RESTAURANTES

Novidade asiática abre as portas em Botafogo

Em meio a muitas opções na Rua Visconde de Caravelas, Yu chega para fincar a bandeira oriental com receitas inventivas

Por: Rafael Cavalieri

Tomás Rangel
(Foto: Redação Veja rio)

No corredor gastronômico da Visconde de Caravelas, a variada lista de opções vai do peruano Lima Gastrobar ao brasileiro Botequim, passando pelo espanhol Many. A novidade mais recente na movimentada rua de Botafogo aponta para o oriente. Seu cardápio exibe influências tailandesa, vietnamita, chinesa e japonesa. No salão de decoração simples e elegante, em tons negros, a luz baixa pode atrapalhar um pouco, dependendo da mesa escolhida. O atendimento é cordial e eficiente. Dica de entrada, a dupla de sushi de salmão defumado exibe apresentação delicada (R$ 7,50), mas o sabor de fumaça acabou prevalecendo. Melhor pedida foi o mar com perfume de gergelim (R$ 28,00). Farta, a sugestão reúne vieiras, polvo, lula e camarão cozidos de maneira impecável, temperados na medida com pimenta e cebolinha, servidos na companhia de uma espécie de massa leve e crocante. O citado perfume é borrifado no preparo diante do cliente. Entre os pratos principais, o dois vermelhos trouxe o peixe no ponto certo, pincelado com curry, ladeado por berinjela defumada e um refrescante arroz de hortelã (R$ 38,00). A costela de porco jiaijing vem com a carne lambuzada de teriyaki, descolando do osso, guarnecida de inhame, batata-doce e vistosos chips crocantes de raiz de flor de lótus (R$ 42,00). Para terminar, sorvete de wasabi e gengibre empanado em farinha de panko e frito (R$ 18,00). Na receita, calda de mel silvestre e pérolas de raiz-forte acentuaram o rico contraste de sabores da sobremesa. Acompanhou bem o percurso o branco chileno Ramirana Gran Reserva 2013 (R$ 89,00), um corte das uvas Sauvignon Blanc e Gewürztraminer.

Rua Visconde de Caravelas, 89, Botafogo, ☎ 2537-3797 (80 lugares). 19h/1h (ter. e qua. até 0h; fecha dom. e seg.). Cc: V, M e D. Cd: todos. ⑥ (R$ 40,00) Aberto em 2014. $$

Em breve aqui: a casa abre para almoço a partir do dia 15, quando também será apresentada a carta de drinques elaborada por Jean Ponce

Fonte: VEJA RIO