Roteiro da Semana

Bares

Por: Rafael Sento Sé - Atualizado em

AMBRE CUISINE. Depois de uma reforma de oito meses, o casarão em Botafogo ganhou três ambientes requintados: o salão no térreo, o jardim de inverno nos fundos e um mezanino. A mesa coletiva logo à direita de quem entra e as cadeiras de acrílico em tons de rosa emprestam colorido à decoração. Com passagem pelo Hotel Insólito, em Búzios, o barman Bary cuida da carta de drinques. Obtém saboroso equilíbrio ao misturar acerola, maracujá, limão e vodca (R$ 19,00), na sugestão que leva o nome da casa. Sequinho, o croquete de queijo de coalho (R$ 21,00, quatro unidades) é acompanhado de melado. No ponto certo, a robata de mignon suíno, abacaxi grelhado e molho pesto (R$ 19,00) é outra pedida apetitosa, assim como o escondidinho (R$ 23,00) de batata-baroa e carne de cordeiro. Rua Visconde Silva, 21, Botafogo, ☎ 2286-6904 (68 lugares). 18h30/1h (sex. e sáb. 18h/2h). Cc: todos. Cd: todos. Manobr. (R$ 12,00). → ? ↔

BAR BADA. Autêntico representante da categoria pé-sujo, é comandado pelo boa-praça Eduardo Couto. Num pedaço mais sossegado da Praça Santos Dumont, distante da balbúrdia do Baixo Gávea, ele serve cerveja gelada a preços honestos para ser consumida de pé, no balcão ou em mesinhas de apoio. A garrafa de 600 mililitros de Brahma ou de Antarctica custa R$ 4,00. A de Skol ou Itaipava sai por R$ 3,50. Para beliscar, tem sardinha frita (R$ 2,00), jiló na água e sal (R$ 1,00), moela (R$ 6,00 a porção) e linguicinha mineira (R$ 2,00 a unidade). Praça Santos Dumont, 6, loja A, Gávea, ☎ 2512-0993. 6h/22h. Aberto em 1960.

BOTEQUIM DO ITAHY. A varanda voltada para a Praça Nossa Senhora da Paz torna-se ainda mais disputada nos dias de calor intenso. Na decoração, chamam atenção as portas de madeira instaladas no teto fazendo as vezes de forro. Atrai clientela variada que vai de moradores das redondezas a turistas. No cardápio simples há triviais porções de bolinho de bacalhau (R$ 18,00, dez unidades) e croquetes (R$ 17,00, dez unidades) preparados com recheios de carne ou de camarão. Para beber, vá de chope Brahma (R$ 3,80 a caldeireta) ou de caipirinha de limão (R$ 9,00). Das oito unidades da rede, duas ficam em Ipanema, uma no Leblon e cinco no Centro. Rua Barão da Torre, 334, Ipanema, ☎ 2522-2919 (120 lugares). 12h/2h (sex. e sáb. até 4h). Cc: todos. Cd: todos. ?; Avenida Ataulfo de Paiva, 1060, loja C, Leblon, ☎ 2512-7446 (105 lugares). 11h/3h. Cc: todos. Cd: todos. ? Mais seis endereços. Aberto em 1971.

CHAMPANHARIA OVELHA NEGRA. Azulejos azuis e brancos dão um toque retrô ao ambiente do casarão. Fique atento aos quadros negros no alto da parede ? ali são anunciadas as promoções do dia. De uma banheira antiga repleta de gelo saem garrafas do espumante nacional Salton Brut (R$ 39,00) e do Casa Valduga Brut 130 (R$ 88,00), combustível para a azaração. Lançada em março, a bebida rosé de marca própria (R$ 58,00) é feita com uvas pinot noir e sangiovese e já conquistou duas medalhas em concursos internacionais. A lista de champanhes genuínos inclui Moët Chandon Imperial (R$ 234,00). Enxuta, a seleção de tira-gostos dá conta do recado com quiche nos sabores alho-poró, três queijos ou cebola, escoltada por salada verde (R$ 14,00), e tábua de salmão defumado, cream cheese e pepino em rodelas, acompanhada de pães preto e árabe (R$ 34,00). Rua Bambina, 120, Botafogo, ☎ 2226-1064, ? Botafogo (90 pessoas). 17h30/0h (fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2005.

CLUBE DO TACO. Reduto tradicional de entusiastas da sinuca, o lugar conta com oito mesas de dimensões oficiais espalhadas sobre piso xadrez em preto e branco. Para jogar, pagam-se R$ 15,00 por hora. Em respeito ao feltro, são oferecidas aulas aos iniciantes. Entre uma tacada e outra, os clientes bebem cerveja em garrafa das marcas Antarctica Original (R$ 6,00), Brahma, Skol e Antarctica (R$ 5,00 cada uma) e beliscam petiscos clássicos, como porções de frango à passarinho (R$ 18,00), carne-seca acebolada com aipim (R$ 25,00) e linguiça calabresa flambada na vodca (R$ 20,00). Curiosidade: o endereço é bastante procurado para comemorações de aniversário. Rua Barata Ribeiro, 655, loja E, Copacabana, ☎ 2255-4934 (30 lugares), ? Cantagalo. 14h/3h (dom. 16h/1h). Cc: todos. Cd: todos. ↔ www.clubedotaco.com.br. Aberto em 1980.

COPA & ARTE CREPERIA. Atração principal do quiosque de sexta a domingo, os shows de voz e violão têm repertório baseado em clássicos da MPB e costumam atrair os turistas que passeiam pela orla. No embalo, os espectadores aproveitam para bebericar drinques adocicados como o boca loka (morango, sorvete e vodca; R$ 9,99). O chope Brahma sai por R$ 4,20 (a tulipa). Para beliscar, o cardápio apresenta crepes de mussarela, tomate e manjericão e de queijo e presunto (R$ 14,90 cada um). Avenida Atlântica, quiosque 13 (Posto 3, entre as ruas República do Peru e Paula Freitas), Copacabana, ☎ 7832-0127, ? Cardeal Arcoverde (72 lugares). 11h/0h (sáb e dom. a partir das 10h) ? ? ↔ Aberto em 2006.

DEVASSA. A rede carioca hoje estende seus domínios por outros seis estados. Na decoração das casas, uma marca registrada é o ladrilho hidráulico em preto e branco com desenho de palmeira. Aberta no mês passado, a unidade do Jardim Oceânico na Barra é a décima loja na cidade. O forte é o chope de fabricação própria, que custa entre R$ 4,90 e R$ 7,90, dependendo do estilo. Em drinques inusitados como o kátia flávia (R$ 14,90), o chope aparece misturado a uísque, suco de tangerina, hortelã e gengibre. Entre os petiscos, são pedidas substanciosas a porteña (R$ 51,90), reunião de picanha fatiada, batata frita, farofa de bacon, alho assado, cebola frita e molho à campanha, e o primeirão (R$ 52,90), um corte de contrafilé e costela finalizado na chapa e servido com manteiga de alecrim. Os preços podem variar de acordo com a filial. Rua Prudente de Morais, 416, Ipanema, ☎ 2522-0627, ? General Osório (170 lugares). 12h/2h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔; Rua Olegário Maciel, 130, loja C, Barra, ☎ 2493-3028 (100 lugares). 12h/0h (qui. até 1h; sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. www.devassa.com.br. Mais oito endereços. Aberto em 2002.

EMPÓRIO. Reduto alternativo dedicado ao rock, atrai grunges, góticos e outras tribos que recorrem ao simpático casarão para assistir a apresentações ao vivo ou simplesmente bebericar e jogar conversa fora. Marca registrada da casa, o chope tango, misturado com groselha, custa R$ 5,00, enquanto o convencional da Brahma sai a R$ 3,80. Completam o programa a tábua dos bruxos (R$ 24,00, com torrada de alho, pães variados, uma pasta, dois frios, dois queijos e um molho) e porções variadas, a exemplo da que traz cubos de frango empanados (R$ 15,00). Figura popular no pedaço, o maître Vicente Machado morreu vitimado por um câncer no último dia 10 e causou comoção na clientela. Uma visita em peso para homenageá-lo chegou a interditar o trecho entre as ruas Visconde de Pirajá e Prudente de Morais. Rua Maria Quitéria, 37, Ipanema, ☎ 3813-2526 (92 lugares). 20h/4h. Cd: todos. Entrada para shows no 2º andar: R$ 10,00. Aberto em 1982.

ESPETINHO & ETC. Tradição nas ruas e um dos vilões do choque de ordem, o churrasquinho no espeto ganhou um endereço quase só para ele, no Condado de Cascais. Com preços razoáveis, o novo negócio mira os alunos que vão frequentar a área quando a faculdade Ibmec estiver em funcionamento, bem do outro lado da rua. São oferecidas 24 sugestões preparadas na brasa, servidas ao lado de farofa e molho à campanha. Em meio a tanta variedade, poucas pedidas surpreendem. Uma delas é o saboroso enroladinho de carne recheado de queijo (R$ 6,50). Pelo mesmo preço pode-se provar a sugestão de medalhão de carne. A parte dedicada a carnes nobres tem versões de picanha, cordeiro e filé-mignon (R$ 8,00 cada uma). Fora do palito, encontram-se o pão de alho (R$ 4,50) e o galetinho seco e crocante (R$ 10,00). O cardápio etílico também é econômico. Dedique-se ao gelado chope Brahma (R$ 4,50 a caldeireta) ou à caipirinha de limão (R$ 9,00). Avenida Armando Lombardi, 800, loja 100 (Condado de Cascais), Barra, ☎ 2135-0762 (20 lugares). 11h30/0h (seg. até 19h; sáb. e dom. a partir das 14h). Cc: todos. Cd: todos. → ↔ Aberto em 2011.

GAROTA DE IPANEMA. Graças ao dia em que Tom Jobim e Vinicius de Moraes avistaram Helô Pinheiro, a caminho do mar, o lugar ? que na época se chamava Veloso ? virou atração turística. Estrangeiros, quase sempre acompanhados de caipirinha de limão (R$ 7,00), e nativos dividem espaço no salão, adornado com uma foto da garota de Ipanema no auge da forma. Para beber, também há chope Brahma (R$ 4,50), companhia para a porção de bolinho de bacalhau (R$ 24,00, doze unidades). Também tem boa procura a farta picanha brasileira (R$ 76,00), acompanhada de arroz à grega, batata frita, farofa à brasileira e molho à campanha. É preciso estar preparado para ouvir o grupo de samba que bate ponto na calçada, mas nada que atrapalhe o programa. Rua Vinicius de Moraes, 49, loja A, Ipanema, ☎ 2523-3787 (140 lugares). 12h/2h. Cc: todos. Cd: todos. www.garotadeipanemabrasil.com.br. Aberto em 1979.

HIPÓDROMO. Apesar de ser a maior casa do Baixo Gávea, fica difícil encontrar lugar na noite de quinta, a mais movimentada. No fim de semana, no almoço, a disputa também é grande e é preciso chegar cedo para poder provar a feijoada (R$ 59,90, para dois), no sábado, ou o cozido (R$ 71,90), atração dominical. A badalação noturna é regada a chope Brahma (R$ 4,50 a tulipa). Cortadas à francesa, as pizzas margherita (R$ 38,00) e calabresa (R$ 37,60), ambas com 30 centímetros de diâmetro, fazem as vezes de tira-gosto. Também tem picanha com arroz branco, farofa, molho à campanha e batata frita (R$ 68,90, para dois). Praça Santos Dumont, 108, Gávea, ☎ 2274-9720 (240 lugares). 12h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1948.

INFORMALZINHO. Em um acanhado ponto comercial na entrada da Galeria River, no Arpoador, a rede instalou sua versão miniatura. De mármore, o balcão ocupa metade do espaço interno. Também há mesas na calçada. Dois carros-chefes do cardápio de tira-gostos são a coxinha de galinha com catupiry (R$ 3,20 a unidade) e o saboroso jiló frito (R$ 8,90 a porção). Ambos caem bem ao lado do chope Brahma (R$ 4,70 a caldeireta). Servidos na chapa, o mineirinho (R$ 49,90) traz lascas de filé-mignon acebolado, queijo e aipim frito e o carioquinha (R$ 39,90) leva frango, queijos gorgonzola e provolone e batata frita. Do balcão de acepipes, por R$ 22,90, escolhem-se cinco opções entre sugestões como berinjela refogada, canapé de carpaccio e blanquet de peru com azeitona. Rua Francisco Otaviano, 67, loja C (Galeria River), Copacabana, ☎ 2247-7591 (60 lugares). 11h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ? → ↔ www.botequiminformal.com.br. Aberto em 2009.

JOIA. Apesar de simples, ganhou notoriedade por ficar na esquina onde o bloco Suvaco de Cristo se concentra no dia de seu desfile no Carnaval. No resto do ano, é aquele típico botequim de bairro onde a vizinhança se encontra. Há lugares no salão e na varanda, em meio a um freezer da Kibon e ao forno elétrico de padaria. Para acompanhar o chope Brahma (R$ 3,80 a tulipa), escolha entre frango à passarinho (R$ 25,00) e pernil aperitivo (R$ 30,00). Rua Jardim Botânico, 594, Jardim Botânico, ☎ 2539-5613 (120 lugares). 6h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1956.

MANOEL & JUAQUIM. Precursor dos botecos de rede, é uma criação do autor e diretor teatral Abílio Fernandes. Começou no Engenho de Dentro na década de 90 e se espalhou pela cidade com decoração e cardápio irreverentes. A batata frita juaquim (R$ 20,60), porção coberta de linguiça e alho, e o bolinho de bacalhau (R$ 19,60, oito unidades) estão presentes em todas as lojas. Outras pedidas podem ser a porção de bolinho de mandioquinha com queijo de coalho (R$ 15,10, seis unidades) e a linguiça na régua (R$ 18,60, 50 centímetros). Se a ideia for almoçar, tem picanha fatiada (R$ 41,90, para dois) na chapa, guarnecida de arroz, molho à campanha, batata frita e farofa. O chope é da Brahma (R$ 4,10 a tulipa). Na versão escura há acréscimo de R$ 0,10. Aviso: os preços podem variar dependendo da filial. Rua Almirante Tamandaré, 77, Flamengo, ☎ 2556-7385, ? Largo do Machado (240 lugares). 11h/1h. Cc: todos. Cd: todos ? →; Rua Pernambuco, 384, Engenho de Dentro, ☎ 2592-5131 (124 lugares). 17h/0h30 (sex. e sáb. até 1h30; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Mais oito endereços. www.manoelejuaquim.com.br. Aberto em 1994.

MUD BUG. Um dos itens mais chamativos na parede atrás do balcão é um pedaço da frente de um automóvel esportivo vermelho. Outras peças curiosas, como uma colorida jukebox, fazem parte da decoração do lugar, algo entre um pub e um bar de filme de faroeste. Nove televisões transmitem jogos de futebol e garantem a lotação nos dias de partida exibida ao vivo. Da Irlanda vêm as escuras Guinness (R$ 22,90) e Murphy?s (R$ 19,90). Para acompanhar a bebida há porções de anéis de cebola empanados (R$ 15,90) e de asas de frango refogadas na pimenta calabresa e na cebola (R$ 22,90, seis unidades). Sucesso absoluto, a batata frita (R$ 16,90) é coberta por queijo cheddar e bacon. A filial da Rua Rodolfo Dantas tem ares de boate e cobra entrada. Rua Paula Freitas, 55, loja A, Copacabana, ☎ 2235-6847, ? Cardeal Arcoverde (120 pessoas). 17h/2h (dom. 16h/0h). Cc: todos. Cd: todos. ?; Rua Rodolfo Dantas, 16, loja A, Copacabana, ☎ 2543-5052, ? Cardeal Arcoverde (300 pessoas). 17h/3h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. (R$ 10,00). Entrada: R$ 16,00. ↔ www.mudbug.com.br. Aberto em 2003.

Q. Balcão de mármore de Carrara, sofá assinado pelo premiado designer Zanini de Zanine e iluminação do profissional do teatro Maneco Quinderé são alguns dos sinais aparentes de requinte encontrados na casa dos mesmos donos do restaurante Quadrucci. Arrojada, a varanda se integra de forma interessante tanto ao salão interno quanto à calçada. Assinados pela bartender Lara Jennings, revelada pelo Londra, do Hotel Fasano, os drinques são surpreendentes. Intenso, o lemon grass (R$ 25,00) reúne vodca Absolut de limão, capim-limão, limoncello e carambola. Já o jungle (R$ 27,00) é uma mistura de pepino, vodca Absolut de pera, suco de melancia, limão, banana e soda. Mais em conta, a caipirinha de caju com cravo (R$ 15,00) é deliciosa. O forte na parte de comes são os tartares. Além da tradicional receita de carne (R$ 25,00), são servidas versões de frutos do mar e de atum com abacate (R$ 29,00). Outra sugestão, o mix de boteco (R$ 35,00) traz duas coxinhas de pato e miniporções de dado de tapioca com queijo grana padano e de ovo de codorna com maionese trufada. Rua Dias Ferreira, 617, Leblon, ☎ 2113-0564/0594 (60 lugares). 18h/1h. Cc: D, M e V. Cd: todos. → ? ↔ Aberto em 2011.

QUIOSQUE DO PÃO DE QUEIJO. Aberto 24 horas, é boa pedida para a saideira, mas o forte do movimento se dá mesmo nos dias ensolarados ? quando banhistas sobem até o calçadão para tomar chope Brahma (R$ 4,00, 300 mililitros) e caipivodca de limão (R$ 9,00). A guloseima que dá nome ao ponto é vendida nas versões simples (R$ 1,50) ou recheada de catupiry (R$ 2,50). Da vitrine de vidro saem ainda croissant de queijo e presunto e folhado de frango com requeijão (R$ 4,00 cada unidade). Avenida Vieira Souto, quiosque 9 (em frente ao número 370), Ipanema, ☎ 3902-0497 (24 lugares). 24 horas. Aberto em 1993.

Quiosque do Português. À primeira vista é apenas mais um quiosque da orla, mas a impressão se desfaz depois de uma espiada no cardápio. São listados pouco mais de vinte rótulos de vodca, alguns só encontrados ali e garimpados pelo proprietário Carlos Alves. Entre as raridades estão a canadense Crystal Red, que vem numa garrafa em forma de caveira, e a texana artesanal Tito?s. As duas entram no preparo de saborosas caipivodcas com preços a partir de R$ 13,00 (à base de bebida nacional). Um dos maiores sucessos do inverno é a mistura de manga com amora. Para comer, escolha entre camarão empanado com catupiry (R$ 28,00, quinze unidades) e croquete de queijo mussarela com alho (R$ 22,00, quinze unidades). Novidade, o delícias do mar (R$ 42,00) traz lulas empanadas recheadas de camarão na companhia de molhos de gengibre e de maçã com shoyu. Avenida Delfim Moreira, quiosque 5 (em frente à Rua José Linhares), Leblon, ☎ 8308-1373 (30 lugares). 8h30/20h (sex. e sáb. até 23h). ? ? ↔ http://quiosquedoportugues.blogspot.com Aberto em 2002.

SALETE. Com mais de meio século de tradição, a casa tem duas marcas registradas: os azulejos azuis e brancos do salão e as criações à base de camarão em quantidade e tamanho generosos. Nem pense duas vezes e comece pela empada (R$ 2,90 a unidade) de massa amanteigada. O crustáceo também aparece no pastel de camarão (R$ 16,00, seis unidades), na porção servida ao alho e óleo (R$ 35,00) e no risoto (R$ 60,00). Para quem não é muito chegado a frutos do mar, tem empada de palmito (R$ 2,70) e porção de frango à passarinho (R$ 22,00). Para beber, escolha entre chope Brahma (R$ 4,00, 300 mililitros) e caipirinhas (R$ 10,00) de frutas como kiwi, lima-da-pérsia e caju. Um mezanino é o ambiente mais reservado. Rua Afonso Pena, 189, Tijuca, ☎ 2264-5163, ? Afonso Pena (52 lugares). 11h/22h (sex. até 23h; sáb. até 20h; dom. até 18h). Cc: todos. Cd: todos. ? ↔ www.restaurantesalete.com.br. Aberto em 1957.

SALOON 79. A casa ficou conhecida ? e concorrida ? por conta dos festivais de rock?n?roll comandados por bandas cover, que continuam agitando as noites de sexta e sábado. Nos outros dias, a programação segue com bandas de repertório próprio, privilegiando várias vertentes do rock. Além de sinuca mata-mata (R$ 2,00 a ficha), há uma máquina de pinball do jogo Cavaleiro Negro (R$ 2,00 a ficha). O salão é decorado por objetos que remetem ao velho oeste e ao universo easy rider. No fundo, fica o palco. Para beliscar, há opções como a porção de calabresa apimentada (R$ 23,90), flambada no conhaque e na tequila, mas os hambúrgueres são o carro-chefe. O touro sentado (R$ 20,90), com 200 gramas de carne e queijo cheddar, é acompanhado de salada e batatas fritas. Garrafas long neck de Bohemia (R$ 5,20), Heineken e Stella Artois (R$ 6,20 cada uma) ganharam a companhia do chope Therezópolis Gold (R$ 7,30 a caldeireta). Rua Pinheiro Guimarães, 79, Botafogo, ☎ 3239-0735 (50 lugares). 20h/4h (fecha seg. e ter.). Cc: A, M e V. Cd: todos. Entrada (a partir das 22h): R$ 15,00. saloon79.wordpress.com. Aberto em 2002.

SEMENTE. Celeiro de novos talentos, a casa tem importância histórica para a cena musical carioca. Abrigou as primeiras apresentações de nomes como Yamandu Costa, Teresa Cristina, Nicolas Krassik e o grupo Casuarina. O violonista Zé Paulo Becker ainda dá expediente por lá às segundas. Com exceção de sexta, há música ao vivo todos os dias. A lista de petisco limita-se a tábuas de frios e queijos (R$ 35,00 a mista) e sanduíches. Na baguete ou na ciabatta, o napolitano (R$ 16,00) leva recheio de provolone, tomate, manjericão fresco, alface roxa e azeite de oliva. É acompanhado de batatas chips. Complete o programa com cervejas Antarctica Original e Bohemia (R$ 7,00 a garrafa de 600 mililitros). Também tem Antarctica, Skol e Brahma a R$ 6,00. Rua Joaquim Silva, 138, Lapa, ☎ 2507-5188 (80 lugares). 20h/2h (fecha sex.). Couvert art.: R$ 12,00 a R$ 20,00. Aberto em 1998.

SHELTER BAR. Bandeiras de diferentes nacionalidades enfeitam o teto do estabelecimento etílico do Brother Hostel, na sempre fervilhante Rua Farani. Numa das paredes, suvenires de toda parte completam o clima internacional. Sob luz azul, o balcão reproduz o piso do calçadão de Copacabana. Um dos sócios é dono do Bar da Foca, que fica em frente, e onde são preparados os tira-gostos ali servidos, entre eles linguiça calabresa acebolada (R$ 18,00 a porção) e batata assada com linguiça (R$ 30,00). Para beber, caipirinha de limão (R$ 6,00) ou uma das geladas importadas. Do Uruguai vem a Norteña (R$ 12,00, 960 mililitros); da Alemanha, a Franziskaner (R$ 12,00, 500 mililitros); e da Bélgica, a Tripel Karmeliet (R$ 20,00, 330 mililitros). Também trabalha com as nacionais Antarctica Original e Bohemia (R$ 6,00 cada garrafa de 600 mililitros). Rua Farani, 18, Botafogo, ☎ 2551-0997 (50 lugares). 19h/1h. Cc: M e V. Cd: R e V. ↔ www.brothershostel.com.br. Aberto em 2009.

