Mesa arretada

Siga a trilha da diversificada cozinha nordestina

Uma seleção de endereços dedicados à gastronomia nordestina em suas diversas facetas

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

Carolina Amorim/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)
  • Cervejas especiais / Bares variados

    Aconchego Carioca

    Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira

    Tel: (21) 2273 1035

    Veja Rio
    1 avaliação

    Parada obrigatória para foodies e chefs (incluindo estrangeiros, como a diva da TV britânica Nigela Lawson), a casa na Praça da Bandeira é o Q.G. de Katia Barbosa, a inventora do bolinho de feijoada (R$ 29,90, quatro unidades). A fama do quitute, copiado Brasil afora, levou a cozinheira, que trabalha em parceria com a filha, Bianca, a ocupar duas bem-sucedidas filiais — uma no Leblon e a outra em São Paulo — e um food truck. Na matriz, com salões de clima descontraído, a clientela encontra fornida carta de cervejas e comida saborosa, em grande parte receitas do Nordeste, região dos pais da proprietária, paraibanos. O capítulo de bolinhos é um abre-alas obrigatório. Além do quitute mais famoso, há opções como a almofadinha de tapioca recheada de camarão (R$ 32,90) ou de queijo (R$ 31,90), em porções de seis unidades, e o bolinho de arroz-da-terra com carne de sol (R$ 31,90, com quatro). A etapa principal reserva preparos tradicionais e sugestões autorais. Na segunda ala, o camarão no coco (R$ 94,90, para duas pessoas) traz o crustáceo refogado em molho com dendê, sobre cama de batata-baroa, dentro da fruta, escoltado por arroz e farofa. Outra pedida deliciosa, o arroz de rabada com agrião (R$ 84,90, para dois) é feito com miniarroz, produto cultivado no Vale do Paraíba (veja o preparo abaixo). A goiabada cascão gratinada com requeijão cremoso, sugestão de sobremesa, custa R$ 14,90. Em um doce paradoxo, a premiada culinária regional de Katia e Bianca não conhece limite. Em maio de 2016, elas assumiram a cozinha do recém-reformado Teatro Rival. Diante do palco, servem almoço executivo durante a semana (único prato fixo, o contrafilé à oswaldo aranha com batata-portuguesa custa R$ 34,00, ou R$ 49,00, com entrada e sobremesa) e, aos domingos, bufê de feijoada (R$ 50,00) acompanhado de choro ao vivo. A dupla também pôs sua marca no Rivalzinho, bar anexo ao teatro que se tornou um dos points mais badalados da cidade.

    Saiba mais
  • Brasileira

    Adega da Velha

    Rua Paulo Barreto, 25, Botafogo

    Sem avaliação

    São duas lojas. Em uma ficam o balcão e a cozinha, enquanto o outro espaço abriga o pequeno salão, com ar-condicionado quase eficiente. Mesinhas na calçada completam a capacidade da casa. O lugar de simplicidade franciscana serve uma suculenta picanha de carne de sol com baião de dois, aipim frito e nacos de queijo de coalho (R$ 36,00) que deixa duas pessoas felizes. Durante a semana, pratos executivos a R$ 14,00 resolvem a vida de quem trabalha na vizinhança. Quem não tem tanta pressa pode beliscar, antes de pedir o prato principal, porções de carne-seca ou de carne de sol (R$ 45,00 a inteira, R$ 30,00 a meia). Para terminar, prove o queijo de coalho com melado (R$ 8,00).

    Saiba mais
  • Brasileira

    90Bar do Arnaudo

    Rua Almirante Alexandrino, 316, Santa Teresa

    Tel: (21) 2146 6704

    Sem avaliação

    Às 4 e meia da manhã, o proprietário Arnaudo Gomes de Souza, de 73 anos, já está no Cadeg para abastecer sua cozinha de ingredientes frescos. Às 7h, o pernambucano de Caruaru volta para a casa, em Santa Teresa, de onde só sai às 15h, depois de supervisionar o movimento do almoço. Sua filha Fikiara garante que tudo saia conforme o gosto do dono, até o fim do dia. Cariocas e turistas lotam o espaço, principalmente nos fins de semana, atrás de pratos fartos a preços justos. Para beliscar, escolha entre o caldinho de feijão-de-corda (R$ 6,00), feito na hora, e o espetinho de queijo de coalho (R$ 12,00). Servidos em travessas de inox, os recém-chegados pratos executivos (R$ 28,00 cada pedido) podem ser de carne de sol ou lombinho de porco, escoltados por aipim ou batata-doce, arroz branco, farofa de abóbora e feijão-de-corda. Essas guarnições acompanham a maioria dos demais pratos do cardápio. É o caso das porções para até quatro pessoas de carne de sol (R$ 96,00), de lombinho na chapa (R$ 85,00) e de carne-seca ensopada com abóbora (R$ 66,00). Para terminar, escolha entre as sobremesas caseiras de mamão verde, abóbora, banana ou doce de leite (R$ 6,00 ou R$ 8,00, com queijo de coalho).

    Preços checados em julho de 2016

    Saiba mais
  • Brasileira

    Benedito

    Rua Pedro Lessa, 31, Centro

    Sem avaliação

    Boa dica para quem está pelo Centro, o endereço tem ambiente com decoração graciosa, composta de cordéis, artesanato e uma parede grafitada por Marcelo Mint. O cardápio, assinado por Guga Rocha, apresentador do programa Homens Gourmets, do canal Bem Simples, explora a culinária brasileira. Na entrada, prove os tijolinhos de tapioca e queijo de coalho, servidos com geleia de pimenta caseira (R$ 13,90, dez unidades). Adiante, a criatividade do chef se manifesta em pratos como o gostoso ragu do mineiro (R$ 30,90), feito de carne assada desfiada sobre purê de batata-baroa, couve crocante e deliciosos bolinhos de arroz. Outra sugestão é a costelinha suína, guarnecida de arroz, batata corada e molho barbecue de açaí (R$ 32,90). Para acompanhar a sobremesa - que se resolve em grande estilo com o pudim de tapioca, leite de coco e leite condensado, sob calda de caramelo e coco queimado (R$ 5,90) -, peça o café (R$ 3,10), passado em coadores individuais de pano e servido na canequinha de ágata.

    Saiba mais
  • Brasileira

    Brasileirinho - Copacabana

    Avenida Atlântica, 3564, Copacabana

    Tel: (21) 2267 3148

    Sem avaliação

    Comandado pelo mineiro Leonardo Braga, que também toca a Casa da Feijoada, os dois endereços com nome de música têm preços e sugestões ligeiramente diferentes. Em Ipanema, a dica é começar por pastéis de angu recheados de carne moída (R$ 24,00, seis unidades). Na Praia de Copacabana, o palmito do chef (R$ 36,00) chega à mesa refogado com azeite e molho de ervas finas. A feijoada está presente nas duas casas, mas difere no tamanho da porção: a pedida completa, com carnes nobres e guarnições de arroz, couve, farofa, aipim frito, torresmo e laranja, é servida para duas pessoas em Ipanema (R$ 117,80) e individualmente em Copacabana (R$ 74,90). Ambas contam com abre-alas de caldinho de feijão e batida de limão ou maracujá, além de doce caseiro no final. Carro-chefe dos restaurantes, a picanha à fazendeiro (R$ 112,00 em Ipanema; R$ 120,00 em Copacabana), maturada e grelhada, é guarnecida de feijão-tropeiro, arroz branco, batata frita e couve à mineira.

