RESTAURANTES

Endereço de vida dupla

Cardápio oriental e happy hour com música ao vivo são os atrativos do Makoto, no Centro

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪

roteirorestaurantesabre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cenário histórico, a região da Travessa do Comércio e do Arco do Telles, no Centro, é repleta de estabelecimentos híbridos. Várias casas que atraem trabalhadores das redondezas na hora do almoço transformam-se em boates, gafieiras ou casas de espetáculos à noite. No endereço onde funcionou o Dito & Feito, exemplo acabado desse conceito "dois em um", abriu as portas, no final de julho, o Makoto, reduto de cozinha oriental. O belo casarão de três andares passou por reformas que transformaram o 2º piso em mezanino e elevaram o pé-direito do salão com paredes de tijolos aparentes.

Itens da culinária japonesa são oferecidos por quilo (R$ 59,00) ou à la carte, mas a lista é um tanto restrita. Do sushi-bar saem, na hora, bons cortes de sashimi de salmão e atum, entre outros peixes. Das poucas opções de makimonos, encontram-se surpresas como o salmão enrolado em arroz e coroado com cream cheese ou o tartar do mesmo peixe sobre arroz envolvido em fatia fina de pepino. Harumakis (de massa muito grossa) e a saborosa estrelinha makoto (massa frita recheada de atum com cream cheese) também ficam expostos em uma bancada, mas é possível solicitá-los ao garçom, que os leva quentinhos à mesa. Pratos de inspiração indiana e tailandesa completam o menu. Nessa ala, comece pela saborosa sopinha de frutos do mar (R$ 16,00). Na sequência, o beef makoto traz quatro fatias de filé-mignon recheadas de pimentões e broto de feijão, que também fazem as vezes de guarnição do prato (R$ 25,00). Na quinta e na sexta, adivinhe: shows de MPB e jazz no 3º andar embalam a happy hour.

Makoto. Travessa do Comércio, ☎ 2224-0338 (80 lugares). 12h/17h (qui. e sex. almoço até 16h e jantar 18h/23h; fecha dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. Aberto em 2011. $

NOTA DE CORREÇÃO: O estabelecimento Dito & Feito não encerrou suas atividades e sempre funcionou na Rua Mercado, 21, Centro, Rio de Janeiro. 

Fonte: VEJA RIO