SÓ KANA. As famosas batidas, sucesso há mais de trinta anos na matriz, na Rua Conde de Bonfim, são vendidas em dose (R$ 5,50) ou garrafa de um litro (R$ 17,00). Difícil é escolher o sabor. Entre as quarenta opções disponíveis encontram-se a escorrega (leite condensado, limão, steinhäger e vodca) e a apaga dois (leite condensado, coco e abacaxi). Quem dispensa a adocicada bebida encontra cervejas em garrafa como alternativa: Antarctica, Skol (R$ 4,00 cada uma), Bohemia, Antarctica Original (R$ 4,50) e Heineken (R$ 5,50). Se na parte etílica a criatividade é grande, na seção dos tira-gostos a variedade é reduzida. Aplaque a fome com batata calabresa (R$ 4,50 a porção), bolinho de bacalhau (R$ 2,00 a unidade), pastéis de queijo, carne ou frango (R$ 1,80 cada um) ou croquete de carne (R$ 1,80). Na filial da Praça Varnhagen é preparada a picanha aperitivo na chapa com farofa (R$ 51,90). Rua Conde de Bonfim, 875, Tijuca, ☎ 2238-3646 (70 pessoas). 15h/0h (sáb. e dom. a partir das 10h); Avenida Maracanã, 766 (Praça Varnhagen), Tijuca, ☎ 2567-7082 (150 lugares). 17h/3h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 1970.

TIJUCANO. Abriu as portas em março, no lugar de uma decadente filial da rede Conversa Fiada. Na decoração e no cardápio, a nova casa celebra histórias e cenários do bairro. Enfeitam o ambiente imagens antigas, do tempo em que o bonde 66 cruzava a Rua Conde de Bonfim. Por um comprido balcão de madeira passa o chope da Brahma, claro (R$ 5,00 a caldeireta) ou black (R$ 5,60), além de cervejas em garrafa de 600 mililitros das marcas Antarctica Original (R$ 8,50) e Bohemia (R$ 7,50). A seção de comes tem pedidas atraentes como o bolinho de berinjela (R$ 17,50, seis unidades) e o dado de tapioca (R$ 16,50, seis unidades), versão para um clássico do paulistano Mocotó. O bolinho de batata-baroa tem recheio de filé-mignon (R$ 18,50, seis unidades). Às terças, a partir das 20h30, acontece um animado quiz com direito a prêmios. Para participar pagam-se R$ 10,00. Rua Conde de Bonfim, 616, loja A, Tijuca, ☎ 2572-8947 (150 lugares). 11h30/3h. Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2011.

VINICIUS. Tradicional reduto de bossa nova, divide-se em dois ambientes: o bar, no 1º andar, e a casa de espetáculos de clima intimista no segundo, onde se cobra entrada. Já se vão quase quinze anos das temporadas da cantora Maria Creuza, parceira de estúdio e palco de Vinicius de Moraes, que dá expediente de quinta a domingo. Na segunda (22), tem Bossa Trio; na terça (23), a cantora Thais Motta e o pianista Marvio Ciribelli; e na quarta (15), o cantor Marcio Montserrat. Da Brahma, o chope pode ser servido na caldeireta (R$ 4,00) ou no copo menor de 200 mililitros (R$ 3,50), conhecido ali como poetinha. No térreo, são servidos petiscos triviais, a exemplo de quibe com hortelã (R$ 19,00, dez unidades), filé aperitivo acebolado (R$ 29,00 a porção) e bolinho de bacalhau (R$ 23,00, doze unidades). Rua Vinicius de Moraes, 39, Ipanema, ☎ 2523-4757 (130 lugares). 11h/2h. Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 25,00 a R$ 40,00 (a partir de 21h30). Estac. c/manobr. (grátis). ? www.viniciusbar.com.br. Aberto em 1977.

Fonte: VEJA RIO