RESTAURANTES

O vizinho do prefeito

Dom Barcelos aposta na recuperação da Cidade Nova com menu para o almoço e a happy hour

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪??? | AMBIENTE ✪✪✪?? | SERVIÇO ✪✪✪??

roteiro-restaurantes-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Região de importância histórica no Rio, a Cidade Nova atravessou boa parte do século XX em processo de degradação ? lembrado até hoje pelo apelido desairoso dado ao centro administrativo da prefeitura, instalado no bairro. Iniciada na década de 90, a recuperação da área foi acelerada nos últimos anos com a chegada de empresas e instituições públicas de grande porte. A marcha do progresso continua: entre outros prédios, sedes da BR Distribuidora e do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) estão em construção. E essa gente toda vai ter de comer em algum lugar. De olho nesse mercado emergente, Silvana e Sergio Ramos criaram o restaurante de comida por quilo Pimenta Carioca em 2006. Há seis meses, o casal dobrou as apostas ao abrir o Dom Barcelos.

Com capacidade para mais de 200 pessoas, o casarão de dois andares tem decoração divertida, repleta de referências ao galo de Barcelos, ave de cerâmica transformada em símbolo de Portugal. Logo na entrada, um bar abriga a churrasqueira de onde saem a linguiça de pernil (R$ 3,00 a unidade), boa dica para abrir os trabalhos, e outras carnes na brasa, a especialidade local. O meio galeto desossado, acompanhado de arroz de castanha e batata palito, custa R$ 20,90. É permitido trocar a guarnição. Nas sugestões de dias fixos, o bacalhau na brasa, ladeado por batata ao murro, pimentão, alho assado, ovo, vagem, cebola e arroz (R$ 88,40, para dois), é encontrado às quintas. Cerveja e chope da marca Mistura Clássica, de Volta Redonda, podem animar o almoço ou a happy hour. O Tripel (R$ 7,20, 300 mililitros), com colarinho, é uma atraente novidade.

Dom Barcelos Galeteria e Grill. Rua Correia Vasques, 39, Cidade Nova, ☎ 2502-5166/4730, ? Praça Onze (220 lugares). 11h/19h (qui. e sex. até 22h). Cc: M e V. Cd: todos. Couvert art. (R$ 4,00, sex. a partir das 17h). ⑤ → Aberto em 2012. $

Fonte: VEJA RIO