    Preços checados em julho de 2016

    Saiba mais
  • Cafés

    Café do Alto

    Rua Alberto Rangel, 71, Leblon

    Sem avaliação

    No Clube Campestre, no Alto Leblon, a matriz oferece farto café da manhã de sabor nordestino, servido nos fins de semana e feriados das 9h às 13h. Quase cinquenta itens compõem o bufê, que inclui aipim cozido, queijo de coalho, cuscuz de milho, ovo mexido com carne-seca, bolo de rolo e pé de moleque, queijos, frios, sucos, pães e iogurte natural (R$ 40,00 por pessoa, R$ 20,00 para crianças de 4 a 12 anos). Na filial em Santa Teresa, no Largo do Guimarães, o serviço é oferecido, pelo mesmo preço, nos mesmos dias e horários. Tapiocas são outro atrativo no Leblon. Entre as quinze sugestões, a maria bonita (R$ 16,00) é recheada de creme de batata-baroa e carne-seca acebolada, e a engenhoca leva queijo de coalho e melado de cana (R$ 9,00). Do serviço à la carte, experimente o jagunço, prato de carne-seca acebolada, aipim frito ou cozido, farofa, arroz e feijão (R$ 30,00). O expresso custa R$ 3,50. Para acompanhá-lo, peça o bolo de rolo de goiabada (R$ 8,00 duas fatias). No ponto de Santa Teresa, a happy hour pode ser embalada por boas seleções de drinques e cervejas artesanais.

    Saiba mais
  • Brasileira

    Chapéu de Couro

    Rua Pedro de Carvalho, 228, Méier

    Tel: (21) 2290 3474

    Sem avaliação

    Com dois endereços, a rede fundada pelo cearense Raymundo Pereira oferece especialidades nordestinas e pratos batizados com o nome de personagens históricos. É o caso do maria bonita (R$ 119,90, em Bonsucesso; R$ 98,90, no Méier), reunião de carne de sol, carne-­seca desfiada, queijo de coalho na brasa, purê de aipim, feijão-de-­corda verde e arroz, em porção para duas pessoas. Também para compartir, a rabada com agrião e polenta (R$ 65,00) e o cabrito ensopado servido às sextas, com pirão e arroz (R$ 65,00), são exclusividades da casa de Bonsucesso. Há quem fique só beliscando pastéis de siri, carne-seca e queijo de coalho (R$ 5,90 a unidade, em Bonsucesso) ou saborosos bolinhos de camarão (R$ 31,90, oito unidades, no Méier). A calórica cartola é sugestão para adoçar a refeição nas duas lojas: banana com queijo gratinado, polvilhada de canela e açúcar (R$ 17,90 em Bonsucesso; R$ 12,90 no Méier).

    Preços checados em julho de 2016

    Saiba mais
  • Brasileira

    Kaçuá

    Rua Senador Rui Carneiro, s/n, Recreio

    Tel: (21) 2490 2607

    Sem avaliação

    Reduto nordestino na Zona Oeste, visita culinárias da Bahia, do Ceará e de Sergipe, tanto nas porções fartas saboreadas no amplo salão, quanto nos produtos típicos vendidos no empório nos fundos — podem-se comprar camarão seco, manteiga de garrafa, farinhas e cachaças, entre outros itens. No ambiente rústico e aconchegante são servidos croquetes de carne de sol (R$ 28,00) e bolinhos de abóbora com carne-­seca (R$ 28,50), ambos em porção de oito unidades. Vencida a entrada, a ala “para deitar na rede” do cardápio exibe pedidas para dividir, como o clássico baião de dois (R$ 76,50) e a farta picanha de sol (R$ 124,90), acompanhada de aipim frito, feijão-de-corda, farofa de cuscuz, arroz e queijo de coalho. Na seção “para quem gosta de marear”, aposte na porretinha de camarão (R$ 99,50, para duas pessoas), creme de camarões com catupiry gratinado servido em abóbora moranga. Para acompanhar a fartura, chegam arroz e farofinha. Adoce a visita escolhendo entre cocada ou doces caseiros de abóbora e banana (R$ 13,20 cada um). Às terças e de quinta a sábado, as noites são animadas por música ao vivo, seguindo repertório de samba e MPB.

