Bairro das delícias

O Jardim Botânico nunca foi tão feliz à mesa

Confira, a seguir, uma lista de boas pedidas na região

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

Puro_ilé Mignon curado com gratinado de batata baroa e pirão de queijo_Alexander Landau (2)
Mignon curado, gratinado de batata-baroa e pirão de queijo: no menu recém-inaugurado Puro (Foto: Alexander Landau)

Com uma nova leva de restaurantes bacanas, principalmente nas imediações das ruas Lopes Quintas, Pacheco Leão e Visconde de Carandaí, o Jardim Botânico reafirma sua vocação para bairro gourmet. As opçções vão desde casas mais tradicionais, já consagradas entre o público carioca, a novidades fresquinhas e arrojadas. Confiram uma seleção de dezessete estabelecimentos, escolha o seu e bom apetite.  

  • Refeição em bufê

    Avenca

    Rua Pacheco Leão, 110, Jardim Botânico

    Sem avaliação

    Instalado em um belo casarão de três andares na Rua Pacheco Leão, o Avenca nasce com um trunfo. Está convenientemente localizado ao lado da nova unidade da TV Globo, de onde vem a maioria dos fregueses, e de frente para o verde do parque. Em ambiente confortável, a casa serve almoço por quilo (R$ 58,00) com cardápio criado por Renato Freire, chef que comandou a Confeitaria Colombo por catorze anos e devolveu à casa o prestígio de outrora. Ele treinou a equipe e vem acompanhando os trabalhos na cozinha até o mês que vem, quando passa o bastão para Alex Barcelos, seu pupilo. O menu enxuto varia saladas, grãos, raízes, aves, peixes e carnes. No dia da visita, as saladas com frutas escorregaram na quantidade abundante de água. Da ala quente, o frango primavera, com molho de ervilha, estava um tanto duro. Salvou a refeição o saboroso farfalle (macarrão em forma de gravata) com legumes grelhados. As sobremesas ficam prontas, a exemplo de um bom pudim (R$ 9,00). 

    Preços checados em 24/01/2015

    Saiba mais
  • Pizzaria

    Bráz - Jardim Botânico

    Rua Maria Angélica, 129, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2535 0687

    Veja Rio
    Sem avaliação

    A adaptação se deu sem traumas. Nas duas unidades cariocas da rede com matriz em São Paulo, os salões vivem lotados. Mérito das pizzas de massa média e borda crocante, feitas em parte com ingredientes importados da Itália. A inspiração da decoração vem das cantinas do bairro paulista do Brás. No Rio, a marca já faturou o prêmio de melhor pizzaria do COMER & BEBER por duas vezes (2007 e 2012). Merecem cada voto sabores como a caprese, que se mantém entre as campeãs de venda. A receita traz rodelas de mussarela de búfala, tomate-caqui, pesto de azeitona preta e folha de manjericão gigante (R$ 79,00) sobre o disco assado. A pizza da estação da vez, em cartaz até setembro de 2016, tem cobertura de friarielli (brócolis italiano), mussarela de búfala, calabresa seca e queijo pecorino ralado, por cima de molho de tomate (R$ 78,00). No capítulo de clássicos, há sabores tradicionais como margherita (R$ 67,00) e portuguesa (R$ 69,00). Os preços citados valem para o tamanho grande, com oito fatias. O melhor começo continua sendo o delicioso pão de calabresa da casa (R$ 20,50 a fatia) e, na hora da sobremesa, fique com o bolo de tiramisu (R$ 17,00): camadas de pão de ló intercaladas com creme e cacau.

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Pizzaria

    Capricciosa - Jardim Botânico

    Rua Maria Angélica, 47, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2527 2656 ou (21) 2527 3238

    Veja Rio
    Sem avaliação

    No Rio desde 1999 — a matriz, em Búzios, foi inaugurada no ano anterior —, a pizzaria foi a primeira na cidade a adotar o conceito DOC (denominação de origem controlada), sigla que, no mundo do vinho e de outros produtos agrícolas, é sinônimo de qualidade. O recurso foi uma maneira esperta de se diferenciar da concorrência e chamar a atenção para o alto padrão dos ingredientes usados em suas receitas. Sozinho, no entanto, o marketing não explica o sucesso da Capricciosa. Da farinha ao aliche, passando pelo tomate e pelo queijo, a maior parte da matéria-prima levada à cozinha chega da Itália. Com massa de longa fermentação (o processo pode levar até 48 horas), mais leve, portanto, as pizzas são montadas na hora e assadas em forno aquecido a mais de 400 graus. Um minuto e meio lá dentro é o suficiente. Servidas em dois tamanhos (30 ou 35 centímetros de diâmetro), aparecem versões como a capricciosa (R$ 64,00 e R$ 79,00), que inclui, além da base de tomate e mussarela de búfala, presunto, alcachofra, azeitona, funghi, bacon, ovo, salsa e hortelã. A nera di bufala, exclusividade da unidade do Jardim Botânico, é coberta por mussarelas negra e branca, dois tipos de tomate, lascas de queijo grana padano e manjericão fresco (R$ 62,00 e R$ 82,00). Definitivamente, é DOC. 

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Cafés

    Empório Jardim

    Rua Visconde da Graça, 51, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2535 9862

    Veja Rio
    Sem avaliação

    Premiada por duas vezes como o melhor café da manhã da cidade, segundo o júri do especial COMER & BEBER, o espaço no Jardim Botânico é para lá de democrático. As pedidas matinais, que podem ser saboreadas a qualquer hora do dia, ficam dispostas em uma cartela, com a qual o cliente pode montar sua combinação de desjejum. Entre as dezenas de opções, há criações como creme de abacate (R$ 9,00), banana-da-terra assada servida com pasta de amendoim integral, açúcar mascavo e canela (R$ 10,50) e crepioca de salmão defumado e cream cheese (R$ 24,90). Receita da família da chef Paula Prandini, a torta salgada de linguiça com escarola (R$ 12,30 a fatia) pode abastecer o brunch ou um lanche sem hora determinada. Da padaria, comandada pela chef Iona Rothstein, saem fornadas diárias de itens como o pão do jardim (R$ 15,90), com cereais e sementes de abóbora, a focaccia tradicional (R$ 6,80, 100 gramas) e o pão de chocolate belga (R$ 7,40 o individual; R$ 13,90 o grande). Há criações mais recentes, a exemplo do pão de espelta (R$ 19,90), com cereal de alto teor proteico, muito consumido na Europa na Antiguidade. A carta de bebidas exibe, entre outras opções, leite de amêndoas de produção própria (R$ 12,00; 300 mililitros) e chá do jardim, com flor de hibisco e maçã desidratada (R$ 7,20), além de variações em cima do tradicional cafezinho (R$ 5,50).

    Saiba mais
  • Carnes

    Filé de Ouro

    Rua Jardim Botânico, 731, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2259 2396

    Sem avaliação

    No ambiente sem firulas, o cardápio permanece o mesmo há décadas, e essa é uma boa notícia. A clientela fiel faz fila, principalmente nos fins de semana, para provar preparos de contrafilé, filé-mignon ou picanha em porções de tamanhos variados. Para começar, os bolinhos de bacalhau são dica certeira entre os petiscos (R$ 4,90 a unidade; R$ 29,00 a porção com seis). A receita à oswaldo aranha é a campeã de pedidos entre os pratos principais, com filé-mignon (R$ 79,00, para uma pessoa, a R$ 429,00, para seis), batata portuguesa, farofa e muito alho, como manda a tradição. A picanha, na sugestão batizada com o nome da casa, é acompanhada por batata portuguesa, palmito, ovo frito e guarnição francesa, um refogado de presunto, cebola e ervilha (R$ 86,00, para uma pessoa, a R$ 471,00, para seis). Todos os pratos são servidos com arroz e feijão. Dica para a sobremesa, o pudim de leite caseiro (R$ 14,90) é indispensável, com seu gostinho de refeição em família.

    Preços checados em julho de 2016

    Saiba mais
  • Espanhóis

    Ibérico

    Rua Saturnino de Brito, 84, Lagoa

    Tel: (21) 3197 4227

    Sem avaliação

    Consolidado o sucesso do Entretapas, gastrobar moderninho em Botafogo, a dupla formada pelo chef Jan Santos e pelo restaurateur Antonio Alcaraz partiu para uma empreitada mais ousada. Em março de 2014 eles inauguraram a nova casa, onde Santos dá asas à criatividade em invenções próprias. O couvert (R$ 22,00) traz um curioso (e delicioso) patê de fígado de tamboril, além de delicado aïoli de maçã, azeitonas temperadas e cesta de pães. Na entrada, a sopa fria de amêndoa com atum defumado (R$ 26,00), o tradicional ajoblanco, é uma receita andaluza que ganha toque pessoal do chef com o acréscimo de coco. Na animadora etapa principal, uma dica certeira, o cochinillo de segovia, é um leitão assado, guarnecido de migas granadinas, espécie de farofa de pão com bacon, linguiça, páprica, azeite e uva fresca (R$ 62,00). Um atraente menu degustação composto de seis etapas é preparado por R$ 95,00. A qualidade da sequência, aliada ao preço convidativo lhe valeram duas indicações na categoria melhor menu degustação, que estreia nesta edição do especial COMER & BEBER. No almoço entra em cena a seção com dez sugestões de arroz, a exemplo do preparo que reúne favas verdes e bacalhau (R$ 45,00).

    Saiba mais
  • Cafés

    Jojô Café Bistrô

    Rua Pacheco Leão, 812, Jardim Botânico

    Tel: (21) 3565 9007 ou (21) 3627 9007

    Veja Rio
    Sem avaliação

    A carioca Joana Carvalho, conhecida pelo carinhoso apelido de Jojô, é chef e proprietária do charmoso ponto. Às quintas, a partir das 18h, acontece a happy oyster, horário em que brilham ostras frescas de Santa Catarina, a R$ 5,00 a unidade. Pela porção de seis, acompanhada de taça do espumante Cave Amadeu Brut, são pagos R$ 39,00. Durante o jantar, uma dica de entrada traz bruschettas de brie com mel trufado e nozes e de ragu de cogumelo com lascas de presunto de Parma (R$ 38,50, quatro unidades). Outra opção no menu, a delícia de bacalhau, servida na taça com tomates assados, é acompanhada de purê de batata com aspargos, farofa de castanhas e tapenade de azeitona preta (R$ 45,00). Sucesso entre os pratos principais, o arroz de camarão thai é preparado com arroz jasmine, cubos de manga e ervilhas frescas (R$ 55,00). Cheesecake com calda de goiaba (R$ 18,70) pode adoçar o percurso. 

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Cozinha variada

    Lorenzo Bistrô

    Rua Visconde de Carandaí, 2, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2294 7830 ou (21) 3144 0855

    Veja Rio
    Sem avaliação

    No mesmo pedaço do Jardim Botânico, o restaurateur João Luiz Garcia, o Janjão, mantém a Casa Carandaí e, há mais tempo, este agradável restaurante de esquina que concilia influências das cozinhas francesa e italiana. O cardápio foi arejado pela chegada de dezessete receitas da chef Alessandra Belliny, sugestões com um toque de comfort food. Durante a semana, são oferecidas duas opções de menu executivo, ao preço único de R$ 52,00. Os pratos variam bastante, mas duas pedidas recorrentes e saborosas são a berinjela recheada de carne moída refogada, acompanhada de arroz branco com tomate e coalhada, e a lasanha de legumes ao molho pomodoro. Entre os pratos do menu, ganham destaque o penne com ragu de cordeiro e linguiça artesanal contadinella (R$ 68,00) e o creme de aspargos com farofinha de Parma, mix de brotos e crostini gratinado de focaccia (R$ 50,00). Para terminar, vá de crepe de goiabada, feito com a goiabada cascão cremosa vendida na Casa Carandaí e gratinado com calda de queijo (R$ 27,00).

    Saiba mais
  • Pizzaria

    Mamma Jamma

    Rua Saturnino de Brito, 50, Jardim Botânico

    Tel: (21) 3875 1223

    Sem avaliação

    Dos fornos a lenha da matriz no Jardim Botânico e da filial no CasaShopping, ambos alimentados por madeira de eucalipto de reflorestamento, saem aromáticas pizzas de massa crocante, assadas a 550 graus. O ambiente charmoso se repete em ambas as casas, mas na unidade da Zona Sul há pitadas extras de estilo, por conta da varanda sobre deque de madeira e da bela mangueira que cresce preservada bem no meio do salão. Na dúvida, experimente a mamma jamma (R$ 66,00), com cobertura de mussarela de cura especial e calabresa artesanal apimentada, além de lascas de queijo parmesão gratinado. A base e a finalização são marcas das redondas da rede: molho de tomate natural e orégano chileno para arrematar. Também cheia de personalidade, a pepe marmellata (R$ 66,00) mistura toques doces e salgados com geleia de pimenta e lâminas de queijo brie derretidas. Os preços se referem ao tamanho maior. Uma carta com vinte rótulos de azeite completa o programa. Na Barra, o espaço fica aberto para almoço a partir de 12h.

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Refeição em bufê

    Nanquim

    Rua Jardim Botânico, 644, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2556 5119 ou (21) 2556 9719

    Veja Rio
    Sem avaliação

    Com matriz no Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), no Flamengo, e filial de decoração atraente no Jardim Botânico, a empreitada oferece poucas e boas receitas em sistema de bufê por quilo (R$ 100,26), com sobremesa incluída. Na sexta-feira, uma certeza é a feijoada light. Nos demais dias, o cliente pode encontrar boeuf bourguignon, ceviche de salmão e batata rosti recheada de cogumelo, além de itens da culinária japonesa, entre outras opções. Na ala doce, a cocada mole é dica mais recente, mas já com numerosos fãs, enquanto a musse de chocolate do proprietário João Camargo é um sucesso. 

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Cozinha contemporânea / Brasileira

    Puro

    Rua Visconde de Carandaí, 43, Jardim Botânico

    Tel: (21) 3284 5377

    Veja Rio
    Sem avaliação

    A casa do chef revelação do COMER & BEBER 2016, Pedro Siqueira, é um belo imóvel de três andares decorado com cores neutras, luminárias de madeira, piso de tábua de bambu prensado e cadeiras do designer Fernando Jaeger. No menu baseado no conceito de cozinha de mercado, os ingredientes devem ser, prioritariamente, frescos e de produtores locais. Os comensais acomodam-se nas varandas do térreo ou do 3º andar, voltada para o Jardim Botânico, ou acompanham o preparo dos pratos ao lado da cozinha no piso intermediário. Entre as receitas, o pão com ovo à carbonara ladeado por barriga de porco (R$ 32,00) é opção de entrada. Inspirados nas raízes sulistas do cozinheiro, os espetinhos de coração com vinagrete campeiro e farofinha de milho (R$ 25,00) são pedida mais recente. Na ala principal, o polvo crocante (R$ 86,00) é escoltado por salada de batata ao murro, barriga de porco defumada e vinagrete de pimenta-­biquinho. Um dos maiores sucessos desde o lançamento, o matambre de boi assado com abóbora caramelada e farofa de erva-mate é servido por R$ 79,00. Para encerrar, peça a sobremesa que reúne tapioca, caramelo salgado, bergamota e praliné de biscoito leque (R$ 25,00).

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Italiana

    Quadrifoglio

    Rua J. J. Seabra, 19, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2294 1433

    Sem avaliação

    Com o fechamento da matriz no Jardim Botânico, em junho de 2015, o chef Lomanto Oliveira migrou com parte da equipe para a unidade do VillageMall, que assumiu a identidade do endereço original. A casa abandonou o Caffè do nome (mantido pela loja no Lagoon, com menu diferente e perfil mais despojado) e passa por remodelações no cardápio, resgatando algumas das clássicas receitas que ajudaram a construir a boa reputação da marca. Uma dessas é o ravióli mágico, recheado de maçã e coberto por molho cremoso com sementes de papoula (R$ 56,00), criação da fundadora Silvana Bianchi. O menu traz ainda a polenta taragna, preparada com ragu de linguiça e fonduta de queijo brie (R$ 29,00), boa dica para a etapa inicial. Entre os principais, o tortelli recheado de carne ao molho de funghi trufado (R$ 49,00) engrossa a ala de massas frescas. Uma alternativa saborosa é o filé de atum grelhado ao molho de limão-siciliano, acompanhado de caponata de legumes. Para a sobremesa, uma sugestão emprestada da cozinha francesa: creme brûlé (R$ 22,00).

    Preços verificados em Outubro de 2015. 

    Saiba mais
  • Brasileira

    Roberta Sudbrack

    Avenida Lineu de Paula Machado, 916, Lagoa

    Tel: (21) 3874 0139

    Veja Rio
    Sem avaliação

    Quiabo, chuchu, fruta-pão e jaca já ganharam preparos surpreendentes pelas mãos da cozinheira, eleita a melhor chef mulher da América Latina pela revista britânica Restaurant, no ano passado. Nos últimos onze anos, foram muitos os prêmios recebidos na edição COMER & BEBER: melhor chef, melhor contemporâneo, melhor casa de alta gastronomia e, o mais recente, de melhor brasileiro (faz sentido). A inquieta mestre-cuca também está à frente do sudtruck, um food truck, como o nome sugere, e do Da Roberta. No casarão do Jardim Botânico, ingredientes típicos inspiram menus anuais. O produto da vez é a taioba, hortaliça comum em Minas Gerais, de aparência semelhante à couve e sabor próximo ao espinafre. Um ravióli de batata-doce, taioba e pão queimado faz parte da nova coleção, a caminho. Os menus variam de três (R$ 250,00) a nove (R$ 450,00) passos. Entre os pratos em cartaz estão o picles de jaca verde, gelatina de caqui e ovas; o vermelho na brasa com canjica e ervas queimadas; e a sobremesa leites — o plural se explica: o leite é servido em versões assado, queimado e caramelado. Na terça, um serviço mais em conta é oferecido por R$ 125,00, com entrada e prato principal. Na quarta, entra em cena o sudburger (R$ 78,00). A casa abre para almoço apenas na sexta, com menu executivo a R$ 145,00 (entrada, prato principal e sobremesa).

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Japonesa

    Seidô

    Rua J. J. Seabra, 10, Jardim Botânico

    Tel: (21) 2530 0780 ou (21) 2125 0675

    Sem avaliação

    A casa, aberta em abril de 2014, marca a volta do inventivo Nao Hara, revelado no Shin Miura, no Centro, onde ainda dá expediente, ao circuito dos japoneses mais sofisticados da cidade - com o fechamento do Nao, no Fashion Mall, em 2011, ele passou a investir em negócios de fast-food e segue prestando consultoria a inúmeros endereços de cozinha japonesa. Seu estabelecimento no Jardim Botânico, no imóvel onde funcionou o Caroline Café, ganhou projeto de decoração tremendamente elegante. O talento de Hara se revela em receitas singulares, a exemplo das duplas de foie gras, deliciosamente chamuscado com o maçarico, encimadas por geleia de vinho do Porto e sal negro (R$ 32,50), de peixe-serra levemente grelhado e salpicado de gengibre (R$ 14,00) e de salmão com cream cheese e confit de amora (R$ 16,50). Marca registrada do chef, o esqueminha permite escolher um percurso entre vinte criações (R$ 150,00 por quatro pratos ou R$ 38,50 cada um). Fica difícil decidir diante de tantas opções atraentes, como o salmão em crosta de ervas sobre sunomono de uva e gengibre e a costelinha de cordeiro ao mel de laranja guarnecida de tempurá de flor de abobrinha recheada de brie.

    Saiba mais
  • Brasileira

    Volta

    Rua Visconde de Carandaí, 5, Jardim Botânico

    Tel: (21) 3204 5406

    1 avaliação

    A casa de decoração e alma retrô aberta pelos sócios Fernando Kaplan e Daniel Oelsner, do bem-sucedido bar de tapas Venga!, tem cardápio inspirado em receitas caseiras. A saída do chef Fernando Pavan, no início de 2015, abriu espaço para interessantes mudanças promovidas por seus sucessores, os gêmeos Juliano e Fernando Basile, 24 anos, egressos de restaurantes como o D.O.M., em São Paulo, e o estrelado Sant Pau, em Barcelona. Nas mãos da dupla, o cardápio ganhou novas seções e hits anteriores foram repaginados. Um deles, o quiabo, tem nova versão: após passar na brasa, chega fatiado sobre creme de aipim, coroado por ovo poché e crocante de milho (R$ 24,00). Boa parte dos pratos, aliás, vem da churrasqueira a carvão: sugestões como o atum selado com melaço, soja e gengibre (R$ 60,00) e o medalhão de mignon marinado em azeite de ervas (R$ 56,00) podem ter o acompanhamento que o cliente escolher. O purê rústico de inhame e o falso risoto de quirera (espécie de canjiquinha de milho) são duas dicas. Há duas alas na sobremesa: de um lado, clássicos imbatíveis como os churros com doce de leite (R$ 20,00). De outro, criações autorais, reflexo da experiência de Juliano no comando da confeitaria do Sant Pau, a exemplo da receita de batata-doce com crumble de castanha-do-pará e sorvete de baunilha (R$ 22,00).

    Saiba mais
  • Japonesa

    Yumê

    Rua Pacheco Leão, 758, Jardim Botânico

    Tel: (21) 3205 7321

    Veja Rio
    Sem avaliação

    Depois de percorrer o salão e passar ao lado da cozinha, o visitante chega ao ambiente mais disputado. Iluminada por velas, a área com tatames sobre o piso de vidro, através do qual se avista o tanque com carpas, fica debaixo de teto retrátil, que revela as estrelas em noites claras. De dia, o jardim também tem seu charme e as luz natural revela detalhes da decoração. Comece pelo nori de manga (R$ 46,00), folhas feitas com a fruta desidratada e alga, cobertas por ova de salmão, que conquistaram a pop star Madonna em sua visita ao restaurante. De sabor forte, o acarajapa (R$ 23,00), versão oriental do quitute baiano preparada com tofu frito e recheada de macarrão de arroz, camarão seco e coentro, é uma criação da antiga dona, Graça Tanaka, quando o nome na fachada ainda era Miss Tanaka. Entre as porções, valem a visita o prato de ostras empanadas com molho adocicado (R$ 45,00) e os famosos tempurás de jaca (R$ 22,0), com macarrão harusame e molho à base de shoyu, amêndoas e hortelã. Do sushi-bar saem enrolados como o tartare especial, de salmão com cream cheese, camarão e ovas de capelim (R$ 53,00, seis unidades). Entre as criações quentes, o bifum (R$ 66,00) é um macarrão de farinha de arroz com frango, camarões e ovo.

    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO