COMER E BEBER 2013

Aperitivos

Um balanço do que aconteceu desde a última edição do ?Comer & Beber? e um pouco do que vem por aí

- Atualizado em

Foto: Tomás Rangel
(Foto: Redação Veja rio)

O capeão

Um desafio inédito foi proposto ao júri do especial "Comer & Beber" neste ano. Além de votar nas dezesseis categorias de restaurantes de 2013, cada integrante de nosso colégio eleitoral foi convidado a criar uma lista dos cinco melhores endereços da cidade, organizada em ordem decrescente. A intenção era, sem rodeios, apresentar ao leitor o campeão dos campeões, entre as cozinhas de todas as especialidades culinárias oferecidas na cidade. Cruzadas as indicações, chegamos ao ranking abaixo e ao grande vencedor: o Olympe, casa de Claude Troisgros, também eleito o melhor francês da cidade.

1º Olympe

2º Le Pré Catelan

3º Oro

4º Roberta Sudbrack

5º Antiquarius

aperitivos-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Passeio completo

Os mais de 1?000 endereços de comes e bebes listados nesta edição podem inspirar saborosos programas. Seguem abaixo algumas sugestões para curtir o melhor do Rio.

Copacabana: a visita ao histórico Forte de Copacabana pode incluir um lanche na filial da Confeitaria Colombo instalada em suas dependências. Das mesas ao ar livre tem-se bela vista da orla.

Centro: depois de um giro pelas exposições no CCBB, no Centro Cultural Correios ou na Casa França-Brasil, pare para tomar uma cerveja no vizinho Al-Farabi (pág. 134). Nesse misto de bar e sebo de livros que ostenta mais de 100 rótulos de geladas, a happy hour das quartas é animada por jazz ao vivo. No sábado, a dica é o samba com feijoada do Antigamente.

Lapa: no primeiro sábado do mês, a Feira do Rio Antigo espalha barracas de antiquários pela Rua do Lavradio. Terminado o garimpo, parta para o almoço em redutos tradicionais das redondezas, como o Nova Capela e o Bar Brasil.

Jardim Botânico: um passeio pelas aleias do parque fica mais agradável com o café da manhã servido pela padaria La Bicyclette (pág. 101), que tem filial dentro do Jardim Botânico. Se a visita for feita à tarde, pode-se esticar o programa em bares da Rua Pacheco Leão, como o Do Horto e o Paxeco.

Vencedores em números

240 litros de chope por fim de semana jorram das 20 torneiras do Botto Bar

20 toneladas de carne bovina são assadas a cada mês na filial carioca da Fogo de Chão

4000 macarons são produzidos por semana na Boulangerie Guerin, em Copacabana

Mundo da bola

A partir de 15 de junho, a Copa das Confederações será disputada por seleções de oito países. Seis deles também são representados por restaurantes da cidade. Confira.

aperitivos-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O que vem por aí

Novo restaurante do chef Felipe Bronze, o Pipo vai ocupar o imóvel onde funcionou o Carlota, na Rua Dias Ferreira, no começo de junho

Diego Baião, dono do Boteco Colarinho, abre até julho o Pub Escondido, CA. A casa em Copacabana terá 22 torneiras de chope

A nova-iorquina PJ Clarke?s, com filial em São Paulo, procura um ponto no Leblon ou em Ipanema para instalar a segunda loja brasileira da hamburgueria

Fonte: VEJA RIO