    Preços checados em julho de 2016

    Saiba mais
  • Peixes e frutos do mar

    Laguna

    Rua Gipóia, 45, Barra

    Sem avaliação

    Cercado pela natureza e com vista para a Pedra da Gávea e a Lagoa da Barra, o restaurante tem uma forma inusitada de acesso. O cliente estaciona, liga para o local e um pequeno barco (R$ 6,00 ida e volta) vai buscá-lo no deque do Shopping Barra Point. Decorada com peças de demolição, a charmosa casa é cercada por um belo jardim. Para começar, peça os pastéis de camarão com catupiry (R$ 28,00, quatro unidades) ou a casquinha de siri (R$ 20,00). Assunto para adiante, os pratos principais costumam ser servidos em porções para duas pessoas. Carro-­chefe da casa, a moqueca alagoana de camarão (R$ 135,00) divide atenções com o arroz de frutos do mar (R$ 135,00) e o peixe do dia na chapa, guarnecido de arroz com brócolis e legumes assados (R$ 145,00). Uma dica individual, o curry de frango (R$ 40,00) chega ao lado de arroz e potinhos contendo amendoim, mango chutney, coco ralado e banana. Na sobremesa, prove a banana flambada com calda quente de chocolate e sorvete de creme (R$ 15,00). É necessário fazer reserva.

    Saiba mais
  • Peixes e frutos do mar

    Mangue Seco

    Rua do Lavradio, 23, Centro

    Tel: (21) 3852 1947

    Veja Rio
    Sem avaliação

    A casa faz parte do trio de empreendimentos com os quais o empresário Plínio Fróes contribuiu para revitalizar a Rua do Lavradio. No trecho final, para pedestres, perto dos “irmãos” boêmios Rio Scenarium e Santo Scenarium, o restaurante tem menu repleto de pratos com peixes e frutos do mar e uma conceituada carta de cachaças, preenchida por mais de 100 rótulos. Comece escolhendo entre petiscos como casquinha de siri (R$ 16,00) e caldinho de camarão (R$ 19,80). Dois pratos principais servidos em porções que dão para dois são a caldeirada de frutos do mar com pirão e farofa de dendê (R$ 103,00) e a moqueca de camarão, com as mesmas guarnições, além de arroz (R$ 125,00). Para finalizar, vai bem a banana flambada na cachaça com sorvete de creme (R$ 17,50). No almoço de segunda a sexta são oferecidos pratos executivos, a exemplo do filé de bacalhau grelhado com arroz de brócolis e batatas coradas (R$ 39,00). 

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Brasileira

    Mauá

    Praça Mauá, 5, Centro

    Tel: (21) 3031 2819

    1 avaliação

    O reduto de cozinha brasileira no topo do Museu de Arte do Rio tem varanda voltada para a nova Praça Mauá, onde fica o futurista Museu do Amanhã. Dois anos depois de inaugurado, ganhou uma filial no Lagoon, onde o proprietário Roberto Maciel já tem uma unidade do contemporâneo Pax Delícia. Com menus criativos assinados pelo chef executivo Marcones Deus, os espaços têm receitas em comum, a exemplo do mexidão de mignon do sol (R$ 64,00), com feijão-verde, queijo de coalho, couve, ovo e alho crocante. Para começar os trabalhos, peça bolinhos de pato escoltados por redução com mostarda de Dijon (R$ 26,00, quatro unidades) ou a porção de patinhas de caranguejo ao sour cream de maracujá (R$ 42,00). O cozinheiro brinca com texturas e sabores no picadinho de caju guarnecido de farofa de shiitake, batatas coradas e ovo caipira (R$ 59,00). Grand finale, a cartola beijupirá (R$ 22,00), criação da chef Adriana Didier para o Mauá, é feita de banana grelhada e gratinada com queijo-manteiga, açúcar e canela. Em tempo: a unidade do Lagoon só retorna às atividades em setembro, após os Jogos Paralímpicos.

