ROTEIRO DA SEMANA

Bares

Percorremos os melhores bares do Rio para avaliar os comes e bebes que você deve pedir

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

botequins

Belmonte

A unidade do Jardim Botânico foi a segunda da rede a passar por um senhor banho de loja, depois da filial do Leblon, transformada em 2012. Reabriu no início deste ano, após três meses de reforma. Entre as novidades do cardápio são pedidas atraentes as mais de quinze opções de pincho (R$ 6,90 cada uma), tira-gostos que variam a cada dia. Duas sugestões são as de presunto de Parma com queijo de cabra e de brie com damasco. Também é recém--chegada a porção de caftas (R$ 15,50, cinco unidades), temperadas com cominho e escoltadas por molho de iogurte e hortelã. O chope bem tirado (R$ 6,50, da Brahma) agora concorre com opções de frozen, a exemplo do tamarindo (R$ 21,00, com rum, pêssego e maçã verde, além da fruta que o batiza).

Praia do Flamengo, 300, loja B, Flamengo, ☎ 2552-3349 (58 lugares). 9h/2h. Cc: D, M e V. Cd: todos; Rua Jardim Botânico, 617, Jardim Botânico, ☎ 2239-1649 (500 lugares). 11h30/3h. Cc: todos. Cd: todos. Mais seis endereços. www.botecobelmonte.com.br. Aberto em 2002.

Buteco da Praça

Reduto de tradicionais botequins, a região da Praça São Salvador, em Laranjeiras, ganhou, no fim de 2013, este simpático reforço boêmio. Geladíssimos cascos de Antarctica Original (R$ 8,50) reinam no diminuto salão. No cardápio, chama atenção o bolinho de bacalhau produzido na própria casa (R$ 4,00 a unidade), uma receita de família.

Rua São Salvador, 1, loja D, ☎ 3522-3649 (45 lugares). 11h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2013.

Imaculada Bar e Galeria

Às mesas do misto de bar, restaurante e galeria de arte chegam delícias locais como surpresa da capadócia (R$ 21,90), porção de linguiça calabresa com raki (bebida típica turca), cebola, creme de aipim, pimenta-vermelha e pão árabe para acompanhar. Outra dica é o perfumado santíssima trindade (R$ 22,90), reunião de fígado, coração e moela. Cascos de Antarctica Original (R$ 10,50) completam o programa. Durante o concurso Comida di Buteco a música ao vivo será suspensa para atender ao esperado crescimento de público.

Ladeira João Homem, 7, Morro da Conceição, ☎ 2253-3999 (78 lugares). 11h/22h (fecha dom.). ? ↔ www.barimaculada.com.br. Aberto em 2010.

Z-Bar

Diego Gonzalez já passou pela cozinha da Confeitaria Colombo e do Miam Miam. Depois de dar expediente no Botero Bar, não foi muito longe ? inaugurou em janeiro, na loja ao lado, o seu próprio boteco. O talento do chef com as panelas aparece nos petiscos. O tapiocoalho (R$ 21,00) traz quadradinhos de tapioca com queijo coalho, acompanhados de deliciosa geleia de pimen¬ta-cambuci. No oswaldinho (R$ 38,00), Souza entrega uma versão tira-gosto do tradicional filé à oswaldo aranha: cubinhos de filé grelhado, alho frito, farofa de ovos e batata. A lista de bebes tem caipirinhas (a R$ 14,00, com cachaça Seleta) e uma seleção ainda reduzida de cervejas, na qual sobressai a Serramalte bem gelada (R$ 9,20 a garrafa de 600 mililitros).

Rua das Laranjeiras, 90, Laranjeiras (Mercado São José), ☎ 3903-9779 (40 lugares).

18h/0h30 (fecha dom. e seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2014.

champanheria

Zee Champanheria

Bem cuidada, a carta de espumantes traz trinta sugestões, entre opções nacionais, francesas, italianas, espanholas e portuguesas. Na ala premium, a garrafa do francês Taittinger Prestige Rosé é vendida por R$ 420,00. Uma dica diferente é o clericot (R$ 70,00 a jarra de 1 litro) criado pelo sócio Léo Coragem: refrescante, a bebida leva espumante, vodca aromatizada ao gosto do freguês, maçã verde, morango, kiwi e abacaxi. O atraente cardápio elaborado pelo chef Alex Roppe traz sugestões como risotos, em porções individuais. Para beliscar, aposte no queijo de coalho empanado com gergelim, escoltado por geleia de pimenta (R$ 30,00).

Rua Conde Bernadotte, 26, loja 124, ☎ 3437-3613. 18h/1h (fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2013.

chope e cerveja

Boteco Colarinho

Caprichada, a lista de comes exibe bolinhos vendidos por unidade, como o de arroz de brócolis com bacalhau (R$ 4,90), a saborosa versão de polenta e rabada (R$ 6,50) e a receita de abóbora com carne-seca (R$ 5,50). São sugestões mais recentes as versões de arroz à piemontesa, recheada de fi¬lé, e de baião de dois (R$ 6,50 cada uma). Das nove torneiras de chope, três trazem marcas fixas e seis variam. O colarinho weiss (R$ 8,90, 400 mililitros) e o colarinho pilsen (R$ 5,90, 300 mililitros) estão na primeira lista.

Rua Nelson Mandela, 100, loja 127, Botafogo, ☎ 2286-5889, ? Botafogo (78 lugares). 12h/2h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2010.

cevicherias

Escobar

Com cardápio assinado pelo badalado chef boliviano Checho Gonzales, a casa oferece especialidades como o trio de causas (R$ 38,00), prato típico limenho. A sugestão traz camarão, polvo e cogumelos marinados sobre purê de batata-baroa. Na carta de drinques, elaborada por Gustavo Stemler, ex-Meza Bar e El Born, figuram invenções como o brazilian girls (R$ 22,00), feito com cachaça Seleta, suco de maçã, xarope de romã e sour mix.

Rua General San Martin, 359, Leblon, ☎ 2259-9482 e 2274-8871 (120 lugares). 12h/1h (qui. até 2h; sex. e sáb. até 3h; fecha segunda). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2013.

La Carioca

Variações em torno da típica receita andina de peixe cozido no limão inspiram o cardápio da casa, com matriz no Jardim Botânico e filial em Ipanema. Na lista de petiscos figura o barranquito (R$ 23,00), ceviche de peixe branco com abacate, suco de limão, azeite e pimenta peruana. Novidade, o ahi poke (R$ 26,00), de inspiração havaiana, é feito de atum em marinada de shoyu, molho de ostras, rabanete, algas e cebolinha. Para beber, prove o pisco punch (R$ 21,00), mistura de psico, capim-limão macerado, suco de abacaxi, maracujá e Grenadine.

Rua Maria Angélica, 113-A, Jardim Botânico, ☎ 2226-8821 (50 lugares). 18h30/0h (qui. a sáb. até 2h); Rua Garcia d?Ávila, 173, Ipanema, ☎ 2522-8184 (40 lugares). 18h/0h (sex. e sáb. até 2h). Cc: todos. Cd: todos. www.lacarioca.com.br. Aberto em 2011.

música ao vivo

Bip Bip

Com apenas 18 metros quadrados, o diminuto salão tem na programação musical o seu maior apelo. A agenda contempla vários gêneros: choro na segunda e na terça, bossa nova na quarta e samba na quinta, na sexta e no domingo. O proprietário, Alfredo Jacinto de Melo, o Alfredinho, é conhecido pela generosidade e pela impaciência com o público mais falador ? não se acanha em reprimir quem conversa durante as apresentações. Os próprios clientes pegam nos freezers latas de Itaipava, Brahma, Skol e Antarctica (R$ 4,00 cada uma). Para beliscar, a lista reduzida inclui porções de salaminho e de queijo provolone (R$ 14,00, 100 gramas).

Rua Almirante Gonçalves, 50, loja D, Copacabana, ☎ 2267-9696 (20 lugares). 19h/1h. Aberto em 1968.

tradicional

Adega Pérola

No salão ficam apenas sete mesas de madeira com banquetas fixas, prateleiras abarrotadas de garrafas, cartazes amarelos rabiscados com preços e, a grande atração local, a vitrine repleta de acepipes, vendidos em porções de 100 gramas. Na lista grande, dois clássicos são polvo ao vinagrete (R$ 20,00) e o imperdível alho espanhol (R$ 14,00), crocante e sem a ardência característica. Pertencem a uma leva mais recente o salmão (R$ 22,00) e o hadoque (R$ 24,00) defumados, além de lagosta ou cavaquinha ao vinagrete (R$ 22,00). Bem tirado, o chope da Brahma (R$ 6,00) é servido na tulipa.

Rua Siqueira Campos, 138, loja A, Copacabana, ☎ 2255-9425, ? Siqueira Campos (60 lugares). 10h/1h (fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1957.

Fonte: VEJA RIO