranberry e sour mix, e o apple mojito (R$ 28,00), que leva rum de maçã, hortelã, suco de limão e club soda. Para petiscar, a pedida é a porção que reúne mussarela de búfala e três embutidos italianos: bresaola, mortadela tipo bolonha e presunto de Parma (R$ 46,00). Avenida Vieira Souto, 80 (Hotel Fasano), Ipanema, ☎ 3202-4000, ? General Osório (80 lugares). 19h/2h (qui. a sáb. até 4h; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 15,00). Entrada: R$ 30,00 (mulheres) e R$ 80,00 (homens). www.hotelfasano.com.br. Aberto em 2007.

BAR DO LADO. No térreo do Hotel Marina All Suítes, tem entrada própria e piso que reproduz o calçadão da Avenida Delfim Moreira. Repaginado, depois de uma breve reforma no mês de julho, voltou a oferecer as criações da chef Maria Victoria. Uma das sugestões de belisquete é o composé do mar (R$ 59,00), que reúne meia-porção de lulas crocantes, rolinho de camarão, copinho de ceviche e um espetinho de camarão com shiitake. Outra dica: bruschettas (R$ 25,00, três unidades), nas versões de shiitake com alecrim e parmesão, de queijo de cabra com presunto cru e tomate e de mussarela de búfala, tomate seco e manjericão. Da carta de drinques, além do tradicional chope de tangerina (R$ 17,00), as pedidas são o royal (R$ 17,00), com vodca, grenadine, Cointreau, limão e gengibre, e o piccini (R$ 20,00), que leva espumante e um toque de xarope de melancia. Avenida Delfim Moreira, 696 (Hotel Marina All Suítes), Leblon, ☎ 2172-1100 (45 lugares). 19h/2h. Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2008.

ESPANHOL

LA FABRIQUE. Dos mesmos donos do restaurante Galeria 1618, tem fachada aberta para o calçadão da Avenida Atlântica e se integra à paisagem praiana. Resumem bem as intenções da casa a porção de antepastos, com presunto serrano, chouriço, azeitona, batata calabresa, tomate confit, queijos e pães de produção própria (R$ 99,00, para quatro), e a batata calabresa com ovo frito e presunto serrano (R$ 38,00). Outra dica é o tradicional prato francês moules frites (R$ 69,00, para duas pessoas), de mexilhões à provençal com batata frita. Vale bisbilhotar a carta de drinques. A caipirinha (R$ 17,50), por lá, além dos ingredientes tradicionais, leva um preparado à base de hibisco de fabricação própria. O carro-chefe na parte de bebidas, no entanto, é o spice passion (R$ 22,00), que reúne maracujá, vodca de baunilha, Cointreau e pitadas de açúcar de baunilha e de pimenta. O chope Brahma custa R$ 4,50 (a caldeireta). Avenida Atlântica, 994, loja B, Leme, ☎ 2541-2416 (90 lugares). 12h/0h (sex. e sáb até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ↔ → ? Aberto em 2011.

FIM DE NOITE

O PLEBEU. Atração tradicional do hoje fervilhante ponto boêmio no cruzamento das ruas Capitão Salomão e Visconde de Caravelas. Conhecido reduto de cerveja gelada, o casarão em Botafogo oferece a belga Leffe, por R$ 12,00 (long neck), além das nacionais Bohemia (R$ 7,00) e Antarctica Original (R$ 7,30), ambas em garrafas de 600 mililitros. Para beliscar, clássicos de botequim como o frango à passarinho (R$ 24,50 a porção), a carne de sol na pedra acompanhada de farofa e aipim frito (R$ 38,50) e o filé aperitivo (R$ 40,50). Preparada de sexta a domingo, a feijoada (R$ 45,00, para duas pessoas) encontra boa saída. Pelo mesmo preço, no domingo, também tem cozido. Rua Capitão Salomão, 50, Botafogo, ☎ 2286-0699 (130 lugares). 12h/4h (dom. até 21h). Cc: todos. Cd: todos. ? www.oplebeu.com.br. Aberto em 1979.

HAPPY HOUR

AZTEKA. Um belo painel de madeira clara, o sofá embutido e o balcão com cinco bancos nos fundos compõem o ambiente moderninho. Trilha sonora e iluminação arrojada completam o convite para a happy hour. Para começar, na seção de tira-gostos, escolha entre a bem temperada receita de frijoles (R$ 15,00), que mistura feijão, chouriço e queijo, e o refrescante guacamole (R$ 15,00). Ambos são servidos em tigelas, na companhia de chips de milho. O taco de paleta suína (R$ 24,00) ainda é recheado de cebola, coentro e queijo. Outra boa pedida é a quesadilla de frango grelhado (R$ 27,00), que leva a carne orgânica e queijo. A cerveja também vem do México: é uma cara long neck Corona (R$ 14,00, mesmo preço da margarita). Rua Visconde de Pirajá, 156, loja A, Ipanema, ☎ 3489-8900, ? General Osório (21 lugares). 12h/23h (sex. a dom. até 0h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ www.azteka-rio.com. Aberto em 2012.

CAFÉ GAÚCHO. Reformado em 2008, o antigo ponto ganhou iluminação mais eficiente, mas manteve sua principal marca: os azulejos de forma geométrica ? as peças avariadas foram substituídas por outras idênticas. É um lugar muito frequentado por quem trabalha no Centro e faz escala para um chope (R$ 4,50 a tulipa da Brahma) antes de voltar para casa. A turma que encosta no balcão também pede sanduíches de linguiça no pão francês (R$ 5,50) ou o malandrinho (R$ 3,20), bolinho de carne no pão francês, com tomate, cebola e pimentão. Na seção de empadas, as pedidas são as de bacalhau (R$ 3,20), frango, palmito e carne-seca (R$ 2,90 cada uma). Batidas, nos sabores limão, maracujá (R$ 2,30 cada uma) e gengibre (R$ 3,00), também fazem sucesso. Rua São José, 86, Centro, ☎ 2533-9285, ? Carioca. 7h/21h (fecha sáb. e dom.). Aberto em 1935.

MÚSICA AO VIVO

LAPA IRISH PUB. Paredes de tijolo aparente, mesas de madeira, poltronas de antiquário e iluminação sutil compõem o ambiente deste reduto roqueiro na Lapa. Como bom pub, serve chope Guinness (R$ 25,00, 520 mililitros), além da ale também irlandesa Murphy?s Stout (R$ 25,00 a lata de 500 mililitros). Quem prefere o estilo pilsen encontra a deliciosa checa Pilsner Urquell (R$ 25,00, 500 mililitros). Fazem sucesso ainda as belgas Leffe (R$ 15,00) e Delirium Tremens (R$ 35,00), ambas em long neck. Uma especialidade local é o beef and guinness pie (R$ 35,00, para dois), torta de carne com legumes e massa folhada. Típico dos pubs, o fish and chips (R$ 25,00) é uma porção de batata e peixe fritos. De quarta a sábado tem música ao vivo. Rua Evaristo da Veiga, 147, Lapa, ☎ 2221-7236 (80 pessoas). 17h/0h (qui. até 2h; sex. e sáb. até 4h; fecha dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. Entrada: R$ 10,00 (qua.) e R$ 20,00 (qui. a sáb.). www.lapairishpub.com.br. Aberto em 2009.

PARA IR A DOIS

BAR DO COPA. De frente para a piscina do Copacabana Palace, é decorado com mobiliário dos anos 40 a 60. O balcão iluminado e o teto que imita o céu são detalhes da sofisticação reinante ? o resto é mérito da carta alcoólica de respeito. São 34 os uísques disponíveis, além de drinques com a assinatura do premiado barman Rafael Pizanti. Os fãs de martíni podem se deliciar com o bitter sweet martini (R$ 27,00), mistura de suco de grapefruit, gim, Licor 43, Aperol (um primo menos amargo do Campari) e limão-siciliano, ou com o ginger rogers (R$ 27,00), que leva gim, licor de abricó e limão. É novidade o choke me softly (R$ 27,00), criado por Paulo Freitas, vencedor do World Class, o maior concurso de bartenders do mundo. A bebida é preparada com gim, o amargo Cynar, licor de lichia e bitter de fernet branca. O creme brûlé de foie gras com ragu de peras (R$ 40,00) e os cubos de polenta com bacalhau cremoso (R$ 41,00) são sugestões para beliscar. Avenida Atlântica, 1702, Copacabana (Copacabana Palace), ☎ 2548-7070 (300 pessoas). 21h/4h (qua. 20h/2h). Entrada: R$ 40,00 a R$ 120,00 (qua. a sáb.). Cc: todos. Cd: R e V. Estac. c/manobr. (R$ 20,00). ↔ www.bardocopa.com.br. Aberto em 2009.

DO HORTO. O endereço de atmosfera bucólica e decoração romântica agradam em cheio aos casais. Nas mesas da calçada, no entanto, o movimento é maior. Da carta de drinques, a pedida é o sugestivo beijo na boca (R$ 17,00), preparado com champanhe, vodca e suco de morango. Entre as geladas há Cerpa e Bohemia (R$ 7,00, long neck), além da Therezópolis (R$ 15,00, 600 mililitros). Para beliscar, as sugestões são a delícia do horto (R$ 25,00), que traz três unidades de croquete de carne com molho de mostarda, ou o pirulito de arroz arbóreo com ervas e parmesão (R$ 25,00, sete unidades). Rua Pacheco Leão, 780, Jardim Botânico, ☎ 3114-8439 (60 lugares). 12h/2h (fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 9,00 (opcional; qui. a sáb. a partir das 21h). ↔ ? www.dohorto.com.br. Aberto em 2010.