    Saiba mais
  • Peixes e frutos do mar

    Nomangue

    Estrada Coronel Pedro Correa, 122, Barra

    Tel: (21) 2441 4195 ou (21) 3416 8821

    Sem avaliação

    Filho de Tia Penha, famosa cozinheira de Barra de Guaratiba, Erisvaldo Souza, o Vaval, é fundador da empreitada que tem matriz na Barra, capitaneada por sua sócia, Suzana Batista. Ele comanda as caçarolas na filial de Copacabana, que tem cardápio um pouco diferente. No menu da Zona Sul, a chapa de grelhados, com polvo, lulas, camarões e peixe branco, pode ser servida com lagosta (R$ 350,00) ou sem (R$ 298,00). Pedida para até quatro pessoas, prato é guarnecido de arroz de moqueca ou de brócolis, além de pirão e salada da casa. Sugestões para duas pessoas, a moqueca de lagostins acompanhada de farofa de dendê e arroz branco (R$ 135,00) é aposta segura, assim como a deliciosa feijoada caiçara, preparada com feijão-branco, peixe e crustáceos (R$ 140,00). Abra o apetite com o caldo de mariscos, servido com torradas e manteiga de ervas (R$ 33,00). Da ala doce, uma invenção traz pétalas de goiaba com sorvete de queijo (R$ 20,00). A unidade da Zona Oeste conta com pratos exclusivos, como o caranguejo toque-toque, servido inteiro, que pode ser saboreado na casca (R$ 16,00) ou refogado no molho de tomate (R$ 18,00), como entrada. Depois, prove o camarão no coco verde, gratinado e servido na fruta, com base de moqueca, água de coco e arroz de amêndoas (R$ 149,00, para dois).

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Brasileira

    Oke Ka Baianatem

    Avenida Epitácio Pessoa, 14, Lagoa

    Tel: (21) 9829 7976 ou (21) 9788 9316

    Sem avaliação

    O aroma de dendê não deixa dúvida: o acarajé da chef Angélica Almeida, a Keka, é para quem gosta dos tradicionais quitutes da Bahia. De bata rendada e saia engomada, a baiana prepara petiscos crocantes e sequinhos (R$ 15,00 a unidade; R$ 37,90, seis pequenos) como aprendeu em Ilhéus, sua cidade natal. Vatapá, camarão seco e saladas compõem a iguaria, carro-chefe no agradável quiosque à beira da Lagoa. Conhecida desde os tempos em que Keka vendia seus pratos na Cobal do Humaitá, na década de 90, a moqueca de camarão, carregada no dendê, guarnecida de arroz e farofa ou pirão (R$ 109,70), é irresistível. Para quem prefere evitar o azeite avermelhado, há opções como caldeirada de frutos do mar (R$ 149,80, duas pessoas) e o escondidinho de carne-seca com purê de aipim e requeijão cremoso (R$ 37,90). Há ainda duas pedidas vegetarianas: a salada de feijão-­fradinho com farofa crocante (R$ 36,40) e uma moqueca de banana-da-terra (R$ 90,40). Na ala doce, a punhetinha, bolinho de tapioca, leite de coco e canela (R$ 16,90, três unidades), rivaliza com as cocadas preta ou branca (R$ 17,90 cada uma).

    Saiba mais
  • Peixes e frutos do mar

    Sobrenatural

    Rua Almirante Alexandrino, 432, Santa Teresa

    Tel: (21) 2224 1003 ou (21) 2221 9645

    Veja Rio
    Sem avaliação

    Recuperado do incêndio que destruiu a cozinha e parte do salão no início de 2015, o restaurante conhecido pela qualidade dos pratos com frutos do mar voltou à velha forma. Hit, as patinhas de caranguejo à milanesa com molho tártaro (R$ 36,00, doze unidades) dividem as atenções com o polvo baby ao alho e óleo (R$ 50,00), servido em porção generosa. Para quem não abre mão da tradição, a casquinha de siri (R$ 30,00) é servida crocante, acompanhada de farofa amarela de mandioca. O prato principal mais pedido continua sendo o bobó de camarão, seguido de perto pela moqueca também feita com o crustáceo (R$ 138,00 cada sugestão, ambas em porções para dois). Nos dois casos, os acompanhamentos são arroz e farofa de suruí (mais amarelada). Prato mais recente no menu, o arroz de açafrão com frutos do mar (R$ 148,00) reúne lula, polvo, lagostim, camarão e congro-rosa — é indicado para duas pessoas, mas satisfaz um trio tranquilamente. Adoce a visita com a musse de maracujá ou o pudim de leite, ambos servidos pelos mesmos R$ 18,00.

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO