Recomenda

Minimok traz de São Paulo o experiente Carlos Ohata

O chef, que já pilotou no Rio os extintos Boodah Sushi Lounge e Nakombi, comanda o preparo de saborosas novidades 

Por: Fabio Codeço

comida ✪✪✪✪ | ambiente ✪✪✪ | serviço ✪✪✪

filicodivulgaçÃo
Dupla de lagostins cobertos de yuzu (R$ 28,00): dica saborosa (Foto: Filico)

Dono da rede de culinária japonesa, Eduardo Preciado vem, há algum tempo, investindo forte na marca. Trouxe profissionais de prestígio para criar receitas, viajou ao Japão para conhecer a cozinha tradicional do país, especializou-se em saquês. Em sua mais nova investida, contratou o experiente Carlos Ohata, paulistano neto de japoneses, para comandar o sushi-bar — no Rio, ele já esteve à frente do moderninho Boodah Sushi Lounge, sucesso em Ipanema entre 2007 e 2009, e, antes disso, do sofisticado Nakombi, que teve vida curta. Além de pequenos ajustes no cardápio fixo, o chef ensaia novidades, a exemplo do combinado de sashimis (R$ 52,00, doze peças) criados na hora com os peixes mais nobres disponíveis, como torô (o atum gordo) e garoupa. A saborosa seleção de mini-izakayas traz lula recheada de cogumelo e nirá (R$ 38,00), salmão em redução de manteiga, shoyu e limão (R$ 36,00), pernas de lula em tempurá, salpicadas de flor de sal e limão (R$ 36,00), e polvo marinado com pesto de shissô, uma erva chinesa (R$ 36,00). Em porções reduzidas, uma pequena degustação dos quatro itens sai a R$ 39,00. Entre as duplas, prove a deliciosa versão de lagostim e yuzu (fruta cítrica asiática), que, antes de ir à mesa, leva uma chamuscada do maçarico (R$ 28,00). 

Rua Dias Ferreira, 116, loja D, Leblon, 2511-1476 (20 lugares). 12h/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. até 23h). Cc: todos. Cd: todos ② ↔ www.minimok.com.br. Mais dois endereços. Aberto em 2002. $$

Fonte: VEJA RIO