ROTEIRO DA SEMANA

BARES

Os melhores bares da cidade avaliados pela crítica de VEJA Rio

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

BOTEQUINS

ADEGA CESARI. A estrela do estabelecimento na Cadeg é a churrasqueira com capacidade para 62 espetos. Um dos carros-chefes, a picanha suína marca presença no churrasco misto (R$ 60,00, para três pessoas), ao lado de asas e sobrecoxas de frango, linguiça, costela e maminha de alcatra, além de batata frita, arroz, feijão, farofa de ovo e molho à campanha. Faz sucesso também a costela de porco (R$ 35,00, para três pessoas), guarnecida de farofa e molho à campanha. Para beber, cervejas em garrafa de 600 mililitros das marcas Bohemia e Antarctica Original (R$ 7,00 cada uma). Rua Capitão Félix, 110, Avenida Central, 71 (Cadeg), Benfica, ☎ 3890-2038. 19h/16h (fecha dom.). Estac. (grátis). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1985.

BAR DO DAVID. Depois da instalação da UPP do Morro Chapéu Mangueira, o endereço simples passou a ser frequentado por gente de toda a cidade e por turistas. Comandado pelo pescador e mergulhador David Vieira Bispo, o lugar tem como chamariz a feijoada de frutos do mar (R$ 19,00 por pessoa). Preparado com feijão-branco, lula, polvo, peixe, camarão e mexilhão, o prato é o mais procurado nos fins de semana ? chegam a ser vendidas 200 unidades. Além da garrafa de 975 mililitros da Stella Artois (R$ 16,00), há cascos de 600 mililitros de Brahma, Antarctica, Skol (R$ 5,00 cada uma), Antarctica Original, Bohemia (R$ 7,00), Therezópolis (R$ 12,00) e das quatro versões da Colorado (R$ 20,00). Ladeira Ary Barroso, 66, loja 3 (Chapéu Mangueira), Leme, ☎ 7808-2200 (80 lugares). 12h/17h (sáb. e dom. até 20h). Cd: todos. ? Aberto em 2010.

BAR DO BACANA. O mais recente empreendimento do cearense Antônio Rodrigues, o nome à frente da rede Belmonte. No Leblon, foi anunciado como um endereço de cardápio popular e preços acessíveis. Diminuta, a lista de tira-gostos traz empadas abertas, especialidade da rede, nos sabores camarão com catupiry (R$ 6,00) e carne-seca com catupiry (R$ 6,00), além da versão fechada de frango (R$ 3,50). São dicas mais substanciosas a porção de iscas de frango (R$ 24,00) e a carne de sol com aipim e paçoca (R$ 27,00). No almoço entram em cena pratos executivos, como a feijoada, servida diariamente a R$ 25,00 por pessoa. Rua Cupertino Durão, 79, Leblon, ☎ 2259-4000 (38 lugares). 8h/1h (sex. e sáb. até 2h). Cc: M e V. Cd: R e V. ? Aberto em 2012.

BARRACA DA CHIQUITA. Bancos e mesas de madeira rústica contrastam com o colorido de bandeiras do Brasil e dos tecidos de chita espalhados por toda parte. Entre os pratos mais opulentos, fazem sucesso a paleta de cabrito assada na brasa, com baião de dois e aipim cozido (R$ 72,00, para duas pessoas), e o mistão para quatro (linguiça, carne de sol, costelinha de porco, peito de frango, batata frita, aipim frito e farofa; R$ 84,00), também com baião de dois. Dicas, digamos, leves, em comparação com o resto do cardápio, o caranguejo inteiro ao molho de leite de coco e farofa custa R$ 14,00 e o caldo de sururu é servido por R$ 12,00. Para beber, chope da Brahma (R$ 5,00 a tulipa) e caipirinha (R$ 8,00 a de limão; R$ 9,00 de outras frutas). Avenida Nordeste, lojas 9 e 11A (Feira de São Cristóvão), São Cristóvão, ☎ 3860-2929/2047 (520 lugares). 11h/16h (sex. e sáb. até 5h; dom. até 20h; fecha seg.). Entrada da feira: R$ 3,00 a R$ 20,00. Estac. (R$ 7,00). Cc: todos. Cd: todos. → ↔ www.barracadachiquita.com.br. Aberto em 2003.

CHAMPANHERIA

CHARLESTON BUBBLE LOUNGE. Uma porta de madeira e um vitral transportam o cliente para os anos 20, quando o ritmo que batiza a casa despontou e o Copacabana Palace, bem do outro lado da rua, foi inaugurado. A carta é composta de quarenta rótulos de champanhe legítimo e setenta de espumante. Entre as indicações há opções como os franceses Baron de Marck Brut (R$ 225,00) e Taittinger Brut (R$ 389,00). As garrafas de espumante Art Brut Casa Valduga (R$ 64,00), nacional, e Louis Perdrier (R$ 78,00), francês, são pedidas mais em conta. Da cozinha sai o magret de pato (R$ 37,90), especialidade local. A tábua de queijos, com brie, gruyère, roquefort, camembert, grana padano, picles e azeitonas, custa R$ 46,90 e serve cinco pessoas. Em porção para três, o camarão charleston, ao molho de tomate, limão, azeitona e queijo feta, sai por R$ 48,90. Há música ao vivo na quinta, apresentações de dança na sexta e um DJ a postos no sábado. Rua Rodolfo Dantas, 26, loja B, Copacabana, ☎ 3795-3158 (150 pessoas). 18h/1h (sex. e sáb. até 2h). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 12,00 (qui. e sáb.); R$ 30,00 (sex.). www.bubblelounge.com.br.

DRINQUES

ONE-TWENTY-ONE LOUNGE BAR. No Sheraton da Avenida Niemeyer, tem vista privilegiada para as praias do Leblon e de Ipanema. O menu exibe sessenta opções de drinque, entre elas cinco variações do mojito (R$ 18,00 cada uma). Além da versão tradicional, faz sucesso o red mojito, preparado com rum, limão, suco de amora, folhas de hortelã, açúcar e água tônica. Outro destaque é a seção frozen, que congela coquetéis clássicos, como a caipirinha (R$ 15,00) ou o cubano daiquiri (R$ 18,00). Para petiscar, a pedida é um bem apresentado filé aperitivo: cubos de carne salteada com shiitake e cebola ao molho madeira (R$ 29,00). Apreciadores de cerveja encontram marcas como Cerpa e Heineken (R$ 9,00 cada uma, em long neck). Avenida Niemeyer, 121, 6º andar (Sheraton Rio Hotel & Resort), Leblon, ☎ 2529-1122 (86 lugares). 14h/1h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 6,00 a primeira hora). www.sheraton-rio.com.br/gastronomia. Aberto em 1974.

HAPPY HOUR

BOTEQUIM JOAQUINA. De frente para a praia, no Leme, a primeira filial da casa no Humaitá tem na decoração, além das referências bem-humoradas aos tempos do Império, piso de madeira laminada e um lustre suntuoso. Chope gelado da Brahma (R$ 4,90 a caldeireta) e qualidade de atendimento acima da média explicam o sucesso dos dois endereços. Complete o programa pedindo o sonho de aipim recheado de carne-seca ou camarão com catupiry (R$ 19,00 a dupla). A porção de pastéis (R$ 21,00, dez unidades) pode chegar nos sabores couve com torresmo, frango com requeijão, carne-seca com requeijão, palmito com cheddar, tomate seco e umbigo de banana com carne moída. Rua Voluntários da Pátria, 448, lojas 3 e 4 (Cobal do Humaitá), Humaitá, ☎ 2527-1722 (200 lugares). 11h30/2h (sex. e sáb. até 4h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 4,00 a primeira hora) ?; Avenida Atlântica, 974, Leme, ☎ 2275-8569 (75 lugares). 11h30/2h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. →

www.joaquinabar.com.br. Aberto em 2007.

JOTA.Ó. É comandado por jovens moradores do Jardim Oceânico (daí o nome). Faz da calçada uma extensão do salão, que atrai o pessoal na faixa dos 20 anos. O despojamento da decoração não se estende ao cardápio, que traz opções elaboradas. Na seção de petiscos leves aparecem a bruschetta tradicional (R$ 16,90, duas unidades) e o ceviche de peixe branco (R$ 22,90 a taça), marinado no limão-siciliano, com cebola-roxa, pimentões e coentro. Quem prefere um belisquete mais encorpado pode optar pela picanha de sol com aipim frito (R$ 29,90) ou o filé aperitivo com molho de gorgonzola e chips de aipim (R$ 32,90). Na parte de drinques, as pedidas são os shots (R$ 8,90 cada um), a exemplo do que leva licor de pêssego, Baileys e grenadine, e sugestões de frozen (R$ 14,90) como o trident star (vodca, morango, limão e gengibre). O chope Brahma é servido na tulipa a R$ 3,90. Entre as geladas figuram as marcas Amstel (R$ 8,90, long neck), Antarctica Original, Serramalte e Heineken (R$ 6,90, 600 mililitros). Avenida Olegário Maciel, 231, loja F, Barra, ☎ 2135-3331/3332 (240 pessoas). 11h30/3h (dom. a partir de 14h30; seg. até 17h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ Aberto em 2011.

ODORICO BAR. Depois de passar por uma minuciosa restauração, o casarão tijucano de estilo eclético dos anos 20 passou a abrigar a primeira filial do pé-limpo. Como convém aos botecos arrumados, há petiscos elaborados, a exemplo do crocante bolinho de parmesão (R$ 14,20). Entre as porções sobressaem mix de salsichas (R$ 21,00), filé aperitivo acebolado com aipim frito e queijo (R$ 48,50) e o mix odorico (R$ 48,80), que traz linguiça calabresa, filé-mignon ou frango, queijo derretido e aipim frito. As mesas são abastecidas de chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa) e cerveja em garrafa: a Antarctica Original e a Bohemia custam R$ 8,00. Rua Voluntários da Pátria, 31, Botafogo, lojas C e D, ☎ 2266-3773, ? Botafogo (180 lugares). 15h/3h. Cc: todos. Cd: todos; Rua Professor Gabizo, 135, Tijuca, ☎ 3172-6734, ? Afonso Pena (400 lugares). 17h/2h (dom. a partir das 15h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 13,00). ? ↔ Aberto em 2011.

MÚSICA AO VIVO

CAFÉ CULTURAL SACRILÉGIO. No casarão onde morou o violonista João Pernambuco (1883-1947), a música ainda é ouvida, tocada por atrações ao vivo de terça a sábado. Completam o programa chope (R$ 6,50, 300 mililitros) e cerveja (R$ 8,50, 600 mililitros) da marca Devassa, além de caipirinha de limão (R$ 10,00). Na quarta há promoção de cerveja de garrafa em dobro. No cardápio de nomes sugestivos figuram o sacrilégio, campeão de pedidos, que leva à mesa carne-seca acebolada e aipim (R$ 35,00), e o desconjuro de sogra, apelido da porção de frango à passarinho (R$ 26,00). Avenida Mem de Sá, 81, Lapa, ☎ 3970-1461 (170 lugares). 19h/2h (sex. até 4h; sáb. 20h/4h; fecha dom. e seg.). Couvert art.: R$ 20,00 (ter. a qui.) e R$ 30,00 (sex. e sáb.). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ www.sacrilegio.com.br. Aberto em 2001.

QUINTAL CARIOCA. Fica quase em frente ao concorridíssimo Rio Scenarium. Todos os dias recebe música ao vivo ao estilo voz e violão e aos fins de semana o segundo andar vira uma boate dedicada a gêneros variados. Na decoração, a fórmula consagrada em outros bares da região se repete, com paredes de tijolo aparente e painéis nos quais se avistam pontos turísticos da cidade. No cardápio, fazem sucesso a porção de pastéis (R$ 25,00, seis unidades, de carne, queijo, camarão, carne-seca ou palmito) e os bolinhos de bacalhau (R$ 22,00, oito unidades). Para beber, vá de chope Itaipava (R$ 4,50 a tulipa) ou peça uma das cervejas (R$ 7,00 a Itaipava de 600 mililitros; R$ 17,00 a Petra Aurum ou a Schwarzbier, 500 mililitros). Rua do Lavradio, 25, Centro, ☎ 2507-8044 (550 lugares). 10h/1h (seg. até 17h; qui. e sex. até 5h; sáb. 17h/5h; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Entrada: R$ 25,00 (sex. a sáb. a partir de 22h30). ? ↔ Aberto em 2011.

PARA DANÇAR

LA ESQUINA. No movimentado cruzamento da Rua do Lavradio com a Avenida Mem de Sá, a casa aposta na carta de drinques caprichada, assinada pelo uruguaio Fabian Martinez, e nos tira-gostos que fogem da mesmice, aos cuidados de seu conterrâneo, e chef, Hernan Olguin. O la isla bonita (R$ 26,90) é preparado com vodca Absolut Citron, curaçao blue, abacaxi, limão e manjericão. Pelo mesmo preço, o drinque batizado com o nome do bar reúne vodca Absolut Mango, xarope de tangerina, tangerina fresca, abacaxi, mel e gengibre. Cogumelos-de-paris chegam à mesa recheados de mussarela de búfala temperada e molho de shiitake e manjericão (R$ 25,00, oito unidades). Outra dica, o chivito, espécie de bauru uruguaio, é montado com filé-mignon, peito de peru, mussarela, bacon, pimentão, cebola, salada e ovo e vem acompanhado de batata frita (R$ 18,90). A programação artística diária tem música ao vivo e DJs residentes. Avenida Mem de Sá, 82, sobrado, Lapa, ☎ 2507-3435 (110 lugares). 18h/2h (qui. até 4h; sáb. 20h/4h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Couver art.: R$ 10,00 (ter. e qua.). Entrada: R$ 15,00 a R$ 20,00 (qui. a sáb.). www.

laesquina.com.br. Aberto em 2012.

TRADICIONAL

JOBI. Frequentada por diversas tribos e gerações, a casa dos irmãos portugueses Manuel e Narciso Rocha tem sempre uma legião nas mesas, no balcão ou na fila de espera. Com todo esse movimento, o frescor do chope é garantido. Na caldeireta, a bebida custa R$ 5,50 e é pedida obrigatória para acompanhar elogiadas empadinhas de palmito (R$ 3,50), camarão ou frango (R$ 3,30 cada uma). Porções de queijos portugueses de ovelha, da ilha e bola custam R$ 33,00 cada 130 gramas. Faz sucesso também a sardinha portuguesa frita ou grelhada (R$ 18,00, duas unidades). Um painel do artista Nilton Bravo, apelidado de Michelangelo dos botequins, enfeita o salão. Avenida Ataulfo de Paiva, 1166, loja B, Leblon, ☎ 2274-0547 (40 lugares). 9h/4h (sex. e sáb. até 5h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1956.

VINICIUS. Uma das cantoras favoritas de Vinicius de Moraes (1913-1980), com quem dividiu palco e estúdio, Maria Creuza costuma se apresentar na casa de quinta a domingo. Esse tradicional reduto de bossa nova se divide em dois ambientes: o bar, no 1º andar, e o espaço para espetáculos de clima intimista, no 2º, onde se cobra entrada. Da Brahma, o chope pode ser servido na tulipa (R$ 4,50) ou no copo menor de 200 mililitros (R$ 3,90), conhecido ali como poetinha ? apelido com o qual Vinicius não simpatizava, aliás. No térreo são oferecidos petiscos triviais, a exemplo do quibe com hortelã (R$ 20,00, dez unidades), do filé aperitivo com cebola (R$ 34,00 a porção) e do bolinho de bacalhau (R$ 21,00 a dúzia). Rua Vinicius de Moraes, 39, Ipanema, ☎ 2523-4757 (130 lugares). 11h/2h. Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 25,00 a R$ 50,00 (a partir das 21h30). Estac. c/manobr. www.viniciusbar.com.br. Aberto em 1977.

Fonte: VEJA RIO