PAXECO BAR. Em um amplo terraço sobre o restaurante Couve-Flor, conta com linda vista para o Cristo Redentor. Dezenas de luminárias sobre o balcão colorem a parte coberta. No ambiente despojado, dedique-se a drinques caprichados. Duas dicas: o mojito cidreira (R$ 17,00), de rum, suco de limão, hortelã e chá de capim-cidreira, e o conexão (R$ 21,00), com uísque, morango e maple syrup. Para petiscar, escolha entre o bolinho de arroz ao curry tailandês (R$ 25,00, sete unidades) e a trouxinha de bacalhau cremoso (R$ 25,00). Rua Pacheco Leão, 724, loja D, Jardim Botânico, ☎ 3114-8710 (80 lugares). 18h/1h. Cc: V e M. Cd: V e R. ↔ www.paxecobar.com.br. Aberto em 2011.

STUZZI. Assinada pela arquiteta Bel Lobo, a decoração tem garrafas penduradas no teto, fazendo as vezes de luminárias. Agradável, mas concorrida, a varanda voltada para a Rua Dias Ferreira é ponto de azaração. Organizados por dois pupilos do Le Pré Catelan, a chef Paula Prandini e o barman Vitor Barros, o cardápio e a carta de drinques são caprichados. Os pratos são servidos em pequenas porções ? stuzzichini, em italiano. Experimente a batata rústica trufada com presunto de Parma e ovo frito (R$ 27,90) ou o crocante grissini de polenta com chutney de tomate e molho de gorgonzola (R$ 18,80, cinco unidades). Para beber, há criações como o yamí (R$ 20,00), com vodca, molho de jabuticaba, graviola e limão-siciliano, ou o afrodisiac (R$ 23,00), feito com a bebida à base de feromônios Yxaiio, pimenta, licor de framboesa e espumante rosé. Quarta e quinta são dias de DJ. No domingo o clima é mais família: é servido almoço a preço fixo (R$ 44,00 por pessoa) até as 17h. Rua Dias Ferreira, 48, Leblon, ☎ 2274-4017 (60 lugares). 19h/1h (qua. a sáb. até 3h; dom. 13h/0h). Cc: todos. Cd: todos. www.stuzzibar.com.br.

TRADICIONAL

ADEGA FLOR DE COIMBRA. Tonéis de vinho, um painel de Nilton Bravo (1937-2005), conhecido como ?o Michelangelo dos botequins?, e curiosos cachos de uvas de plástico compõem o cenário deste estabelecimento, na ativa há mais de setenta anos ? era frequentado pelo pintor Candido Portinari (1903-1962), que morava na parte de cima do sobrado. Compridos e sequinhos, os bolinhos de bacalhau (R$ 3,50 a unidade) continuam lá, dividindo espaço no cardápio com o cabrito marinado aperitivo (R$ 42,90 a porção) e o bacalhau desfiado temperado com azeite, pimentão, cebola, tomate e salsa (R$ 30,90). De receita original, a feijoada é feita com feijão-manteiga e carnes nobres (R$ 49,90, para duas pessoas). Para beber, cerveja em garrafa de 600 mililitros das marcas Bohemia, Antarctica Original (R$ 6,90 cada uma), Brahma e Antarctica (R$ 5,30 cada uma). Rua Teotônio Regadas, 34, Lapa, ☎ 2224-4582 (70 lugares). 11h30/0h. Cc: A. Cd: todos. ↔ Aberto em 1938.

ARMAZÉM SÃO THIAGO. Fundado logo após a I Guerra Mundial pelo imigrante espanhol Jesus Pose Garcia, tinha jeito de delicatessen sofisticada. Sob o comando de Ricardo Garcia, neto do pioneiro, transformou-se num dos mais concorridos bares de Santa Teresa. A costela real (R$ 48,50), servida com farofa de pernil e pimenta, é uma novidade do cardápio. Outra é o siri de arroz (R$ 16,00, seis unidades): bolinho com carne do crustáceo, arroz e pimenta. Ainda na parte de bolinhos, pode-se escolher entre as receitas de abóbora com carne-seca (R$ 24,00) e de feijão com carne-seca (R$ 23,00), ambas com quatro unidades. Para beber, há chope da Brahma (R$ 5,00, 350 mililitros) e cerveja gelada em garrafa das marcas Antarctica Original, Bohemia (R$ 7,00) e Skol (R$ 6,00). De dois barris sobre a geladeira antiga sai a cachaça da casa (R$ 4,00 a dose), produzida em Bocaina de Minas. Rua Áurea, 26, Santa Teresa, ☎ 2232-0822 (36 lugares). 12h/0h (dom. até 22h). Cc: todos. Cd: todos. www.armazemsaothiago.com.br. Aberto em 1919.

CAÇULA DE IPANEMA. O nome pode passar uma impressão errada. De caçula o lugar não tem nada, pois foi inaugurado há mais de meio século. Prima pela modéstia, com uns poucos bancos para o freguês sentar. Oferece cerveja gelada de garrafa das marcas Antarctica, Brahma e Skol (R$ 5,50 cada uma). Na hora de beliscar alguma coisa, não dá para inventar: fique com o sanduíche de carne assada (R$ 6,00) ou o de linguiça (R$ 5,00). Rua Henrique Dumont, 85, loja A, Ipanema, ☎ 2540-6818. 6h/1h. ? Aberto em 1960.

Fonte: VEJA RIO