RESTAURANTES

Começo animador

Tratoria aberta no Condado de Cascais, na Barra, serve receitas italianas descomplicadas

Por: Fábio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | SERVIÇO ✪✪

restaurantesabre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Depois de quinze anos nos salões de casas como Satyricon e Capricciosa, o mâitre Jarbas Dracoce resolveu apostar num negócio próprio. Com o apoio de um sócio investidor, ele abriu a simpática tratoria Da Frentana, no Condado de Cascais, na Barra. Colada ao Ettore, restaurante italiano bem estabelecido na cidade, o novo ponto prima pela cozinha simples e tem preços mais acessíveis. Para elaborar o enxuto cardápio, o restaurateur escalou o chef italiano Salvatore Giani, da região de Abruzzo ? onde, não por acaso, viveu o antigo povo dos frentani, inspiração para o nome do lugar.

O sistema à la carte, no jantar, sugere entradas a exemplo da bruschetta caprino (R$ 16,00, duas unidades), feita com ótimo pão de fabricação própria e saborosa cobertura de pesto de azeitonas e queijo de cabra. Não fossem as bordas queimadas, estaria perfeita. Sugestão entre as massas artesanais, o ravioli di zucca (R$ 34,50), recheado de camarão e abóbora, chegou coberto por untuoso molho branco e dois crustáceos grelhados com correção. Da ala das carnes (seção que dá direito a um acompanhamento), prove o filé de carneiro grelhado com geleia de hortelã e especiarias (R$ 47,00), guarnecido de batata ao forno.

A modesta carta de vinhos reserva rótulos como o argentino Kayken Reserva Malbec, por R$ 51,00. Durante a semana, no almoço, é servida uma fórmula de entrada, prato e sobremesa por R$ 29,00. Um possível percurso começa por salada caprese, segue com peixe grelhado e risoto de limão e se encerra com a panacota coberta de calda de frutas vermelhas. O serviço é atencioso, mas ainda falta aos garçons uma maior familiaridade com os pratos.

Da Frentana. Avenida Armando Lombardi, 800, Loja H (Condado de Cascais), Barra, ☎ 3256-7124 (50 lugares). 12h/15h e 19h/0h. Cc: D, M e V. Cd: todos. Estac. ⑤ ⑥ ? ↔ Aberto em 2011.

Fonte: VEJA RIO