RESTAURANTES

Um é pouco, dois é bom, três é melhor ainda

Criações que reúnem preparos diferentes de um mesmo ingrediente, as trilogias se destacam nos cardápios cariocas

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

Le Pré Catelan

O chef Roland Villard oferece, no capítulo de entradas, três versões de trilogia. Em uma delas, o escargot surge em conchas com manteiga de salsa, na porcelana, salteado no vinho tinto, com cogumelos e alcachofra, e sobre pão de champanhe com tomate e alho suave (R$ 72,00).

Avenida Atlântica, 4240, nível E (Hotel Sofitel), Copacabana, ☎ 2525-1160.

divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Quadrucci

Na Rua Dias Ferreira, a casa recebe os comensais com criativas invenções de Ronaldo Canha, piloto da cozinha. Entre as sugestões do chef para a hora do prato principal está a receita de pato que traz magret ao molho de vinhos do Porto e madeira com baunilha, coxa confit e a carne da ave no risoto (R$ 73,00).

Rua Dias Ferreira, 233, Leblon, ☎ 2512-4551.

Rodrigo Azevedo/RAZ Fotografia/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Enotria por Joachim Koerper

O mestre-cuca alemão Joachim Koerper investiu no caramelo para criar uma tentadora sobremesa para o cardápio de seu sofisticado restaurante contemporâneo. Atração no encerramento da refeição, a sinfonia de caramelo é composta de um bolinho, encimado por sorvete e regado por calda (R$ 19,00).

Avenida Ayrton Senna, 2150, lojas 104 e 105, bloco G (CasaShopping), Barra, ☎ 2431-9119 e 2442-2117.

Filico/Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO